Chico Pinheiro encerra “JN” batendo palma para catador de lixo

Do UOL, em São Paulo

Chico Pinheiro encerra “Jornal Nacional” batendo palma para história de solidariedade de um catador de lixoimagem: Reprodução/TV Globo

Chico Pinheiro encerrou a edição deste sábado (14) do “Jornal Nacional” batendo palma para a história de um senhor de 72 anos, catador de lixo, pai de sete filhos e morador da cidade de Olinda (PE).

Há 24 anos, Sebastião Pereira Duque puxa uma carroça em busca de material reciclável e, mesmo com o pouco que ganha, ele ajudou a construir uma escola –que mantém 75 crianças entre 2 e 6 anos de idade – e a levantar barracos para pessoas que não tinham onde morar.

Sebastião Pereira Duque foi tema de reportagem no “Jornal Nacional”
imagem: Reprodução/TV Globo

Ao fim da reportagem, os dois apresentadores do “JN” parabenizaram Seu Sebastião pelo exemplo de solidariedade.

“Está aí, uma aula de sabedoria, de honestidade, para autoridades, políticos, para todos nós”, disse Chico Pinheiro. “Sebastião é o cara”, acrescentou Giuliana Morrone.

Chico concordou com a afirmação da colega de bancada e encerrou o “JN” batendo palma para o catador de lixo.

Na semana passada, Chico já havia chamado a atenção de internautas ao encerrar o “JN” do modo que todo mundo se sente quando encerra o expediente ao fim de uma semana.

“Graças a Deus que hoje é sexta-feira. É vida que segue”, disse o jornalista ao fim do noticiário em vez de usar o tradicional “boa noite”.

Além do “graças a Deus”, Chico também deixou o cenário do “JN” fazendo o sinal de “paz e amor”.

Jornal Hoje: Professores do Maranhão estão entre os mais bem remunerados do país, destaca imprensa nacional

O Jornal Hoje, da Rede Globo, destacou, nesta sexta-feira (13), o Maranhão entre os estados com maior salário para professores da rede estadual: R$ 4.985,43. Entre os pisos salariais pagos pelos estados, o menor é do Rio Grande do Sul, com o valor de R$ 1.260.

Estudo feito pela Secretaria de Transparência e Controle (STC) em dezembro de 2016, revelou que o Governo do Maranhão paga o maior salário da Região Nordeste e o segundo maior do Brasil aos professores da rede pública estadual, em início de carreira.

Para levantamento da STC, foram solicitadas informações de todos os estados e do Distrito Federal sobre a remuneração inicial da carreira de professor de Ensino Médio, ocupante de cargo efetivo, com licenciatura plena e em jornada de 40h (quarenta horas) semanais. Em alguns estados não há jornadas de 40h semanais e o valor indicado pela STC foi calculado proporcionalmente a partir da remuneração de outra jornada. Apenas os estados do Amapá, Pernambuco e Rondônia não encaminharam as informações.

“A valorização da educação no nosso Estado é um compromisso do governador Flávio Dino, que desde os primeiros dias de sua gestão vem trabalhando incansavelmente para alavancar os índices educacionais do Maranhão. São medidas que vão desde a realização de concurso público, promoções e ampliações de matrículas, além de reajustes salariais e melhorias que foram feitas nos espaços escolares, com intervenções em mais de 300 escolas da Rede Pública, que garantem condições dignas para o ensino e aprendizagem de nossos estudantes e valorização da nossa rede de profissionais”, afirmou o secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão.

Constatou-se que os estados pagam em média o valor de R$ 2.874,17 como remuneração aos professores em jornada de 40h. Já o Governo do Maranhão paga o valor de R$ 4.985,43 aos professores em início de carreira, como os concursados que recentemente foram empossados, ficando atrás apenas do Distrito Federal, que paga um pouco mais. O professor da rede pública estadual do Maranhão recebe R$ 2.111,25 a mais que o valor da média nacional.

Investimentos em educação

O Governo do Maranhão tem realizado importantes investimentos na Educação, como reformas das escolas estaduais que estavam deterioradas, requalificando-as, garantindo dignidade aos alunos e aos professores. O Estado prevê investimento de R$ 27 milhões para a recuperação das 211 escolas em 117 municípios do estado. Com a reforma de mais essas unidades, o Governo do Estado, por meio do programa Escola Digna chegará ao número de 574 prédios escolares recuperados, beneficiando até o final do primeiro semestre de 2017.

Maranhão terá sete Núcleos de Educação Integral

O Governo do Estado também está investindo na expansão da rede de educação em tempo integral no Maranhão. Nesta quinta-feira (12), o governador Flávio Dino assinou ordens de serviço para a construção de sete Núcleos de Educação Integral, que comtemplarão os municípios de Santa Inês, Vargem Grande, Codó, Viana, Açailândia, Zé Doca e Santa Luzia. Com investimento de R$ 5,5 milhões em cada unidade, totalizando mais de R$ 35 milhões, a construção destes núcleos beneficiará aproximadamente 25 mil estudantes da Rede Pública Estadual e das redes municipais.

