Só no INSS o rombo já seria de 50 milhões de reais

Se não houver um freio nas ações de Sônia e Cristino, o futuro de Araioses será um buraco negro sem fim

Venho alertando aqui no blog e em conversas com pessoas de todas as áreas, que a situação financeira do município de Araioses é gravíssima, porém isso parece não preocupar principalmente aos que querem está no comando da nossa prefeitura a partir de 1º de Janeiro de 2021.

Segundo informações só ao INSS o rombo já seria de 50 milhões de reais. Um funcionário da prefeitura disse-me que o desconto dele para essa instituição passa de trezentos reais, mas que esse valor não é repassado nem pela metade. Essa prática complica e muito que vai dar entrada em sua aposentadoria.

Volto a insistir, a situação de Araioses só piora a cada dia e para mudar esse caos não vai ser fácil até para um gestor bem intencionado, quanto mais para quem só está de olho no poder e nas verbas do povo araiosense.

Araioses tem jeito sim, mas primeiro vamos nos ajeitar também tendo critérios sérios e honestos na escolha do próximo gestor.

Em tempo: As dividas da prefeitura araiosense junto ao INSS, ações na justiça, entre outros não são todos de responsabilidades da atual gestão, porém se não houver um freio na administração da primeira dama Sônia Araújo e do prefeito Cristino Gonçalves, o futuro de Araioses estará totalmente comprometido.

A favor de prisão em 2ª instância, Huck recorreu ao STJ contra condenação por “apropriação”

Joesley e Huck em Angra

Por Kiko Nogueira no DCM

Luciano Huck, candidato à presidência em 2022, fez demagogia vagabunda nas redes.

“P/ constar; sou a favor da execução das decisões criminais após o 2º grau. Pq alinha o Brasil c/ o padrão mundial da justiça penal”, escreveu.

“Pq a impunidade e os incentivos errados fizeram disparar a corrupção e violência no país. E por entender q esta é uma vontade legítima da sociedade.”

O “padrão mundial” de Huck é o mesmo de Bolsonaro.

Ele construiu uma mansão na Ilha das Palmeiras, em Angra do Reis, que lhe deu vários problemas na Justiça.

Fora beneficiado por um decreto do então governador Sérgio Cabral, um de seus famosos ex-amigos, que mudou a legislação ambiental.

Tratava-se da “lei Luciano Huck”.

Em 2017, o Ministério Público Federal do Rio de Janeiro ordenou-lhe que retirasse boias que cercavam a propriedade e pagasse uma indenização de R$ 40 mil por danos morais coletivos causados pela degradação do meio ambiente.

Huck, segundo o MP, usou “um pretexto para legitimar a apropriação de bem de uso comum do povo”.

Quatro anos antes, quando foi condenado, o sujeito alegou que a cerca se destinava à maricultura, o que é uma cascata.

Entrou com uma série de recursos de defesa tentando reverter a condenação em segunda instância.

O apresentador foi até o STJ para rediscutir sua punição.

Uma paisagista que trabalhou na Paraty House dos Marinhos falou ao DCM sobre como funciona a picaretagem da maricultura.

Na verdade, os bacanas cultivam uma fazenda marinha de mentira para impedir acesso de banhistas e barcos indesejáveis. As lanternas (estruturas onde os moluscos ficam armazenados) servem de obstáculo.

Para Luciano Huck, justiceiro bolsomorista de ocasião, “vontade legítima da sociedade” é boa desde que em outras praias.

Huck e a mulher Angélica na mansão em Angra: “maricultura” para manter a praia limpa de gente

Mulher é assassinada e degolada em Palmerândia

Reprodução

O Imparcial

Uma mulher identificada como Silvanete Silva Araújo, de 33 anos, foi encontrada morta, na manhã de hoje (06), em uma estrada do povoado Pivô, localizado no município maranhense de Palmeirândia. A vítima foi assassinada a golpes de faca e teve sua cabeça arrancada.

Segundo a polícia, Silvanete Silva foi morta enquanto voltava de moto do trabalho para sua casa, que fica no povoado São Carlos, no fim da tarde desta quinta-feira (05). Após cometer o crime, o assassino ainda fugiu com a moto da vítima.

