“Temer quer pegar o nicho de eleitores do Bolsonaro”, diz Lula sobre intervenção no Rio

Ex-presidente concedeu entrevista à Rádio Itatiaia, em Belo Horizonte

Jornal do Brasil

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou, nesta quarta-feira (20), a intervenção federal no Rio de Janeiro, chamando a ação de “espetáculo de pirotecnia” e afirmando que a iniciativa do governo de Michel Temer teria a intenção de atrair os eleitores de Bolsonaro. As declarações foram dadas em entrevista à Rádio Itatiaia, em Belo Horizonte (MG).

“Eu acho que o Temer está encontrando um jeito de ser candidato a presidente da República. E ele achou que a segurança pública pode ser uma coisa muito importante para ele pegar o nicho de eleitores do Bolsonaro”, disse Lula. Para o ex-presidente, a intervenção é também teria o objetivo de desviar a atenção do fracasso do governo com relação à reforma da Previdência.

“Eles pensaram em criar outro espetáculo, e então criaram a intervenção no Rio, passando para a sociedade a ideia de que agora os problemas vão acabar. E não vão”, disse Lula

“O Temer sabe que o que tirou a Reforma da Previdência da pauta não foi ele e nem a intervenção, foi a pesquisa do Datafolha que mostrou que os deputados não iriam votar a aprovação da Previdência. Eles pensaram em criar outro espetáculo, e então criaram a intervenção no Rio, passando para a sociedade a ideia de que agora os problemas vão acabar. E não vão”, disse Lula, lembrando que o Exército já ficou um ano na favela da Maré e, ao sair, os problemas voltaram.

Para o ex-presidente, resolver o problema da violência significa pensar em políticas públicas que garantam educação, qualidade de vida e emprego para a população. “Se o estado não está presente com políticas públicas nos lugares mais pobres, seja no Rio de Janeiro ou em qualquer lugar, a violência aparece com mais frequência”, completou.

Soberania Nacional

“Minha preocupação é que o Exército não é preparado para enfrentar o narcotráfico e para lidar com bandido em favela. Ele é preparado para defender a soberania nacional contra possíveis inimigos externos. Você colocar o exército em uma tarefa dessa sem prepará-lo, o que pode acontecer é que, depois do espetáculo, o resultado seja negativo”, afirmou Lula.

O ex-presidente acredita que é preciso apresentar à sociedade um plano estratégico de segurança nacional antes de anunciar qualquer medida. “A Marinha sabe que se quiser diminuir o narcotráfico e contrabando de armas tem que ter uma estrutura para poder controlar 8 mil km de fronteira marítima. E o Exército sabe que tem que ter uma estrutura para combater o narcotráfico em 16 mil km de fronteira seca. E onde está a Polícia Federal? Por que ela não está na nossa fronteira?”.

O ex-presidente afirmou ainda que mais ou menos violência está ligado à capacidade de desenvolvimento do estado. “E o Rio de Janeiro está muito empobrecido”, disse Lula, se referindo aos milhões de desempregados no estado.

Governo antecipa pagamento dos servidores públicos estaduais para a próxima terça-feira (27)

O pagamento da folha de fevereiro do funcionalismo público estadual será realizado na próxima terça-feira (27), conforme anunciou o governador Flávio Dino em rede social. De acordo com o Decreto nº 33.765, de 22 de janeiro de 2018, o pagamento estava previsto para ocorrer no dia 2 de março, mas foi antecipado por haver viabilidade financeira.

A versão digital do contracheque de fevereiro de 2018 estará disponível em breve através do aplicativo Portal do Servidor, compatível com os sistemas operacionais Android e IOS, e no site da Secretaria de Estado da Gestão, Patrimônio e Assistência dos Servidores (Segep): www.portaldoservidor.ma.gov.br.

É necessário apenas senha pessoal de acesso, que pode ser cadastrada presencialmente na sala do Portal/Ouvidoria do Servidor (localizada no Anexo IV do Centro Administrativo do Estado, no Calhau) ou pelos telefones (98) 3131-4191 ou 3131-4192.

Fonte: Segep

Governo encerra espera de 30 anos e realiza obra histórica de abastecimento em Tutoia

Tutóia vai contar com sistema de abastecimento de água

O Governo do Maranhão instalou um novo panorama em relação ao abastecimento para a sede da cidade de Tutoia, município distante 320 km da capital. Mesmo tendo população estimada em 59 mil habitantes e estar localizada em uma região de alto potencial turístico, a cidade de Tutóia não dispunha, até então, de um sistema de garantisse o abastecimento da cidade. A população precisava comprar água, muitas vezes de qualidade duvidosa, ou então contava com poços – os chamados “cacimbões -, geralmente apresentando níveis altíssimos de coliformes fecais e cloreto de sódio, deixando a água salgada, entre outros problemas que afetavam a saúde da população.

Sensível à situação, o Governo destinou esforços e recursos que foram capazes de transformar essa realidade. Foram investidos mais de R$7 milhões em intervenções para estruturar o sistema desde a captação, passa pela construção de Estação de Tratamento de Água – ETA, e vai até a implantação de redes de distribuição de água tratada para atender os bairros da sede.

