Zé Vando afirma: Neto Carvalho cumpre o que promete

No programa Ponto de Vista desta terça-feira (18), o entrevistado foi Zé Vando, pré-candidato a vereador pelo PP na eleição de 6 de outubro.

Morador no Baixão das Porteiras – zona rural de Araioses, Zé Vando mostrou ser um profundo conhecedor dos procedimentos da agricultura familiar e dos serviços associativos, práticas que já exerce há bastante tempo.

Mas o que chamou a atenção das palavras do pré-candidato foi seu depoimento sobre a primeira administração do empresário Neto Carvalho, pré-candidato a prefeito de Araioses quando foi prefeito de Magalhães de Almeida pela primeira vez.

Zé Vando disse que na campanha Neto prometeu derrubar os casebres do povoado Lagoa do Bacuri e construir novos se fosse eleito.

Nos primeiros dois anos do mandato Neto cumpriu a promessa construindo casas de alvenaria cobertas de telhas para aqueles moradores.

Momentos antes do Ponto de Vista ir ao ar

Nos dois anos seguintes Neto Carvalho foi além e mandou funcionários da prefeitura cadastrar todas as pessoas que não tinham casa própria e moravam com familiares para resolver o problema deles de moradia.

Feito isso Neto construiu em uma área de dois loteamentos casas de alvenaria e entregou na chave a essas famílias.

Fica muito fácil entender o motivo porque Neto Nunca perdeu uma política na sua região.

Ele é cumpridor de seus compromisso.

Aqui em Araioses, alguém fez algo parecido?

O programa Ponto de Vista que é apresentado por Nelito Lima e Daby Santos e vai ao ar de segunda-feira a sexta-feira, das 18 às 19 horas, pela Super Vale FM 94,7 MHZ

Bancário preso suspeito de roubar R$ 190 mil de um lavrador levava vida de luxo

Sujeito gastou R$ 1,8 mil da vítima em apenas um dia em lojas de marcas famosas e restaurantes caros

Suspeito compra relógio com dinheiro da vítima.
Créditos: Reprodução de vídeo

Por Por Julinho Bittencourt

Revista Fórum – Um bancário que não teve o nome revelado foi preso pela suspeita de furtar R$ 190 mil de um lavrador que juntava dinheiro para se aposentar. A vítima é uma pessoa humilde que trabalha em uma lavoura na Venezuela e juntava dinheiro para se aposentar.

O suspeito foi preso na última segunda-feira (17), em Goianira (GO). Segundo informações da Polícia Civil, ele chegou a gastar R$ 1,8 mil da vítima em um dia com compras em lojas de marcas famosas e restaurantes luxuosos. Imagens de câmeras de segurança de lojas flagraram o bancário comprando óculos e relógio com o dinheiro da vítima.

Veja o vídeo abaixo:

Gastos de luxo

Em apenas um mês, o suspeito sacou mais de R$ 25 mil da conta bancária do trabalhador. Os crimes começaram em março de 2023. A maior parte dos valores eram sacados em bancos de Aruanã, Goiânia e Goianira, segundo o delegado Thiago Carvalho, responsável pelo caso.

“Ele [a vítima] só percebeu que havia um déficit alto nos valores da conta no extrato bancário quando voltou para Aruanã. Ele chegou à delegacia para fazer o registro, e tivemos dificuldade até para colher as digitais por conta do trabalho dele”, disse o delegado ao g1.

A vítima, segundo informações da Polícia Civil, morou na Venezuela nos últimos 10 anos, onde trabalhou para juntar dinheiro e se aposentar no Brasil.

O suspeito, que foi preso na agência em que trabalhava, vai responder por furto qualificado por abuso de confiança. Se condenado, a pena pode chegar a 8 anos de prisão.

A polícia vai investigar se o bancário agia com a ajuda de outras pessoas e se fez mais vítimas.

Com ajuda da família, mulher dá à luz em casa por não conseguir transporte para ir ao hospital; Samu chegou minutos depois

O parto natural aconteceu com auxílio de uma tia da gestante, minutos antes da chegada do Samu.

Tanto a mãe quanto o recém-nascido passam bem. (Foto: divulgação)

Imirante.com

IMPERATRIZ – Uma mulher deu à luz a um bebê, na própria residência, durante a madrugada desta quarta-feira (19), na Vila Ipiranga, em Imperatriz. A mãe, que estava com 41 semanas de gestação, havia chamado o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) até o local, mas o bebê João Miguel nasceu antes da chegada da equipe.