Foi o próprio pai da vítima que encontrou o corpo da filha e chamou a polícia. Segundo ele, a cabeça de Silvanete estava longe do corpo e sua motocicleta, até o momento, não foi encontrada.

A polícia ainda está investigando o caso para conseguir localizar e prender o autor do crime.

Deputada Daniella Tema recebe alunas do ‘Escola de Lideranças para Meninas’

A deputada estadual Daniella Tema (DEM) recebeu nesta quarta-feira (04), alunas do Projeto Escolas de Lideranças da ONG PLAN INTERNACIONAL do município de Buriticupu. Acompanhada das professoras do IFMA Danielly Pessoa, Maristhela Rodrigues e Karen Bertoldo, as meninas conheceram as dependências da Assembleia Legislativa, assistiram a sessão plenária do dia e em seguida participaram de um bate papo com a parlamentar no plenarinho.

“É uma honra poder receber essas meninas empoderadas que vieram de tão longe para conhecer como funciona a Casa do Povo. Tivemos uma experiência de receber a menina Júlia, que esteve conosco ocupando o nosso gabinete como parlamentar por um dia, um momento especial para todos nós. Parabenizo a ONG Plan, pela iniciativa, as professoras e agradeço as meninas pela visita. Contem com o nosso apoio no que for necessário para que possamos construir uma sociedade mais justa e de igualdade entre os gêneros”, afirmou a deputada Daniella Tema.

O objetivo central do Projeto Escola de lideranças pra meninas, é apoiar o empoderamento feminino para a prevenção das violências baseadas em gênero, desenvolvendo suas habilidades para a vida, seus conhecimentos sobre seus direitos e incentivando sua participação cidadã. A Escola tem duração de quase 80 horas, com encontros semanais facilitados por educadoras, e promove visitas a espaços como a Assembleia Legislativa, Ministério Público e prefeituras. A Escola de Liderança Para Meninas acontece atualmente no Maranhão, no Piauí e em São Paulo.

Alunos da rede pública são beneficiados com instrumentos musicais doados pelo Governo do Estado

Flávio Dino: “Em vez de fuzis e tiros contra jovens, acredito em educação, música, esperança” – Foto: Karlos Geromy

Um total de 136 kits contendo instrumentos musicais e outros equipamentos foram doados pelo Governo do Estado a escolas e municípios maranhenses. As doações vêm reforçar política da gestão estadual em reforço à educação aliada ao esporte, lazer e arte. A medida faz parte das ações Escola Musical e Maranhão Musical, coordenadas respectivamente pelas secretarias de Estado da Educação (Seduc) e Cultura (Secma). O governador Flávio Dino fez a entrega dos instrumentos nesta quinta-feira (5), às 9h30, no auditório do Palácio Henrique de La Rocque, Calhau.

O governador Flávio Dino lembrou o investimento constante da gestão em iniciativas na área da cultura. “Consideramos que a cultura é parte da identidade do povo brasileiro, é um direito garantido na Constituição e enxergamos essa transversalidade dos investimentos nesta área, por impactar em outras áreas importantes. Essa entrega de milhares de instrumentos vem somar com as prefeituras e as escolas nesse valioso trabalho de valorização da cultura”, disse. Ao todo são 3.988 itens, entre instrumentos e acessórios.

A doação do Governo do Estado objetiva democratizar o acesso ao ensino de música gratuita em todo o estado, incentivando a realização de cursos regulares de iniciação e formação musical, com aulas práticas e teóricas sobre diversos instrumentos. Os alunos poderão utilizar os instrumentos na formação de bandas marciais e fanfarras, além de bandas de música popular, erudita, para o estudo de música, entre outras possibilidades.

O titular da Seduc, Felipe Camarão, destacou ser esta “uma ação importante para fomentar a cultura e a música, nessa ação conjunta da Educação e da Cultura. São quase 80 escolas e 20 municípios contemplados em uma iniciativa que é realizada desde 2015, com o intuito de promover o desenvolvimento social dos estudantes, fomentar a arte e lazer e, principalmente, o aprendizado dos nossos alunos”.