A obra seguiu todos os passos necessários para que se cumprisse um planejamento traçado desde a elaboração do projeto, contemplando questões da Política Ambiental instituída pela empresa, para minimizar impactos decorrentes das atividades de operação com vistas ao fornecimento de água potável de forma eficaz, responsável e sustentável, e garantir a preservação dos locais de captação.

Implantação

A primeira etapa de implantação do Sistema de Abastecimento de Água da Cidade de Tutóia destinou-se à captação. Para isso, foi contemplado pelo projeto a construção de dois tubulões em aço patinável de diâmetro 1.400 mm e altura de 4,8 m, fazendo a captação de água direta do Riacho Bom Gosto.

Paralelo a isso, as obras inclinaram-se sobre a concretização de estruturas físicas da Estação Elevatória de Água Bruta e a construção de Casa de Bombas para abrigar dois conjuntos moto-bombas (CMB). Também foi implantada uma linha adutora de água bruta de tubos de alta resistência (DN200) para suportar o atrito da vazão, com extensão de 125 metros, que possibilitasse transportar a água do riacho até a Estação de Tratamento de Água – ETA, onde toda água produzida seja tratada para estar apta a ser consumida.

Um dos pontos mais importantes no processo foi a construção de uma estação de tratamento de água convencional em concreto armado, apropriada para tratar, por hora, 2 mil litros da água captada no riacho.  Também foram implantados 5KM de nova linha de adutora de água já tratada com diâmetros variando entre de DN250 a DN300, em complemento à adutora já existente de 8 mil metros, estendendo-a para um total de 13km de adutora. Também foram reestruturados e recuperados reservatórios apoiados com a impermeabilização e pintura.

Após a estruturação de todo o parque para captação, adução dos volumes e tratamento da água, a segunda etapa da obra foi a chegada da água aos bairros e torneiras dos tutoienses, a exemplo dos bairros Paxicá, Comum e Bom Gosto. Apesar da preparação deste trabalho estar concomitante à primeira etapa, inclusive já com algumas ligações executadas ainda nesta fase (primeiras 1.380 unidades de ligações domiciliares em áreas próximas a ETA), foram planejadas para atender a população uma rede de distribuição com 64km de extensão, hoje 100% executada, propiciando um total de mais 4.380 novas ligações somadas às já existentes.

Compromisso X Promessas

As obras para reestruturação do Sistema de Abastecimento de Água de Tutóia estavam paradas por diversas incompatibilidades técnicas e legais, e embargados por órgãos fiscalizadores desde 2013. Logo que assumiu o governo, o Governador Flavio Dino assegurou que seriam tomadas providencias emergenciais que paralelamente garantissem mais água nas torneiras o quanto antes. Empreendeu-se, então, uma série de medidas e visitas à sede e localidades no município para ouvir a população e buscar alternativas, juntamente com sua equipe técnica, para resolver o problema de falta de água em Tutoia.

Entre as alternativas emergenciais, a Caema estabeleceu como prioridade a perfuração de poços que pudessem de imediato suprir a necessidade de algumas comunidades que viviam sem abastecimento. Foram perfurados poços localizados no Bom Gosto e no Comum, para que se pudesse aumentar a ofertar de água potável à população. Com vazão média de 40 mil litros cada um, os novos poços permitiram abastecer de imediato, à época, 800 casas na sede.

As obras para total recuperação, ampliação e expansão do Sistema Abastecimento de Água da Cidade de Tutoia foram realizadas para que toda a população pudesse ser beneficiada com o aumento do volume de água produzido, armazenado e distribuição para as casas, abastecendo diretamente 21.000 mil habitantes da sede. Concluídas as obras no mês passado, o Sistema entrou, então, em fase de testes e monitoramento, para que possa passar a operar em definitivo.

“Aqui em Tutoia, o povo não acreditava mais que a situação pudesse mudar. Tanto que, ao longo de tantos anos, espalhou-se na cidade uma anedota popular, e a espera pela água nas torneiras passou a ser definida pela população como ‘A lenda da Água’. Essa era uma expressão comumente pronunciada e ouvida pelas ruas de Tutoia, devido ao fato de que várias promessas foram feitas e reiteradas por governantes no sentido de dar aos moradores da sede um abastecimento digno. Com todo esse extenso trabalho que foi desenvolvido pelo Governo e pela Caema, o quadro agora é outro. Nas rodas de conversas, nos encontros de amigos, ‘A lenda da Água’a deu lugar à realidade”, conta Marcelo Santos Serejo, encarregado pelo sistema de abastecimento da cidade.

Ele explica que, durante a fase de testes, um dos objetivos é verificar o alcance da vazão. Para isso, várias torneiras foram instaladas em diversos pontos específicos, para que se monitore se a água está chegando com a frequência e intensidade esperadas. “Ao abrir as torneiras de teste, é interessante ver como o povo reage, arranca sorrisos e reações inesperadas, afinal, era uma ideia bastante distante da realidade de muitos ver água saindo da torneira”, conta ele.

Outra medida feita pela Caema para acelerar o abastecimento foi colocar cavaletes com ramais na porta das residências, facilitando para que, a partir deles, moradores possam fazer a interligação com sua rede doméstica. Mesmo com água ainda somente na torneira implantada em sua porta, Deusalene Cruz de Oliveira, 42 anos, moradora do Centro, é só agradecimentos.