Quando a mãe começou a sentir as contrações, a família tentou chamar um táxi ou transporte por aplicativo, além da ambulância do Samu para ir à maternidade, mas não deu tempo.

O bebê nasceu com auxílio de uma tia da gestante, em casa. O pai também presenciou todo o parto natural. A equipe do Samu chegou minutos depois e fez o procedimento necessário, com a retirada da placenta, e encaminhou a mãe e o bebê para o hospital.

Tanto a mãe quanto o recém-nascido passam bem.

Luciana Trinta ri da cara do araiosense ao prometer o que não a mais tempo de fazer

Luciana Trinta grava vídeo para redes sociais na frente da Escola Municipal Raimundo Nonato Cardoso – há muito tempo fechada  no Povoado Placa – dizendo que vai reformar a escola, o que não fez em mais de três anos

Depois de mais de três anos a prefeita Luciana Trinta descobriu que Araioses existe. Pelo menos é assim que pode ser compreendido o fato dela só agora lembrar que tem que trabalhar que tem que mostrar serviço.

Dizer que vai fazer um terminal rodoviário, dizer que vai reformar escolas, fazer ações de governo itinerante só agora quando seu mandato está espirando é menosprezar a inteligência do araiosense.

Luciana Trinta ri sem o menor pudor da cara do araiosense ao prometer o que não a mais tempo de fazer como ocorreu com a Avenida Paulo Ramos, entre outras obras que nunca foram terminadas.

Ela faz isso, ela finge que administra a cidade e fala disso ao povo rindo.

Rindo da cara do araiosense que ela sempre desprezou.

Lula: BC deveria ser autônomo, mas sofre interferências políticas

Para o presidente, juros altos não condizem com baixa inflação

(Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)

Por Pedro Peduzzi – Repórter da Agência Brasil – Brasília

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou nesta terça-feira (18) a forma como o presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, tem conduzido as políticas da instituição. Em entrevista à Rádio CBN, ele disse que a aproximação do presidente do banco com a oposição levanta suspeitas, chegando a admitir que, provavelmente, o governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas, exerça influência maior no BC do que o próprio governo.

“Nós só temos uma coisa desajustada no Brasil neste instante. É o comportamento do Banco Central. Temos um presidente do BC que não demonstra nenhuma capacidade de autonomia e que tem um claro lado político. Na minha opinião, ele trabalha muito mais para prejudicar do que para ajudar o país”, afirmou o presidente.

Lula afirmou que é um dos chefes de Estado com mais experiência em toda a história do país. E citou sua escolha pelo economista Henrique Meirelles, que esteve à frente do BC de 2003 a 2011. “Eu duvido que esse Roberto Campos tenha mais autonomia do que tinha o Meirelles”, afirmou o presidente, ao criticar a aproximação de Campos com o governador de São Paulo.

“Sinceramente, acho que o Tarcísio de Freitas tem mais influência [com o Roberto Campos] do que eu”, disse Lula ao se referir ao pedido do presidente do BC para integrar a equipe econômica do governador de São Paulo durante evento na capital paulista.

“Não é que ele se encontrou com Tarcísio numa festa. A festa foi do Tarcísio para ele [Roberto Campos]. Foi uma homenagem que o governo de São Paulo fez para ele. Certamente porque o governador está achando maravilhosa a taxa de juro em 10,5%”, completou.

Segundo ele, não há nenhuma explicação que justifique a taxa de juro atual, e isso é percebido até mesmo por autoridades estrangeiras, inclusive financeiras. “Tenho viajado o mundo e tenho conversado com muitos presidentes. Recebi presidentes do FMI [Fundo Monetário Internacional]; de bancos asiáticos; do Citibank; do Santander. Todos os bancos demonstram que não há país com mais otimismo do que o Brasil. Prova disso é que fomos o segundo país a receber mais investimento externo”.

“Portanto, temos uma situação que não necessita desta taxa de juros. O Brasil não pode continuar com essa taxa proibitiva de investimento no setor produtivo. Precisamos baixá-la para um nível compatível com a inflação, que está totalmente controlada. Só que agora ficam inventando o discurso de inflação do futuro. Vamos trabalhar em cima do que é real”.

