Jovem de São Luís é a única maranhense a obter nota mil na redação

De 3,6 milhões de redações corrigidas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019, apenas 53 receberam pontuação máxima (1000 pontos) e desse total foram 32 candidatas do sexo feminino. A informação foi divulgada nesta sexta-feira (17) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Entre essas 32 mulheres inclui-se uma única maranhense. Elda Maria Alves, de 25 anos de idade. Ela mora no bairro Cidade Operária em São Luís e, tão logo que soube o resultado, fez um comentário sobre a conquista nas redes sociais.

“Como eu não fiz cursinho e nem estudei em escola ‘boa’ não tem ninguém pra pagar jornal nenhum pra dizer que eu também tirei a máxima. Apenas um jovem tirou máxima no Maranhão.”

Fonte: Mídia São Luís

Temos muita alegria em ser o clube que mais valoriza o atleta maranhense, diz presidente do MAC

Robson Paz – presidente do MAC

Ao anunciar as contratações do atacante Waleson, ex-Horizonte-CE, Boa Vontade, e do meia Samuel, ex-Betim-MG, o presidente do Maranhão Atlético Clube, Robson Paz, comemorou o fato do time atleticano investir em talentos maranhenses.

“Temos muita alegria em ser o clube com maior número de jogadores maranhenses para disputar o campeonato estadual”, escreveu em sua conta nas redes sociais.

Samuel

Os dois recém anunciados reforços do MAC para a competição nasceram nos municípios de Codó e São Pedro dos Crentes, respectivamente.

Agora, o Maranhão conta com 27 atletas no elenco. Destes, de acordo com o presidente Robson Paz, 19 são maranhenses. “Mantivemos a base da Copa FMF formada por jogadores do futebol local e contratamos pontualmente oito reforços de outros estados. Valorizamos a base e agregamos experiência, força e competitividade para o Estadual”, disse Paz.

Waleson

Apenas o goleiro Diego; os laterais Johnathan e Paulo Vitor; os zagueiros Cris e Kerlyson; os volantes Zé Neto e Amorim e o atacante Monga nasceram foram do Maranhão.

São maranhenses os goleiros Johnatham e Igor; os laterais Breno e Paulinho; os zagueiros Maicon, Fernando, João Victor e Pedro; os volantes Xavier, Flávio e Seedorf; os meias Jefferson Abreu, Conca, Samuel, Diogo e Devyson; os atacantes Adrian, Wallace e Hilton.

Fonte: Página 2

Vão usar o dinheiro dos contratados para por os salários em dia

Foto: Reprodução da Internet

A situação dos servidores do município de Araioses continua dramática. Não receberam ainda dezembro do ano passado e tem servidor que alem do salário falta pelo menos parte do 13º Salário.

De parte do setor financeiro da prefeitura o que dizem é que não há dinheiro o que cabe a pergunta: e o que foi feito com ele?

Mas informações extraoficiais dão conta de que até fevereiro os salários estariam em dia e a justificativa é de que nesse período os contratados ficam sem receber, portanto essa verba seria usada para atualizar os salários atrasados.

Enquanto isso o desespero dos servidores só aumenta, já que estão com seus compromissos atrasados sendo que boa parte deles estão aumentando pela cobrança de juros.

Digam o que quiserem, mas nada me convence de que esse caos nas finanças do município não seja fruto da falta de planejamento do gestor Cristino Gonçalves e do uso indevido do dinheiro público.

Polícias Civil e Militar do Maranhão deixam de divulgar fotos e nomes de suspeitos presos

Polícias Civil e Militar deixam de divulgar fotos e nomes de suspeitos presos no Maranhão — Foto: Paulo Soares/O Estado

Por G1 MA

Desde o início do mês de janeiro, as polícias Civil e Militar do Maranhão pararam de divulgar nomes e fotos de suspeitos presos. A decisão visa cumprir o que determina a Lei de Abuso de Autoridade (nº 13.869/2019), que entrou em vigor no último dia 3 da janeiro, após 10 anos de debates no Congresso Nacional. A lei define cerca de 30 condutas de agentes públicos que poderão ser punidas com detenção, multa e até indenização à pessoa afetada.

