Até gente do grupo da prefeita Luciana Trinta já se deu conta de reeleição dela já era

Enquanto Neto Carvalho – ao lado de uma apoiadora – avança na preferência popular, a prefeita Luciana Trinta se afoga nas águas profundas da rejeição

Entre os que fazem parte do grupo de Luciana Trinta há um significativo número desses, que para eles, a prefeita vai para a disputa da reeleição já derrotada.

Esses que apenas reservadamente externam o que pensam estão cientes de que a prefeita entrou muito tarde na luta para continuar no poder e que em todas as localidades de Araioses – seja na sede da cidade –  ou nos povoados da zona rural do município, a rejeição dela é irreversível e que ela faça o que fizer essa situação não vai mudar.

Para esses, a majoritária opinião é de que o empresário Neto Carvalho a cada dia se firma cada vez mais no sentimento de mudança que o eleitor araiosense sonha, assim também que para eles Valéria Manin Leal é carta fora do baralho.

A filha do Manin Leal é rejeitadíssima na sede de Araioses e a peregrinação do grupo dela pelos povoados do município não empolga ninguém.

Não se trata de nenhuma novidade, porque embora determinados políticos menosprezem a inteligência do araiosense, a história mostra que se ele não tem um bom candidato para eleger prefeito de Araioses numa eleição, ele opta pelo menos ruim, mas não permite que continue no poder um gestor ou gestora que não honrou o mandato.

Embora ainda na fase de pré-campanha o eleitor araiosense já identificou em Neto Carvalho a melhor opção – o melhor nome – para tirar Araioses da situação de atraso em que se encontra e coloca-lo no rumo do desenvolvimento a partir do dia 1º de Janeiro de 2025.

Pastor do DF estuprava fiéis para “quebrar maldição”

Líder religioso dizia ter o dom da revelação. Ele foi preso nesta manhã em uma operação da PCDF

De acordo com a apuração policial conduzida pela 26ª Delegacia de Polícia (Samambaia Norte), o pastor agia sempre sob a ameaça de morte de algum parente próximo – (crédito: PCDF/Divulgação)

Por Darcianne Diogo

Correio Braziliense – De “revelações” a abusos sexuais. Um pastor evangélico de uma igreja de Samambaia Norte foi preso na manhã desta quarta-feira (22/5) acusado de violação sexual mediante fraude e extorsão. As investigações da Polícia Civil (PCDF) revelaram que o líder religioso, de 41 anos, usava da influência para fazer revelações e prometia a “quebra da maldição” mediante abusos sexuais. Uma outra pastora, de 58 anos, é suspeita de ser cúmplice dos atos.

Na igreja, o pastor era conhecido pelo dom da revelação. Em um dos casos, o religioso abordou um fiel e disse ter tido uma visão em que a mulher dele iria morrer. Para “quebrar a maldição” de morte, a solução seria a realização de sete “unções”, que teriam que ser feitas nas partes íntimas da esposa do fiel. Com medo, a vítima cedeu e manteve relações com o líder religioso.

De acordo com a apuração policial conduzida pela 26ª Delegacia de Polícia (Samambaia Norte), o pastor agia sempre sob a ameaça de morte de algum parente próximo — cônjuge, filho e outros —, obrigando os fiéis a terem relações sexuais com ele e também com outros fiéis. Uma segunda pastora de uma igreja de Sobradinho é suspeita de aplicar ameaças de “castigo celestial”. Ela chegou a ter relação sexual com os fiéis na presença do pastor.

Extorsão

As investigações ainda revelaram que o pastor auferia vantagem financeira dos membros da igreja os ameaçando. As ameaças consistiam em dizer que um ente querido iria morrer ou ficaria deficiente.

Uma das vítimas, que é mulher, além de realizar doações para igreja, chegou a pagar passagem e hospedagem para o autor viajar para o Rio de Janeiro, sendo que essa mesma vítima ainda emprestou uma chácara que tinha, onde o autor realizou “orgias” com outros membros da igreja.

As buscas nesta manhã foram cumpridas nas cidades de Vicente Pires, Samambaia e Sobradinho. Os autores irão responder pelos crimes de violação sexual mediante fraude e extorsão, cujas penas podem chegar a 17 anos de prisão.

‘Maior estelionatária do país’ é presa pela PRF em Nova Olinda do Maranhão

Investigada já aplicou golpes em ministra do STJ e uma desembargadora do estado da Bahia

À esquerda, a investigada quando foi presa na Paraíba, em 2022.                       Créditos – Reprodução

Por O Imparcial

Uma mulher 56 anos , identificada como Adriana Maria de Oliveira Furtado — que responde mais de 50 processos por estelionato em vários estados do Brasil —, foi presa na tarde de ontem (21) em Nova Olinda do Maranhão, a 350 km de São Luís.