A falta de esperança em dias melhores, deram lugar à confiança com a chegada da água. Ela conta que, apesar de estar no Centro da cidade, não tinha água há 20 anos. “Nós estamos esperando o governador de braços abertos, porque hoje nós estamos vendo essa maravilha aqui. Nunca imaginava de ver água em Tutoia, e hoje a água está aqui e tem para todos”, agradeceu ela.

Outro bairro onde os moradores estão radiantes é o Monte Castelo. Maria do Socorro Gomes Pinheiro, de 50 anos, moradora do bairro, diz estar muito feliz por este ponto de água. “Há muito tempo que estava aqui sem água, é uma coisa que não podemos viver sem. Agradeço ao Governo do Estado, por que agora estamos muito bem”, disse.

Número:
Investimento de R$7.008,993,46

Box: Obras executadas em Tutoia:
-Captação Riacho Bom Gosto
Casa de bombas, Estação Elevatória de Água Bruta, execução da estrutura física e instalações de 02(dois) conjunto moto-bomba, totalizando vazão de 200m³/ h, implantação de adutora de água bruta DN200, 125 metros).
– Estação de Tratamento de Água – ETA
ETA convencional – Estruturação em concreto armado, vazão de 200m³/ h. Elevatória de água tratada – Execução de casa de bombas e estação elevatória de água tratada, vazão 200m³/ h, adutora de água tratada (Implantação de 5 km de linha adutora nova – DN250 a DN300).
– Redes de distribuição
64km de rede nova implantada (diâmetro) DN50 a DN200, propiciando 4.380 novas ligações,

Fonte: Caema

Prazo para pagamento do IPVA 2018 com desconto de 10% encerra no dia 2

Um milhão e duzentos mil proprietários de veículos de 2 e 4 rodas, de passeio, utilitários e de prestação de serviços de frete, tem até o dia 28 de fevereiro para pagar o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) do exercício de 2018, em cota única, aproveitando o desconto de 10%.

Um milhão e duzentos mil proprietários de veículos de 2 e 4 rodas, de passeio, utilitários e de prestação de serviços de frete, tem até o dia 28 de fevereiro para pagar o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) do exercício de 2018, em cota única, aproveitando o desconto de 10%.

Além do pagamento em cota única com desconto de 10% concedido pelo Governo do Maranhão, a outra opção é o parcelamento em três cotas iguais e sucessivas, de acordo com as datas de vencimento estabelecidas no calendário para pagamento do IPVA.

Este ano a descentralização de pagamento do IPVA permite comodidade e facilidade aos proprietários de veículos. O proprietário precisa apenas emitir o boleto de pagamento do IPVA no site da Sefaz (www.sefaz.ma.gov.br) ou site do Detran (www.detran.ma.gov.br) e se dirigir à agência mais próxima dos bancos credenciados pela Sefaz: caixas eletrônicos do Banco do Brasil, BB Mais, Correios, Banco do Bradesco, Banco Itaú, Banco Santander e BANCOOB.

Outra comodidade é o ‘TA Multicartão’ disponibilizado pelo Banco do Brasil, que permite ao cidadão que tenha cartões de outros bancos, poder inserí-los nos caixas de autoatendimento do Banco do Brasil e efetuar o pagamento do boleto do IPVA de forma rápida e segura.

Pelo site do Detran, no ícone ‘Licenciamento 2018’, o contribuinte pode emitir o Documento de Arrecadação de Receitas Estaduais (DARE) com o valor do IPVA e demais despesas do licenciamento, como taxa do Detran, seguro DPVAT e eventuais multas de trânsito, que podem ser pagas nos bancos credenciados.

A consulta dos valores por modelo de veículo já pode ser feita no portal da Sefaz na internet, clicando no menu IPVA; e também no site do Detran, no ícone Licenciamento Anual.

Recebimento do documento em domicílio

Após o pagamento do imposto, da taxa e do seguro DPVAT, o contribuinte receberá em seu endereço, em até dez dias, o Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV).

O CRLV devolvido pelos Correios, quando se tratar de municípios da jurisdição de São Luís, ficará disponível no Viva Cidadão da Beira-Mar, da ordem alfabética de A a J e no Viva Cidadão do Shopping da Ilha, de L a Z. Nas demais cidades do estado, o documento ficará disponível nas respectivas Ciretrans.

Fonte: DETRAN/MA

OPINIÃO – Desfile dos vampiros

Robson Paz – A quem interessa o caos no Brasil? A escola de samba Paraíso do Tuiuti interpretou com maestria a alma brasileira e deixou claro que a crise política, econômica e institucional não interessa, nem agrada ao povo. Este, aliás, tem demonstrado com todas as letras de samba ou não, que não suporta mais pagar pela irresponsabilidade de vampiros inclementes capazes de sugarem até a última gota de sangue da população, para satisfazer sua sanha de poder.

A evolução da Tuiuti na passarela com muita felicidade mostrou a ala dos manifestoches e os criadores, manipuladores do ambiente de caos, que parecem não ter limites para disseminar a política de terra arrasada no país.

Desde outubro de 2014, não há um só dia em que os brasileiros não sejam bombardeados com toda sorte de ‘crises, escândalos’, comissão de frente do espetáculo de insanidades políticas, administrativas.

