O perfil do candidato

Muito já se fala sobre as eleições do ano que vem. Muitos são os nomes que já se fala que serão candidatos a Prefeitura de Araioses, porém pouco se fala de que os mesmos erros poderão ser cometidos, pois se nada mudar sobre o método de se eleger um gestor para Araioses nada vai mudar, nada vai ser diferente do que tem sido até hoje.

A história se repete mais uma vez.

Quando se fala em uma candidatura logo um questionamento é inevitável – o candidato tem muito dinheiro para gastar?

Infelizmente, isso tem sido muito importante.

Se tiver dinheiro já merece ser colocado na lista dos pré-candidatos. Se não tem – independente de ser um cidadão ou uma cidadã de ótimo caráter e ter boa vontade e intenção para o coletivo – não é levado a sério e se insistir na candidatura vai servir de chacota para muitos.

O que esses que colocam o dinheiro acima de tudo não veem é que ninguém tira do bolso para gastar numa política que depois se o resultado for positivo (a conquista da vitória), não vai tirar o dele com juros e “correções monetárias”.

Depois quando os serviços de saúde são precários, a educação fica longe da qualidade ideal e as obras de infraestrutura não acontece, entre outras coisas, e o eleitor que votou ou não votou naquele candidato começa a se maldizer da sorte, aqueles que estiveram juntos no processo eleitoral e concordaram com as regras de quem tem dinheiro é que merece ser eleito, cruzam os braços e não assumem o papel de responsabilidade que cada um teve naquele processo.

Estamos nos aproximando cada vez mais de uma batalha eleitoral para eleger o gestor ou gestora de Araioses e os representantes do Poder Legislativo Araiosense.

Nada de novo surgiu até agora e o que se tem ouvido é que Manin Leal vai tentar comandar um grupo no sentido de reeleger Valéria, sua filha e atual prefeita de Araioses nas eleições do dia 2 de outubro do ano que vem.

Pelo outro lado, se fala em um bom número de candidatos que tentarão barrar seus desejos e no meio desses se fala no nome de quem tem muito dinheiro (milhões de reais) como a único requisito, para ter muitos a seus pés, no propósito desse objetivo.

Com conhecimento de causa e da certeza de que esse método usado até hoje é altamente nocivo ao povo e ao desenvolvimento do município recomento cautela e profunda reflexão sobre o assunto.

O ideal é eleger um candidato ou candidata – mesmo sem dinheiro – mas que tenha um bom plano de governo, conhecimento das causas geradoras do atraso histórico de Araioses, sensibilidade e humildade para saber que só através da união de todos, se conquistará o progresso e se dará um fim ao sofrimento secular dos araiosenses.

Essa proposta sendo a vitoriosa, o prefeito ou a prefeita que for eleito ou eleita por esse método só terão o rabo preso com o povo.

Esse ou essa não terá que tirar do dinheiro do povo para repor o que gastou na campanha para ele mesmo ou para saldar dívidas com agiotas.

A porta pode até ser a mais estreita, mas será a única com possibilidades de dá certo.

Governador Flávio Dino reafirma compromisso do Estado no combate à corrupção

dino-combate-corrupçao

Governador Flávio Dino fez questão de ressaltar ainda a dimensão repressiva ao cometimento de crimes – Foto/ Nael Reis

O governador Flávio Dino destacou durante a tarde desta sexta-feira (27) o engajamento do Estado na luta contra o mau uso e desvio do dinheiro público. O anúncio foi feito durante reunião com representantes da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), realizada no Palácio dos Leões. Na ocasião, o presidente da Ajufe, Antônio César Bochenek, e ex-presidentes da Associação, o que inclui o governador, assinaram a Carta de São Luís com proposições de diversas medidas para uma reforma política democrática e maior segurança para os juízes.

Desde o início da gestão, o governador tem definido ações de combate à corrupção, incluindo algumas das medidas propostas na Carta como o recente lançamento do pacote anticorrupção. “Estabelecemos a Lei Estadual de Transparência que não havia no âmbito estadual, duplicamos o número de auditores para que haja mais efetividade nas auditorias, sobretudo nas obras públicas, e estamos reforçando medidas preventivas”, declarou.