Tida como “a maior estelionatária do país”, ela é natural de Joinville (SC) e vinha sendo procurada por diversos crimes de estelionato aplicados em várias regiões do Brasil — incluindo um golpe que gerou um prejuízo de um milhão de reais a uma agência bancária no sul do país.

Créditos – Polícia Rodoviária Federal/Divulgação

Segundo informações da PRF, a investigada foi detida no km 158 da BR-316, em Nova Olinda. Os policiais logo constataram que a motorista tinha um mandado de prisão em aberto por estelionato – além de uma ocorrência da Delegacia de Polícia Civil do Alagoas.

Com a investigada, foram apreendidos 13 cartões bancários e outros 3 tipos de cartões. Diante das informações obtidas, a mulher foi presa em flagrante e encaminhada à Delegacia de Polícia Civil local, onde ficará à disposição da justiça.

Histórico

Adriana Maria de Oliveira já foi presa outras vezes. Em 2022, ela foi detida na Paraíba — na ocasião, a Polícia Civil paraibana informou que a mulher possuía sete CPFs e tinha, entre as vítimas de golpes, uma ministra do STJ e uma desembargadora do estado da Bahia. A suspeita também acumula processos no Rio Grande do Norte, São Paulo e Santa Catarina.

Em 2018, Adriana Maria de Oliveira foi presa em flagrante em Natal (RN). Na época, foi veiculado que — em uma agência bancária do sul do país — ela conseguiu dar um prejuízo de R$ 1 milhão e 51 mil.

Previsto no do artigo 171 do Código Penal, o crime consiste na prática de golpes, nos quais o criminoso engana a vítima para obter algum tipo de vantagem, na maioria da vezes em dinheiro.

Neto Carvalho segue avançando em Araioses com diálogo direto com a população

Neto Carvalho em reunião na manhã desta quarta-feira (22/5) no Povoado Pirangi

O empresário Neto Carvalho, pré-candidato a prefeito de Araioses na eleição de 6 de outubro segue avançando na preferência do araiosense ostentando altos índices de aprovação. O fato de priorizar em suas ações o diálogo direto com a população tem facilitado a identificação dele com o povo, que se manifesta cada vez mais na intenção de colocá-lo no comando de sua prefeitura.

Com seu jeito humano e sensível, populares tem recebido Neto Carvalho e declarado apoio ao projeto de desenvolvimento de Araioses que está sendo discutindo por todo o município.

“Um ser humano incrível, que gosta do povo e gestor que trabalha, é de uma pessoa assim que Araioses precisa”, disse Dona Mariana moradora na zona rural do município.

Com sentimentos de emoção, entusiasmo e esperança, a população araiosense vai abraçando firmemente o projeto de Neto Carvalho que tem como principal objetivo tirar Araioses e seu povo da condição de atraso em que se encontra.

Correios arrecadam mais de 15 mil toneladas de donativos para vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul

Entidade vinculada ao Ministério das Comunicações já entregou quase 4 mil toneladas para Defesa Civil local

Os Correios, entidade vinculada ao Ministério das Comunicações, arrecadaram mais de 15 mil toneladas de doações para as vítimas das chuvas no Rio Grande do Sul. Parte desse material – quase 4 mil toneladas – já está com a Defesa Civil local.

As demais doações estão sob a gestão logística dos Correios e será liberada conforme demanda da própria Defesa Civil.

Os números foram divulgados nesta terça-feira (21) pelo presidente dos Correios, Fabiano Silva dos Santos, durante coletiva de imprensa realizada no Rio Grande do Sul. O chefe da estatal destacou a vantagem de ter agências por todo Brasil.

“Os Correios estão presentes em todos os municípios do País. Para nós, é motivo de alegria poder ajudar o povo gaúcho neste momento de consternação. Desde o dia em que começou toda essa tragédia, o presidente Lula nos deu a determinação de que toda a nossa estrutura ficasse à disposição dos gaúchos”, disse.

Os Correios arrecadam donativos desde o dia 2 de maio. A ação abrange o recebimento, a triagem, o transporte e a entrega de itens vindos de todo o Brasil. As entregas são concentradas na sede da Defesa Civil, em Porto Alegre.

“Os Correios estão de parabéns pelo intenso trabalho para levar socorro ao Rio Grande do Sul. As doações chegam para mostrar que todo o Brasil está em uma corrente pelo socorro desse estado tão importante. As ações não podem parar até que todos voltem para suas casas, suas rotinas e dignidade”, afirmou Juscelino Filho, ministro das Comunicações.

O presidente dos Correios anunciou também medidas para a ampliação da capacidade de armazenamento de carga no estado gaúcho. De acordo com ele, a intenção é ampliar a rede para trazer 500 toneladas de doações por dia ao Rio Grande do Sul.