Em entrevista ao G1 MA, o delegado-geral adjunto da Polícia Civil do Maranhão, Márcio Araújo, afirmou que o órgão público tem que fazer o que a lei permite, portanto, todas as condutas tipificadas como crime na Lei nº 13.869/2019 estão vedadas. A não divulgação de fotos e nomes de suspeitos tem como base o art. 13 da nova lei, o qual aborda sobre a proibição de constranger o preso/detento à exibição pública. Segundo a lei, essa conduta pode ser caracterizada como violência, grave ameaça ou redução de capacidade de resistência.

“Conforme o art. 38 da Lei 13.869/2019 é crime ‘antecipar o responsável pelas investigações, por meio de comunicação, inclusive rede social, atribuição de culpa, antes de concluídas as apurações e formalizada a acusação’. Neste sentido, tal situação só seria permitida após a denúncia, segundo a doutrina”, explica o delegado-geral adjunto.

O delegado afirma que a Polícia Civil do Maranhão já discutiu e repassou as orientações internas quanto à referida legislação e irá publicar, internamente, uma recomendação a todos os integrantes do órgão, para que a lei seja obedecida. Mas, ele ressalta que a lei dificulta, em partes, o trabalho da polícia.

“Dificulta a partir do momento que ela restringe, durante a investigação, a comunicação pública com identificação civil e fotográfica de pessoas que poderiam estar atreladas a outros crimes ou até mesmo o reconhecimento pessoal por outras vítimas ou testemunhas”, declarou o delegado Márcio Araújo.

G1 MA também conversou com o coronel Aritanã Lisboa, o qual é comandante do Comando de Policiamento de Área Metropolitana – 2 (CPAM 2). O coronel afirmou que a Lei de Abuso de Autoridade requer dos agentes púbicos mais cautela na prática de suas funções.

“A lei exige mais cuidado dos agentes públicos no exercício de funções, principalmente de juízes, promotores e policiais. Pois obriga tais agentes a ter mais cautela quando forem interferir diretamente na vida de terceiro, como, por exemplo, na decretação de medida de privação de liberdade, no caso específico de membros do Judiciário”, explica Aritanã Lisboa.

Ainda de acordo com o coronel, a Polícia Militar do Maranhão já atuava na formação do policial baseada na defesa da dignidade da pessoa humana. O que será mudado, a partir da nova lei, é sobre a divulgação de imagens e nomes dos presos.

“A Polícia Militar do Maranhão na formação do seu policial já aborda como principal pilar a defesa da dignidade da pessoa humana, bem como o respeito aos direitos humanos. Logo, poucas condutas serão mudadas, a principal delas será a não divulgação dos suspeitos presos em flagrante, que antes serviam para que a comunidade, quando vítima ou testemunha, reconhecesse e procurasse a autoridade policial, o que facilitava nas investigações e elucidações rápidas de crimes, porém após a vigência da lei, tais informações não mais poderão ser compartilhadas para que o policial não cometa o delito de abuso de autoridade, com a exposição do preso em flagrante, com seu juízo de culpa antecipada, além da exposição pública”, informou o comandante do CPAM 2.

Um policial militar, que preferiu não se identificar, declarou que a lei afeta negativamente as ações de segurança.

“Essa lei chegou para impactar diretamente nas ações da segurança pública, isso de forma negativa, pois priva o policial de alertar, prevenir e identificar para a população as ações de criminosos, tornando isso crime para nós, agentes de segurança pública”, declarou.

Outra policial militar, que também não quis se identificar, afirma que Lei de Abuso de Autoridade coloca o policial em uma situação complicada.

“Alguns termos da nova lei tem conceito genérico e cabíveis de interpretações o que retarda e até omite a ação do policial, pois ficamos em uma linha tênue entre omissão e ação. A Lei de Abuso de Autoridade dita uma nova postura das ações policiais diante da criminalidade, e, nessa conta, somatiza a inversão de valores e limitações de defender a sociedade daqueles que os atacam”.

Lei de abuso de autoridade

A Lei nº 13.869/2019 foi aprovada pelo Congresso Nacional no mês de agosto do ano passado e foi sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em setembro. O texto define cerca de 30 situações que configuram o abuso, além das punições correspondentes à atuação de servidores e de integrantes dos Três Poderes (Executivo, Legislativo e Judiciário), que podem ser considerados como abuso de autoridade, além de determinar a forma como vai ocorrer o processo penal, a responsabilização e os efeitos da condenação pelas infrações.