O governador fez questão de ressaltar ainda a dimensão repressiva ao cometimento de crimes, sem nenhuma medida de proteção ou de conivência do Estado, independente de renda ou posição política partidária e ideológica. “Essa é a maior mudança nesse terreno de combate a corrupção”, frisou Flávio Dino.

Sobre a Segurança Pública no Maranhão, o governador lembrou que o policiamento está sendo reforçado com a nomeação de mil novos policiais militares, novos delegados, escrivães e investigadores da Polícia Civil e o fortalecimento dos laços com o

Poder Judiciário e o Ministério Público através do Gabinete de Gestão Integrada de Segurança Pública.

De acordo com o presidente da Ajufe, Antônio César Bochenek, as mudanças propostas com a Carta de São Luís são importantes para o estado. “As reformas processuais são importantes para dar mais agilidade e operacionalidade ao sistema de justiça criminal, mudar a forma das prisões provisórias e dar uma resposta mais eficiente aos processos”, pontuou.

O presidente da Ajufe afirmou que os magistrados têm o compromisso com o país e com o sistema de justiça para buscar entendimento das dificuldades que o Brasil passa e ajudar a construir opções para beneficiar a população.

O que é a Ajufe

A Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe) foi fundada em 20 de setembro de 1972. É uma sociedade civil sem fins lucrativos, de âmbito nacional, que congrega os magistrados da Justiça Federal. Apesar de não ser filiada a nenhuma outra entidade nacional de representação de juízes, defende a permanente colaboração entre tais órgãos em defesa dos interesses gerais e regionais da magistratura brasileira.

Com sede e foro em Brasília (DF), a Ajufe tem por finalidade congregar todos os magistrados federais de primeiro e segundo graus, bem como os ministros do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e do Supremo Tribunal Federal (STF), representando-os com exclusividade em âmbito nacional, judicial ou extrajudicialmente.

Deputado maranhense ocupa lugar de destaque em CPI que investigará máfia de próteses

fufuca

Foi instalada nesta quinta feira (26) Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar as denuncias vinculadas no programa Fantástico da TV Globo na série de reportagens sobre a “Máfia das Próteses”. A  CPI  tem como objetivo investigar  esquema fraudulento de comercialização e uso de próteses médicas no país.

O Deputado maranhense e médico André Fufuca (PEN-MA)  foi indicado Pelo Presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha, ao cargo de Relator da CPI  e o Presidente  será o Médico e Deputado mato-grossense Geraldo Resende (PMDB-MS).  Ao pronunciar se o deputado André Fufuca lamentou a atitude de “ médicos e  industriais nessa  situação  que fora denunciada pela mídia e a sociedade. “A máfia das próteses, infelizmente, é uma realidade no Brasil. Nós estaremos combatendo essa prática nefasta e investigando a fundo tudo isso, a participação de médicos, industriais e todos  que  cometeram  crime contra a vida das pessoas e contra o erário público. Esperamos contar com o apoio da imprensa e das vítimas para podermos apurar tudo minuciosamente e dar nossa parcela de contribuição para o fim dessa prática nociva a sociedade”, afirmou.

O programa da Rede Globo Fantástico mostrou médicos recebendo comissões para utilizar o material de determinadas empresas ou indicar cirurgias desnecessárias com orçamentos superfaturados para obrigar o Sistema Único de Saúde (SUS) ou planos de saúde a pagarem pelos “procedimentos”.  Conforme o Relator na segunda feira (30) os membros da comissão se reuniram para definirem  o plano de trabalho da Comissão.

Casal é fotografado fazendo sexo em moto em movimento na Índia

Cena bizarra ocorreu em ponte na cidade de Goa.
Casal foi multado em 1 mil rúpias indianas (R$ 50) pela polícia.

Do G1, em São Paulo

O caso ganhou projeção mundial após o deputado indiano Vishnu Surya Wagh compartilhar a foto em seu Facebook.

Wagh ainda brincou na legenda da foto: “Faça sexo andando de moto. Ninguém vai impedi-lo. Essa é Goa”.