“Conseguimos parcerias com empresas para utilizar estruturas da iniciativa privada para poder fazer esse armazenamento de mercadorias”, complementou.

Também participaram da coletiva em Porto Alegre: os ministros Paulo Pimenta, da Secretaria Extraordinária de Apoio à Reconstrução do Rio Grande do Sul; Nísia Trindade, da Saúde; e Waldez Góes, da Integração e do Desenvolvimento Regional; e o secretário nacional de Proteção e Defesa Civil, Wolnei Wollf.

As doações podem ser realizadas em todas as mais de 10 mil agências dos Correios do Brasil para serem transportadas, gratuitamente, para a Defesa Civil no Rio Grande do Sul (clique aqui e confira o endereço e o horário de funcionamento das agências).

A ação integrada está sendo realizada por iniciativa conjunta da Diretoria Executiva da estatal e do Ministério das Comunicações, pasta à qual a empresa está vinculada e que atua no grupo de crise criado para enfrentar a situação.

O que doar (por ordem de prioridade)

• Água e itens de cesta básica (verifique a validade de todos os itens e não doe se estiverem vencidos ou perto do vencimento);

• Ração para pet;

• Itens de higiene pessoal (escova de dente, creme dental, sabonete, absorventes, papel higiênico e fraldas infantis e geriátricas);

• Itens de limpeza (secos, como sabão em barra, sacos de lixo, panos de limpeza, luvas, escova de limpeza, esponjas).

Os Correios não estão aceitando, temporariamente, doação de vestuário, conforme entendimento com a Defesa Civil.

Para facilitar a triagem das doações

• Cestas básicas devem ser entregues já fechadas ou com os alimentos reunidos em sacos transparentes.

• O ideal também é que os itens de higiene pessoal sejam entregues já reunidos em kits, em sacos transparentes.

• Separe os itens por categorias e coloque em caixas ou sacolas que podem ser fechadas/amarradas.

• Coloque em caixas ou sacola com boa vedação, com cuidado para não haver rasgos ou furos.

Neto Carvalho e um novo horizonte para as crianças araiosenses que hoje podem votar

Num possível e desejado governo de Neto Carvalho as crianças araiosense terão a oportunidade de ter uma educação de qualidade – (Montagem com reprodução)

Em 2016 quando Valéria Manin Leal perdeu a reeleição, as crianças araiosenses que naquele ano tinham entre 8 e 10 anos de idade hoje são eleitores, portanto podem votar na eleição do dia 6 de outubro.

As que tinham 8 anos de idade hoje tem 16 anos e se foram cadastrados a tempo no cartório eleitoral não são obrigados a votar, mas podem exercer  o direito do voto, se assim for a vontade desses.

Já as que em 2016 tinham 10 anos, hoje com 18 anos são obrigados a votar segundo exige e a legislação eleitoral.

Mas é necessário dizer que a gestão de Valéria Manin Leal foi um desastre para todos os araiosenses, porém ninguém mais do que as crianças foi prejudicado naquele desgoverno.

Roubaram-lhe o futuro e hoje, 8 anos depois do fim daquela desastrosa gestão, aquelas crianças são jovens sem uma formação educacional de qualidade, somam uma legião de desempregados, vivem dependentes dos pais numa ciranda que parece não ter fim.

Como na época essas crianças não tinham noção dos escândalos que caracterizaram a administração de Valéria Manin Leal, hoje elas podem ser presas fácil das mentiras e engodos da larva do chefe do grupo, o Saruê de Santa Quitéria.

Quem em 2012 elegeu a filha do Manin, hoje tem a obrigação de manter na mente a lembrança do quanto foi ruim para Araioses e seu povo a gestão de Valéria.

Ela tem enorme participação nas nefastas ações que colocaram Araioses na condição de atraso em que se encontra.

Jovens e demais araiosenses de todas as idades terão em 6 de outubro a oportunidade de dar a nossa cidade uma oportunidade – que não pode dar nas últimas eleições – de colocar no comando de nossa prefeitura um administrador que cuide bem dela.

Não se ver entre os que se apresentaram até agora nesta pré-campanha nome mais habilitado e capaz de colocar Araioses na rota do desenvolvimento que não seja o empresário Neto Carvalho.

Com ele a hora se aproxima, um novo e promissor futuro sinaliza no horizonte.

Na mesma noite, mulheres são assaltadas em localidades diferentes de São José de Ribamar

Vítima é agredida por criminosos antes de ter seus pertences levados, no centro de Ribamar. Créditos – Redes sociais/Reprodução

Por O Imparcial

Câmeras de segurança registraram o assalto sofrido por mulher na noite de ontem (20), em São José de Ribamar, região metropolitana de São Luís. Segundo informações da Polícia Militar do Maranhão (PMMA), o crime aconteceu na Rua Jerônimo de Matos, centro do município.