Para o presidente, juros altos não condizem com o contexto de baixa inflação, promovidos por um Banco Central que deveria ser autônomo, mas sofre interferências políticas da oposição.

Taxações e desonerações

Lula também apontou o que chamou de contradições que retratam o cenário atual do país. Ele disse que os que hoje criticam gastos do governo são os mesmos que defenderam desonerações de setores com altos lucros.Na entrevista, Lula afirmou que legisladores se mobilizam para taxar pequenas importações, geralmente feitas por pobres, sem cogitar fazer o mesmo com os ricos. Sua fala foi uma referência à proposta de taxação, aprovada recentemente no Congresso, de compras de até US$ 50 feitas pela internet, e a não taxação de compras de até US$ 2 mil de quem viaja para o exterior.

“O que está acontecendo hoje é que as mesmas pessoas que falam que é preciso parar de gastar são as que têm R$ 546 bilhões de isenções e de exoneração de folha de pagamento. Ou seja, são os ricos que se apoderam de uma parte do orçamento do país e se queixam daquilo que você está gastando com o povo pobre”, observou.

O presidente se disse disposto a discutir “de forma séria” o orçamento com parlamentares, empresários, banqueiros e com a imprensa, mas garantiu que a solução não será “em cima das pessoas mais humildes deste país”.

“Acabamos de aprovar uma desoneração para 17 setores da indústria brasileira, e qual foi a contrapartida deles para o trabalhador? Qual é a estabilidade no emprego que eles garantiram? Qual foi o aumento do salário que asseguraram? Nenhum. Tudo foi apenas para isentar da carga fiscal. Não teve nenhum compromisso com o povo trabalhador. O compromisso que se teve foi apenas o de aumentar o lucro”, argumentou o presidente.

Ele lembrou que a Previdência Social é destino de quase R$ 1 trilhão, valor que ficará ainda maior com as novas aposentadorias. “Mas o que, de fato, é muito é você ter quase R$ 600 bilhões em isenções e desonerações”, acrescentou.

Lula afirmou que, nas conversas que vem tendo com o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, chegou-se à conclusão de que caberá aos empresários beneficiados e ao Senado a busca por uma solução. “Já há uma decisão da suprema corte, de que, daqui a uns dias, a desoneração vai cair e vai morrer. Aí não vai existir mais e a única possibilidade será a de se chegar a um acordo. Portanto, se não tiver a proposta, cai a desoneração. Espero que eles sejam maduros o suficiente e cheguem a um acordo”, completou.

Reeleição

Perguntado sobre uma possível candidatura à reeleição, Lula disse que, por enquanto, não quer discutir o assunto, uma vez que cumpriu menos da metade do mandato e que há “muita gente boa” para se candidatar ao cargo.

Ele, no entanto, acenou com a possibilidade, caso seja a única alternativa “para evitar que os trogloditas que governaram esse país voltem governar”, mas que esta não é a primeira hipótese.

“Vamos ter que pensar muito porque tenho responsabilidade para com o Brasil. O fato é que não vou permitir que esse país volte a ser governado por um fascista negacionista”.

PF investiga desvio de R$ 5 milhões na Caixa Econômica no MA

A investigação se iniciou a partir de comunicação da própria Caixa Econômica Federal.

(Foto: Divulgação/PF)

Por O Imparcial*

A Polícia Federal deflagrou, nesta terça-feira (18), em São Luís, a Operação Avaritia, decorrente de investigação que apura fraudes contra a Caixa Econômica Federal . A investigação se iniciou a partir de comunicação da própria Caixa Econômica Federal, que identificou fortes indícios de esquema criminoso consistente no mapeamento de contas de pessoas idosas, com saldo considerável em conta e que estejam sem movimentação.

PF investiga fraudes contra a Caixa Econômica (Foto: Divulgação/PF)

Após identificadas as contas com estas características, eram realizadas alterações nos endereços dos titulares, solicitação de emissão de novos cartões e alteração das respectivas senhas, para então realizar o escoamento de todo o valor da conta para terceiros, por meio de saques, compras, pagamentos e transferências, o que ocasionou prejuízo estimado em R$ 5 milhões.

Ao todo, mais de 40 policiais participaram da operação, dando cumprimento a 10 mandados de busca e apreensão, além de sequestro de bens e afastamento cautelar das funções de quatro empregados da Caixa Econômica Federal.