O casal foi multado em 1 mil rúpias indianas (R$ 50) pela polícia de Goa.

sexo

Casal foi fotografado fazendo sexo em moto em movimento em Goa (Foto: Reprodução/Facebook/Vishnu Surya Wagh)

APAE de Araioses comemorará seu aniversário e o da Cidade dia 30

apae

Uma índia araios, João de Deus Magu, imagem de Nossa Senhora da Conceição estão em destaque no mural da APAE

A APAE fará uma bonita festa para comemorará seus 17 anos de existência e o aniversário de Araioses na próxima segunda-feira, dia 30, a partir das oito da manhã e não no dia 29 data oficial.

O fato se dará devido muitos alunos da entidade morarem na área rural e no domingo, 29, o transporte desses seria muito difícil.

Personagens de Araioses serão homenageados, como a professora Sebastiana Monteiro e o poeta araiosense Raimundo Nonato.

Assassinato de policial em serviço agora é considerado crime hediondo

16jan2014-a-tropa-de-choque-da-policia-militar-tambem-foi-chamada-ao-complexo-penitenciario-de-pedrinhas-em-sao-luis-no-maranhaonesta-quinta-feira-16-para-conter-um-principio-de-rebeliao-no-local-1389900210301_956xProjeto de lei que torna crime hediondo e homicídio qualificado assassinar policial, bombeiro militar, agentes penitenciários e integrantes das Forças Armadas e da Força de Segurança Nacional, quando estiverem em serviço, foi aprovado ontem (26) pela Câmara dos Deputados. Originário do Senado, o projeto retorna aos senadores para nova apreciação por ter sido modificado pelos deputados.

O projeto prevê ainda que o agravamento da pena se estende em caso de assassinato do cônjuge, companheiro ou parente até o terceiro grau do agente público de segurança. Em tais casos, a pena será de reclusão de 12 a 30 anos, enquanto, no caso de homicídios simples, a pena de reclusão varia de seis a 20 anos. O texto dos senadores não tratava de penas no caso dos parentes dos agentes públicos.

O projeto aprovado altera o Código Penal e a Lei de Crimes Hediondos e estabelece que a lesão corporal cometida contra agentes de segurança em serviço e seus parentes será aumentada de um terço a dois terços.

São classificados atualmente como crimes hediondos o genocídio, a tortura, o estupro, o latrocínio e o sequestro, entre outros. Esses delitos não recebem indulto, anistia ou graça e não podem ser objeto de fiança.

Fonte: Jornal Pequena

Governador Flávio Dino apresenta novo sistema de gestão agrícola nos municípios com menor IDH

dino-maquinas1

Prefeita Valéria do Manin (primeira a esquerda) presente a reunião da entrega das máquinas agrícolas

O governador Flávio Dino entregou 20 patrulhas agrícolas para municípios maranhenses beneficiados com o Plano de Ação ‘Mais IDH’, além de municípios da área de influência da Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco e do Parnaíba (Codevasp). Equipadas com um trator, uma carreta e uma grade aradora, as patrulhas vão contribuir para o desenvolvimento da produção agrícola nesses municípios.

“O foco principal é muito maior que a entrega das máquinas. Envolve também um programa firme, claro e prioritário de assistência técnica. Estamos fortalecendo os órgãos de apoio a produção. Nosso objetivo principal é aumentar a produção e dinamizar a economia maranhense para com isso garantir que os indicadores sociais melhorem”, explicou o governador Flávio Dino durante a cerimônia de entrega no Palácio Henrique de La Roque, no Calhau.

As patrulhas foram adquiridas por meio de convênio com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e faz parte de um conjunto de ações desenvolvidas pelo governo do Estado com o objetivo de aumentar a produção agrícola nos municípios do interior, gerando mais renda e qualidade de vida para as famílias.

“A entrega da patrulha agrícola é apenas o primeiro passo de uma séria de outras ações, como entrega de sementes, transferência de tecnologia, acompanhamento, assistência técnica, orientações e kits de irrigação, que vão fazer os agropolos funcionarem”, explicou o secretário de Estado de Agricultura e Pecuária, Márcio Honaiser.

O uso das patrulhas agrícolas pelos produtores permite a realização de serviços como subsolagem, gradagem, aração, plantio e ensilagem, com impacto direto na produção por unidade de área cultivada, dinamizando a atividade agrícola nos municípios.

O presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Maranhão (Fetaema), Chico Miguel, destacou que essa iniciativa do Governo do Estado beneficiará muitos produtores rurais. “Esse é um momento inédito na história desse estado. Esse governo se elegeu com os votos de todas as camadas sociais do estado e hoje está fazendo uma gestão diferenciada”, pontuou.

dino-maquinas2

Governador Flávio Dino destacou que além do maquinário também será oferecida assistência aos trabalhadores rurais – Foto/ Nael Reis

A prefeita de Mata Roma, Carmem Neto, destacou a importância de fortalecer a agricultura no estado. “Com esses equipamentos vamos conseguir garantir a nossa safra por meio da mecanização da produção agrícola. Esse processo era manual, porque o aluguel e a compra de equipamentos são muito caros”, frisou a prefeita.

Outro município que será beneficiado com a entrega dos equipamentos e as demais ações planejadas é Lagoa Grande do Maranhão. “Essa entrega vai incentivar os nossos produtores a seguirem na agricultura. Isso é muito positivo para todo o município”, destacou o prefeito Jorge Eduardo.

Gestão compartilhada

Em um novo modelo, implantado pela Secretaria de Estado de Agricultura e Pecuária, a utilização das patrulhas passa a ser acompanhada por um comitê gestor em cada município, formado por representantes das prefeituras e da sociedade civil, com monitoramento do Estado, por meio de relatórios que atestem o uso dos equipamentos e os resultados obtidos em cada safra.

“A gestão compartilhada das patrulhas garante que esses equipamentos cumpram com seu fim econômico e social, de beneficiar a agropecuária nos municípios e gerar desenvolvimento a cada região”, observou o secretário de Agricultura e Pecuária, Márcio Honaiser.

dino-maquinas3

Flávio Dino e governadores do NE entregam carta em defesa da Democracia e pauta administrativa à Dilma Rousseff

nordeste-dino

Governador Flávio Dino em reunião com a presidenta Dilma Rousseff e os governadores do Nordeste. Foto: Ricardo Stuckert

O governador Flávio Dino integrou a comitiva do Nordeste que fez a defesa do Estado Democrático de Direito frente à atual conjuntura política e apresentou pautas comuns aos estados para a presidenta Dilma Rousseff. “Neste momento, o Brasil precisa da união das forças políticas em nome do pleno funcionamento das instituições da República e do cumprimento da Constituição. Viemos reforçar esse compromisso com a legalidade e conclamar todos os brasileiros na defesa das regras democráticas” destacou o governador, na tarde desta quarta-feira (25), durante o encontro em Brasília.

Os nove governadores do Nordeste reuniram-se com a presidenta Dilma Rousseff para apresentar pautas políticas e administrativas dos estados da região. Construir políticas públicas integradas entre os estados e garantir a continuidade do desenvolvimento da região foi o centro da pauta apresentada pelos administradores estaduais à chefe do Executivo Federal.

Acesso a financiamentos internos e externos, continuidade de investimentos em infraestrutura e convênios, financiamento da Saúde Pública, priorização na aplicação de política de Segurança Pública e combate às drogas, além de ações emergenciais para o combate à seca foram os temas apresentados como prioritários para os Estados nordestinos.

A definição dos temas fundamentais para o desenvolvimento do Nordeste foi realizada durante reunião dos governadores na manhã desta quarta-feira (25) em Brasília, quando os chefes dos executivos estaduais também assinaram a Carta dos Governadores do Nordeste, que se manifestam pelo respeito à Democracia e pela união das forças políticas nacionais em nome da ágil superação da instabilidade política e econômica brasileira.

Como consequência política deste momento, os governadores acordaram que é urgente a realização de uma ampla Reforma Política, reiterando também, a defesa dos investimentos públicos e o apoio à investigação e punição de todas as denúncias de corrupção. Segundo a carta, “é preciso convergir esforços para superar os problemas e construir soluções que coloquem o país num cenário de crescimento, competitividade, aumento e distribuição de riquezas”. E completa, “o Brasil precisa de uma nova agenda política e econômica”.

Na reunião prévia, os governadores do Nordeste também estabeleceram a estratégia de diálogo com o Governo Federal, quando o governador Flávio Dino defendeu a frente política de governadores do Nordeste em defesa da Democracia e do funcionamento das instituições nacionais. A Carta, subscrita por todos os nove governadores, foi entregue, em mãos, para a presidenta Dilma Rousseff.