Por volta das 20h desta segunda (20), a vítima foi surpreendida por dois assaltantes em uma moto. Eles agrediram a mulher antes de levarem seus pertences, como visto nas imagens.

Em vão, ela clama por trabalhos que acabam levados pelos criminosos. A vítima teve a bolsa e o celular roubados, segundo a PM. (Mais após o vídeo)

Em outro vídeo, feito por uma moradora também na noite de ontem (20), outra mulher é surpreendida por uma dupla de moto – em uma rua da Vila Tijupá Queimado, em São José de Ribamar.

Escondida, moradora filmou violência sofrida por mulher.                                   Créditos – Redes sociais/Reprodução

Sobre o crime na Rua Jerônimo de Matos, a PMMA informou que agora realiza diligências para localizá-los, com base nas imagens.

Ainda não temos informações oficiais quanto ao assalto registrado no Tijupá Queimado.

Vídeo: Brandão leva ‘enquadrada’ de prefeito

Por John Cutrim

O governador Carlos Brandão recebeu, neste fim de semana, uma enquadrada do prefeito Júnior do Posto, de São Domingos do Azeitão. Durante um ato do Governo do Maranhão em Sambaíba, o prefeito, acompanhado de lideranças do município, pressionaram Brandão a alterar o traçado da obra da MA-372, que custará incríveis R$ 230 milhões. (Veja no vídeo acima)

“Hoje, mais uma vez, estive com o governador Carlos Brandão, reivindicando a mudança no projeto da MA-372, que atualmente beneficia apenas um único produtor com interesses particulares. Estive acompanhado de empresários, vereadores e do presidente da Câmara, Pedro Catoba, ex vice-prefeito Abdias e juntos apresentamos o projeto que nosso povo realmente deseja”, disse Júnior do Posto.

Na conversa com Carlos Brandão, eles informaram que a obra beneficiará apenas a construtora e propriedades de parentes do governador. Em contrapartida, a nova rota sugerida baratearia a obra e deixaria o trajeto entre São Domingos do Azeitão e Mirador mais curto.

Brandão apenas tergiversou e disse que marcaria uma reunião sobre o assunto, saindo de fininho sem dar uma resposta.

Eliane Dias inicia semana com muitas atividades políticas

Eliane Dias, pré-candidata a prefeitura de Água Doce do Maranhão começou mais uma semana de atividades voltadas para o projeto de conquista daquela prefeitura na eleição de 6 de outubro.

Nesta segunda-feira (20/5) ela tomou café da manhã na casa do seu amigo José Filho (o Xerém) e sua esposa Francinete. Ali ela foi carinhosamente recebida pela família que também está com ela na luta.

Eliane Dias com o Irmão Cláudio e Talisson – ambos pré-candidatos a vereador

Mais tarde, ainda na manhã de hoje recebeu a visita dos pré-candidatos a vereador Irmão Cláudio e Talisson.

Informações daquele município dão conta de que Eliane Dias está indo muito bem na aceitação popular, o que indica que o povo aguadocense pretende manter o grupo liderado por Eliomar Dias no poder.

Água Doce do Maranhão tem crescido muito vai muito bem e seu povo não quer mais ser instrumento de aventuras.

Policial à paisana reage e assaltante é morto em Rosário

Homem foi surpreendido por dupla em uma motocicleta e disparou contra os agressores

Créditos – Redes sociais/Reprodução

Por O Imparcial

Um adolescente de 16 anos foi morto ao tentar assaltar um policial militar à paisana ontem (19) em Rosário, a cerca de 72 km de São Luís.

Segundo informações policiais, dois assaltantes abordaram o agente — identificado como Cabo Dutra e lotado na capital maranhense — na Travessa Tiradentes, centro de Rosário.

O PM estava no município com a esposa, que iria participar de um concurso público. Por volta das 08h30 da manhã deste domingo, o policial foi surpreendido pelos dois — que estavam de moto — em frente a um lava jato, onde sua motocicleta estava sendo higienizada.

Um dos criminosos chegou a puxar o celular do PM; em seguida, o outro criminoso puxou um fone de ouvido que estava com a vítima. Após descerem da moto, o policial sacou uma arma e efetuou três disparos contra os assaltantes.

Um dos agressores foi atingido e morreu no local. O corpo foi removido por uma funerária e encaminhado ao IML. Já o outro, apesar de tentar fugir, também foi baleado. Ele foi socorrido pelo SAMU e enviado ao hospital provisório de Rosário — sendo em seguida trazido a São Luís.