De acordo com o governador Flávio Dino, o Maranhão já tem em curso a estratégia para cumprir a meta do Plano Nacional de Educação, de chegar a 30% dos alunos em escolas de tempo integral. Para isso, o Governo do Estado já conta com três unidades do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia (Iema), outros quatro entrarão em funcionamento em 2017, além de mais 11 escolas de tempo integral (Educa Mais) que também começarão a funcionar este ano.

Com a construção de mais sete Núcleos de Educação Integral, o Maranhão sairá de nenhuma para 30 unidades de educação em tempo integral em 2018. “De modo que são as três estratégias que nós temos como complementares, para que nós possamos chegar ao mesmo objetivo. Temos uma meta fixada em lei. Isso exige um esforço continuado. O Maranhão está no rumo certo”, ressaltou o governador.

Fonte: Governo do Maranhão

Em sessão extraordinária Câmara de Vereadores de Araioses aprova projetos de interesse do Executivo Municipal

Atendendo convocação de parte do Poder Executivo Municipal a Câmara de Vereadores de Araioses se reuniu ontem (12), para aprovação de oito projetos lei de essencial importância para a estrutura administrativa do município.

Elson Coutinho fez sua estreia como presidente da Câmera de Vereadores de Araioses dirigindo uma sessão extraordinária

A convocação dos vereadores foi em caráter extraordinário e teve a presença de dez vereadores ficando ausentes os edis Júlio César de Oliveira, Telson Bittencourt e Oziel de Canárias.

Alex do Giquiri contra o projeto e contra o governo

O presidente da Câmara, vereador Elson Nascimento Coutinho Silva, após acompanhar a leitura dos projetos de parte do vereador Felipe Vaz Pires, os pôs e votação, que ao final teve 9 votos favoráveis e o voto contra do vereador Alex do Giquiri.

Em seguida os vereadores inscritos fizeram uso da palavra sendo Alex o primeiro a falar, onde criticou de forma radical os projetos aprovados e o início da gestão do prefeito Cristino Gonçalves de Araújo. Alex em seu discurso disse que era contra os projetos, mas não esperou pela votação – foi embora.

O vereador Dênys de Miranda se comporta como líder do governo e aponta para o rumo da conciliação

Dênys de Miranda, embora não confirme que será o líder do governo na Câmara, suas colocações tanto no dia da posse, como ontem sinalizam nessa direção. Mais uma vez adotou um tom conciliador.

Felipe Pires mostrou que estava com saudades de Tribuna e foi bem além do tempo de cinco minutos estipulados para os oradores

Quem fez também uso da palavra e defendeu os projetos enviados pelo governo foi o vereador Felipe Pires. Falou bastante parecendo que estava com saudade daquela tribuna.

OS PROJETOS LEI APROVADOS ONTEM NA SESSÃO EXTRAORDINÁRIA DA CÂMARA DE VEREADORES DE ARAIOSES:

Projeto Lei nº 001 de janeiro de 2017

Institui o Sistema Centralizado de Licitação, cria a Comissão Permanente de Licitação – CPL e dá outras providências;

Projeto Lei nº 002 de janeiro de 2017

Cria cargos de Assessores Jurídicos lotados na Procuradoria Geral do Município de Araioses e dá outras providências;

Projeto Lei nº 003 de janeiro de 2017

Cria a Superintendência de Atenção Básica do Município de Araioses e dá outras providências;

Projeto Lei nº 004 de janeiro de 2017

Cria o cargo de Controlador Geral e de Diretor de Auditoria do Município de Araioses e dá outras providências;

Projeto Lei nº 005 de janeiro de 2017

Cria cargos de Assessores Especial lotados no Gabinete do prefeito do Município de Araioses e dá outras providências;

Projeto Lei nº 006 de janeiro de 2017

Dispões sobre contratação de pessoal por tempo determinado, para atender a necessidade temporária de excepcional interesse público, nos órgãos da administração direta do Poder Executivo Municipal de Araioses;

Projeto Lei nº 007 de janeiro de 2017

Adota o diário Oficial dos Municípios do Estado do Maranhão, instituído e administrado pela FAMEM, como meio oficial de comunicação dos atos normativos e administrativos do Município de Araioses;

Projeto Lei nº 008 de janeiro de 2017

Regulamenta a concessão de diárias de viagem e adiantamento para despesas no âmbito da administração pública de Araioses.

Vereadores presentes a reunião de ontem:

Elson Nascimento Coutinho Silva

José Carlos Rodrigues dos Santos

Felipe Vaz Pires

Abigail Coutinho Sousa

Edevani Soares Santos

Ingram de Tarso Ferreira da Silva

José Arnaldo Souza Machado

Dênis de Miranda Rodrigues

Flavia Holanda de Oliveira Lima

Alexcrei Carvalho Silva

Colisão frontal mata uma pessoa na BR-135

O empresário Fábio Victor Araújo estava em uma moto quando foi atingido por um veículo na contramão.

