Prorrogado prazo para pagamento do IPVA 2020 no Maranhão

Governo libera consulta dos valores do IPVA 2020 no Maranhão — Foto: Biaman Prado

Por G1 MA – São Luís, MA

A Secretaria de Estado da Fazenda (SEFAZ) publicou nesta sexta-feira (27) uma portaria prorrogando os prazos para o pagamento do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) 2020 no Maranhão. A decisão foi imposta como medida protetiva a pandemia do novo coronavírus no estado.

Por conta da alteração dos prazos, a fiscalização só será inciada a partir de agosto. O pagamento poderá ser feito em cota única ou parcelado em até três vezes, sendo pago de acordo com o final da placa dos veículos.

Veja a tabela abaixo:

Governador do Piauí vai acionar a justiça contra decreto de Mão Santa que libera o comércio

Por Lucas Pereira

Teresina Diário – O governador do Piauí, Wellington Dias afirmou nesta sexta-feira (27), que já acionou a procuradoria jurídica do Estado para adotar as medidas cabíveis em relação ao decreto assinado pelo prefeito de Parnaíba, Mão Santa, que determina a abertura do comércio na cidade.

Segundo o governador, há um conflito de competências entre o decreto do governo do Estado, que proíbe o funcionamento do comércio e o decreto do município, que por sua vez, liberou o funcionamento das atividades.

“Nós temos do outro lado um risco de vida, são milhares de pessoas que estão em morrendo no Brasil, Parnaíba é uma cidade turística, é um grande polo, para o Piauí, Ceará e Maranhão, por essa razão precisa de muitos cuidados”, disse o governador.

Entenda

O prefeito de Parnaíba, Mão Santa (DEM) assinou ontem decreto liberando as atividades empresariais na cidade.

Veja o decreto:

Ignorância ou fanatismo?

“Geralmente aqueles que sabem pouco falam muito e aqueles que sabem muito falam pouco.”

JEAN-JACQUES ROUSSEAU

“O ignorante afirma, o sábio duvida, o sensato reflete.”

ARISTÓTELES

“A sabedoria e a ignorância se transmitem como doenças; daí a necessidade de se saber escolher as companhias.”

WILLIAM SHAKESPEARE

Saída de Cuba do Mais Médicos afetou 28 milhões de brasileiros – Reprodução

A ignorância dos fatos históricos deveria ser uma espécie de limite para os que a possuem se resguardarem e não omitirem opiniões distantes da verdade.

Sobre o post – Mais de 15 países querem remédio cubano que ajudou China a conter COVID-19 – publicado aqui no blog um leitor comentou no Facebook, onde compartilhei a matéria, de era mentira e que Cuba só fabricava imbecíes.

Como o leitor do blog em questão se diz ser um político de direita, não sei de certo se ele é de fato ignorante – aquele que desconhece a existência de algo; que não está a par de alguma coisa – ou se suas colocações são fruto da maldade ou do fanatismo.

Que ele discorde do regime comunista implantado por Fidel Castro é um direito, porém não ter a capacidade de admitir que naquela ilha muita coisa positiva, principalmente no campo da saúde, dos esportes e da educação é um fato inquestionável até por quem se opõe ao sistema político ali vigente não é postura de quem presa pela verdade.

Sem querer alongar o texto devo dizer para quem não conhece, que em Cuba uma criança logo que inicia seus estudos ela é observada no que diz respeito as suas aptidões ou seja, naquela área de ensino com a qual se identifica. A partir dali todos os seus estudos serão direcionados naquela linha de conhecimento vocacional.

É por isso que os médicos de lá são muitos bons, porque eles não escolheram aquela área porque era a que melhor poderia contribuir para ficarem ricos e sim porque era naquela profissão que melhor expressava seus ideais vocacionais. E isso vala para todas as profissões.

Diferente do que ocorre aqui, quando a escolha para a formação profissional nem sempre tem a ver com a vocação e sim com um título de preferência de “doutor” que lhe permita status na sociedade e melhor forma de enriquecimento.