Defesa da Democracia

No mês de fevereiro deste ano, o governador Flávio Dino também esteve em Brasília em uma primeira reunião com a presidenta Dilma Rousseff, após a qual informou à presidenta e à imprensa que reuniria os governadores do Nordeste para debater as estratégias para defesa dos valores democráticos em meio à instabilidade política, observada no cenário nacional.

A rediscussão das pautas prioritárias para o Nordeste e a apresentação do documento político, foi também uma consequência da primeira reunião de governadores do Nordeste realizada em dezembro de 2014, em João Pessoa, capital da Paraíba.

GLOBO & PT: ENTRE TAPAS E BEIJOS

Blog do Ed Wilson

Qualquer estudante dos primeiros períodos do curso de Comunicação conhece a história e o papel das Organizações Globo no cenário político brasileiro.

Fernando Rodrigues UOL Publicicade-estatal-emissoras-TV-2000-2012-valores-totais-imagem

Todos sabem, por exemplo, como foi a edição do debate eleitoral de 1989: os melhores momentos de Collor e os piores momentos de Lula.

Beneficiada pelo nebuloso acordo com o grupo norte-americano Time Life, a Globo é a velha senhora da ditadura militar e das elites que se sucederam no poder.

Uma das principais fontes de renda do império midiático da família Marinho vem das verbas publicitárias do governo federal.

Uma verdadeira fortuna é distribuída anualmente pelo governo às empresas de comunicação, mas a Globo sempre abocanha mais da metade da bolada.

PRIVILÉGIOS TUCANO E PETISTA

Foi assim em todos os governos, inclusive nas gestões de Lula e Dilma, tão generosos com a Globo.

Nascido e criado no discurso de democratização da comunicação, o PT, quando chegou ao poder, não tomou nenhuma providência para diminuir o repasse de verbas publicitárias para a Globo.

Basta observar o quadro ilustrativo, feito com as informações disponibilizadas pela Secretaria de Comunicação da Presidência da República,, compilados pelo jornalista Fernando Rodrigues.

A Globo abocanhou, sozinha, 54% das verbas publicitárias do governo federal no período de 2000 a 2012, incluindo o período petista, iniciado no primeiro mandato de Lula (2003).

Quase R$ 6 bilhões foram repassados à família Marinho em 12 anos (clique na imagem para ampliar).

A máquina de manipulação global, criticada pelos petistas, se alimenta do dinheiro público pago pelos governos do PT.

Ao longo de 9 anos, de 2003 a 2012, Lula e Dilma não fizeram um movimento sequer para mudar o modelo concentrador dos oligopólios midiáticos.

CONFERÊNCIA PARA NADA

Apesar de ter convocado a I Conferência Nacional de Comunicação, o governo Lula não adotou nenhuma das 600 proposições aprovadas em infindáveis debates envolvendo a sociedade civil, o poder público e o setor privado que participaram da conferência.

Durante os governos Lula e Dilma, o tratamento dado às rádios comunitárias foi o pior possível, enquanto a Globo se empanturra com as verbas publicitárias pagas pelo PT.

Diante disso, chega a ser ridícula a catilinária petista nas redes sociais, acusando os jornalistas da Globo de manipularem as notícias.

É preciso deixar claro que:

William Bonner não mandou os aloprados do PT esconderem dinheiro na cueca.

Alexandre Garcia não orientou José Dirceu a prestar consultoria às empreiteiras do esquema da Petrobras.

A indicação de Renato Duque para a Petrobras foi obra do PT e não de William Wack.

As alianças espúrias do PT não foram recomendadas pelo departamento de Jornalismo global.

O Jornal Nacional não mandou Lula e Dilma virem ao Maranhão anunciar o estelionato eleitoral da refinaria de Bacabeira, apenas para beneficiar a candidatura de Roseana Sarney a governadora.

O prefeito petista de São Sebastião do Alto (RJ), preso em flagrante recebendo propina, é fruto da degeneração ética da legenda. Ele não foi criado nem inventado pela usina de maquiavelismo global.

LEITE DERRAMADO

Portanto, antes de achincalhar os apresentadores e comentaristas da Globo, os petistas deveriam se queixar a Lula e Dilma, os patrocinadores do império midiático que alimenta os protestos anti-PT.

Depois de 13 anos no poder, o PT nunca demonstrou qualquer avanço na perspectiva de democratizar a comunicação.