O empresário Fábio Victor Araújo estava em uma moto quando foi atingido por um veículo na contramão.

Um acidente no Km 57 da BR-135, próximo ao povoado São Pedro, em Bacabeira, nesta sexta-feira (13), resultou na morte do jovem Fábio Victor Araújo. O acidente aconteceu próximo a uma barreira eletrônica.

Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), a vitima se deslocava para Teresina em uma moto quando o condutor de uma picape entrou na contramão, colidindo frontalmente com a motocicleta.

A vítima é filho da secretária de Turismo de São Luís, Socorro Araújo e proprietário da Academia Fitness Club, em São Luís.

Fonte: Jornal Pequeno

Justiça manda CEMAR religar a energia elétrica da Prefeitura de Araioses

Críticos da administração que não tem duas semanas no poder, já colocavam Dr. Cristino no mesmo nível dos que saquearam a prefeitura de Araioses.

Cumprindo decisão judicial CEMAR religou hoje a energia da Prefeitura de Araioses

Prédio da Prefeitura de Araioses: 13h15min, hoje, dia 12, finalmente depois de um ano, três meses e alguns dias a Companhia Energética do Maranhão – CEMAR religa a energia elétrica daquele estabelecimento.

Não foi por vontade própria da CEMAR, mas em cumprimento a um mandado da Justiça de Araioses.

Como é de conhecimento público desde setembro de 2015 que a energia elétrica do prédio da sede da prefeitura de Araioses foi cortada por falta de pagamento, pela produção de ‘gatos’ e descumprimento de acordo de parcelamento de dívidas com a fornecedora de energia elétrica.

Durante todo esse período, um gerador elétrico, supostamente de Manin Leal, pai da ex-prefeita de Araioses forneceu energia – a ‘custo zero’ – para aquele estabelecimento público, porém três dias antes do fim de seu mandato o equipamento foi retirado do local.

Ao assumir a prefeitura de Araioses, o Dr. Cristino Gonçalves de Araújo tinha como certo que a CEMAR iria religar a energia logo no primeiro dia útil, conforme entendimento verbal – antes dele assumir não poderia haver acordo oficial – o que não ocorreu.

Para piorar a situação, a empresa além de não mais aceitar o que fora combinado antes, atualizou a divida em R$ 2.841.312,42 (dois milhões, oitocentos e quarenta e um mil, trezentos e dois reais e quarenta e dois centavos) sendo que para haver acordo agora entre as partes, a prefeitura teria que dar uma entrada no valor de 852.393,73 (oitocentos e cinquenta e dois mil, trezentos e noventa e três reais e setenta e três centavos) correspondendo a 30% da dívida total e mais 47 (quarenta e sete) parcelas de R$ 53.245,56 (cinquenta e três mil, duzentos e quarenta e cinco reais e cinquenta e seis centavos).

Ora, essa postura da CEMAR é completamente diversa do acordo que ela fez com a prefeitura de Araioses no TERMO DE CONFISSÃO E PARCELAMENTO DE DÍVIDA QUE ENTRE SI FIRMAM COMPANHIA ENERGÉTICA DO MARANHÃO – CEMAR E MUNICÍPIO DE ARAIOSES/MA datado em 27 de agosto de 2013.

Como já foi dito aqui, nesse acordo, que o débito era bem menor, ou seja, no valor de R$ 503.057,03 (quinhentos e três mil, cinquenta e sete reais e três centavos) e nele a CEMAR aceitava uma entrada que não chegava a 15% da dividia o restante em 38 parcelas mensais com juros de 0,5% ao mês, através da fatura da Unidade Consumidora (UC) 9866531, que pertence a Unidade Escolar Tudes José Cardoso.

Impossível e totalmente injusto um acordo draconiano dessa natureza. A CEMAR queria receber de uma gestão que nada lhe deve o que lhe ficou devendo várias gestões passadas.

O jeito era acionar a justiça com uma ação de Tutela de Urgência Satisfativa, como foi feito e aguardar o resultado.

Porém, a prefeitura não poderia parar por tempo indeterminado os seus serviços, pois bastava o estrago já feito pela gestão que se foi e não deixou saudadas.

O jeito foi alugar um gerador elétrico por uns dias para tocar os serviços e isso foi o suficiente para os saudosistas do passado recente caíssem de críticas para cima do prefeito, que tem se esforçado ao máximo para honrar o mandato que o povo de Araioses lhe deu.

Pelas manifestações nas redes sociais os araiosenses lavaram a alma e comemoraram muito a decisão do Dr. Marcelo Fontenele Vieira – Juiz da 1ª Vara de Araioses – que colocou as coisas nos devidos lugares.