Como democrata que sou não concordo com o regime de ditadura existente em Cuba. Mas também sei que quem tem que mudar isso lá são os cubanos e não nós que não sabemos nem lidar com o que ocorre aqui.

Para quem não sabe, antes do regime implantado por Fidel Castro em 1959, Cuba não passava de um prostíbulo dos Estados Unidos.

Havana, sua capital era infestada de bordéis que tinham como propósito satisfazer os desejos e dar prazer para americanos endinheirados.

Mais de 90% da população era analfabeta e a mortalidade infantil semelhante à de países africanos de extrema pobreza.

O leitor do blog que tanto desprezo e ódio manifesta a Cuba, provavelmente nunca precisou dos cuidados de um médico cubano, mas não custa nada pesquisar e falar com que já foi consultado por eles.

Se o fizer vai constatar que eles são muito bons.

Sobe para 10 o número de casos confirmados do novo coronavírus no Maranhão, diz governador

Governador do Maranhão Flávio Dino — Foto: Reprodução/TV Mirante

Por G1 MA — São Luís

Subiu de oito para dez o número de casos do novo coronavírus no Maranhão. A informação foi confirmada na manhã desta quinta-feira (26) pelo governador do estado, Flávio Dino, durante uma entrevista no Palácio dos Leões, sede do governo, em São Luís.

De acordo com o governador, um dos casos foi registrado em São Luís e o outro em Imperatriz, segunda maior cidade do estado. “Nós tivemos a confirmação de mais dois novos casos. Um na cidade de São Luís e outro na cidade de Imperatriz. De modo que nós temos nesse momento dez casos confirmados”, revelou.

O governador ressaltou também que os casos que ainda não foram confirmados e seguem em quadro de suspeita serão monitorados pelos órgãos competentes. “Segundo as estatísticas internacionais, nós podemos estimar que nós temos também casos ocultos. Por isso, provavelmente, nós estamos falando de pessoas também assintomáticas e nós queremos muito vivamente recomendar, determinar uma providência de vigilância sanitária”, disse.

Centro de Testagem

Secretário de Saúde do Maranhão confirma mais dois novos casos do novo coronavírus por meio de uma rede social — Foto: Divulgação/Redes Sociais

O Maranhão possui dois Centros de Testagem para casos do novo coronavírus. O primeiro, é localizado localizado na Policlínica Diamante em São Luís. O segundo também é localizado em São Luís, no Viva Beira-Mar.

Devem procurar os centros pessoas que estejam com sintomas de febre, tosse e dificuldade de respirar ou tenham feito viagens para outras áreas que estejam com casos confirmados da doença, e tenham tido contato com casos suspeitos ou confirmados de Covid-19.

Os laboratórios estão recebendo a coleta de material para a realização de exames para Covid-19 e dando orientações sobre as medidas que devem ser tomadas após o laudo. Os locais funcionamde segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.

Cuidados

Para evitar a proliferação do vírus, o Ministério da Saúde recomenda medidas básicas de higiene, como lavar as mãos com água e sabão, utilizar lenço descartável para higiene nasal, cobrir o nariz e a boca com um lenço de papel quando espirrar ou tossir e jogá-lo no lixo. Evitar tocar olhos, nariz e boca sem que as mãos estejam limpas.

Segurança de Bolsonaro é internado em estado grave com coronavírus

Jair Bolsonaro (Reprodução)

Revista Fórum – Ari Celso Rocha Lima de Barros, de 39 anos, que trabalha como segurança de Jair Bolsonaro foi internado na noite desta quarta-feira (25) no Hospital de Base, no Distrito Federal, e está em estado grave.

Ele é capitão da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) e foi diagnosticado com a doença em 18 de março. Desde então, cumpria isolamento domiciliar. Mas, segundo a família, o quadro piorou.

“Ontem se sentiu mal e foi internado no Hospital de Base”, disse a mãe do segurança, dona Julmar Rocha de Lima de Barros, ao site Metrópoles. Ela confirmou que o filho “sempre” viaja com Bolsonaro. “E eu acredito que esse vírus ele adquiriu nessas viagens que fez”.