RS: cidades do Vale do Taquari contabilizam estragos e repensam futuro

Plano diretor de dezenas de municípios devem ser revistos

(Foto: Rafa: Neddermeyer/Agência Brasil)

Por Pedro Rafael Vilela – Repórter da Agência Brasil* – Porto Alegre

Em apenas oito meses, três enchentes históricas arruinaram cidades inteiras da região do Vale do Taquari, que abrange dezenas de municípios na região central do Rio Grande do Sul, com forte presença da agricultura familiar e uma agroindústria até então pujante.

O cenário que se vê após a catástrofe mais recente é o de uma zona de guerra, com pontes destruídas, casas em ruínas, entulho e lama acumulados por todos os lados, e a população abalada. A tragédia no estado começou no final de abril e as cheias dos rios afetaram praticamente todos os municípios gaúchos.

A reportagem da Agência Brasil percorreu, no domingo (19), parte do Vale onde ainda há bloqueios e restrições de acesso a cidades como Roca Sales e Arroio do Meio, que estão entre as mais devastadas. Até pouco mais de uma semana atrás, nem mesmo as rodovias importantes, que conectam a capital ao interior, como a BR-386, estavam totalmente liberadas, devido a inundações na pista.

Uma das cenas que viralizou na internet, durante os dias trágicos de cheia, mostrava justamente a ponte da rodovia federal sobre o Rio Taquari, na entrada de Lajeado, praticamente coberta pela água e o caudaloso rio transbordando pelas margens encobrindo fábricas e lojas, incluindo uma unidade da rede Havan e sua icônica réplica da estátua da Liberdade.

Duas semanas depois, as marcas da força da natureza seguem visíveis, com o parapeito de concreto da ponte repleto de galhos e os barrancos às margens do rio com árvores grandes mortas, arrancadas desde a raiz. Uma fábrica de vidros que ficava próxima à ponte, também às margens da rodovia, anunciou pelas redes sociais que mudará de endereço, após ser destruída pela correnteza do rio.

Um pouco mais ao norte de Lajeado, na rodovia que margeia o Taquari, grande parte das casas da área rural está destruída. “Essa enchente de maio foi muito acima do que já tínhamos visto no passado. Em setembro, ela esteve 2,20 metros acima da maior cheia da história, mas agora, no início do mês, ela superou em mais 2 metros a cheia de setembro. O rio subiu 24 metros acima do seu leito normal”, relata Sandro Herrmann, prefeito de Colinas, uma pequena cidade às margens do rio que dá nome ao vale. Somente nesse município, foram mais de 300 casas e 1,4 mil pessoas atingidas diretamente, quase 60% dos pouco mais de 2,5 mil habitantes.

“Essas cheias mostraram que o plano diretor existente não é suficiente e agora, com as novas cotas [de inundação], a cidade vai precisar se reformular e se reorganizar em lugares diferentes. Não é só a população ribeirinha que mora nas cotas de enchentes, mas em áreas de encostas de morros também, onde tivemos 30 famílias que sofreram com deslizamentos”, aponta.

Adaptação e mudança

Ponte que atravessava o rio Forqueta que liga Lajeado até Arroio de Meio desabou com a cheia do rio. Passarela flutuante foi instalada provisoriamente – Rafa Neddermeyer/Agência Brasil

Não muito longe dali, um outro ponto de destruição segue causando transtornos a moradores e trabalhadores da região. Levada pela correnteza do Rio Forqueta, afluente do Taquari, a ponte da rodovia estadual RS-130, entre Lajeado e Arroio do Meio, se tornou um pedaço de concreto caído na ribanceira do rio.

Desde o último dia 15 de maio, o isolamento deu lugar a uma travessia exclusiva para pedestres, montada pelo Batalhão de Engenharia do Exército.

“Eu trabalho em Arroio do Meio, mas eu atravesso aqui porque como a gente não tem mais acesso, não vem mais mercadoria [para Arroio] e daí a gente atravessa para vir pegar suplemento e voltar para lá, né?”, relata a vendedora Simone Feil.

Centenas de trabalhadores que vivem em uma cidade, mas trabalham na outra, agora precisam chegar por transporte até um dos lados do rio e atravessar a “passadeira” de pedestres – como é chamada a travessia improvisada com uma passarela de madeira sobre botes.

Centenas de pessoas cruzam diariamente o rio Forqueta por uma passarela flutuante que liga Lajeado a Arroio do Meio – Rafa Neddermeyer/Agência Brasil

O fluxo de pessoas atravessando de um lado para outro é intenso. Não há números oficiais, mas em pouco menos de uma hora de presença da reportagem no local, foram centenas de pessoas. O procedimento é organizado por militares do Exército. É obrigatório atravessar com coletes salva-vidas.