“O Maranhão é conhecido mundialmente pela sua música e seus ritmos. Entregar estes kits aos nossos alunos e bandas municipais é importante para fomentar e estimular a formação de músicos, além de valorizar ainda mais a nossa música”, destacou o titular da Secma, Anderson Lindoso.

Governo entrega instrumentos musicais para rede pública de ensino – Foto: Karlos Geromy

Fruto do projeto Escola Musical, ligado à Seduc, serão distribuídos 116 kits de instrumentos musicais, compostos cada um por 14 instrumentos musicais e 14 estantes para partituras. Pelo Maranhão Musical, ligado à Secma, soma 20 kits com 17 instrumentos e mais 20 estantes para partitura. A contrapartida das prefeituras é a destinação do espaço de funcionamento da escola, a contratação de professores e a criação de leis municipais para a criação das escolas de música municipais.

O prefeito de Lago da Pedra, Laércio Arruda, agradeceu a ação do Governo do Estado. “É muito importante para nossa cidade e nosso jovem, sobretudo por essa parceria com o governador Flávio Dino e estar aqui com outros prefeitos, podendo receber esses kits. A música é uma oportunidade de interação, do jovem aprender e ter um convívio social mais satisfatório”, reforçou o gestor.  Os kits foram distribuídos para 63 escolas da rede estadual de ensino, 15 unidades da rede municipal e mais 17 municípios.

A gestora do CE Padre Anchieta, do município Presidente Dutra, Lúcia Maria Macedo avaliou que a iniciativa vai refletir de forma positiva para mais empenho do aluno no estudo. “Temos vários alunos que tocam algum instrumento, em bandas musicais da nossa cidade. Descobrimos vários alunos com habilidades durante show de talentos que promovemos e ao conversar com ele, ficaram bastante felizes com a aquisição e já planejam organizamos algum grupo com esse suporte”, disse.

Aluno do CE Almirante Tamandaré, de São Luís, Kellysson Davi Pinheiro, do 3° ano do Ensino Médio, disse que a escola tem o projeto de montar uma banda. “Antes, utilizávamos instrumentos emprestados e agora, com essa doação, ficará mais fácil realizar nosso projeto e reforça o que temos aprendido em nossa escola”, enfatizou.

Promotor recomenda suspensão de projeto de lei que permite pagamento de professores com recursos dos precatórios do Fundef

O promotor de justiça Thiago de Oliveira Costa Pires emitiu Recomendação nesta terça-feira, 3, ao presidente da Câmara Municipal, a todos os vereadores e a prefeita de Porto Rico que suspendam imediatamente a tramitação do Projeto de Lei nº 1/2019 que prevê a utilização de recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef) para pagamento de professores com recursos dos precatórios.

O Fundef foi substituído pelo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) e é composto por recursos de cada estado e complementado pela União nos casos em que não alcance o valor mínimo previsto nacionalmente.

O objetivo do Ministério Público do Maranhão é evitar que o projeto de lei, de 27 de novembro deste ano, em tramitação em regime de urgência, dispondo sobre o rateio dos recursos oriundos de precatórios do Fundeb sejam destinados ao pagamento dos professores municipais. O projeto de lei contraria decisão do Tribunal de Contas da União e tribunais superiores.

Caso a lei seja aprovada, a Promotoria de Justiça recomendou à prefeita de Porto Rico que exerça seu poder de veto, com base na inconstitucionalidade formal e material, além dos possíveis danos à probidade administrativa.

O MPMA destaca que o projeto tem vícios de natureza formal, tanto pela impossibilidade de os municípios legislarem sobre financiamento da educação, matéria de competência exclusiva da União, quanto pelo vício de iniciativa, “descabendo aos membros do Poder Legislativo iniciarem projetos de lei com obrigações de natureza financeira para os chefes do Poder Executivo”.

Na Recomendação, o Ministério Público destaca que esses valores não podem ser destinados para pagamento de remuneração de professores, “por não haver discricionariedade do prefeito no tocante a fazer ou não este pagamento, já que se trata de verba vinculada à educação e, por isso, devem ser empregados integralmente em ações de educação e não para pagamento de professores”.