No entanto, ele não estava na comitiva que viajou com Bolsonaro aos Estados Unidos, onde ao menos 24 membros foram contaminados.

Com a confirmação desse caso, subiu para 25 o número de pessoas próximas ao presidente que testaram positivo para o novo coronavírus. A maioria dos infectados foi com ele na viagem aos Estados Unidos, no início do mês, quando se encontrou com o mandatário americano, Donald Trump.

Jovem araiosense sai de bar na madrugada para encontro com a morte

No local do acidente ficou apenas a lanterna da moto e um monte de terra que foi colocado para cobrir o sangue da jovem

Por volta de uma hora da madrugada de hoje (26), uma jovem araiosense perdeu a vida em um acidente de moto. O fato ocorreu na Rua Central, entre os cruzamentos das ruas Gonçalves Dias e 28 de Julho, no centro da cidade.

Fora o enorme barulho da batida da moto de encontro ao calçamento que acordou a vizinhança, pouco se sabe do que realente ocorreu.

O que comentam é que a moça e mais uma turma de jovens estariam bebendo em um bar localizado próximo a Unidade Escolar São Manoel, no bairro do mesmo nome.

Lá teria ocorrido algo que a teria desagradado e essa, então pegou a moto e saiu em disparada para encontrar a morte a pouco mais de três quadras de distância.

Seus colegas ainda tentaram fazê-la desistir do intento, porém não conseguiram.

Moradores da rua ficaram impressionados como ela caiu, porque foi na reta e em um trecho da rua que não tem buracos.

Versões irreais diziam que a jovem tinha caído nesse buraco – que é perigoso e está aberto há mais de mês sem nenhuma ação da prefeitura -, mas não é verdade

Em tempo: em respeito ao decreto do prefeito, todos os estabelecimentos comercias – com exceção das farmácias, mercearias/supermercados e lojas de material de construção – todas as demais casas comerciais estão fechadas.

Creio que cabe a pergunta se esse bar tinha realmente a necessidade de está funcionado e ainda se a mesma autoridade autora do decreto, não tem a obrigação de fiscalizar o seu cumprimento?

Veja 40 medidas já adotadas no Maranhão para combater o coronavírus

Leito no HCI

Uma série de medidas vem sendo adotadas no Maranhão para tentar combater e conter o coronavírus. Não apenas na Saúde, mas também em outras áreas, como a Economia, para ajudar quem mais precisa neste momento.

Veja abaixo 40 dessas ações do Governo do Maranhão feitas desde o dia 9 de março, 11 dias antes de o vírus ser identificado no Estado:

9 de março

1 – Foi determinada a revisão de todo o planejamento de 2020 do Governo, a fim de reservar recursões e ações para combater o coronavírus.

12 de março

2- Início do Plano Estadual de Contingência do novo coronavírus, orientado por protocolos do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde.

3 – Começam a ser executadas – em três turnos, de domingo a domingo – as obras de ampliação de leitos de enfermaria do Hospital Genésio Rêgo, em São Luís.

4 – Começam a ser expandidos os leitos de UTI do Hospital Carlos Macieira, na capital.

Obras no Hospital de Coroatá

14 de março

5 – São montados leitos adicionais de UTI no Hospital Carlos Macieira, reservados exclusivamente para casos graves de coronavírus.

16 de março

6 – Começa a funcionar o Centro de Testagem na Policlínica Diamante para exames laboratoriais  de pessoas que apresentam sintomas e que tenham viajado para área de risco ou tenham tido contato com pessoa diagnosticada com coronavírus.

7 – Decreto suspende a realização de grandes eventos do governo e aqueles que precisam de licença dos bombeiros.

8 – Decreto estabelece que mesas em restaurantes precisam de distância mínima de dois metros. Os estabelecimentos devem ser o mais arejado possível.

9 – Decreto suspende as aulas em todas as escolas e universidades por 15 dias no Maranhão.

10 – Decreto determina isolamento domiciliar a todas as pessoas que chegam às unidades de saúde com síndromes gripais.