Um novo acordo, agora com o aval da justiça, deverá ser feito num breve futuro, entre a Prefeitura de Araioses e a CAMAR, pois o prefeito tem interesse em limpar o nome do governo municipal, mas de tal forma que possa ser pago sem prejuízo da execução de serviços essenciais.

Afinal se a dívida chegou ao patamar de quase três milhões de reais foi porque a CEMAR não foi tão rigorosa com as gestões passadas, como quis ser agora com que foi iniciada há apenas 12 dias.

Maranhão é o primeiro do Brasil em praias próprias para o banho, aponta pesquisa

 Levantamento realizado pela revista Exame considerou praias de todo o litoral brasileiro.

Maranhão está em primeiro lugar na quantidade de praias próprias – Foto: Erly Silva -Avenida Litorânea – São-Luís

Com segundo maior litoral do país, aproximadamente 640 km de extensão, o Maranhão agora é também o estado brasileiro com maior quantidade de praias próprias para o banho. A constatação é resultado do levantamento realizado pela Revista Exame, que avaliou as condições de balneabilidade de praias de 16 estados.

De acordo com o levantamento, divulgado nesta quinta-feira (12), do total de praias avaliadas, 150 foram consideradas impróprias devido à quantidade de bactérias presentes na água do mar. Das 21 praias maranhenses analisadas, apenas uma foi apontada como imprópria, enquanto Santa Catarina registra a maior quantidade de pontos inadequados para o banho de mar: 71 no total.

De acordo com o presidente-executivo do Instituto Trata Brasil (ITB), Édison Carlos, consultado pela Revista, a questão da balneabilidade é grave e está diretamente relacionada às intervenções do poder público. “Durante o verão, os sistemas de tratamento não dão conta do volume de pessoas e, devido ao funcionamento irregular, o esgoto é despejado no mar, disse”

Mais Saneamento

 A enfermeira Polliana Soares destaca que agora é possível aproveitar as praias com tranquilidade – Foto Handson Chagas

Em São Luís, a balneabilidade das praias foi recuperada a partir das intervenções realizadas pelo Governo do Maranhão através do Programa ‘Mais Saneamento’, como destacou o presidente da Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema).

“Este resultado é um grande reconhecimento do esforço que vem sendo feito dentro do Programa ‘Mais Saneamento’ para manter as condições de balneabilidade das praias. Estamos trabalhando para que os índices se mantenham na média, mesmo que variando um pouco a cada semana. Muito já conseguimos avançar em termos de tratamento de esgoto, e, até 2018, trabalharemos para alcançar o índice de 70% de esgoto tratado, que é o objetivo do programa”, avaliou.

As ações emergenciais já foram iniciadas em 2015, quando a Companhia iniciou a restauração do emissário de esgoto da praia do Olho d’Água, que estava rompido e com a tubulação obstruída. O trabalho foi realizado de forma integrada com o início dos serviços nas Estações Elevatórias de Esgotos (EEE).

Outra ação importante iniciada ainda em 2015 e que foi fortalecida ao longo deste ano é a despoluição dos rios. Esse trabalho foi iniciado em setembro de 2015 com o projeto de despoluição dos Rios Pimenta e Claro. Além disso, uma série de outras ações do Programa Mais Saneamento estão em curso, como a construção de mais de 35 novas Estações Elevatórias de Esgoto (EEE), a ampliação das estações do Bacanga e do Jaracati, a implantação de aproximadamente 355 km de redes coletoras e interceptoras, das quais 85 km já foram instaladas.

Outro importante investimento foi o funcionamento da Estação de Tratamento de Esgoto do Vinhais, a ETE Vinhais, e em breve a ETE Anil, que até 2018, resultarão em 70% do esgoto da capital sendo tratado. Esses equipamentos são parte dos investimentos de R$ 320 milhões no ‘Mais Saneamento’, cuja meta é elevar de 4% para 70% a quantidade de esgoto tratado em São Luís.

Além disso, a qualidade da água é regularmente monitorada pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), que também realiza fiscalizações regulares e ações educativas para assegurar as boas condições das praias. “Pela primeira vez em vários anos conseguimos apresentar por um mês consecutivo os 21 pontos da orla marítima, de São Luís e São José de Ribamar que são monitorados, em plenas condições de balneabilidade. Após isso, temos conseguido manter boas condições. Como parte desse trabalho estamos atuando firme fiscalizando e promovendo ações educativas”, realçou.

Para quem agora pode tomar banho no mar tranquilamente, a diferença é notória, como afirmou a estudante de enfermagem Polliana Soares. “É bom saber que as coisas estão melhorando. Antes sempre tinha a desconfiança dos laudos, mas agora podemos perceber que a mudança é real. Dá para confiar e aproveitar a praia mais tranquilamente”, afirmou a estudante.