Pelo contrário. O partido engorda os privilégios da elite midiática e é responsável sim pela manutenção do monopólio e dos privilégios dos barões da mídia.

Acusado de Partido da Imprensa Golpista (PIG), a mídia dominante é financiada pelo PT, que paga para apanhar.

O resto é choro de militante derrotado nas redes sociais.

André Fufuca defende interesse de universitários beneficiados pelo FIES

andrefufuca-300x239As alterações promovidas pelo Ministério da Educação no (Fies) foram debatidas ontem (25) em audiência pública na Câmara dos Deputados. As modificações levaram estudantes a terem dificuldades na renovação do contrato, o que levou o deputado federal maranhense André Fufuca (PEN) a entrar no debate.

O governo alterou o Fies estabeleceu um limite de até 6,4% para o reajuste das mensalidades de cursos financiados pelo programa. Aumentos maiores que este deverão ser revistos. Além disso, passou a exigir dos estudantes um mínimo de 450 pontos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) como condição para obtenção de financiamento.

Para o deputado André Fufuca o momento de crise em que se encontra o país reforça a necessidade de mudanças e reajustes, mas eles não podem prejudicar os alunos. “No Maranhão há poucos dias atrás milhares de universitários de repente não conseguiam acessar a internet para obter a continuidade do financiamento. Eles não pode ter tolhido o seu direito de estudar, de sonhar com dias melhores”.

O deputado ainda afirmou que a falta de controle no programa levou à crise. “Hoje o governo se vê obrigado a fazer os ajustes por não ter dado o acompanhamento devido ao assunto desde 2010. E é bom lembrar que esses estudantes não estão pedindo nada. O que existe é um contrato que eles vão pagar no futuro e pelo preço devido”.

André defendeu as mudanças, desde que os estudantes não sejam prejudicados. “Que o governo faça os ajustes, que tire recursos de onde for, mas que não prejudique os alunos”, concluiu.

Senado aprova fim das coligações partidárias em eleições proporcionais

Por Mariana Jungmann

senadoO Senado aprovou terça-feira (24), em segundo turno, a Proposta de Emenda à Constituição 40, que acaba com as coligações eleitorais em eleições proporcionais, permitindo que elas ocorram apenas para as majoritárias. A PEC é um dos principais temas da reforma política.

Na prática, a proposta estabelece que os partidos só poderão se coligar em eleições para cargos do Executivo – federal, estadual e municipal – e para o Senado. Portanto, ficam proibidas as coligações para disputas à Câmara dos Deputados, assembleias legislativas, Câmara Legislativa do Distrito Federal e câmaras de vereadores.

Não será mais possível, por exemplo, que dois partidos que não alcançaram o número necessário de votos para atingir o coeficiente eleitoral se unam para eleger um candidato. A PEC também impede que, durante o afastamento de um parlamentar, o suplente convocado seja de outro partido.

A proposta tinha sido aprovada em primeiro turno no último dia 10. A matéria segue para a Câmara dos Deputados, onde também terá de ser aprovada em dois turnos, com maioria qualificada, ou seja, pelo menos 308 deputados precisam votar a favor. Se o texto sofrer alterações na Câmara, retornará ao Senado para última análise.

Fonte: Agência Brasil

Tabu da reeleição em Água Doce pode ser quebrado

Notícias procedentes de Água Doce do Maranhão dão como certo que o tabu da reeleição será quebrado nas eleições do ano que vem.

Para melhor entendimento, todos os prefeitos de Água Doce do Maranhão foram reeleitos começando por Chico da Loja, o primeiro gestor daquele município, eleito em 1996.

Oito anos depois foi Eliomar Dias, que também se reelegeu. O terceiro prefeito na história de Água Doce, Rocha Filho se elegeu em 2012, depois de três tentativas mal sucedidas.

Agora, pouco mais de dois anos no comando da prefeitura tão cobiçada por ele, o seu desgaste é muito grande e parece que dificilmente conseguirá repetir o feito de seus antecessores.

Tanto na cidade como na área rural do município a grande maioria dos eleitores – segundo dizem – não pretende permitir que Rocha Filho continue no poder, a partir de janeiro de 2017.

Se essas informações se confirmarem o tabu da reeleição em Água Doce está com os dias contados.