O promotor de justiça alertou, ainda, que a tramitação e votação do projeto de lei configura ato de improbidade administrativa, previsto no art. 11, da Lei nº 8.429/92, pois se trata de desvio de finalidade. “Existe o dolo dos vereadores em aprovar projeto de lei manifestamente ilegal e a referida lei é dissociada do interesse público, beneficiando apenas a categoria dos professores, configurando lesividade ao erário municipal”, afirmou Thiago Pires.

Fonte: MPMA

Celebridade da web, Diego “Bunitinho” é morto pela polícia de Witzel no Rio

Reprodução

Por Revista Fórum

A Polícia Militar do governo Wilson Witzel, do Rio de Janeiro, fez mais uma vítima nesta quinta-feira (5). Desta vez, o disparo atingiu a celebridade web Diego de Farias Pinto, mais conhecido como “Bunitinho”, de 36 anos. Nesta madrugada, ele foi convidado a fazer um show em uma festa na comunidade do Dendê, na Ilha do Governador, local onde foi atingido.

Diego chegou a ser socorrido no Hospital Municipal Evandro Freire, mas não resistiu aos ferimentos. De acordo com a polícia, ele estava na companhia de mais três homens, que também faleceram após disparos das autoridades. Ainda, segundo relatos, uma das vítimas era o empresário de Bunitinho, identificado como Jorge Tadeu. Em nota, a Polícia Civil informou que a Delegacia de Homicídios (DH) investiga o caso.

Bunitinho viralizou nas redes sociais no ano passado. Ele tinha 400 mil seguidores no Instagram e quase 100 mil no Youtube e já havia participado de programas de televisão como Balanço Geral, na TV Record, e de rádio, na FM O Dia.

Diego fazia participações em eventos, parcerias com empresas e convivia com o meio artístico, sendo conhecido por cantores como Nego do Borel e Belo. Uma das marcas registradas do artista era o vídeo “sextou”, produção que o viralizou nas redes sociais.

Arquivos da intervenção deram a Witzel segredos da milícia, diz jornalista

Por Fernando Brito, editor do TIJOLAÇO

Há mais coisas entre a Barra da Tijuca e o planalto brasiliense do que supõe a nossa vã filosofia.

Maria Cristina Fernandes, hoje, no Valor, ao analisar os desdobramentos das ações policiais na política (leia o artigo completo aqui), dá uma informação relevantíssima para quem quiser entender caldeirão de pressões, segredos e chantagens em que estamos mergulhados:

A linha dura na segurança pública coloca Doria em concorrência direta com Witzel pela raia bolsonarista. Além de exibir uma letalidade policial que é o dobro da de São Paulo, o governador do Rio tem armas inexistentes no arsenal paulista. Quando deixaram o comando da segurança pública no Rio, em dezembro de 2018, os militares levaram para o Centro de Informações do Exército todos os arquivos que diziam respeito à atuação de sua tropa e entregaram para o governador eleito as informações relativas às policias estaduais e às milícias por elas controladas. Foi assim que Witzel colocou algumas braçadas à frente de Doria. Sua polícia não apenas é a que mata mais como também é guardiã do mais disputado acervo da República. Aquele que conta a história de como o descontrole do poder armado deu asas ao maior fenômeno da direita na história nacional.

Fernandes é profissional extremamente séria e não estaria dizendo isso sem ter boas fontes.

A briga entre Witzel e Bolsonaro talvez se explique por aí. O juiz-fuzileiro, para atacar o capitão-artilheiro deve, de fato, ter munição de grosso calibre.

Da mesma forma, o interesse em retirar o caso Marielle da polícia estadual e entregá-lo a pessoas “de confiança” na Polícia Federal pode se explicar por este acervo de informações.

A pedido de Márcio Jerry, grupo de trabalho para Alcântara será oficialmente criado

O deputado federal Márcio Jerry (MA) cobrou do ministro Marcos Pontes a promessa de criação de um Grupo de Trabalho Interinstitucional para debater, junto à comunidade de Alcântara (MA), a implantação do Acordo de Salvaguardas Tecnológicas (AST) e uso da Base Espacial instalada na cidade. A reivindicação foi feita nesta quarta-feira (4), durante a audiência realizada pela Câmara dos Deputados para que Pontes explicasse um suposto projeto de remoção de cerca de 350 famílias quilombolas da região.