Após o golpe parlamentar, que ensejou o impeachment da presidenta Dilma, a maioria esperava que o país tivesse o mínimo de estabilidade política e retomada econômica. Isto foi o que venderam à população, mas não entregaram. Começou então célere e agudo processo de desnacionalização de setores estratégicos como o energético, petrolífero e espacial.

As políticas sociais, que por mais de uma década retiraram da extrema pobreza mais de 30 milhões de brasileiros, começaram a ser atacadas. Tudo isso sob o dogma neoliberal de reduzir o tamanho e a participação do Estado e atender aos desejos do mercado, um deus para muitos que defendem a manutenção do status quo e da desigualdade social.

Pois bem, não bastassem a deformação da CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas) com a aprovação da reforma trabalhista, prejudicial aos trabalhadores e indutora da informalidade; da PEC que reduz por 20 anos os investimentos em saúde e educação; da ameaça de aprovação da reforma da Previdência, sacam agora da cartola esdrúxula intervenção federal sob discutível argumento de descontrole da violência no Rio de Janeiro.

Só para lembrar: o Rio recebeu os dois maiores eventos do planeta a Copa do Mundo e as Olimpíadas em 2014 e 2016, respectivamente. O governo federal reforçou o combate ao crime no Estado, sem, contudo, chegar ao extremo de intervir no sistema de segurança.

Qual seria o pano de fundo da intervenção? Há várias hipóteses. A primeira atenderia a medida meramente midiática, a depender do resultado, capaz de eleger um presidente da República do consórcio centro-direita. Seria a saída honrosa para a derrota na votação da reforma da Previdência ou ainda um flerte com a ditadura jurídico-midiática-militar.

Caso não seja bem sucedido o plano softpower, entraria em campo o modelo hardpower movido a intervenções e caso haja reação popular como ensaiaram movimentos como os vistos na Marquês de Sapucaí, a vampiresca elite não hesitaria recorrer a forças externas.

Em meio ao triste enredo apenas uma certeza: a insegurança política, econômica e institucional do país segue desfilando. Até “o dia em que o morro descer e não for carnaval, ninguém vai ficar para assistir o desfile final”, como escreveu Wilson das Neves.

Robson Paz – Radialista, jornalista. Secretário adjunto de Comunicação Social e diretor-geral da Nova 1290 Timbira AM.

Ministério Pública de Araioses, na pessoa do promotor não funciona

John Derrick até agora não deu a minha atenção para as denúncias que já recebeu dos vereadores araiosenses sobre supostas irregularidades da atual administração.

Diante da omissão do promotor em levar a frente as denúncias contra a gestão do prefeito Cristino, Ingram de Tarso disse que infelizmente “vamos ter que tomar medidas judicias”

Pelo que disse o vereador Ingram de Tarso ao discursar hoje (20) na sessão da Câmara de Vereadores, perde tempo quem tiver esperando que o Dr. John Derrick Barbosa Braúna – Promotor da 1ª Vara de Araioses, leve avante as dezenas de denúncias que tem recebido, de parte dos edis araiosenses, sobre os desmandos cometidos pelo prefeito Cristino Araújo.

Ele, juntamente com o vereador Arnaldo Machado estiveram na Promotoria de Araioses para levar ao conhecimento de John Derrick, a necessidade de se fazer uma escala de trabalho para os motoristas que trabalham transportando alunos do município.

John Derrick 

Como Ingram já tinha falado na sessão de sexta-feira, dia 16, o secretário de educação de Araioses estaria impondo uma carga horária além dos limites permitidos por lei aos motoristas que trabalham no trasporte escolar.

Na oportunidade de hoje, os dois vereadores tiveram uma conversa reservada com o promotor sobre o andamento das denúncias a ele encaminhas. Sobre esse assunto Ingram disse que infelizmente “vamos ter que tomar medidas judicias” uma vez que nada foi feito até agora, que nenhuma das mais 100 denúncias que chegaram até ele foram analisadas e encaminhadas ao Poder Judiciário.

Diante desses fatos Ingram achou por bem que alguma medida fosse tomada pelos vereadores na reunião que fariam depois da sessão.

Licitações

Ingram ainda falou que esteve mais uma vez acompanhando a sessão do processo de licitação da empresa que vai transportar os estudantes araiosenses. Ele e Arnaldo ficaram das 14 às 18 horas na prefeitura e o processo licitatório não foi concluído e que ficou para ser finalizado hoje.

As denúncias que Ingram e outros vereadores têm feito em seus discursos na Câmara de Vereadores sobre a omissão do promotor John Derrik, quando se trata de tomar uma posição sobre supostas irregularidades cometidas na gestão de Cristino Araújo preocupa.

Agindo assim ele se coloca no mesmo time onde já estão de maus políticos e certos membros do poder judiciário.

Uma lástima, pois não é isso que se espera de quem vive a custa de salários pagos com dinheiro público, dinheiro do povo.

Fragilidade de Roseana faz Sarney transferir domicílio eleitoral para o Maranhão

Jorge Vieira – O ex-governador José Reinaldo Tavares avisou certa vez ao governador Flávio Dino que a disputa pela reeleição não seria contra Roseana, mas sim contra o pai dela, o velho oligarca José Sarney (MDB), hoje um dos principais conselheiros presidente Michel Temer.