Inspeção no aeroporto

17 de março

11 – Reunião do governador com os diretores dos hospitais macrorregionais e regionais de todas as regiões do Maranhão para determinar ações conjuntas

18 de março

12 – É anunciado edital especial para apresentação via internet de artistas profissionais do Maranhão.

13 – Início das obras de qualificação de novas UTIs em Coroatá e ampliação de UTIs em Imperatriz.

19 de março

14 – Decretada situação de calamidade pública.

15 – Suspensão por 15 dias das viagens de ônibus interestaduais, com exceção para áreas como Timon-Teresina.

16 – Início da barreira sanitária na rodoviária de São Luís, para inspeção de passageiros, medindo temperatura corporal dos passageiros .

17 – Decretado o pagamento de salário integral aos profissionais de saúde que vierem a adoecer por conta do trabalho de combate ao coronavírus.

Centro de Testagem da Beira-Mar

20 de março

18 – Começam exames e controles de passageiros que chegam aos aeroportos, após Justiça Federal atender pedido do Governo do Estado.

19 – Anunciada a oferta de mais 30 leitos de UTI para tratar pacientes severos de coronavírus, por meio de aluguel do HCI, hospital privado que fechou desativou parte dos serviços em 2018 na capital.

20 – Aberto processo seletivo para contratação de profissionais de saúde atuarem no combate ao COVID-19.

21 – Liberado o pagamento do Edital Prêmio Mestres e Mestras da Cultura Popular e Tradicional, para gerar renda à categoria.

22 – Bombeiros realizam fiscalização para evitar aglomerações em bares e casas noturnas do Maranhão.

21 de março

23 – Decreto suspende por 15 dias atividades e serviços não essenciais, tais como academias, shopping center, cinemas, teatros, bares, restaurantes, lanchonetes, centros comerciais, lojas e similares.

24 – Decreto determina que continuam funcionando os hospitais, clínicas, laboratórios e demais estabelecimentos de saúde. Também seguem funcionando a distribuição e o comércio de alimentos pelos supermercados e similares. O mesmo para serviços de abastecimento de água, luz, gás e combustíveis.

25 – Medida Provisória reduz o ICMS do álcool gel de 18% para 12% até 31de julho. A medida também vale para álcool 70%, luvas médicas, máscaras médicas e hipoclorito de sódio 5%.

Orientação feita por Bombeiros na praia

22 de março

26 – Decreto mantém abertos estabelecimentos nas estradas, como oficinas e restaurantes, para dar apoio aos caminhoneiros.

27 – Decreto mantém funcionando os pet shops, clínicas veterinárias e distribuição de material de construção para obras públicas essenciais.

28 – Para evitar aglomeração em bancos, o Governo do Estado anuncia a divisão em dias diferentes dos servidores do Estado, entre 27 e 31 de março.

29 – Bombeiros intensificam ação para orientar a população e esvaziar as praias.

30 – Estreia o projeto Conexão Cultural, que contrata apresentações via internet de artistas, como forma de gerar renda para a categoria.

23 de março

31 – Governo edita decreto que isenta 850 mil maranhenses de pagamento de água por dois meses.

32 – Começa a funcionar segundo Centro de Testagem, no Viva/Procon da Beira Mar, em São Luís.

33 – Restaurantes Populares passam a entregar refeições para serem consumidas exclusivamente fora das unidades.

34 – Ficam suspensas, pelo período de até 15 dias, as visitas no sistema prisional do Maranhão.

24 de março

35 – Governo inicia distribuição de 200 mil cestas básicas a trabalhadores informais e famílias em vulnerabilidade social. A entrega das cestas começou por ambulantes da Rua Grande, na capital.

36 – É aberto um número de Whatsapp (99-991910709) para que caminhoneiros se informem sobre estabelecimentos abertos nas estradas.

37 – Equipes do Centro Tático Aéreo iniciam distribuição de equipamentos de proteção aos profissionais de saúde nos hospitais regionais e macrorregionais.