Para sucedê-lo aparece Rosário Dias, como grande favoritismo.

Chapadinha registra maior volume de água no Brasil, segundo Inmet

Município maranhense registrou 63,8 milímetros de água.
No Maranhão, a capital ficou em terceiro lugar, segundo o instituto.

Do G1 MA

Em relação ao estado do Maranhão, a segunda posição ficou com a região de Preguiças, emBarreirinhas, a 252 km de São Luís, com 48,6 milímetros, e seguindo em terceiro na lista vem a capital maranhense que após a tempestade desta madrugada (25) registrou 45,4 milímetros de água.

Conforme o Núcleo de Meteorologia da Universidade Estadual do Maranhão (Uema), já choveu em São Luís, só neste mês de março, um total de 250 milímetros de água. Para Hallan Cerqueira, meteorologista do Laboratório da Uema, a expectativa é que o período chuvoso na capital não ultrapasse 85 por cento, considerado um número normal para os especialistas.

“Apesar dessas chuvas estarem aparentemente muito normal, na verdade nós estamos com uma defasagem de 30%, ou seja, já choveu 60% e a expectativa é que não ultrapasse a média histórica. Se chegar em torno de 85% a gente já considera dentro do normal, mas a previsão é que fique abaixo do normal a dentro do normal”, explica.

No que diz respeito aos bairros mais atingidos pela chuva na região metropolitana de São Luís, Hallan acrescenta que pela falta de instrumento de medição em toda a cidade ainda não é possível ter uma localização exata, no entanto, ele afirma que atualmente dentro dos quatro pontos monitorados, o bairro do Turu é o que possui o maior índice pluviométrico.

“Com esforço nós temos hoje quatro pontos de medição na ilha, e justamente com esses quatro pontos de medição podemos perceber que o bairro que mais apresenta o índice pluviométrico mais elevado é a região do Turu”.

Na tarde desta quarta-feira (25) o Laboratório da Universidade Estadual do Maranhão irá divulgar o índice de chuva que atingiu a capital maranhense em alguns bairros com mais intensidade durante esta madrugada.

Deputado André Fufuca defende mais recursos para os municípios

andrefufuca-300x239O deputado federal André Fufuca (PEN-MA), político municipalista convicto, defendeu dia 17, a revisão da partilha de recursos arrecadados pela União, estados, municípios e o Distrito Federal. Fufuca se manifestou a favor dos municípios durante comissão geral sobre o pacto federativo, realizado no Plenário da Câmara dos Deputados.

O maranhense foi ouvido com atenção pelos demais deputados ao criticar severamente o atual vácuo entre a autonomia administrativa e financeira dos municípios. De acordo com Fufuca, esse desajuste faz com que muitos dos programas de governo em execução no País existem apenas no papel. “O pacto foi feito para dar autonomia a estados e municípios. Mas como conseguir a autonomia administrativa sem a autonomia financeira?”, disse.

Para André Fufuca, os municípios não suportam mais a carga de obrigações financeiras. “Eles não dispõem de recursos suficientes, tanto de arrecadação própria, como de repasses da União. Faltam recursos para a manutenção nos hospitais, escolas e creches, o que impossibilita o atendimento adequado às necessidades da população”.

O deputado foi enfático nas críticas contra a divisão desigual dos recursos. “Temos muitos recursos para quem não tem muitos encargos, e, poucos recursos para quem tem muitos encargos”.

Fufuca ainda afirmou que muitos programas que deveriam beneficiar a população também são afetados pelo problema. “Temos os melhores programas e projetos do mundo no papel, a exemplo do SUS. Apesar disso, não conseguimos utiliza-los porque o Pacto Federativo não permite”, analisou.

Na mesma sessão foi instalada a Comissão Especial onde se discutirá uma proposta para o novo Pacto Federativo, que deve ser apresentado em plenário no segundo semestre deste ano.

Fonte: Blog do Jorge Aragão

Governador Flávio Dino sanciona projeto de gratuidade da CNH para estudantes

Foto2_FranciscoCampos-CNH-Jovem-430x285Dois mil jovens de escolas públicas na faixa etária de 18 a 21 anos serão beneficiados pelo programa ‘CNH Jovem’, sancionado na manhã desta terça-feira (24) pelo governador Flávio Dino. Na cerimônia, a secretaria de Juventude, oDetran-MA e organizações juvenis prestigiaram este importante passo que reduzirá o índice de mortes de trânsito e ainda, garantirá o exercício da cidadania para que os jovens entrem habilitado no mercado de trabalho.