A suspeita é de que empregados da própria instituição bancária participavam ativamente do esquema e os materiais apreendidos em posse dos investigados auxiliarão na identificação de todos os envolvidos.

Se confirmadas as suspeitas, os investigados poderão responder pela prática dos crimes de organização criminosa, inserção de dados falsos, estelionato e lavagem de capitais.

* com informações da PF

Galácticos e Evolução são campeões do campeonato de futebol do Pirangi

Minta gente nas finais do campeonato de futebol no Pirangi

Com a presença de muitos torcedores encerrou-se neste sábado (15/6), o já tradicional campeonato de futebol masculino e feminino no povoado Pirangi – zona rural de Araioses.

O evento teve apoio cultural/esportivo do empresário Neto Carvalho. A organização da competição ficou a cargo de Fernanda e Flaviane, cunhadas da assistente social Dora Santos, pré-candidata a vereadora de Araioses na eleição de 6 de outubro.

Inicialmente, as duas primeiras edições do campeonato foram patrocinadas por Junior Percir – prefeito de Buriti dos Lopes, porém nos últimos dois anos, a realização do torneio vem sendo apoiada por Neto Carvalho, a pedido Dora Santos.

O empresário Neto Carvalho não esteve presente porque porque participou da Convenção Estadual/Municipal do PDT em São Luís.

Os campeões

Galácticos de João Peres – campeão masculino

Na final do masculino Galácticos (João Peres) 2 x 1 Flamengo (Zumbi).

Galácticos campeão da categoria masculino.

 Evolução de Araioses – campeão feminino

Na final do feminino Evolução (Araioses) 3 x 0 Vila Real (Carrasco).

Evolução campeão da categoria feminino.

Imagens do evento esportivo

Quem é Márcio Machado, secretário de Brandão que foi condenado por corrupção

Márcio Machado e Manin Leal estão juntos e misturados querendo por as mãos na prefeitura de Araioses a partir de 1º de Janeiro se 2025, mas antes eles têm a difícil tarefa de ganhar a eleição do dia 6 de outubro.

Essa aliança para uns seria impossível, pelo histórico de outras campanhas como, por exemplo, a de 2012 quando recusou conversações no sentido de apoiar Valéria Manin Leal naquela eleição. Ele não quis conversa alegando que não apoiaria nenhum corrupto, mesmo tendo sido candidato a vice-prefeito de Zé Tude na eleição de 2008, que antes fora preso na Operação Rapina, exatamente pela prática de corrupção.

Mas quem é Márcio Machado?

Matéria publicada por Neto Ferreira (veja abaixo),  logo após ser nomeado por Brandão para a Segov pode dizer melhor quem seja ele.

Confira!

Governador Carlos Brandão dando posse ao novo secretário de Governo, Márcio Machado, que foi condenado por corrupção no caso das Estradas Fantasmas

Por Ferreira Neto

Nomeado para comandar a poderosa Secretaria de Governo (Segov) da gestão de Carlos Brandão (PSB), Márcio Ribeiro Machado foi condenado por desvio de verbas públicas, formação de quadrilha e fraude em licitação em 2013.

Em 2005, o atual chefe da Segov foi denunciado pelo Ministério Público do Maranhão como um dos 13 envolvidos no esquema fraudulento que ficou conhecido como “Estradas Fantasmas”.

Após oito anos, a 1ª Vara Criminal de São Luís condenou o grupo por peculato, formação de quadrilha e fraude em licitação decretando a prisão de todos, inclusive de Márcio Machado, em regime semiaberto, pagamento de multa e a devolução de R$ 3,34 milhões de recursos públicos.

O novo auxiliar de Brandão foi coordenador Geral da UEL/PAC Rio Anil e membro da Comissão Setorial de Licitação (CSL) na Secretaria das Cidades durante a gestão do governador José Reinaldo Tavares, que atualmente também integra a cúpula do Palácio dos Leões.

Márcio Machado na função de subsecretário estadual de Educação. Agora o secretário Brandão é aliado de Manin Leal na disputa pela prefeitura de Araioses

Na época, ele atuou diretamente no esquema que consistia no pagamento pela construção de 19 estradas que nunca saíram do papel. Muitas vezes, os projetos previam ligação entre povoados que sequer existiam.

De acordo com as investigações, as fraudes licitatórias foram articuladas entre servidores da antiga Gerência de Infraestrutura (Geinfra) e construtoras. Os recursos liberados e pagos pela gestão de Zé Reinaldo eram desviados e divididos na ordem de 80% para os funcionários da Geinfra e 20% para as empreiteiras.