Por Izabella Silveira

Fonte: Secap

Educação – Com reajuste de 7,64%, piso salarial do professor passa para R$ 2.298,80

Do UOL, em São Paulo

Ministro da Educação, Mendonça Filho – Foto:Alan Marques – 16.jun.2016/Folhapress

O Ministério da Educação anunciou nesta quinta-feira (12) um reajuste de 7,64% no piso salarial dos professores do país. Com o aumento, o menor valor a ser pago a esses profissionais deve passar dos atuais R$ 2.135,64 para R$ 2.298,80. A implementação do novo valor, porém, vai depender de cada Estado.

Um levantamento feito em 2016 pela CNTE (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação) mostrou que mais da metade dos Estados brasileiros não pagam o piso.

O reajuste deste ano ficou 1,35 ponto percentual acima do índice da inflação do ano passado, que foi de 6,29%. Em 2016, ainda sob a gestão da ex-presidente Dilma Rousseff, o salário teve um reajuste de 11,36%, passando de R$ 1.917,78, em 2015, para R$ 2.135,64. A inflação acumulada no período foi de 10,67% (ganho real de 0,69 ponto percentual).

O reajuste vai representar um gasto adicional de pelo menos R$ 5,083 bilhões aos municípios brasileiros em 2017, segundo cálculos da Confederação Nacional dos Municípios (CNM). O aumento ocorre justamente em meio às dificuldades enfrentadas por prefeitos para equacionar as contas diante da crise econômica.

Questionado sobre isso, o ministro da Educação, Mendonça Filho, disse que cumprir o piso é obrigação nacional. “As redes municipais e estaduais têm obrigação de cumprir a legislação federal. Sabemos que o contexto atual é de dificuldade financeira, mas governo federal tem empreendido esforços para passar recursos que ajudem na receita para a área da educação dos Estados e municípios”, declarou.

Em entrevista coletiva, Mendonça Filho reforçou que o governo federal antecipou, no fim do ano passado, R$ 1,5 bilhão do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação).

Estados não pagam o piso

Contrariando o que diz o levantamento do CNTE, o presidente do Consed (Conselho Nacional dos Secretários de Educação), Frederico Amâncio, afirmou que quase a totalidade dos Estados cumpre sim o piso nacional. “Eu diria que praticamente todos Estados cumprem esse valor mínimo. Agora, outra discussão é se eles estão aplicando o percentual de reajuste do piso como reajuste salarial [das demais faixas]”, disse.

Já o presidente da CNTE, Roberto Leão, disse que o tema é bastante controverso. “Os Estados declaram [ao MEC] que cumprem com o piso. Mas se a gente for pesquisar direitinho, se for avaliar Estado a Estado, vamos ver que os dados são divergentes e controversos, porque a Lei do Piso não fala apenas do mínimo a ser pago, mas da jornada de trabalho, do percentual para cumprimento da hora/atividade, entre outras questões”, afirmou.

Segundo a tabela divulgada pela CNTE, Alagoas, Goiás, Maranhão, Paraíba, Paraná, São Paulo, Tocantins e Rio Grande do Sul não cumpriam o valor do piso apenas para os professores com formação de nível médio, mas aqueles com formação superior recebiam o valor atualizado.

Já Bahia, Ceará, Rio de Janeiro, Rondônia e Pernambuco não pagavam o valor no vencimento, como estipula a lei, mas cumprem o valor na remuneração, ou seja, acrescentando gratificações e complementações. Espírito Santo não cumpria o valor estipulado para 2016 nem mesmo na remuneração.

Piso é reajustado com base em lei

O piso é pago para profissionais com formação de nível médio, em início de carreira, que têm carga horária de 40 horas semanais.

O reajuste é anual e acontece sempre em janeiro, de acordo com a Lei do Piso, de 2008. A legislação assegura que o piso deve ser reajustado seguindo a variação no valor anual mínimo nacional investido por aluno da educação básica, que no ano passado foi de R$ 2.739,77. Esse valor é definido pelo Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais de Educação).

Quando a lei foi criada, o salário inicial do professor foi fixado em R$ 950,00, que considerando a inflação acumulada de julho de 2008 até dezembro de 2016 seria R$ 1.602,49 nos dias de hoje. Pela lei, os demais níveis de carreira dos professores têm o aumento negociado em cada ente federativo.

Recadastramento dos funcionários da prefeitura de Araioses termina nesta sexta-feira, 13

O recadastramento dos funcionários da prefeitura de Araioses, que está sendo realizado na Biblioteca Humberto de Campos termina nesta sexta-feira, dia 13.

Porém, segundo José Ribamar Carvalho Filho – Secretaria Municipal de Educação, esse prazo poderá se estender por mais alguns dias, caso não dê tempo de recadastrar todos os funcionários.

Roseana reajustou de R$ 17 mil para R$ 31 mil aluguel de imóvel do próprio pai Sarney

Blog do Garrone

A filha Roseana e o pai Sarney: felizes com a reajuste de quase 50% em contrato de aluguel familiar no Jaracaty

Não é novidade os satélites do sarneysismo nas redes sociais tentarem manipular a opinião pública distorcendo ou fazendo uma leitura muito particular dos fatos, para atingir o governador Flávio Dino.