38 – Porto do Itaqui realiza operação para garantir descarregamento de alimentos e produtos de higiene com segurança

25 de março

39 – Conclusão das obras no Hospital de Coroatá para instalar leitos adicionais de UTI reservados a casos graves de coronavírus.

40 – Concluída campanha de arrecadação de alimentos e itens de higiene e limpeza que serão utilizados em ações de prevenção ao novo coronavírus.

Porto do Itaqui opera para garantir suprimentos essenciais

Porto do Itaqui opera para garantir suprimentos essenciais

O Porto do Itaqui mantém sua operação regular de cargas, reforçando as medidas de contenção da propagação do novo coronavírus (Covid-19), conforme orientações das autoridades sanitárias e dos governos estadual e municipal. Nesta semana, entre terça (23) e quarta-feira (24), o porto público maranhense realizou uma importante movimentação: o descarregamento de contêineres com alimentos diversos e produtos de higiene e limpeza para o comércio local. Desse modo, cumpre seu papel social de abastecer o Maranhão e a região centro-norte do País.

“Os portos cumprem importante função social e geram milhares de empregos, sendo essenciais ao abastecimento da população e para a economia do país. O Porto do Itaqui é patrimônio público e como tal estará sempre a serviço do povo do Maranhão e do Brasil para superarem a crise da Covid-19. A linha de contêineres é apenas um exemplo do papel essencial que desempenhamos”, afirma o presidente do Itaqui, Ted Lago.

Segundo Fabíolla Oliveira, gerente geral da Intrading Global, que representa sete empresas locais dos setores de serviços, home center, supermercados e indústrias de produtos de limpeza, a chegada desses produtos no estado está garantida. “A população maranhense pode ficar absolutamente tranquila porque os supermercados locais estão bem abastecidos e, pelo Porto do Itaqui, temos desembarcado semanalmente itens fundamentais à segurança alimentar de todos”, explica.

Desde fevereiro, a linha regular de contêineres foi retomada em escala semanal no Itaqui, reativando um canal logístico que garante a chegada sistemática de mercadorias fundamentais. O esforço conjunto contou com apoio do Governo do Estado, por meio da Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap) e da Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Energia (Seinc), dos sindicatos de trabalhadores portuários do Itaqui (conferentes, arrumadores e estivadores), praticagem, operadores, agentes de cargas, agência marítima e da Aliança Navegação e Logística.

Além do abastecimento de insumos alimentícios e de higiene, o porto público maranhense é o principal hub de combustíveis do Arco-Norte, fornecendo diesel, gasolina, etanol e GLP (gás de cozinha liquefeito) para todo o Maranhão e estados vizinhos, como o Tocantins. Pelo Itaqui também chega boa parte dos fertilizantes – carga que cresceu 11% em 2019, ultrapassando os 2 milhões de toneladas – que abastecem o Maranhão e mais nove estados dentro da cadeia produtiva de grãos, uma das mais importantes para a economia do país.

Só pelo Itaqui passaram, em 2019, 3 milhões de toneladas de milho e 8 milhões de toneladas de soja, o que coloca o porto público do Maranhão entre os três maiores do país em movimentação de soja.

Determinação federal

No dia 20 de março, a Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) anunciou que portos públicos (inclusive os delegados), privados e demais instalações portuárias, assim como as atividades de transporte aquaviário interestadual e internacional, devem permanecer em operação.

Em 2019, no Brasil, o total de cargas movimentadas no longo curso alcançou cerca de 795 milhões de toneladas, com destaque para minério, combustíveis minerais, contêineres e sementes e frutos oleaginosos. A cabotagem contribuiu com 172 milhões de toneladas.

Mais de 15 países querem remédio cubano que ajudou China a conter COVID-19

Médicos cubanos Têm muito boa reputação em todo o mundo (Foto: Reuters / Alexandre Meneghini)

Jornal do Brasil – Cuba recebeu solicitação de mais de 15 países para a compra do medicamento Interferon Alfa 2B, utilizado pela China no combate ao novo coronavírus.