Luciano Huck é massacrado nas redes ao condenar nazismo depois de ter votado em Bolsonaro

Luciano Huck e Jair Bolsonaro irão a Davos para o Fórum Econômico Mundial (Foto: TV Globo/Divulgação)

247 O presidenciável Luciano Huck, que representa os interesses da Globo e dos bilionários brasileiros, como Jorge Paulo Lemann, se deu mal ao tentar surfar na indignação contra a postura nazista do ex-secretário Roberto Alvim. Ao postar sobre o caso, Huck foi massacrado por internautas com a lembrança de que ele foi um dos responsáveis pela ascensão do neofascismo no Brasil ao apoiar Jair Bolsonaro no segundo turno de 2018. Huck também contribuiu para a ascensão do nazismo ao puxar um coro misógico contra a ex-presidente Dilma Rousseff na Copa de 2014. Confira, abaixo, algumas reações à postagem de Huck:

Não tem santo nem diabo na briga entre os vereadores araiosenses

Após esse almoço em São Luís os vereadores araiosenses tomaram rumos diferentes em suas condutas abrindo crise no Poder Legislativo Araiosense

Pode até existir quem esteja se divertindo com essa briga entre os vereadores araiosenses, mas pessoalmente, não vejo nenhuma graça, pelo contrário, só tenho a lamentar.

De um lado estão os agora da oposição e do outro, os que supostamente dão apoio esse desgoverno que está aí.

Nenhum é diabo e ninguém é santo, pois o que está havendo – até com exageros da parte de uns – é o respeito que deveriam ter por seus companheiros de bancadas.

Certos ou errados cada um deles ou delas estão representando uma parcela do povo e o melhor a fazer é deixar que o povo – esse sim tem todo o direito – de fazer o julgamento que todos merecem no dia 4 de outubro.

Essa briga, que em certos momentos tem sido chula e rasteira não vai garantir a reeleição de ninguém, mas infelizmente de contribuiu de forma muito negativa para a imagem o Legislativo Araiosense, até porque não está tão distante os dias em que estavam todos unidos e misturados e que todos eram amigos.

E não venham me dizer que isso tem a ver com o comando da casa, pois o que está havendo tem tudo a ver com a proximidade da eleição, a disputa por territórios eleitorais, que se não mudarem os modos e métodos tende a piorar cada vez mais.

Nessa briga do vale tudo ninguém ganha, mas todos saem perdendo principalmente o povo que espera de que quem os representa tenha uma melhor conduta.

Em tempo: No dia 26 de junho de 2018, os 13 vereadores araiosenses estiveram em São Luís (veja a notícia aqui) para um encontro com desembargador Jamil de Miranda Gedeon Neto que tinha suspendido os trabalhos da CP que investigava supostos desvio de conduta do prefeito Cristino Gonçalves e com deputados para relatar fatos que aqui ocorriam.

Depois dessa viagem a postura dos vereadores mudou e coisa desandou de vez após a eleição do vereador Alex do Giquiri para presidente da Câmara.

Insatisfeito, o grupo que perdeu a eleição passou a radicalizar e as coisas caminham para rumos cada vez mais incertos, infelizmente.

Weverton Rocha sobre candidatura ao governo: “se Deus permitir e me der saúde, é lógico!”

Por John Cutrim

Em Presidente Dutra nesta sexta-feira (17), na sessão solene em que recebeu o título de cidadão (veja aqui), o senador Weverton Rocha (PDT) afirmou pela primeira vez publicamente que pretende ser candidato a governador do Maranhão. Ao lado do prefeito da cidade, Juran Carvalho e do deputado Ciro Neto, Weverton disse que pode concorrer já na próxima eleição, em 2022, ou em outras.

Muito gente diz que estou em campanha para ser governador, mas isso é consequência, não quer dizer se vai ser 2022, se vai ser 2026 ou 2030, se Deus permitir e me der saúde, é lógico que um dia quero governar esse estado. Por que não?“, declarou Weverton.

O senador disse que é legítimo o direito de almejar o posto.