Nesta quarta-feira partiram para responsabilizar o ex-governador Jackson Lago pelo aluguel de um amplo espaço no Shopping do Jaracaty, onde funcionou o Viva Cidadão, de propriedade do senador José Sarney, e assim inocentar a ex-governador Roseana Sarney de ter beneficiado o pai, segundo o próprio governador comunista ressaltou pelo twitter como exemplo milionário de favorecimento.

Divulgaram contrato de locação assinado em 10 de dezembro de 2008 durante o governo Lago, ignorando propositadamente o valor mensal de R$ 17 mil reais e assim esconder o fabuloso reajuste quando da sua renovação pelo governo Roseana, que retomou o Palácio dos Leões após o golpe judicial de 2009. 

Contrariando qualquer índice que rege o mercado imobiliário, o governo da filha Roseana renovou contrato   com o pai Sarney com cerca de 50% de reajuste.

O aluguel de R$ 17 mil reais subiu para R$ 31,6 mil reais no governo Roseana Sarney.

É esse tipo de reajuste – não o aluguel em si, assinado pelo governo anterior– que faz desse aluguel entre o governo da filha e o empreendimento do pai, um caso de vergonha nacional.

Na verdade Roseana Sarney não renovou, mas assinou um novo contrato com a “devida” valorização da família como pilar de uma sociedade!   

Veja os dois contratos

A imagem do dia: abandono e desprezo com a coisa pública

Dez dias após assumir a prefeitura de Araioses, finalmente o prefeito da cidade Dr. Cristino Gonçalves de Araújo, despachou pela primeira vez em seu gabinete.

Fez isso em atenção ao cargo para o qual foi eleito, pois seu local de trabalho ainda está bem longe das condições ideias para que ele possa atender o povo, as lideranças políticas e quem mais tenha assunto para tratar com o chefe do governo municipal.

Sem necessidade de muitas palavras, pois a fotos dizem tudo basta olhar as condições da porta de entrada do gabinete do prefeito de Araioses.

Tamanho descaso é apenas mais um detalhe do que foi deixado pela gestão comandada por Manin Leal.

Uma vergonha sem precedente!

Veja as imagens e tire suas próprias conclusões

Governo torna mais prática entrega de documentos do Detran devolvidos pelos Correios

 

 Agora documentos também podem ser recebidos no posto avançado do Detran no Maiobão – Foto/Divulgação

O Departamento Estadual de Trânsito do Maranhão (Detran-MA) mudou o sistema de entrega de documentos devolvidos pelos Correios. Todas as carteiras, certificados e multas, emitidos pelo órgão, a partir desta terça-feira (10), se pertencerem a usuários com residência nos municípios de Raposa, Paço do Lumiar e São José de Ribamar, serão encaminhados para o Posto Avançado do Detran no Maiobão, em Paço do Lumiar.

Antes, os documentos de usuários residentes na Região Metropolitana de São Luís, depois de devolvidos pelos Correios, eram colocados para entrega apenas nos postos dos Vivas da Beira-Mar (Centro) e Shopping da Ilha (Ipase). Segundo a diretora-geral do Detran, Larissa Abdalla, somar o Posto Avançado de Paço do Lumiar, como ponto de entrega de documentos beneficiará milhares de pessoas.

“A intenção da administração é aproximar o usuário e tornar a prestação de serviço mais eficiente”, destaca Larissa Abdalla.

O diretor da Unidade de Administração do Detran, Carlos Otávio Freire Franco, conta que a mudança foi uma sugestão feita pela população. “Estamos abertos ao diálogo com a população. Essa sugestão foi feita por uma usuária na Ouvidoria do Detran, no fim do ano passado”, comentou.

O tempo de entrega dos documentos emitidos pelo Detran varia de três a dez dias após o pagamento de todas as taxas, de acordo com cada caso. Se o usuário perceber que o prazo excedeu, ele deve buscar o documento no posto, de acordo com a região e letra inicial do nome.

Pessoas residentes na capital, com nome iniciado com as letras de A até K, devem buscar o documento no Viva da Beira-Mar, de L a Z no Viva do Shopping da Ilha, e quem mora nos demais municípios da Região Metropolitana de São Luís deve receber os documentos no Posto Avançado de Paço do Lumiar.

Em todo o Maranhão, são emitidas cerca de 20 mil carteiras de motorista e 40 mil documentos de veículos (Certificados de Licenciamento ou Registro do Veículo), mensalmente. A entrega da habilitação ou permissão para dirigir e do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) é feita somente pelos Correios.