O embaixador de Cuba em Moscou, Gerardo Peñalver, informou que Havana recebeu pedidos de mais de 15 países para adquirir a droga Interferon Alfa 2B, desenvolvida na ilha.

“Até o dia de hoje recebemos pedidos de mais de 15 países para comprar o medicamento, o que é um reconhecimento do desenvolvimento biotecnológico do nosso país”, declarou o embaixador.

Peñalver lembrou que o medicamento foi utilizado com êxito na China para conter a pandemia do novo coronavírus.

O Interferon Alfa 2B é um medicamento recombinante com ação antiviral desenvolvido e produzido em Cuba.(Sputnik Brasil)

Sociólogo crava que Mandetta está fora do ministério da Saúde e contra-almirante assume

Luiz Henrique Mandetta e Jair Bolsonaro (Foto: Erasmo Salomão/MS)

Revista Fórum – O sociólogo e cientista político, Alberto C. Almeida, autor de “A cabeça do brasileiro”, entre outros livros sobre política afirma, em sua conta do Twitter nesta quarta-feira (25), que o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, está fora do governo.

Para o seu lugar, de acordo com Almeida, irá o médico e contra-almirante Antônio Barra Torres, que atualmente é presidente da Anvisa.

A informação extraoficial de acordo com o sociólogo, é “de uma fonte importante”.

Almeida lembra ainda que “Torres é radicalmente contra o confinamento da população e, como Bolsonaro, acha o coronavírus uma “gripezinha”.

Na frente do Alvorada, Bolsonaro ataca governadores, ameaça golpe e lança o país no caos

(Foto: Reprodução)

247 Jair Bolsonaro falou aos jornalistas na porta do Palácio da Alvorada na manhã desta quarta-feira (25) e confrontou os governadores, que tem adotado medidas restritivas de circulação de pessoas: “a ação dos governadores é um crime”.

Bolsonaro também chamou especificamente as ações dos governadores de São Paulo, João Doria (PSDB), e do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), de “demagogas”.

Ele insinuou que a esquerda prepara um golpe de Estado e argumentou que, para contornar tal situação, o Brasil precisa “voltar à produção econômica”.

Dobrando a aposta do pronunciamento feito na noite desta segunda-feira (24), Bolsonaro mandou a população sair de casa e também a imediata reabertura do c omércio. “Ficar em casa é atitude de covarde”, disse.

Bolsonaro também comparou o coronavírus com uma chuva. “Temos que enfrentá-la, com ou sem guarda-chuva”.

O ocupante do Planalto disse que, ao propor a reabertura do comércio, segue o modelo do presidente dos EUA, Donald Trump. No entanto, Trump defende abrir o comércio do país somente após a páscoa.

O CORONAVÍRUS poderá adiar as eleições deste ano

Reprodução da Internet

O COVID-19 parou o Planeta. Botou ricos e pobres, brancos e negros, bonitos e feios de joelhos submissos a sua sanha assassina que é responsável pelo fim de centenas de vidas que estão sendo ceifadas todos os dias.

Está praticamente tudo parado no Brasil. As cidades com suas ruas desertas retrata um mundo surreal. Na área esportiva tudo cancelado e até as olimpíadas programadas para serem realizadas no mês de julho no Japão hoje foi adiada para 2021.

E as eleições que estão previstas de acordo com o calendário eleitoral para ocorrem dia 4 de outubro, elas vão acontecer mesmo?

Pessoalmente tenho as minhas dúvidas, mas acredito que os brasileiros vão ter que conviver com seus atuais prefeitos e vereadores – poucos aplaudidos a maioria rejeitados – por mais um tempo.

Quando não sei, mas essa crise será vencida. Países desenvolvidos e ricos como Itália, Inglaterra e Espanha ainda não tem controle da situação.

E o que dizer do Brasil? Após essa tempestade – que só está começando – o país estará quebrado e o estrago será difícil de prevê.

Os gastos para realizar a eleição são na ordem de 3 bilhões de reais. Tem muita gente importante e com poder sugerindo que essa dinheirama seja usada para combater o coronavírus o que de certa forma é mais do que justo.