Machado vai comandar a Secretaria Estadual de Governo (Segov) em substituição à Luzia Waquim. Ele tomou posse no último sábado (4) em uma solenidade realizada na cidade de Imperatriz.

Antes de assumir cargo no governo, Márcio estava ocupando a vaga de subsecretário estadual de Educação.

“A verdade nua e crua” (origem da expressão)

Sabem de onde vem?

Por Décio Coimbra

A pintura “A Verdade saindo do poço”, de 1896, de Jean-Léon Gérôme, está ligada a uma assustadora parábola do século XIX.

Segundo a parábola, a Verdade e a Mentira se encontram um dia.

A Mentira diz à Verdade: “Hoje é um dia maravilhoso!” A Verdade desconfia e olha para os céus, e suspira, pois o dia estava realmente lindo.

Elas passaram muito tempo juntas, chegando finalmente num poço. A Mentira diz: “A água esta muito boa, vamos tomar um banho juntas!”

A Verdade, mais uma vez desconfiada, testa a água e descobre que está realmente muito gostosa. Elas se despiram e começaram a tomar banho.

De repente, a Mentira sai da água, veste as roupas da Verdade e foge. A Verdade, furiosa, sai do poço e corre para encontrar a Mentira e pegar suas roupas de volta.

E o mundo, vendo a Verdade nua, desvia o olhar, com desprezo e raiva. Assim, a Verdade volta ao poço e desaparece para sempre, escondendo nele sua vergonha.

Desde então, a Mentira viaja ao redor do mundo, vestida como a Verdade, satisfazendo as necessidades da sociedade, porque, em todo caso, o Mundo não nutre nenhum desejo de encontrar a Verdade nua.” (Parábola judaica)

Décio Coimbra é engenheiro e professor

Após Convenção Estadual do PDT Neto Carvalho amplia sua aceitação popular como pré-candidato a prefeito de Araioses

Parceria entre o senador Wevwrton Rocha e o empresário Neto Carvalho será o ponto de partida para o sonhado desenvolvimento de Araioses

O araiosense teve uma amostra do que está por vir no que diz respeito a apoio político e convicções de que o futuro Araioses passará por uma jornada de muito trabalho, isso porque após Convenção Estadual do PDT, realizada nesta sexta-feira (15/6) o pré-candidato a prefeito da cidade, o empresário Neto Carvalho mostrou ter forte liderança aqui na região, o que foi reconhecida pelas autoridades ali presentes.

A tendência é de crescimento ainda mais acentuado de sua pré-candidatura a prefeito, já que Araioses é uma cidade onde está tudo por fazer e o araiosense há de ver que o prestígio que Neto Carvalho tem em Brasília, através do Senador Weverton Rocha e do Ministro da Previdência Carlos Lupi, entre outras autoridades federais serão muito importante.

“Eu vejo como de suma importância destacar que dentre todos que estão aí, o Neto Carvalho tem o apoio necessário para trazer obras que vão impactar a cidade, principalmente no turismo, até porque o Senador Weverton apoia Neto, e lembrando também que o senador tem um bom trânsito com o presidente Lula, ou seja, um aliado e tanto para que Araioses possa desfrutar de melhorias, principalmente na saúde e nas estradas que tanto a gente precisa”, disse o Senhor Antonio João.

“Creio que Neto Carvalho está no caminho certo, mostrando sua força e habilidade política, até porque ter o apoio de um Senador que veio de baixo e está onde está como o Senador Weverton é de grande importância, e isso mostra lealdade e compromisso. Tenho certeza que Araioses com Neto Carvalho as chances do município crescer sobem para mais de 1000%”, disse o senhor Marcos.”

“Neto Carvalho representa a esperança de uma cidade com mais oportunidades, com uma saúde de muito mais qualidade e principalmente com mais respeito para a gente que mora aqui”, disse dona Maria das Dores.

Em todo território araiosernse, Neto Carvalho segue a passos largos em sua pré-campanha em Araioses, dialogando diariamente com populares, sobre ideias e recebendo cada vez mais apoios.