“Um jovem que se elegeu a senador com 38 anos, com quase dois milhões de votos, trabalha de manhã, tarde e noite, sem ter ninguém na família político, filho de uma professora e de um técnico agrícola, chega lá e hoje pode conversar com qualquer um da política nacional e que defende um lado, o do povo do Maranhão, dos trabalhadores, por que não posso sonhar, claro que eu posso!”, asseverou Weverton.

Bolsonaro demitiu Roberto Alvim após ter sido pressionado por embaixador de Israel

Embaixador de Israel no Brasil, Yossi Shelley, e Jair Bolsonaro (Foto: Agência Brasil)

247 – Jair Bolsonaro demitiu o secretário de Cultura, Roberto Alvim, por um vídeo com formato e discurso inspirado no ministro da Propaganda Nazista de Hitler, Joseph Goebbels, depois de ter sido pressionado pelo embaixador de Israel no Brasil, Yossi Shelley.

Segundo a jornalista Mônica Bergamo, da Folha, Shelley falou diretamente com Bolsonaro para expressar o incômodo da comunidade israelense no Brasil com a fala de Roberto Alvim, o que deve ter sido decisivo na exoneração do secretário.

A colunista lembra que Yossi Shelley é próximo de Bolsonaro, a quem já acompanhou em jogos de futebol e cultos evangélicos. O governo brasileiro é fortemente ligado à comunidade israelense e ao próprio governo de Israel, de Benjamin Netanyahu.

Sugestão de leitor do blog sobre o Concurso Público

Imagem ilustrativa-Reprodução/Internet

Um leitor entrou em contato com o blog e disse ter lido todos os comentários feitos no Facebook, onde o link do post “Concurso Público – Sem votos suficientes, vetos do prefeito a emendas dos vereadores estão mantidos” foi compartilhado.

Segundo ele teve que não gostou na parte que falo sobre a insinuação que o vereador Denys de Miranda fez, no que levanta a suspeita de poder haver fraude no referido concurso.

Aproveitou o leito para me apontar alguns nomes para que fiquemos alerta caso concorram e se vão ser aprovados ou não.

Diante disso lanço a partir de hoje a sugestão de que outras listas com nomes suspeitos de terem esse benefício, sejam devidamente guardadas para possíveis averiguações futuras.

Vamos ficar de olho para que o concurso que foi aprovado não seja realizado da mesma forma do que foram outros no passado.

Mais de 3 mil donos de carros podem receber seguro DPVAT no Maranhão

Mais de 3 mil donos de carros podem receber seguro DPVAT no Maranhão — Foto: Reprodução/TV Mirante

Por Márcia Carlile, G1 MA — São Luís

Mais de três mil donos de carros podem receber seguro de Danos Pessoais por Veículos Automotores de Vias Terrestres (DPVAT) no Maranhão. Os interessados podem solicitar o valor da restituição até o final do ano de 2020 no site do DPVAT.

Para fazer o pedido, os proprietários dos automóveis precisam informar o seu o Cadastro de Pessoa Física (CPF) ou Cadastro de Pessoa Jurídica (CNPJ) do dono, Renavam do carro, valor pago, data em que o pagamento a mais foi realizado, dados bancários do proprietário do automóvel, e-mail e telefone de contato.

Já os donos de motocicletas vão receber uma diferença de R$ 72,28. Dos R$ 84,58 em vigor até o próximo dia 7 de fevereiro, o seguro obrigatório para este ano ficou em R$ 12,30. Segundo a DPVAT, a restituição do valor em dinheiro será concluída em até dois dias a partir do pedido.

O seguro obrigatório é pago todos os anos junto da primeira parcela do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) ou no pagamento da cota única.

O pagamento do DPVAT dá o direito à indenização e cobertura de despesas médicas em acidentes de trânsito. Nos casos de morte, o valor da indenização é de R$ 13,5 mil e de invalidez permanente, de R$ 135 a R$ 13,5 mil. Já para os casos de reembolso de despesas médicas e suplementares, o valor é de R$ 2.700 por acidente. A comprovação do pagamento é necessária para a licença do automóvel, processo que consiste na renovação do certificado.