O momento exige que primeiro devemos salvar as vidas e que depois façamos as eleições.

Vibrando a favor dessa ideia estão 5.568 prefeitos e 57.931 vereadores.

Uma torcida digna de respeito!

O inimigo é novo, mas o araiosense age com a mesma ignorância de sempre

Lotérica Hoje

Por Marcio Maranhão 

Se poderia estar falando do fato que os maiores corruptos que já administraram este município e tiveram rejeição recorde dos araiosenses, agora lideram as pesquisas e são considerados a solução do problema que eles próprios representam. Mas, a verdade é que estamos falando do coronavírus e o mal comportamento dos munícipes diante da pandemia.
Como qualificar a necessidade da Polícia Militar e Guarda Municipal para esvaziar festinhas particulares, bares e até a lotérica? Se fosse o caso da pessoa está colocando apenas sua vida em risco, já seria uma burrice estonteante, mas tais comportamentos colocam em risco a saúde da coletividade.
O coronavírus é uma realidade, está entre nós. É um assassino invisível que não escolhe suas vítimas e mata com requintes de crueldade, porque tira de nós primeiro aqueles que mais amamos, nossos filhos e nossos pais (crianças e idosos são os mais vulneráveis), sem nos dar o direito pelo menos de um último abraço ou de velar seus corpos. Será que a tristeza de um futuro, possível de ser evitado, não nos faz colocar a mão na consciência e tentarmos fazer nossa parte?
O Município, o Estado e o Governo Federal têm responsabilidades, mas o vírus só será vencido se cada cidadão fizer a sua parte.

Ônibus de São Paulo e Brasília 

Com a notícia que os dois casos suspeitos em Araioses eram pessoas provindas de outros estados, logo surgiu o questionamento. Por que nada está sendo feito para impedir esses ônibus que semanalmente entram clandestinamente em Araioses (são registrados como turismo, mas fazem linha regular semanalmente), com passageiros de outros estados?
É compreensível a apreensão dos pais que possuem filhos nestes estados onde o vírus já se alastrou, mas não existe mais lugar seguro quando os cidadãos não fazem sua parte. E é aqui onde encontramos mais resistência.
O único lugar onde podemos nos proteger é dentro de nossas casas, tomando medidas de higiene necessárias e evitando contato com outras pessoas.
O vírus só vive se tiver como circular de pessoa a pessoa. Se tiver quem o leve de um estado para o outro melhor ainda.
Aproveito para parabenizar a Vigilância Sanitária, a Policia Militar de Araioses, a Guarda Municipal e principalmente os profissionais de saúde, que continuam na linha de frente lutando sem armas e proteção adequada.
Araiosense fique em casa! Nós não temos estrutura, respiradores, UTI e nem sequer o básico como mascara, álcool em gel, e, até o prefeito foi embora já faz um bom tempo para Parnaíba.

Hospital Regional

Hospital Municipal

Em entrevista, governador Flávio Dino fala sobre decisão do Supremo de manter Bolsa Família no MA

Governador Flávio Dino e secretário de Saúde Carlos Lula, durante videoconferência – Foto: Gilson Teixeira

Em entrevista à TV Mirante, na segunda-feira (23), o governador Flávio Dino falou sobre a decisão do Supremo que impediu o corte do Bolsa Família, uma ação judicial do Governo do Maranhão e outros governos. Além disso, o governador falou sobre o pacote de medidas anunciado pelo presidente da República, atendendo reivindicações dos governadores de todas as regiões do Brasil.

Uma delas foi a suspensão, por quatro meses, das dívidas que os estados tem com a União. “Não é uma anistia. Mas por quatro meses as parcelas não serão cobradas”, disse o governador Flávio Dino.