Como a passarela é estreita, de “mão única”, os grupos de cada margem são liberados de forma alternada. Pessoas idosas, com mobilidade reduzida e crianças têm ainda mais dificuldade, já que a travessia exige que se desça pelo barranco íngreme escorregadio, encharcado pela chuva.

A jovem estudante Letícia Elegeda era uma das pessoas que cruzava a passarela vinda de Arroio do Meio, carregando duas malas grandes, mochila e caixa. “Eu decidi sair da cidade, tenho 20 anos, sou muito nova. E a cidade foi bem perdida, os comércios pequenos [afetados]. Os bairros baixos, que ficavam perto do rio, não existem mais”, conta sobre a cidade onde cresceu e viveu.

Letícia diz que, na enchente de setembro do ano passado, que até então tinha sido a pior da história, ela e os pais foram atingidos e se mudaram para um bairro mais alto na expectativa de ficarem protegidos, mas o rio os alcançou novamente. Foi tudo muito rápido. Letícia e os pais tiveram poucas horas para pegar roupas e alguns equipamentos de trabalho e acamparam na casa de vizinhos.

“A gente achou que não ia pegar em toda a nossa casa, mas no fim tampou e a gente foi para o para o vizinho de cima. E aí, eram umas 5h da manhã, todo mundo acordou já com água no pátio do vizinho. Daí a gente foi para outros vizinhos mais de cima, a gente estava se ilhando no próprio bairro. No dia seguinte, graças a Deus, o rio parou de subir, mas a gente estava com medo e nos abrigamos por alguns dias em uma creche em construção. Foi um pesadelo”, conta Letícia que agora vai morar na cidade vizinha de Venâncio Aires, também na região do Vale do Taquari, mas longe das inundações.

No último sábado (18), em visita ao Vale do Taquari, o governador Eduardo Leite anunciou a construção de um nova ponte entre Lejeado e Arroio do Meio, que deve custar cerca de R$ 14 milhões e levar mais de 180 dias para ser erguida. Enquanto isso, uma segunda passarela de pedestres deverá ser instalada no local para assegurar travessias simultâneas entre um lado e outro.

Preocupação econômica

O estudante Leonardo Friedrich conta que as enchentes deixaram um rastro de destruição em sua cidade natal, Arroio do Meio, e que ele evita até ver os vídeos que circularam nas redes sociais.

“O relato que a gente tem é que não tem mais nada. Hoje, eu moro em Lajeado, mas os vídeos que eu menos vi foram os de Arroio do Meio, é o lugar que tu conhece, e ver tudo destruído é complicado. Amigos que foram atingidos eu tenho em todas as cidades próximas, e todos falam a mesma coisa: que lugares onde a água nunca tinha chegado, desta vez cobriu o teto”.

A preocupação agora é com o futuro econômico de toda uma região. “A gente pensa como as empresas vão conseguir se manter. Vão ter que remanejar bairros, por exemplo, o centro de Arroio do Meio eu não sei se poderá ficar ali mais”.

“Não tem quem não fique abalado. Se a pessoa não pegou água, ela vai se desestruturar de outras formas, a gente vê as pessoas sofrendo”, diz a fisioterapeuta Mariana Cásper, namorada de Leonardo. “Moradia, saneamento básico, acesso. É difícil pensar no que resolver primeiro, no que dar mais atenção, é tudo muito complexo”, acrescenta.

Rio Taquari subiu 24 metros nos últimos dias, causando destruição na pequena cidade de Colinas – Rafa Neddermeyer/Agência Brasil

Para o prefeito de Colinas, Sandro Hermann, o futuro econômico do município que ele governo é incerto, já que comércios e indústrias locais ainda estavam se recuperando das cheias de setembro.

“A gente não sabe como as empresas vão suportar, porque são negócios que foram atingidos duas, três vezes já por cheias e perderam todos os seus estoques, perderam todas os seus equipamentos e nós ainda não conseguimos resolver a questão dos financiamentos para as empresas da cheia de setembro. Faz nove meses, então é difícil para o empreendedor buscar forças para retomada da sua indústria, comércio ou serviço”, lamenta Herrmann.

Ele espera que o apoio chegue mais rápido desta vez. Em todo o estado, cerca de 700 mil micro e pequenas empresas foram diretamente afetadas pelas enchentes. Na área agrícola do Vale do Taquari, muitas propriedades rurais foram completamente abandonadas. “As pessoas não querem mais voltar, essa enchente arrasou o emocional das pessoas”, revela o gestor.

União comunitária

Igreja Evangélica Luterana de Colinas – Rafa Neddermeyer/Agência Brasil

Na pequena cidade de Colinas, a Igreja Evangélica Luterana se tornou um ponto de distribuição de donativos, como alimentos, roupas, material de limpeza, cobertores, colchões e água, que vieram de Taió, em Santa Catarina. As pessoas só precisam chegar e pegar o que quiserem. Parte das doações é para crianças, vinda da escola Leopoldo Jacobsen, também do município catarinense.