Vereadores de Araioses aprovam Projeto de Lei que autoriza prefeito usar verba do Pré-Sal em investimentos

Do total arrecadado pela União no leilão do Pré-Sal, 15% foram divididos pelos municípios

Na sessão extraordinária de terça-feira, dia 14, os vereadores de Araioses aprovaram por unanimidade o Projeto de Lei nº 647/2020 de 7 de março de 2020 que autoriza prefeito Cristino Gonçalves a usar verba do Pré-Sal, no valor de R$ 1.303.065,22 (um milhão, trezentos e três mil, sessenta e cinco reais e vinte e dois centavos), em investimentos a serem aplicados na Educação, na Infraestrutura, abastecimento de água e  o urbanização.

Não houve divergência de parte dos vereadores na aprovação do projeto de lei.

No Art. 1º do Projeto de Lei nº 647/2020 diz que o Poder Executivo Municipal está autorizado a abrir crédito adicional especial no valor de R$ 1.303.065,22 (um milhão, trezentos e três mil, sessenta e cinco reais e vinte e dois centavos) nas seguintes dotações orçamentárias:

Secretaria Municipal de Educação

Construção, ampliação e reforma de unidades escolares.

Valor do crédito adicional especial: R$ 500.000,00 (quinhentos mil reais);

Aquisição de equipamentos e material permanente.

Valor crédito adicional especial: R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais);

Secretaria de Obras e Urbanismo

Construção de sistema de abastecimento de água

Valor crédito adicional especial: R$ 450.000,00 (quatrocentos e cinquenta mil reais)

Equipamentos e material permanente.

Valor crédito de valor crédito adicional especial R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais);

Construção e recuperação de praças, parques e jardins.

Obras e instalações.

Valor crédito de valor crédito adicional especial: R$ 100.000,00 (cem mil reais);

Pavimentação e melhoria de vias urbanas, meios-fios e sarjetas.

Obras e instalações.

Valor crédito de valor crédito adicional especial: R$ 153.065,22 (cento e cinquenta e três mil, sessenta e cinco reais e vinte e dois centavos).

Sobre o Pré-Sal

Foi sancionada sem vetos a lei (13.885/19) que define como será o rateio dos recursos do leilão de petróleo do pré-sal que foi realizado no dia 6 de novembro de 2019. O governo recebeu R$ 106,6 bilhões, sendo que R$ 34,5 bilhões ficaram com a Petrobras e pouco mais de R$ 48 bilhões com a União. Do restante, 3% foram para o estado produtor, o Rio de Janeiro; 15% para todos os demais estados e 15% para os municípios.

Em tempo: Olho vivo de parte de todas as autoridades competentes, assim também como de parte de todos os cidadãos araiosenses na correta aplicação desses recursos.

Oportunidades – Caixa abre inscrições para estágio com vagas para o Maranhão

Por: Patrícia Brenda/O Imparcial

Caixa Econômica Federal, lançou seu mais novo edital de seletivo para formação de cadastro reserva de estagiários. O processo será realizado por meio do Centro de Integração Empresa Escola (CIEE).

Vagas

As vagas no Estágio da Caixa são destinadas as cidades de Belém (PA), Belo Horizonte (MG), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA), São Luís (MA), Boa vista (RR), Brasília (DF), Campinas (SP), Campo Grande (MS), João Pessoa (PB), Macapá (AP), Maceió (AL), Manaus (AM), Natal (RN), Palmas (TO), Aracaju (SE), Bauru (SP), Cuiabá (MT), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Fortaleza (CE), Goiânia (GO), Porto Alegre (RS), Porto Velho (RO), Recife (PE), Rio Branco (AC),São Paulo (SP), Teresina (PI) e Vitória (ES).

As vagas são para estudantes da área jurídica, matriculados em universidades oficiais ou reconhecidas pelo Ministério da Educação. A bolsa-auxílio oferecida pelo banco é no valor de R$1.000, além de R$ 130 de auxílio-transporte. A jornada de trabalho é de 5 horas diárias.

Inscrições

Os interessados em concorrer a uma das vagas devem efetuar a inscrição e realizar a prova online até 28 de janeiro, no site do CIEE (https://portal.ciee.org.br/).

Etapas

O processo seletivo de estágio vai contar com prova on-line, prova discursiva / presencial e entrevista na unidade da Caixa com vaga disponível. A avaliação presencial está prevista para o dia 8 de março.