O alerta de Zé Reinaldo foi concretizado com a confirmação, na tarde de ontem, da transferência do domicílio eleitoral do ex-senador José Sarney, do Amapá para o Maranhão, na esperança de mudar o quadro totalmente favorável a renovação do mandato do governador.

Ao retornar ao seu estado natal, onde praticamente seus ex-companheiros de política já fizeram a passagem para o outro mundo, Sarney, conforme especulam nos bastidores, vem com missão de organizar a campanha da filha e trabalhar pela eleição do filho ao Senado e do neto a deputado estadual.

O ingresso do velho oligarca na campanha que se aproxima expõe a fragilidade da liderança de Roseana, que já não consegue reunir sequer aliados para percorrer o interior do Estado e se apresentar à população como pré-candidata.

Roseana teve que abortar recentemente sua ida a Imperatriz e região porque não conseguiu organizar a comitiva. Até o jornal da sua família já trata a ex-governadora como provável candidata, ou seja, Roseana permanecer indecisa em se submeter novamente a humilhação das urnas. a exemplo do que ocorreu em 2006 e 2014.

PTB desiste da indicação de Cristiane Brasil para o Ministério do Trabalho

Roberto Jefferson, presidente do partido e pai de Cristiane, fez anúncio pelo Twitter

Jornal do Brasil

O ex-deputado federal Roberto Jefferson, presidente nacional do PTB, afirmou nesta terça-feira (20), em publicação no Twitter, que o partido desistiu da indicação da deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ), sua filha, para o Ministério do Trabalho.

“Diante da indecisão da ministra Cármen Lúcia em não julgar o mérito neste 1º semestre, o PTB declina da indicação de @Dep_CrisBrasil para o Ministério do Trabalho. A decisão do partido visa proteger a integridade de Cristiane e não deixar parada a administração do ministério.”, escreveu Jefferson.

O presidente do PTB ainda agradeceu ao presidente Michel Temer, e criticou o que chamou de “caça às bruxas”, com relação a sua filha.

“Agradecemos ao presidente @MichelTemer e aos companheiros do partido pelo apoio e respeito com Cristiane Brasil durante esse período de caça às bruxas.”

Roberto Jefferson, presidente do PTB e pai de Cristiane Brasil, fez anúncio pelo Twitter

O caso

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, havia suspendido a posse de Cristiane Brasil como ministra do Trabalho, e encaminhado o caso ao plenário da Corte, sem contudo marcar a data do julgamento.

A nomeação de Cristiane Brasil foi anunciada pelo presidente Michel Temer no dia 3 de janeiro, mas a deputada foi impedida de tomar posse por força de uma decisão liminar do juiz Leonardo da Costa Couceiro, da 4ª Vara Federal de Niterói, proferida em 8 de janeiro.

O magistrado acolheu os argumentos de três advogados que, em ação popular, questionaram se a deputada estaria moralmente apta a assumir o cargo após ter sido revelado pela imprensa que ela foi condenada pela Justiça do Trabalho a pagar mais de R$ 60 mil a um ex-motorista, em decorrência de irregularidades trabalhistas. Em seguida, a posse também foi suspensa por decisões da segunda instância da Justiça Federal no Rio de Janeiro e pela ministra Cármen Lúcia.

 

PTB desiste da indicação de Cristiane Brasil para o Ministério do Trabalho

A defesa da deputada sustentou no STF que a nomeação não afrontou o princípio constitucional da moralidade e que, sendo assim, deveria prevalecer a decisão do STJ, que liberou a posse da deputada. Os defensores de Cristiane também argumentavam que os processos trabalhistas enfrentados pela parlamentar não podem ser usados para impedi-la de ser empossada.

“A decisão agravada, no entanto, é absolutamente insustentável, uma vez que não há qualquer violação ao princípio da moralidade, uma vez que a ora reclamada, ao ter ajuizada contra si uma reclamação trabalhista e resistir à pretensão do autor, está exercendo o seu legítimo direito de ação e do devido processo legal”, dizia a defesa.

A decisão da ministra foi motivada por um recurso da defesa da deputada. Os advogados alegaram na Corte que deveria ser mantida a competência do Superior Tribunal de Justiça (STJ) para julgar a validade de sua nomeação para o cargo de ministra do Trabalho. Em janeiro, o ministro Humberto Martins liberou a posse, por entender que não óbices legais para impedi-la.

Ao decidir sobre o caso, a ministra entendeu que os questionamentos constitucionais sobre a moralidade da nomeação devem ser analisados pela Corte. “Eventual referência de matéria infraconstitucional na causa posta na ação popular não afeta, portanto, a atuação deste Supremo Tribunal na presente reclamação, pela inequívoca natureza constitucional do fundamento utilizado na decisão liminar tida como lesiva ao Poder Público e exposta, com clareza, no requerimento de suspensão de seus efeitos”, decidiu a ministra.

Vereadores araiosenses estão insatisfeitos com seu presidente e a lua-de-mel acabou

Na sessão de sexta´feira o vereador Felipe Pires convidou seus pares para uma reunião administrativa, após a sessão de amanhã

A lua-de-mel entre Élson Coutinho – presidente da Câmara de Vereadores de Araioses – e seus companheiros de bancada acabou.