Livro resgata memórias de crianças à época do golpe militar no Brasil

Obra traz histórias de temor e resistência no começo da ditadura

(Imagem: Márcio Vianna e Rita Nardelli/Caravana/Divulgação)

Por Gilberto Costa – Repórter da Agência Brasil – Brasília

Será lançado na próxima semana, em Brasília e no Rio de Janeiro, o livro 1964 – Eu Era Criança e Vivi, da Caravana Grupo Editorial. A publicação traz pontos de vista inéditos sobre a ditadura civil e militar (1964-1985), por meio de relatos de pessoas que eram crianças e adolescentes à época da deposição do governo constitucional de João Goulart.

Os 19 depoimentos reunidos no livro mostram como foram percebidos os atos golpistas e as consequências imediatas e posteriores para as famílias de quem tinha de 6 a 14 anos. Há histórias corriqueiras do ambiente doméstico, como aquelas sobre as mães que estocaram alimentos e pais que mandavam deixar as luzes da casa totalmente apagadas.

Há episódios pitorescos como o lembrado no livro por Luiz Philippe Torelly, hoje arquiteto, cujo pai entrou sobressaltado em uma barbearia em Brasília para levá-lo embora, apesar de ainda não ter terminado o corte. “Havia começado o golpe militar de 1964. Próximo à nossa quadra, na 408 [Sul], havia uma Central Telefônica do DTUI – Departamento de Telefones Urbanos e Interurbanos. A central logo foi ocupada por blindados e ninhos de metralhadora, por seu caráter estratégico”, lembra Torelly no livro para explicar a tensão do pai.

“O livro também contém relatos de pessoas que sofreram os horrores da ditadura, ou que tiveram membros da família muito afetados e que passaram por muito sofrimento”, ressalta Rita Nardelli, uma das organizadoras da publicação.

A publicação traz depoimento da jornalista Mônica Maria Rebelo Velloso, sobre uma prima perseguida pela repressão e profundamente traumatizada. “Ela foi presa, perdeu o filho que esperava e mataram seu companheiro. Conseguiu se exilar, primeiro no Chile e depois na Suécia. Voltou com a anistia e totalmente desequilibrada. Depois de algumas tentativas, conseguiu tirar a própria vida numa de suas crises.”

Fogueira e salvamento de livros

Mais de um dos depoimentos publicados fala sobre o destino de livros que poderiam ser considerados “subversivos”. Há histórias de quem queimou os próprios livros para não ser taxado de comunista, em eventual revista domiciliar da polícia ou do Exército, e de quem despistou militares para salvar as obras.

“Não me lembro exatamente em que dia, pouco depois das demissões, soubemos que soldados do Exército começavam a queimar os livros dos professores e da Biblioteca da UnB [Universidade de Brasíla]. Nossa mãe, Othília, uma funcionária pública disciplinada e exemplar, sempre corajosa e dissimulada em situações adversas, pegou os quatro filhos e alguns lençóis e rumamos de carro para a universidade”, lembra no livro Sônia Pompeu, filha do jornalista Pompeu de Sousa, criador do curso de jornalismo da Universidade de Brasília. Segundo Sônia, dona Othilia “conseguiu enganar os militares que cercavam a UnB, alegando que precisava buscar umas roupas da família que estavam na lavanderia que prestava serviço aos professores.”

Para o arquiteto Márcio Vianna, o outro organizador de 1964 – Eu Era Criança e Vivi, os primeiros anos da ditadura acabaram por politizar quem ainda estava na infância ou no início da adolescência e ensinar sobre perseguição e despiste. Segundo Vianna leu e ouviu nos depoimentos coletados, as pessoas começaram “a se sentir de esquerda ainda na infância, pelas coisas que viam, que presenciavam nas famílias e pelo que sabiam sobre os problemas do país.”

A memória política do arquiteto também se estende às aulas de português. “Metáfora… é quando a gente quer falar uma coisa e não pode, como agora nestes tempos, e tem que dizer a mesma coisa, mas de outro jeito, um jeito poético, e só entende quem gosta de poesia, e… e quem não pode saber o que o poeta está dizendo, afinal nem entende, pois a poesia é uma espécie de código que só entende quem tem poesia dentro de si”, cita no livro, lembrando da professora, que era freira dominicana e “dava exemplos, geralmente usando as letras de músicas que dizia serem músicas de protesto.”

Serviço

Livro 1964 – Eu Era Criança e Vivi (Caravana Grupo Editorial), com depoimentos colhidos e organizados por Márcio Vianna e Rita Nardelli.