Por Camila Aranha

Fonte: Detran/MA

Após ataque, Valdemiro pede R$ 8 milhões a fiéis para bancar um mês de TV

Ricardo Feltrin

Valdemiro Santiago, apóstolo e líder da Igreja Mundial do Poder de Deusimagem: Mastrangelo Reino/Folha Imagem

Recuperado após sofrer golpes de facão de um rapaz de 20 anos no último domingo, durante um culto da Igreja Mundial, o pastor Valdemiro Santiago começou a pedir ajuda aos fiéis para bancar os custos de um mês de seu canal na TV por assinatura.

Valdemiro gravou depoimento ao lado da mulher, bispa Franciléia, no qual pede que 8.000 fiéis se disponham a fazer doações de R$ 1.000.

“Eu preciso de ajuda para pagar este canal, esta obra”, diz Valdemiro em vídeo divulgado nesta terça-feira (10) em sua TV. “Um mês de gastos com a TV”, afirmou.

A Rede Mundial é hoje o principal veículo de pregação do líder da Mundial.

Valdemiro disse na TV que já está se recuperando da agressão sofrida, mas que por muito pouco não perdeu a vida.

PASTOR E COMUNICADOR

Até 2012, Valdemiro ocupava vários horários em canais abertos, como Band, RedeTV! e canal UHF 21 (também da Band).

Depois de sofrer ataques (financeiros e midiáticos) da Igreja Universal, a Mundial acabou sendo alijada de todos os seus horários na TV aberta – que foram comprados por Edir Macedo.

Essa disputa inter-religiosa, porém, já estaria quase encerrada. Durante a eleição municipal no Rio, no ano passado, Valdemiro recebeu e deu apoio à candidatura de Marcelo Crivella, sobrinho de Macedo, em um gesto de pacificação.

O ataque sofrido por Valdemiro no último domingo ocorreu na igreja no Brás, em São Paulo. A defesa de Jonatan Higino, o agressor, alegará que ele sofre de “insanidade”, segundo o UOL apurou.

Horas depois de ser levado ao hospital, Valdemiro recebeu alta.

CAMISA SAGRADA

A camisa ensaguentada que Valdemiro usava no momento em que sofreu o ataque a golpes de facão de Higino, 20 anos, também já virou uma peça cerimonial.

Ela está sendo usada desde ontem por pastores da igreja como instrumento de cura. Todos querem tocar a camisa, que também tem sido esfregada por pastores em um tecido branco onde estão sendo colhidas as digitais dos fiéis.

Valdemiro afirma que levará e usará esse tecido com manto em Israel, para fins de cura.

Muito sangue e aves de rapina: não começou bem o 2017

Muito bom seria iniciar nosso trabalho nesse não que se inicia falando em coisas boas, porém infelizmente, não vai ser assim diante de fatos que ignorá-los seria omissão.

No noticiário nacional o sangue dos esquartejados na penitenciária de Manaus inundou as entranhas daquele antro de perdição e a reação do presidente Temer foi dizer que precisa se construir mais presídios, ignorando que a educação é a única ferramenta a ser usada para por um fim ou pelo menos amenizar essa imbecilidade de produção em massa de delinquentes, cada vez mais perigosos.

Trabalhamos honestamente, pagamos os impostos a nós cobrados – infelizmente mal aplicados – e nos damos conta de que cada dia que se passa estamos cada vez mais inseguros e nem com nosso dinheiro, que pagamos taxas draconianas para mantê-los nos bancos, não podemos dispor deles na hora que precisamos porque as instituições bancárias deixam os caixas-eletrônicos vazios, para não correrem o risco de se tornarem cacos de todos os tamanhos depois da explosão de bombas potentes.

Que nos viremos nós para comprar o que precisamos sem poder contar com o dinheiro que temos depositado nos bancos cada vez mais ricos, enquanto estamos cada vez mais pobres de recursos financeiros e de esperança.

Aqui em Araioses já se vão dez dias e o prefeito eleito pelo povo não pode ainda dá um dia seque de expediente na Prefeitura porque essa foi saqueada criminosamente pelos seus últimos ocupantes.

Levaram tudo desde móveis, computadores, ar-condicionado e pasmes, até garrafas térmicas de café.

Já me perguntaram e vai ficar assim mesmo?

Sinceramente não sei dizer, pois a facilidade que as aves de rapina tiveram em levar o que é do povo sem serem importunadas, não vão ser a mesma das autoridades em apurar os fatos.

A não ser que testemunhas oculares resolvam colaborar.

Governo precisa reconhecer o erro no aluguel da Funac Aurora

Ed Wilson Araújo

A insistência do governo Flávio Dino (PCdoB) em dourar a pílula sobre o aluguel da Funac só vai piorar a situação.

Trata-se de um fato concreto: a casa do comunista Jean Carlos Oliveira foi alugada com dinheiro público e não utilizada de imediato.

Diante dessa circunstância, é melhor reconhecer que a locação foi arranjada e cuidar para que novos episódios não aconteçam.

Governador Flávio Dino e o aluguel problema

Na disputa de versões, o Palácio dos Leões já teve baixas em duas batalhas e pode perder a guerra.