Pelo menos é o que pensa muitos dos que assistiram in loco ou pela rádio Santa Rosa FM a sessão da última sexta-feira (16), quando ao final dela o vereador Felipe Pires convidou todos os vereadores para uma reunião administrativa que será realizada após as atividades em Plenário de amanhã, terça-feira.

Ao longo da sessão de sexta-feira vários vereadores ao fazer uso da palavra mostraram insatisfação com as constantes faltas do presidente da Câmara, assim também como da ausência do assessor jurídico da casa.

A lua-de-mel entre Élson Coutinho e seus colegas de bancada iniciada dia 1º de Janeiro já teve fim

A bem da verdade os vereadores araiosenses pagam hoje o erro que cometeram no primeiro dia de atividades do Poder Legislativo, quando não elegeram um presidente escolhido por eles mesmo – preferindo em troca de cargos para aliados seus – eleger o genro do prefeito.

Lógico que parte desses tiveram essa atitude na melhor das intenções, que era de dar apoio a um prefeito que fora eleito com o compromisso de fazer um governo de sonhos para os araiosenses.

Como é do conhecimento de todos, o sonho se transformou em pesadelo, assim também como foi para a lata do lixo todos os compromissos que o prefeito Cristino Gonçalves de Araújo assumiu com eles.

Não pagou os contratados envolvidos na negociação e mais tarde baixou um decreto exonerando todos.

Tirar Élson Coutinho da Presidência da Câmara de Araioses contra sua vontade não vai ser tarefa fácil, porém se ele resolver aceitar o conselho que já recebeu de um amigo, que já lhe disse que renunciasse a aquele cargo, amanhã mesmo esse assunto poderá está resolvido.

Já faz muito tempo que os vereadores araiosenses – desse e de outros mandatos – já deveriam ter entendido que os poderes devem ser harmônicos, porém independentes.

Que a lição seja aprendida agora.

Abandonados pelo poder público, mais uma vez moradores do Remanso abrem as barragens do Santa Rosa

Com as barragens desfeitas as águas do Rio Parnaíba invadiram o Santa Rosa, que cheio permite deslocamento de pequenas embarcações 

Inconformados com o estado de abandono no qual foram jogados pelo poder público de Araioses, mais uma vez os moradores do povoado Remanso se juntaram e desfizeram as barragens que a firma encarregada de desobstruir a boca do Rio Santa Rosa fez para proceder o serviço de escavação.

O serviço até que já foi elogiado por uns, porém ao fazer as barragens foi impedida a passagem de água que ocorriam nas marés cheias. Essa água, mesmo de má qualidade era usada pelos moradores daquela comunidade em suas necessidades.

Com a chegada das chuvas em grande quantidade as obras não continuaram nem as barragens foram desfeitas como teria prometido o encarregado da obra.

Paralelamente a execução das obras de desobstrução o prefeito de Araioses, Cristino Gonçalves de Araújo deveria ter colocado um carro-pipa para fornecer água à população, o que não fez, deixando aquela gente em dramática situação.

Abaixo o relato de uma moradora que nos foi enviada via WhatsApp.

Ontem (15) pela manhã cedo, cerca de 50 homens daqui das comunidades, se juntaram e abriram a boca do Rio Santa Rosa com suas próprias ferramentas.

Ocorreu que já vários dias as comunidades sofriam à falta de água, aqui no porto, podíamos ver a água muito baixa, suja e esverdeada.

Começaram a obra sem dá o menor suporte às comunidades, nem se quer fomos avisados de quanto tempo ficaríamos sem água.

Soube por pessoas aqui perto, que ajudaram a abrir a boca do Rio, que umas das máquinas que estava trabalhando na obra ficou do lado da Ilha dos Poções, e agora vai ficar mais difícil para retirarem a máquina, pois não tem ponte de acesso, e está muito profundo no local, que agora já está inundado.

Corre informações, que a obra estava concluída, mas deixaram a barragem, impedindo a passagem da água, pois esperam que vinham na semana que vem para fazer uma filmagem e fotos, se isto for verdadeiro, não houve uma preocupação com as comunidades que já estavam em estado de calamidade.

Acredito que uma obra deste poste deveria atender a todas estas necessidades.

Uma das barragens que foi destruída pela população do Remanso

Lava-Pratos salva o carnaval de Araioses

O prefeito, Cristino Gonçalves de Araújo não realizou o carnaval de Araioses, como seus antecessores fizeram, mas a cidade não ficou sem sua alegria popular.

Um grupo da Rádio Santa Rosa FM liderados pelo jovem César Filho, chancelados por uma ONG da cidade realizaram na tarde noite de sábado (17) o carnaval Lava-Pratos em Barreiras – tradicional local de eventos dessa natureza.

Quem foi ao evento disse que a festa foi muita boa e com muita gente também, como mostra as fotos dessa postagem.

O Lava-Pratos que acontece há décadas na cidade de São José de Ribamar/MA – sempre no final de semana após o carnaval – é considerado como sendo o segundo Carnaval fora de época mais antigo do país, além de encerrar oficialmente a temporada momesca no Estado.

O sucesso é tanto que outras cidades maranhenses passaram a fazer também seus lava-pratos e num acaso nasce o de Araioses também, que poderá se transformar no maior evento dessa natureza na região.

Esse tipo de festa faz circular muito dinheiro na cidade e é uma boa oportunidade para pequenos vendedores ganharem uma renda extra.