Lançamento em Brasília: terça-feira (18), na Livraria Sebinho (CLN 406), das 17h às 21h.

Lançamento no Rio: quinta-feira (20), das 17h às 21h, na Associação Brasileira de Imprensa (ABI), centro da cidade.

Com protestos e rejeição, PL do aborto deve encalhar no Congresso

Acordo feito com a bancada evangélica previa apenas a votação da urgência para que texto sobre aborto seja votado diretamente no plenário

Foto: Hugo Barreto/Metrópoles

Por Mariah Aquino, Gabriel Buss, Maria Eduarda Portela

Metrópoles – A aprovação de um requerimento de urgência na Câmara dos Deputados gerou forte reação dentro e fora do parlamento. Após pressão da bancada evangélica, foi aprovada a tramitação mais rápida do Projeto de Lei (PL) nº 1.904/24, que equipara o aborto de gestação acima de 22 semanas ao homicídio, inclusive em casos de estupro.

A votação, feita “às escuras” no plenário e sem ser anunciado o projeto, motivou protestos em todo o país. Uma enquete popular no site da Câmara mostra que 87% “discordam totalmente” do texto, enquanto 13% “concordam totalmente”.

A grande repercussão influenciou o andamento da proposta na Casa Baixa. O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), pretende segurar a votação do mérito do texto, e não há previsão nem mesmo para definir a relatoria.

A escolha de uma deputada de centro, fora do campo da direita ou da esquerda, foi ponderada. O nome da deputada Benedita da Silva (PT-RJ) também foi citado, como coordenadora da bancada feminina com boa interlocução com as diferentes bancadas e política experiente. Apesar disso, o martelo ainda não foi batido.

Líderes partidários ouvidos pelo Metrópoles também reconheceram a possibilidade de o texto ser desidratado para ter melhor aceitação.

O presidente do Congresso Nacional, senador Rodrigo Pacheco (PSD-MG), foi firme ao declarar que “uma matéria dessa natureza jamais iria direto ao plenário do Senado”. Ele disse que não tem opinião formada sobre o tema e pontuou que precisa conhecer o projeto a fundo. No entanto, adiantou: “A separação e a natureza absolutamente distinta entre homicídio e o aborto, isso eu já posso afirmar [que há], porque é assim a legislação penal e assim deve permanecer”.

Já o ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, ressaltou, na sexta-feira (14/6), que o governo federal não vai atuar para mudar a legislação que trata de aborto no país. Ele enfatizou: “Não contem com o governo para mudar a legislação de aborto no país, ainda mais para mudar para um projeto que estabelece que a mulher estuprada vai ter uma pena duas vezes maior do que o estuprador. Não contem com o governo para essa barbaridade”.

Entenda o texto

A proposta é de autoria do Sóstenes Cavalcante (PL-RJ) e outros deputados do PL. A proposta visa alterar o Código Penal, que atualmente, não prevê restrição de tempo para interrupção da gravidez.

O aborto é permitido apenas em casos de estupro, risco de vida materna ou quando o feto possui anencefalia. No entanto, a proposta dos deputados prevê a criminalização da interrupção acima de 22 semanas de gestação, independente dos casos já previstos na legislação.

Caso seja aprovado, a mulher que realizar aborto acima de 22 semanas pode ser condenada de 6 a 20 anos de reclusão. O crime de estupro, todavia, é punível de 6 a 10 anos.

Neto Carvalho mostra que tem prestígio durante Convenção Estadual do PDT

Senador Weverton, Ministro Lupi e Erlânio Xavier destacaram pré-candidato a prefeito de Araioses

Na última sexta-feira, 14 de junho de 2024, ocorreu a Convenção Municipal/Estadual do PDT, com a presença do senador Weverton Rocha, do ministro da Previdência Carlos Lupi, deputados estaduais, vereadores e prefeitos do partido

Com as bênçãos do senador Weverton Rocha, liderança maior da legenda, e da velha guarda do brizolismo maranhense, o empresário Neto Carvalho foi um dos destaques da Convenção, tendo em vista que é reconhecidamente a liderança política mais forte da região, o que abriu o caminho para viabilizar seu projeto em Araioses.

A comitiva araiosense que esteve na Convenção do PDT também era composta por Rafael Carvalho – presidente do PDT de Araioses, Nataniel da Pesca – vereador do PDT, Denys de Miranda – presidente da Câmara de Araioses, Castelo – presidente do AVANTE em Araioses, Denir Miranda – atleta do Araioses Futsal.