O presidente da comunidade luterana Corvos e Colina é Marcos Roberto, que teve o próprio sítio atingido pela água. “Consegui salvar meus animais, passei a noite inteira em cima da água com meu barco. Tivemos que morar na igreja durante 5 dias”, descreve.

*Colaborou Gabriel Brum, repórter da Rádio Nacional.

Rayssa Leal é campeã da etapa da China do Pré-Olímpico e garante vaga em Paris

Brasileira conquista ouro em Shangai e confirma a classificação para as Olimpíadas

Rayssa Leal campeã na China — Foto: Julio Defeton(CBSKT)

Por Redação Ge — São Paulo

A brasileira Rayssa Leal conquistou, neste domingo, a medalha de ouro na etapa da China do Pré-Olímpico de skate, competição que valeu pontos para o ranking classificatório para os Jogos de Paris. A maranhense terminou com 274,89 pontos, na frente das japonesas Liz Akama (273,45) e Coco Yoshozawa (257,73). Com o resultado, Rayssa se garantiu nas Olimpíadas de Paris com uma etapa de antecedência, já que, mesmo que não participe da última prova classificatória, em junho, na Hungria, não será ultrapassada.

A vaga foi confirmada pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB) que, horas depois da prova, postou nas redes sociais que a maranhense de 16 anos estava classificada para as Olimpíadas.

Na parte das voltas, a brasileira conseguiu a ótima nota de 92,23, passando para a etapa das manobras únicas na primeira posição. Ali, começou mantendo a liderança com a nota 86,30. Na sequência, conseguiu um 91,81 e pôde ficar tranquila para tentar arriscar nas três rodadas finais. Depois de duas quedas, atingiu 90,85 na última manobra para garantir o título.

Rayssa Leal campeã da etapa da China — Foto: Julio Detefon

Atual vice-campeã olímpica, Rayssa Leal vem de um título na etapa de San Diego da Street League, há três semanas, mas não tinha ido bem na etapa dos Emirados Árabes do Circuito Mundial, quando terminou na sétima posição.

Na prova masculina, também neste domingo, Giovanni Vianna terminou na sétima posição. No park masculino, Pedro Barros foi quinto, Augusto Akio sétimo e Luigi Cini o oitavo. No park feminino, Isadora Pacheco foi quarta colocada e Dora Varella a sexta.

Sampaio Araioses Futsal conquistou um vice-campeonato com cara de campão

Já era para ter falado sobre o vice-campeonato conquistado pelo Sampaio Araioses Futsal da 51ª Taça Brasil de Futsal realizada no Ginásio Poliesportivo SESC LER, em Goiana/PE.

Parte do torcedor araiosense acostumado com grandes conquistas da equipe queria mais, queria o título do primeiro degrau do pódio, porém o feito do Sampaio Araiosense diante das circunstâncias merece comemoração.

O fato foi louvado pela grande mídia da capital maranhense – em especial pela TV Mirante -, pois a posição foi honrosa do Sampaio colocou o Maranhão na elite do futsal nacional.

Sampaio perdeu o título (por 2 a 1) para uma grande equipe – o Traipu de Alagoas – numa final onde o goleiro do adversário pegou tudo, o time não pode contar com Denir, craque e líder da equipe, que se contundiu seriamente na partida anterior e para muitos a arbitragem não foi imparcial como devia.

Também é imperativo dizer que o Sampaio Araiosense só está vivo graças a um misto de talento e teimosia do grande desportista Ezequiel França que dedica a vida lutando pelo time, que não tem o apoio que merece e sequer tem uma quadra na cidade para realizar seus treinos.

Por falta de uma quadra com padrão oficial o Sampaio Araioses Futsal treina em Magalhães de Almeida, graças a Neto Carvalho que intercedeu nesse sentido e ainda falta muito para a equipe mandar seus jogos numa quadra araiosense.

Portanto, o vice-campeonato conquistado pelo Sampaio Araiosense é motivo de orgulho para todos nós que ama o esporte e a nossa terra, pois graças a ele Araioses tem sido destaque na mídia regional e nacional.

E o mais importante: de forma positiva.

Justiça decide: regularizado o cadastro eleitoral de Neto Carvalho

Tudo ok, com o cadastro eleitoral de Neto Carvalho

O que era liminar agora é definitivo. Decisão da Justiça Eleitora publicada nesta sexta-feira (17/5) torna definitivo o cadastro eleitoral de João Cândido Carvalho Neto (Neto Carvalho) como eleitor de Araioses.

Com a decisão judicial não há mais nenhum impedimento que impeça Neto Carvalho de disputar a eleição do dia 6 de outubro.