O seletivo terá validade de 12 meses, a contar da data de publicação do resultado final, podendo ser prorrogado por até seis meses.

Rayssa Leal é indicada ao Prêmio Laureus, o Oscar do esporte mundial

Maranhense vice-campeã mundial de skate street concorre na categoria melhor atleta de ação.

Por GloboEsporte.com — São Luís, MA

Foto: Júlio Tio Verde/Divulgação

A maranhense Rayssa Leal não para de surpreender o mundo. Nesta quarta-feira, a Fadinha do Skate foi indicada ao tradicional Prêmio Laureus, na categoria melhor atleta de ação. O prêmio que é considerado o Oscar do esporte mundial, sera entregue no dia 17 de fevereiro, em Berlim, na Alemanha.

A skatista vem acompanhada de outro brasileiro, Ítalo Ferreira, atual campeão mundial no surfe. Os dois foram escolhidos por um colegiado formado por 1000 participantes da mídia esportiva mundial e os legendários membros da Academia Laureus World Sports.

Rayssa Leal é uma das finalistas do Prêmio Laureus — Foto: Divulgação/Laureus

Os quatros atletas estrangeiros que disputam o troféu com os brasileiros são: a surfista havaiana Carissa Moore, tetra mundial em 2019, a americana Chloe Kim (campeã mundial de snowboard), o skatista americano Nyjah Huston (tetra mundial de skate street em 2019) e o canadense Mark McMorris (campeão do X Games e vice-campeão mundial de snowboard).

No ano passado, Rayssa encantou o mundo ao ser vice-campeã mundial com apenas 11 anos. A atleta é uma das esperanças de medalha nas Olimpíadas de Tóquio, em julho deste ano.

Concurso Público – Sem votos suficientes, vetos do prefeito a emendas dos vereadores estão mantidos

O vereador Alex do Giquiri presidiu uma das sessões mais difíceis da atual legislatura

Na sessão extraordinária realizada de ontem (14), pela Câmara de Vereadores de Araioses foi apreciado os vetos do prefeito Cristino Gonçalves as emendas feitas por alguns vereadores ao Projeto de Lei nº 646/2019, que cria vagas no âmbito da administração municipal e autoriza abertura de concurso público.

A Lei aprovada autoriza o prefeito a fazer concurso público criando 131 vagas no âmbito da administração municipal.

Sem votos suficientes, os vetos do prefeito a emendas apresentadas por alguns vereadores não foram derrubados e com isso está valendo o que já tinha sido aprovado, na sessão do dia 20 de Dezembro, no final do ano passado.

Vereador Júlio César também não teve vida fácil

O que diferencia o atual concurso dos demais realizados até agora em Araioses – desde o primeiro, ocorrida na administração de Chagas Paixão (1997/2000) – é que neste em seu Art. 3 fica criado o cargo de Procurador Municipal de Carreira, na forma da Lei Orgânica Municipal, com vencimento base igual ao de secretário municipal.

O concurso terá validade de até dois anos, prorrogável uma vez por igual período fixado no edital do concurso a ser em breve publicado.

Como disse ontem a sessão foi muito tumultuada, pois antes mesmo da votação dos vetos os vereadores tidos como da oposição elevaram bastante o tom dos discursos, sendo Denys de Miranda o mais exaltado chegando a dizer que os vereadores que supostamente apoiam a atual administração formavam uma quadrilha, que já tinha sido procurado por uma pessoa que queria uma vaga no concurso sugerindo que esse poderá ser fraudado.

Vereador Denys de Miranda fez denúncias gravíssimas que não devem ficar no esquecimento, entre elas a mais grave, a de que poderá haver fraude no concurso

Na hora da votação dos vetos o secretário da Mesa Diretora Júlio César leu a justificativa do Executivo Municipal e na hora que o presidente Alex do Giquiri fez a votação do primeiro veto, seis vereadores votaram pela derrubada do veto, mas era suficiente no mínimo 9 votos.

Na votação do restante dos vetos o plenário já não contava mais com a presença desses seis vereadores, que preferiram se retirar.

A favor dos vetos do prefeito Cristino Gonçalves votaram os vereadores Júlio César, Telson Bittencourt Leal, Oziel das Canárias, Edevani Santos, Assis do Pirangi e Flavia do Gentil.