“Vamos eleger uma boa bancada do PDT em Araioses, pois temos uma importantes lideranças como pré-candidatos a vereador atuantes em vários bairros e povoados, onde nosso líder Neto Carvalho segue forte no diálogo com a população. Vamos à luta!”, destacou o presidente municipal do PDT de Araioses, Rafael Carvalho.

Senador Weverton, Ministro Lupi e o ex presidente da FAMEM o Prefeito Erlânio Xavier, destacam em seus discursos, a liderança de Neto Carvalho e a chance que Araioses tem de tê-lo como prefeito.

“Fico muito feliz de receber aqui meu amigo Neto Carvalho, pré-candidato a prefeito de Araioses, com nosso apoio e de todo o PDT está seguindo firme a luta em Araioses. Neto Carvalho é um político com a experiência e capacidade administrativa que o município necessita para alavancar seu desenvolvimento”, disse o senador Weverton.

Neto Carvalho segue mostrando toda sua liderança, articulação e prestígio o que o torna como um pré-candidato preparado para mudar realidade do município.

“Agradeço por todo apoio que tenho recebido em nosso partido e principalmente de cada família araiosense que tem vindo somar forças conosco. Nosso plano de desenvolvimento para Araioses está sendo discutido com a população, um diálogo franco e verdadeiro”, disse Neto Carvalho.

Até a data das convenções, Neto Carvalho vai continuar realizando seu diálogo direto com a população araiosense. O período de convenção eleitoral para homologação de candidatos começa em 20 de julho e vai até 5 de agosto.

Neto Carvalho esteve com André Fufuca, Ministro do Esporte do Governo Lula buscando apoio para o Esporte de Araioses

André Fufuca e Neto Carvalho

Nesta sexta-feira (14/6), o empresário Neto Carvalho, pré-candidato a prefeito de Araioses, na eleição de 6 de outubro esteve com André Fufuca, Ministro do Esporte do Governo Lula.

Na oportunidade Neto Carvalho levou demandas da área do esporte de Araioses e região, o que sensibilizou o Ministro.

“Sempre uma satisfação em conversar com meu amigo Neto Carvalho, dialogamos bastante e vamos avançar nos projetos. De imediato vamos apoiar o Araioses Futsal que tem feito história no esporte do Estado. Araioses pode contar comigo!”, destacou André Fufuca.

“Fico feliz por sempre ser bem recebido pelo nosso Ministro André Fufuca. Tenho certeza que nossas

Pautas irão avançar e vamos sempre buscar mais benefícios para nossa querida Araioses”, disse Neto Carvalho.

Neto Carvalho é um político que tem bom trânsito em Brasília e hoje foi apenas mais uma prova do quanto o mesmo é articulado para buscar benefícios e ações que transformam a realidade de várias pessoas’.

Atualizando a pré-campanha de Eliane Dias em Água Doce do Maranhão

Colocando em dia as informações da pré-campanha de Eliane Dias, que será a candidata a prefeitura de Água Doce do Maranhão na eleição de 6 de outubro, pelo grupo liderado pelo ex-prefeito Eliomar Dias.

Na quinta-feira (12/6) Eliane Dias esteve nas comunidades Freixeiras e Iguajiru, junto com a pré-candidata a vereadora Socorro Prado.

Nessas comunidades foram recebidos com muita alegria por Raimundinha, Passo e Charlene e ainda o Sr. Carlos, Dona Guevuê, e Sr. Leão e esposa.

Na sexta, ainda em Freixeiras, Eliane esteve com o pré-candidato a vereador Wilson da Saúde e a liderança Chaga do Teodoro.

Eliane Dias ainda esteve com seu amigo Chapéu, Puba, Socorrinha Gama e seu irmão Francisco.

Continuado em Frexeiras, Eliane fez trabalho de visitas com o pré-candidato a vereador Zé Rita e da liderança Caetano. Ela se disse muito alegre ao ser recebidos com muito carinho e hospitalidade pela família de Dona Danda e seu esposo Chicuta, Fran e seu esposo Valmir, Mara, Joiris e sua esposa Elivalda, Mankulso, Carlos e Mudica.

Por onde anda Eliane Dias vem sendo muito bem recebida pela população aguadocense e ela faz questão de manifestar sua gratidão nas suas redes sociais.