O argumento de que o governo não sabia que a casa era de um filiado da legenda comunista não cabe.

A militância de São Luís é pequena, ainda mais na esquerda, campo onde quase todo mundo se conhece.

Nesse episódio do aluguel, quanto mais o governo tenta arrumar as coisas, mais desarranjo acontece.

O Palácio dos Leões precisa reconhecer que há imperfeiçoes na gestão, por mais que o governador Flávio Dino e sua equipe estejam com as melhores das intenções para melhorar o Maranhão.

É importante lembrar ainda que o PCdoB passou por um inchaço de novas filiações, algumas delas transformadas em candidaturas vitoriosas nas eleições de 2016, que passarão a administrar prefeituras no Maranhão.

O inchaço é uma tendência das legendas que chegam ao poder e muita gente sabe que certos prefeitos neocomunistas são oriundos de tradições anti-republicanas.

Caso esses prefeitos comunistas cometam ilícitos no futuro, qual será o argumento? O partido não sabia do passado deles?

No episódio do aluguel da Funac o PCdoB precisa fazer autocrítica. E daqui em diante ficar de olhos bem abertos, vigiar e punir as práticas que não condizem com o discurso da mudança.

Corrupção de R$ 1 bilhão: Roseana Sarney e Cláudio Trinchão podem ir parar na cadeia ainda neste semestre

JM Cunha Santos

Enquanto o Sistema Mirante e o resto da mídia curupuana se divertem requentando matérias sobre o aluguel do prédio da Funac e repetindo as divagações do alcaguete global Alexandre Garcia, corre na Justiça o processo que pode mandar para a prisão, até o final desse semestre, a ex-governadora Roseana Sarney e seu então secretário da Fazenda, Cláudio Trinchão, se cumpridos os prazos legais e regimentais e diante da decisão do STF que prevê a reclusão de condenados em segunda instância, independente de recursos.

Roseana Sarney, Cláudio Trinchão e outros menos citáveis foram indiciados criminalmente quando a Justiça acatou denuncia do Ministério Público de desvio de quase R$ 1 bilhão na Secretaria da Fazenda, através de um esquema criminoso de isenções fiscais e compensações tributárias ilegais. Em outras palavras, no governo Roseana o povo pobre pagava impostos até cair os cabelos, enquanto empresas milionárias eram dispensadas do cumprimento desse dever constitucional. Os crimes imputados à governadora e seu então secretário, conforme despacho da juíza Cristiana de Souza Ferraz Leite, são os de peculato, prevaricação, fraude à administração fazendária e participação em organização criminosa.

A denúncia do Ministério Público

Titular da 2ª Promotoria de Justiça da Ordem Tributária e Econômica, o promotor Paulo Roberto Barbosa Ramos denunciou o esquema que lesou o povo maranhense em R$ 1 bilhão, consistente de isenções fiscais criminosas, compensações tributárias ilegais, exclusão de autos de infração, reativação de parcelas nunca antes pagas, carga tributária nula e contratação de uma empresa especializada em tecnologia para mascarar os delitos e garantir a continuidade dos crimes. Assim, a Secretaria de Estado da Fazenda foi transformada, durante o governo Roseana, numa imensa caverna de Ali Babá, onde um número ainda incerto de ladrões roubava o dinheiro do povo em conluio com o próprio governo do Estado.

Mais de 190 empresas foram agraciadas com esses arranjos, talvez o maior volume de roubo de dinheiro público em uma única secretaria estadual de fazenda em toda história do Brasil. Algumas dessas empresas viriam a contribuir para a campanha de Roseana Sarney, como a Companhia de Distribuição do Araguaia que deixou de pagar ICMS e doou R$ 1,5 milhão para a campanha da ex-governadora. A empresa Comtral – Comércio e Transporte de Alimentos contribuiu para a campanha a deputado federal de Cláudio Trinchão e a Novo Mundo Amazônia Imóveis, beneficiada com “regime especial”, doou R$ 50 mil para a campanha do ex-secretário da Fazenda. Outro que recebeu dessa mesma fornalha financeira foi Edinho Lobão, premiado com uma doação de R$ 500 mil da Aço Engenharia, do mesmo dono da Dimensão Engenharia, Antônio Barbosa Alencar que acabaria sendo preso na Operação Liliput, da Polícia Federal.

O povo maranhense já sabe, portanto, porque passava fome, porque não tinha escolas, porque não tinha asfalto, porque não havia policiais nas ruas, porque não funcionava o Sistema Estadual de Saúde e hoje tem tudo isso. Porque naquele governo roubavam tudo, aos bilhões, sem nenhum constrangimento.

O indignado promotor Paulo Roberto Barbosa Ramos chegou a declarar: “Foram milhões desviados que poderiam ter sido aplicados em saúde, educação, infraestrutura, mas serviram para alimentar os bolsos desses larápios que desviaram dinheiro público”.