Bem-vindo o carnaval Lava-Pratos de Araioses!

Xadrez da segunda etapa do golpe político, por Luís Nassif

GGN

Peça 1 – a falsa legalidade

A ideia de que a intervenção no Rio é democrática, porque segue os preceitos da Constituição é tão falsa quanta a da legalidade o impeachment.

Segundo o Ministro da Justiça Torquato Jardim (que foi jogado para escanteio nesse planejamento) “é importante repetir que a intervenção na segurança pública do Estado do Rio de Janeiro cumpre estritamente o ordenamento jurídico brasileiro e servirá para aperfeiçoar a democracia no nosso País.”

Michel Temer decretou uma intervenção no Rio de Janeiro. Mas não se contentou com uma intervenção qualquer. Foi uma intervenção militar com um interventor das Forças Armadas, respondendo diretamente ao Presidente da República.

Não há sinais estatísticos de uma situação fora de controle.

Entrevistada pelo Estadão, a diretora presidente do Instituto de Segurança do Rio (ISP), Joana Monteiro, informou que os dados de segurança mostram que não houve uma onda de violência atípica (clique aqui),

Segundo ela, “foram registradas 5.865 ocorrências policiais no total no Rio, entre os dias 9 e 14 de fevereiro, enquanto no carnaval do ano passado (quando a Polícia Civil ainda estava em greve), foram 5.773. Em 2016, 9.016 ocorrências foram registradas e, em 2015, computaram-se no total 9.062”.

Esse mesmo sentimento foi manifestado pelo próprio interventor, General Walter Braga Neto, que atribuiu o clima de fim de mundo aos excessos da mídia (clique aqui).

Peça 2 – o papel da Globo

Temer não é dado a jogadas de risco. Ë figura menor. Assim como no impeachment, sua adesão ao golpe foi estimulada diuturnamente pela cobertura de carnaval da Globo, em tom francamente alarmista. Em cima desse quadro, um grupo de assessores tratou de convencê-lo a endossar o golpe.

Fica claro que, daqui para diante, o novo fantasma nacional será a violência do crime organizado.

Agora à noite, a comentarista Natuza Nery, também da Globonews, falava de um clima de violência que ameaça envolver o país inteiro. E atribuiu ao fracasso da política.

É fácil entender as estratégias da Globo porque há sempre um alinhamento total de seus comentaristas com as ordens que vêm de cima. Agora à noite, além da unanimidade de comentaristas da Globo News, insistiu-se no clima de fim de mundo para o Rio, com a seleção de entrevistados endossando as medidas.

Como não houve pontos fora da curva entre os comentaristas, reafirma-se a suspeita de que as medidas já eram de conhecimento da Globo, que, assim, teve tempo de alinhar seus soldados – ao contrário do que ocorreu nos primeiros momentos das delações da JBS.

Trata-se, portanto, de um novo golpe, com papel central das Organizações Globo. Carregou no noticiário, criou um quadro de escândalo, deu ênfase a violências urbanas deploráveis, mas antigas, visando criar o clima de pavor. Da mesma maneira como cobriu arrastões armados, no governo Leonel Brizolla.

Peça 3 – a luta contra o crime

Para que o golpe se sustente, há a necessidade de manter um clima permanente de catarse.

Há dois caminhos delineados.

O primeiro, de forte apelo popular, de intervenção no orçamento do Rio de Janeiro, reduzindo as benesses do Judiciário e outros setores privilegiados. Essa possibilidade foi aventada por autoridade de Brasília que tem sido consultada frequentemente por Michel Temer.

A segunda é partir para a luta aberta contra organizações criminosas, visando elevar a temperatura ainda mais.

São Paulo já tem experiência dessa maluquice, quando, em 2006, o governo Geraldo Alckmin, e um Secretário de Segurança pirado, Saulo de Castro, decretaram guerra contra o PCC.

Houve a invasão da cidade pelo PCC, seguido de um massacre da PM, matando indiscriminadamente jovens de periferia sem antecedentes criminais. Foram mais de 600 mortes em uma semana.

O que as Forças Armadas poderiam fazer no Rio? Montar barricadas, trincheiras? Invadir casas? As organizações criminosas não estão situadas em territórios próprios, como na guerra convencional. Estão misturados às pessoas, aos cidadãos comuns, vítimas deles. O que ocorreria com esses cidadãos, em caso de confrontos diretos entre Exército e organizações criminosas?

Peça 4 – os fatores de risco

Nos próximos dias, a Globo vai ampliar o discurso de caos na segurança, visando legitimar a segunda etapa do golpe.

Por outro lado, as Forças Armadas foram jogadas no meio da fogueira. O fracasso da operação será o fracasso da intervenção. Qual seria a reação das Forças Armadas? Assimilar o desgaste ou exigir ampliação da sua interferência?

A tomada de decisão, logo após o Carnaval, teve um objetivo adicional: impedir o desfile das campeãs, com os carros alegóricos da vice-campeã Paraíso da Tuiuti, com um vampiro representando Temer.

Veículo cai em lago e dois jovens morrem na BR-135 em Dom Pedro

Eles voltavam de um show ocorrido em Trizidela do Vale. O veículo e os corpos só foram encontrados na manhã deste domingo (18)

Gilberto Lima – A Polícia Rodoviária Federal registrou na manhã deste domingo (18), na BR-135, no município de Dom Pedro, um acidente tipo saída de pista seguida de capotamento, que deixou dois jovens mortos.