Veja abaixo a decisão judicial

DIREITOS POLÍTICOS (12552) Nº 0600026-85.2024.6.10.0012

ASSUNTO: [Direitos Políticos – Restabelecimento dos Direitos Políticos, Requerimento]

INTERESSADA: JOAO CANDIDO CARVALHO NETO

Advogados do(a) INTERESSADA: ERLAN ARAUJO SOUZA – PI10691, JOSE DEUSDETE RODRIGUES DE SOUZA JUNIOR – PI15079

SENTENÇA

Trata-se de pedido de regularização do cadastro eleitoral feito pelo nacional João Cândido Carvalho Neto, qualificado no requerimento de ID 122210367, solicitando providências urgentes para regularizar seu cadastro eleitoral e, por conseguinte, proceder à imediata baixa no Código ASE que impede sua filiação.

O requerente alega a existência de uma “decisão judicial suspendendo todos os efeitos do Acórdão 198209/2017, relacionado à Apelação Cível nº 125/2014 (0000034-11.2021.8.10.0095)”, apresentando documentação comprobatória.

Em decisão Id. 122211698, foi determinado que o Cartório regularize o histórico do eleitor, JOÃO CANDIDO CARVALHO NETO, registrando o ASE 370.

É o relatório.

Decido.

Compulsando os autos e considerando o teor da Decisão proferida pela Desembargadora Angela Maria Moraes Salazar, nos autos 0805754-94.2024.8.10.0000, conforme documento juntado aos autos ID 122210371, que suspendeu o cumprimento de todos os efeitos do julgado rescindendo (Acórdão nº 198208/2017 referente à Apelação Cível n.º 125/2014 – Numeração Única 0000034 – 11.2021.8.10.0095), Julgo procedente o pedido e confirmo a decisão de Id. 122211698.  Esta decisão é ratificada uma vez que tenha sido cumprida conforme atestado sob o ID 122211883, com o propósito de manter o registro do eleitor João Cândido Carvalho Neto como regular no Cartório, a menos que haja uma decisão definitiva do Tribunal de Justiça na respectiva Ação Rescisória em sentido contrário.

Dê-se ciência ao Ministério Público Eleitoral.

Publique-se. Registre-se. Intime-se.

Cópia desta Decisão servirá como mandado ou ofício, dispensada a elaboração de qualquer outro expediente.

ARAIÓSES/MA, datado e assinado eletronicamente.

MARCELO FONTENELE VIEIRA

Juiz Eleitoral da 12ª Zona Eleitoral

Copa do Mundo Feminina: veja os estádios que receberão jogos no Brasil

Projeto prevê que jogos de abertura e final aconteçam no Maracanã, no Rio de Janeiro; Mané Garrincha e Itaquerão receberão as semifinais

(Foto: GO ESTRELA/METRÓPOLES @igoestrela)

Por Angélica Sales

Metrópoles – Escolhido, nesta sexta-feira (17/5), para sediar a Copa do Mundo Feminina de Futebol de 2027, o Brasil apresentou em seu projeto a lista de 10 estádios, em 10 cidades diferentes, que devem receber os jogos da competição.

Confira os estádios selecionados:

  • Mineirão (Belo Horizonte)
  • Beira-Rio (Porto Alegre)
  • Mané Garrincha (Brasília)
  • Arena Pantanal (Cuiabá)
  • Arena da Amazônia (Manaus)
  • Arena Fonte Nova (Salvador)
  • Arena de Pernambuco (Recife)
  • Arena Castelão (Fortaleza)
  • Maracanã (Rio de Janeiro)
  • Neo Química Arena (São Paulo)

A previsão é de que o jogo de abertura, dia 24 de junho, aconteça no Maracanã, assim como a final, em 25 de julho. O projeto prevê que as semifinais sejam no Mané Garrincha, em Brasília, e Neo Química Arena (Itaquerão), em São Paulo, e a disputa do terceiro lugar, no Mineirão, em Belo Horizonte.

O anúncio da Fifa aconteceu durante a madrugada e foi feito no 74° Congresso da entidade, realizado na Tailândia. Esta será a primeira vez que o evento acontece em solo brasileiro.

Na disputa para sediar a Copa do Mundo Feminina de 2027, o Brasil superou a candidatura conjunta de Alemanha, Bélgica e Holanda. No último dia 7, o projeto brasileiro já havia conseguido nota mais alta que a do trio europeu no relatório técnico da entidade.

A decisão foi tomada em votação entre as 211 federações filiadas por maioria simples dos votos.

A atual campeã mundial é a Espanha. O time se uniu a Estados Unidos, Alemanha, Japão e Noruega como as únicas seleções com o título. Os EUA seguem como maiores campeões do torneio: são quatro títulos. A Alemanha foi campeã duas vezes.