Contra os vetos votaram os vereadores Zé Carlos, Felipe Pires, Denys de Miranda, Ingram de Tarso, Arnaldo Machado e Abigail Coutinho.

Mais imagens da sessão de ontem:

Em tempo: Os vereadores da oposição e demais interessados devem daqui para frente tomar todas as medidas necessárias para evitar a fraude no concurso, pois é público e notório as denúncias ocorridas após a realização de outros pela Prefeitura de Araioses, em outras gestões.

Abaixo imagens com as funções e salários que serão oferecidos no concurso:

Moro chorou ao saber que seria demitido e prometeu mudar de comportamento

No dia em que soube que seria demitido por Bolsonaro, Moro ficou atônito, lacrimejou e pediu uma segunda chance.

Por Renato Rovai na Revista Fórum

No dia em que foi avisado por um dos ministros militares que seria demitido por Bolsonaro, Moro ficou atordoado. Calou-se por uns minutos, ficou olhando para o alto, como se tivesse perdido o chão, e ao voltar a encarar o interlocutor, lacrimejava.

A história foi revelada por um deputado do PSL para uma fonte do blogueiro ainda no ano passado. Como eram poucos os elementos para publicá-la, o blogueiro silenciou. Apenas tratou da crise e da provável demissão nas lives que faz todos os dias no Canal da Fórum.

Com a revelação da história da demissão no livro Tormenta – O governo Bolsonaro: crises, intrigas e segredos, de Thais Oyama, decidiu que valia a pena contá-la aqui.

O interlocutor confirmou hoje, depois de nova consulta do blogueiro, que quando o deputado lhe disse isso, gabava-se de ter ajudado como bombeiro para que o fato não se consumasse. Mas que fazia questão de salientar que teria feito isso não por gostar de Moro, mas porque muitos avaliavam que a queda dele poderia derrubar o próprio Bolsonaro.

A história, porém, não se encerra aqui. A mesma fonte dizia que nesta conversa, após discretamente enxugar os olhos, Moro pediu uma segunda chance. Usando exatamente este termo. E disse que se o presidente lhe permitisse, mudaria o comportamento.

Ao ser informado do pedido de segunda chance de Moro, isso tudo no final de agosto, Bolsonaro fez chegar ao ministro que queria demonstrações públicas.

A senha para o novo pacto teria vindo numa foto publicada no Twitter de Moro no dia 25 de agosto. Moro, de soldado, desfilando em Curitiba com arma em punho.

Para confirmar se de fato houve uma mudança de comportamento de Moro a partir do final de agosto, momento em que ele foi quase demitido, Fórum solicitou ao pesquisador de redes, Antonio Arles, que produzisse um estudo separando os tweets de Moro do dia 20 de maio a 20 de agosto (90 dias antes da crise) e fizesse o mesmo de 20 de agosto até 20 novembro (90 dias após) para ver quais foram as palavras mais usadas pelo ministro nesses dois períodos.

O estudo produzido por Arles mostra que nos 90 dias anteriores ao 20 de agosto, os termos mais usados por Moro nos seus tweets foram:

2 – Segurança – 34

3 – Crime – 30

4 – Federal – 29

5 – Brasil – 23

6 – Governo – 23

7 – Lei – 22

8 -Nacional – 22

9 – Operação – 20

10 – Polícia – 20

O termo PR já era usado por Moro neste período, mas com intensidade bem menor. Estava no 21º da lista, com 15 vezes. Jair Bolsonaro, aparecia em 24º lugar, com 14 vezes. Um número ainda menor de citações.

Nos 90 dias posteriores ao 20 de agosto, os termos mais usados foram os seguintes:

1 – Brasil – 42

2 – Crime – 39

3 – Crimes – 37

4 – Governo – 37

5 – Jair Bolsonaro – 36

6 – PR – 35

7 – MJ SP – 33

8 – Federal – 30

9 – Projeto – 28

10 – Lei – 26

Bolsonaro que estava em 24º lugar entre as palavras mais citadas antes da ameaça de demissão, passa a 5º lugar. PR (abreviação utilizada no governo para presidente) que era 21º lugar vai para sexto.

Ao demonstrar que era um bom soldado, Moro continua no governo.