De acordo com as primeiras informações obtidas pelos policiais, a ocorrência trágica teria acontecido entre o final da noite e o início da madrugada deste domingo, no km 294,3 da BR 135, no povoado Triângulo, município de Dom Pedro-MA.

Os jovens são moradores do município de Presidente Dutra, região central do estado, e retornavam de um show no lava-pratos do município de Trizidela do Vale, situado ao lado de Pedreiras.

Eles viajavam no veículo Honda Civic LXS Felx, de Placas NIA-6700/MA, que seguia sentido crescente da via, Santo Antônio dos Lopes MA a Dom Pedro MA.

O automóvel saiu da pista de rolamento no sentido contrário e capotou, caindo dentro de um lago. Os dois jovens foram identificados como Daniel Mathias da Silva, 27 anos, Anderson de Morais Coutinho, 26 anos.

Moradores do local informaram que ainda durante a noite ouviram um grande estrondo, mas como estava chovendo forte não foram verificar. Quando o dia clareava, fizeram o regaste dos corpos já sem vida.

O acidente foi atendido por uma equipe PRF da Unidade Operacional de Peritoró, que observou que o local da ocorrência é uma reta.

Fonte: PRF

Alerta – Plantio do nin em Araioses poderá agravar as condições ambientais

A árvore que é de origem indiana tem um histórico nada positivo para o meio ambiente.

Nin é nos dias de hoje a árvore mais comum nas ruas de Araioses

O plantio da árvore nin (Azadirachta indica A. Juss) em várias ruas de Araioses, que se intensificou nos últimos anos, poderá trazer sérios prejuízos ambientais a cidade se é que já não está causando esses danos.

Recentemente recebi uma informação onde diz que a planta está deixando as terras improdutivas, matando pássaros, animais, abelhas e estaria poluindo as águas debaixo do chão.

E o que é mais grave: secando nascente de rios e poluindo o solo.

Vaja na imagem acima uma relação de árvores que podem substituir de forma positiva o nin, nas ruas de Araioses e na zona rural

Aqui em Araioses várias pessoas que têm poços em seus quintais onde tem a planta por perto já estão dizendo que a água mudou de gosto.

Um caso comprovado foi observado na Rua São Luís, bairro São Manoel, onde um poço que tinha uma água de excelente qualidade, depois que um vizinho plantou uma árvore dessa em seu quintal há uma distância pequena, a água passou a perder a qualidade e ficar com gosto ruim

Um profissional foi chamado para fazer uma limpeza no poço e ao ver a árvore tão perto disse que ela poderia está prejudicando a qualidade dá água do poço. Dito e feito, mesmo após a limpeza nada mudou e a situação só se modificou quando o vizinho cortou o pé de nin.

As sementes do nin são tóxicas e podem levar uma pessoa a morte

No caso não foi em atendimento a um pedido do vizinho prejudicado e sim porque a raiz da árvore estava rebentando o alicerce da casa, outro dano que essa planta de origem indiana costuma causar.

Clique no link abaixo para ler uma reportagem que o Diário do Nordeste fez sobre o nin.

Ambientalistas alertam contra cultivo do nim

Em três anos, Procon passa de 5 para 50 unidades no Maranhão

Unidade do Viva/Procon em Barreirinhas. (Foto: Divulgação)

De cinco para 50. Essa foi a expansão das unidades do VIVA/Procon no Maranhão em apenas pouco mais de três anos. Isso significa que centenas de milhares de pessoas passaram a ter acesso muito mais fácil a documentos e a diversos serviços públicos.

O crescimento da rede vem sendo feito desde 2015, por determinação do governador Flávio Dino.

A presença do VIVA/Procon é importante porque garante direitos básicos ao cidadão, como emissão da 1ª e 2ª via do RG, inscrição e consulta do CPF, antecedentes criminais, inscrições em concursos e outros serviços on-line.

Antes, com poucas unidades, os moradores eram obrigados muitas vezes a viajar para outras cidades a fim de conseguir atendimento.

Além disso, as unidades também permitem a formalização de denúncias contra empresas e fornecimento de orientações a consumidores e fornecedores. Isso é um direito assegurado aos cidadãos.

Mais com menos

Desde 2015, já foram feitos cerca de 750 mil atendimentos, um aumento de mais de 1.200% na comparação com a gestão anterior. E tudo isso foi feito gastando muito menos: a economia foi de 72% neste período.

“Uma diretriz do Governo é fazer mais com menos. Vivemos um momento de restrições financeiras e ficamos satisfeitos quando essa diretriz é atendida”, disse o governador Flávio Dino.

O presidente do Procon, Duarte Júnior, afirmou que “não medimos esforços para garantir direitos em todas as regiões do Maranhão”.

Unidades Móveis

Para atender as cidades que ainda não têm prédios do VIVA/Procon, unidades móveis percorrem as regiões e fazem o atendimento. Por enquanto, são nove veículos, entre unidades móveis e viaturas.

Modernas e bem equipadas, as novas carretas permitem acesso a cadeirantes, com plataforma elevatória e rampas, e capacidade de 500 atendimentos por dia.