A expectativa é que a formação do Grupo sugerido por Jerry seja uma forma de pôr fim às dissidências entre parlamentares que acusam o Ministério de sonegar informações a respeito de uma possível expansão da área e garantir a criação de um canal de diálogo entre os diferentes segmentos envolvidos no processo. “Precisamos trabalhar para retomada do Programa Espacial Brasileiro, mas exigindo o cumprimento rigoroso dos direitos das comunidades quilombolas de Alcântara, incluindo os passados, e quaisquer novos danos às populações”, disse o parlamentar maranhense.

A proposta de instalação do GT foi apresentada e acatada pela primeira vez em abril deste ano, antes da aprovação do Acordo pelo Congresso Nacional. O grupo deverá ser integrado por representantes do Governo Federal, do Governo do Maranhão, da Prefeitura de Alcântara, do Congresso Nacional, membros da comunidade científica e quilombola. Na reunião desta quarta, o ministro restabeleceu o compromisso com a proposta e defendeu que o GT conte com a participação ativa de parlamentares.

Aluno da Escola Municipal Pedro Mariano Moreno de Água Doce ganha medalha de ouro na Olimpíada Brasileira de Matemática

Gustavo Vilar Brandão

Gustavo Vilar Brandão, aluno da Escola U.E.B Pedro Mariano Moreno conquistou mais uma medalha, desta vez a de ouro na última edição da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP). Ele foi o único medalhista de ouro de Água Doce. E o aluno Kauan Brandão recebeu uma menção honrosa

A professora e gestora Cassiane, tem apoiado os alunos da escola, entre eles Gustavo vem se destacando. O garoto vem sendo exemplo para os colegas, acreditando que a dedicação diária leva ao sucesso. “Essa medalha, assim como as outras, é resultado de bastante esforço. Agradeço muito a todos os professores e funcionário para garantir o sucesso dos nossos alunos. Ale, da medalha de ouro de Gustavo, o aluno Kauan Brandão recebeu uma menção honrosa, e nossa escola ganhou um kit pedagógico.”, afirmou Cassiane.

O aluno Gustavo já havia ganhado bronze na ultima edição da OBMEP, com mostramos AQUI.

A Olimpíada é organizada pelo Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada, o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações e o Ministério da Educação.

Fonte: Blog do Edu Santos

Professora morre após ser atropelada por ambulância de Tutoia

Professora Elizete Sousa

Aconteceu na manhã de hoje (5), um acidente fatal na estrada de Paulino Neves. Segundo as primeiras informações a professora Elizete Sousa fazia caminhada – como era de costume – quando foi surpreendida por uma ambulância da cidade de Tutoia, causando morte.

Segundo informações de terceiros, suspeita-se que o motorista dormiu ao volante e adentrou ao meio fio da pista atropelando fortemente a professora  Elizete Sousa.

Também o que se sabe é que a população revoltada incendiou a ambulância e pretendia linchar o motorista da mesma, mas essa ação foi prontamente interrompida  polícia.

Populares em revolta ao ocorrido atearam fogo no veículo.

Com informações do blog do Antonio Amaral, edição de Daby Santos

Paraisópolis não será enterrada com seus mortos

Por Fernando Brito, editor do TIJOLAÇO

O massacre de Paraisópolis – já a ninguém estranha falar-se assim – não vai ser assunto sepultado junto com os oito rapazes e a moça mortos na brutal ação da PM na madrugada de domingo.

Por mais que se despeje por sobre o caso camadas de silêncio e hipocrisia, está evidente que há mais ali que uma ação desastrada das forças policiais.

Tal como no caso da menina Ágatha Félix, no Rio, o pacto corporativo policial de encobrimento não será suficiente, ao que tudo indica, para manter a versão – gasta de tão usada – de que tudo foi apenas a reação a marginais que passavam numa motocicleta.

É evidente que não são soldados ou cabos da PM os responsáveis por um processo cujas responsabilidade ultrapassam as próprias forças policiais e alcançam Governo, Justiça e mídia.