Bolsa Família no Nordeste

Sobre a decisão do Supremo Tribunal Federal de suspender o corte do Bolsa Família feito pelo Governo Federal aos estados do Nordeste, o governador falou ser essa é uma medida inteligente. “Graças a Deus tivemos uma resposta a essa ação judicial, reivindicação dos governadores do Nordeste. O Supremo determinou que o Governo não corte o bolsa família de ninguém. Estamos atravessando momento de crise e essa é uma importante decisão neste momento”, finalizou o governador.

Reforço na Saúde

Além disso, na videoconferência feita com os governadores, o presidente anunciou um reforço de R$ 8 bilhões para a saúde de todos os estados e municípios do Brasil. “Estamos aguardando o detalhamento e a apresentação dos projetos de concretização da agenda de cooperação federativa com Estados e Municípios. E desejamos que seja suprida a principal lacuna até aqui: garantia de renda básica a autônomos, informais, via fundos e bancos públicos”, afirmou Dino.

Materiais Hospitalares

Durante a entrevista, o governador disse que os governadores apresentaram pedido ao Ministério da Saúde sobre a compra de materiais e insumos hospitalares. “O problema hoje é que não há quem venda e o Ministério da Saúde fez uma parceira com empresas brasileiras e internacionais e está agora aguardando máscaras e demais materiais”, afirmou o governador.

Governador Flávio Dino e secretário de Saúde Carlos Lula, durante videoconferência – Foto: Gilson Teixeira

Por Letícia Fagundes

Fonte: Secap

Olimpíadas de Tóquio são adiadas para 2021, depois de pedido de primeiro-ministro do Japão

Shinzo Abe falando ao Parlamento em 2019 — Foto: AP Photo/Eugene Hoshiko

Por G1

O primeiro-ministro japonês, Abe Shinzo, confirmou nesta terça-feira (24) que pediu ao Comitê Olímpico Internacional o adiamento de um ano dos Jogos Olímpicos, que estavam programados para o dia 24 de julho.

Abe fez o anúncio a jornalistas depois de uma conversa telefônica com o presidente do COI, Thomas Bach. Segundo ele, o COI aceitou o pedido.

O COI, então, confirmou em um comunicado o adiamento assinado em conjunto com o governo japonês:

“Na circunstância presente, e baseados na informação providenciada pela Organização Mundial da Saúde, o presidente do COI e o primeiro-ministro do Japão concluíram que os Jogos da 32ª Olimpíada em Tóquio devem ser reagendados para uma data para além de 2020, mas não depois do verão de 2021, para garantir a saúde de atletas, todos envolvidos nos Jogos e a comunidade internacional.”

As Olimpíadas, portanto, deverão ser realizadas em 2021. Mesmo assim, o nome oficial do evento será Tóquio 2020, de acordo com o governador de Tóquio, Yuriko Koike.

Os Jogos Olímpicos foram adiados por causa da pandemia do Covid-19, que impactou a organização do evento e também a preparação dos atletas.

A conversa telefônica incluiu, além de Abe e de Bach, o governador de Tóquio, Yuriko Koike, e o líder da organização dos Jogos, Yoshiro Mori.

Abe pediu para que Bach tomasse uma decisão o mais rápido possível, segundo a NHK.

Essa é a primeira vez, na era moderna, que os Jogos Olímpicos são adiados. Eles foram cancelados em três ocasiões: 1916, 1940 e 1944.

Pressão de atletas

O Comitê Olímpico do Canadá havia publicado uma carta na segunda-feira (23) na qual informou que ia boicotar os Jogos Olímpicos e Paralímpicos se eles fossem realizados em 2020. A Austrália também informou que não enviaria seus atletas.

Noruega e Grã-Bretanha pressionaram o COI e ameaçaram não participar dos Jogos.

Eliminatórias congeladas

A maioria (78%) dos atletas era favorável a um adiamento, de acordo com uma pesquisa divulgada pelo “The New York Times”.

As medidas de contenção do coronavírus, que em muitos países incluem a proibição de viagens, interromperam os jogos eliminatórios para as Olimpíadas. Muitos dos atletas não podem sair de casa por causa das medidas de isolamentos impostas.

Ainda assim, até o domingo (22), o COI tinha dito que só tomaria uma decisão em quatro semanas.