O governador explicou que o programa traz diversos benefícios para os jovens participantes, um deles é remover o obstáculo financeiro que existe para obter a carteira de motorista. “Atualmente, a carteira de motorista custa quase R$2mil, um valor muito alto para o jovem que estudou em escola pública. Além deste auxílio financeiro, o CNH Jovem significa uma ação preventiva em relação à violência no trânsito. Em segundo lugar, abrimos caminho também para que o jovem possa ingressar no mercado de trabalho que exige habilitação”, assinalou o governador.

O diretor do Detran, Antônio Nunes, disse que até o segundo semestre o programa ‘CNH Jovem’ será implantado. “Serão investidos mais de R$ 3 milhões no processo todo. O órgão vai preparar o setor de informática para receber as solicitações e também faremos o levantamento de sistemas com as instituições de ensino para saber os melhores colocados no Enem”, frisou o diretor Antônio Nunes.

Jovens engajados

Durante a cerimônia, Flávio Dino pediu o engajamento da juventude para participar das eleições de diretores de escolas, no ‘Mais IDH’ e no programa ‘CNH Jovem’. “São 30 municípios que precisam da presença dos jovens na superaçãoda realidade crítica das localidades com baixos índices de educação e saúde. Os jovens precisam participar ativamente dos mutirões”.

Com relação à eleição de diretores, o governador Flávio Dino assinalou a importância da participação ativa dos pais, alunos e professores. “A eleição será um instrumento de controle de qualidade das escolas”, explicou.

O jovem MilsonGegató, do Fórum de Juventude Negra, explicou que a juventude também estará engajada para modificar a realidade social do estado. “Vejo o governo preocupado com a vida daqueles que serão o futuro do Maranhão. Peço que todos participem do programa, das eleições nas escolas e, principalmente, do ‘Mais IDH’”. Ele completou ainda, “o CNH Jovem nos trará uma nova realidade, diferente desta em que todo dia vemos a morte de jovens por imprudência no trânsito”.

Ações para a juventude

Durante o evento foram relembradas as ações concretas do Estado que beneficiarão a juventude maranhense. Entre essas ações, o programa ‘Escola Digna’ que pretende substituir as escolas de taipa e palha do Maranhão, garantindo melhores condições de aprendizagem aos estudantes da rede pública estadual.

Para tanto, o governador informou que as escolas receberão um investimento de R$500 milhões para a substituição das unidades de taipa e a construção de 20 escolas técnicas. “Os jovens fazem a parte deles participando das eleições e o estado se preocupa em investir na infraestrutura das escolas”, disse o governador.

A secretária Tatiana Pereira explicou que estão sendo articuladas ações em vários âmbitos para garantir melhores condições de vida aos jovens maranhenses. “Todos os esforços governamentais indicam que a juventude do nosso estado é prioridade. Nosso governador Flávio Dino demonstra, com isso, grande preocupação com o futuro do nosso Maranhão”.

O CNH

O custeio da emissão de PD e CNH no Maranhão, atualmente, varia entre R$ 1.200 e R$ 2.000. Com a eliminação destes custos, além de facilitar o acesso dos jovens ao mercado de trabalho, o programa terá papel importante na garantia da segurança do trânsito.

Atualmente, a frota do estado conta com 1,3 milhão de veículos, sendo que apenas 700 mil habitantes estão habilitados. Com o programa será possível ainda reduzir a ilegalidade e, consequentemente, reduzir a quantidade de acidentes.

Requisitos

Para ter acesso à gratuidade, os jovens precisam ter idade entre 18 e 21 anos e ter cursado as três últimas séries do ensino médio em escola pública. Pelo programa, 50% das vagas serão destinadas aos inscritos com melhores pontuações no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) realizado no ano anterior e as outras 50% serão distribuídas por sorteio.

Inicialmente, o programa abrangerá os 54 municípios maranhenses que estão incluídos no Sistema Nacional de Trânsito e é válido para emissões de PD e CNH nas categorias A, B e AB.