O retrocesso, patrocinado por todos eles, aos conceitos da República Velha – “a questão social é um caso de polícia”, dizia a frase atribuída Washington Luís – faz parte de um caldo de cultura política que atribui à repressão policial-judicial o condão de resolver os problemas nacionais que, por sua vez, seriam o tráfico, o crime e a corrupção.

Os meninos e a menina mortos em Paraisópolis são uma metáfora cada vez mais entendida do que esta visão reserva ao povão: contente-se em não existir.

Tratam-no como estorvo, problema, incômodo.

Mas ele, teimosamente, existe.

Há meio século, Milton Nascimento e Ronaldo Bastos escreveram os versos de “Menino”: quem cala sobre teu corpo/consente na tua morte”.

É preciso a coragem consciente de não temer os imbecis que comemoraram massacres como imposição da ordem e mortes como defesa da vida.

Em São Luís PM que agrediu e tentou abusar sexualmente de mulher é afastado

Reprodução

Vídeo divulgado nas redes mostra que, ao tentar prender a mulher, o policial coloca a mão em suas partes íntimas e comete um abuso. No entanto, a população se indigna com o ato e tenta impedir a prisão

Revista Fórum

O policial que aparece em imagens divulgadas nas redes sociais tentando colocar à força uma mulher e colocando a mão nas partes íntimas dela em São Luís, no Maranhão, foi afastado das ruas e colocando em funções administrativas até a conclusão das investigações sobre o caso.

O outro policial que aparece nas imagens também foi afastado, segundo a Polícia Militar do Maranhão, que não divulgou o nome dos PMs.

Ao tentar prender a mulher, o policial coloca a mão em suas partes íntimas e comete um abuso. No entanto, a população se indigna com o ato e tenta impedir a prisão.

Com gritos de “respeite ela!”, a população vai prontamente em direção aos policiais para protestar contra o abuso. Em seguida, um dos agentes fecha as portas da viatura, enquanto o outro deixa a vítima ir embora. Após a soltura, aos poucos o tumulto da região se dispersa.

Servidor público satisfeito faz festa, quando não faz greve

Servidores e moradores satisfeitos com o evento

Quando o servidor público está satisfeito com gestor ele faz festa, quando não faz greve. Segundo diz Luís Pablo em seu blog foi isso que ocorreu em Tuntum/MA, onde um evento de confraternização marcou o povoado de São Joaquim dos Melos, naquele município na festa organizada pelos servidores da Secretaria Municipal de Educação da Zona Rural.

Secretário Magno Melo, uma morada do povoado, deputada Daniella Tema e o pré-candidato Maurício Seabra

Veja abaixo o post de Luís Pablo:

Um evento de confraternização marcou o povoado de São Joaquim dos Melos, no município de Tuntum-MA. A festa foi organizada pelos servidores da Secretaria Municipal de Educação da Zona Rural.

A deputada estadual e primeira dama da cidade Daniella Tema, juntamente com o secretário Magno Melo (Educação) marcaram presença. Além deles, também compareceu no evento o pré-candidato a prefeito Maurício Seabra.

Todos saíram satisfeitos do local.

Pré-candidato Maurício Melo discursando

Daniella Tema ao lado do secretário Magno Melo

 

Flávio Dino reduz imposto do gás de cozinha e isenta IPVA para taxista

Uma corajosa iniciativa do governador Flávio Dino (PCdoB-MA) ajudará a diminuir o custo de vida de milhões de maranhenses. Nesta terça-feira (3), a Assembleia Legislativa do estado aprovou, por unanimidade, o projeto do Executivo que reduzir o imposto sobre o gás de cozinha – um dos produtos da cesta básica que mais encareceram no ano. A alíquota de ICMS do Gás Liquefeito Derivado de Gás Natural cairá de 18% para 14%. Os deputados também aprovaram a isenção de IPVA para taxistas e mototaxistas.

“Enviei projeto de lei reduzindo em 22% o imposto sobre o gás de cozinha. Agradeço aos deputados pela aprovação dessa importante mudança. E também dos benefícios em favor de mototaxitas e taxistas”, tuitou o governador comunista. Além do IPVA, o projeto prevê isenção de no licenciamento para táxis com capacidade para até sete passageiros e pata mototáxis de até 200 cilindradas.

Fonte: Vermelho