Governador eleito do Maranhão, Flávio Dino é diplomado pelo TRE

Acompanhado da família, Flávio Dino reconheceu a união de esforços de todos que acreditam em novo momento para o Maranhão

dino-diplomaçao1O governador eleito do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB) e o vice, Carlos Brandão (PSDB), foram diplomados na noite desta sexta-feira (19) pelo Tribunal Regional Eleitoral para exercer mandato de quatro anos a partir de janeiro de 2015. Na solenidade, que contou com a presença de mais de 1500 pessoas, foram diplomados além do governador e do vice, o senador eleito Roberto Rocha, 42 deputados estaduais, 18 deputados federais e o primeiro suplente de cada partido e/ou coligação.

Acompanhado da esposa, Daniela Lima e dos pais, Rita Maria e Sálvio Dino, Flávio Dino reconheceu a união de esforços de todos que acreditam em novo momento para o Estado.

“Receber este diploma é um ato marcado de muitos significados. Este diploma não representa um ato solitário. Ele pertence primeiro a Deus, que inspira o bom fazer político, e ao povo do Maranhão. Este diploma é impregnado de vida, cada letra dele é um símbolo do nome de cada maranhense”, disse Flávio Dino.

Ao se pronunciar na mesa, o presidente do TRE, desembargador Froz Sobrinho, fez um discurso de agradecimento aos setores profissionais envolvidos na eleição e à população pelo reconhecimento da lisura do pleito. O presidente do tribunal também desejou um bom desempenho aos diplomados. “Que uma vez empossados exerçam com determinação suas prerrogativas políticas para o bem comum do povo maranhense”.

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral explicou que a concessão do diploma é um ato certificativo que autoriza os vencedores do pleito a exercerem os mandatos que obtiveram nas urnas, por meio de resultados sem contestações.

A mesa foi composta por todos os membros da corte do Tribunal Regional Eleitoral,  além da desembargadora Cleonice Cunha representando o Tribunal de Justiça, do presidente do Tribunal de Contas, Edmar Cutrim, da desembargadora Nelma Sarney Costa, do deputado Marcelo Tavares, do presidente da OAB, Mário Macieira e pelo governador Arnaldo Melo.

Após receber o diploma, o governador Flávio Dino, que estava ao lado do seu vice Carlos Brandão e do senador Roberto Rocha, foi aclamado pela plateia.dino-diplomaçao2

É campeão! Fanning cai, e Medina conquista o histórico título mundial

Fenômeno brasileiro de 20 anos conta com vitória do compatriota Alejo Muniz sobre o australiano para comemorar o primeiro caneco de campeão mundial do surfe nacional

Por Carol FontesDireto de Oahu, Havaí

gabrielmedina_asp_kirstinGabriel Medina é carregado por amigos na comemoração do título mundial (Foto: Kirstin Scholtz / ASP)

– É fantástico. Eu não sei exatamente o que dizer. Eu quero agradecer Alejo por me ajudar. Eu amo essa torcida. Eu quero muito celebrar com todas essas pessoas, com meu pai e minha mãe. Eu sonhava com isso e agora virou realidade – afirmou Gabriel, que abandonou a bateria dele de quartas de final contra o compatriota Filipe Toledo para comemorar o título, mas depois voltou para a água quando faltavam pouco mais de dez minutos para o fim e, mesmo assim, o novo campeão acabou levando a melhor por 4,30 a 3,27 e avançou à semifinal em Pipeline.

Contra o australiano Josh Kerr, Medina brilhou mais uma vez e se classificou para a grande final com vitória por 13,60 a 9,43. O adversário é o também “aussie” Julian Wilson.

Ninguém foi mais competente e magistral do que Gabriel nesta temporada. Ele assombrou gigantes e lendas do esporte, ganhou toneladas de experiência, lidou com pressão, superou limites e venceu três importantes etapas (Gold Coast, Fiji e Teahupoo). Ainda aos 20 anos, aquele garoto travesso que apenas queria se divertir em Maresias, no litoral paulista, provou que pode sim ser considerado um fenômeno. Passou pelos últimos obstáculos no Havaí e escreveu o seu nome na história com o título inédito, igualando o recorde de Kelly Slater, que conquistou o primeiro de seus 11 canecos com a mesma idade do brasileiro.

A bateria que poderia dar o título mundial a Gabriel Medina começou com o mar mexido e poucas ondas de alta qualidade. Número 29 do ranking mundial, Alejo Muniz se posicionou ao lado do vice-líder, Mick Fanning, para tentar dar o bote na hora certa e dropar uma boa onda. O tricampeão mundial saiu na frente com uma pequena nota 1,43 e o catarinense respondeu com um 1,03. Depois, nos outros primeiros 15 minutos de bateria, ambos não conseguiram encontrar boas ondas para aumentar os seus somatórios.gabrielmedina_comemoracao_pedrogomes

Gabriel Medina vibra na areia de Pipeline, cercado de torcedores e amigos (Foto: Pedro Gomes Photography)

Na segunda metade de bateria, o marasmo do mar continuava atrapalhando os dois competidores. De um lado, Alejo lutava por ele, já que precisa de um grande resultado para continuar no WCT em 2015, e pela nação brasileira, que ele escolheu para defender. A vontade do argentino criado em Bombinhas (SC) prevaleceu e ele conseguiu surfar uma boa direita para Backdoor para tirar nota 5,50, somar 6,53 pontos e deixar Mick precisando de um 5,27 para virar a bateria e impedir que Medina fosse campeão mundial mesmo fora da água. Os minutos foram passando e nada de onda aparecer. Ótimo para Alejo, ótimo para Medina, ótimo para o Brasil! Acabou o tabu: um brasileiro é campeão mundial de surfe na elite do esporte.

BATERIAS DA TERCEIRA FASE

1.John John Florence (HAV) 16,33 x Adam Melling (AUS) 12,16
2. Owen Wright (AUS) 12,20 x Fred Patacchia (HAV) 11,17
3. Michel Bourez (TAH) 9,67 x Matt Wilkinson (AUS) 7,00
4. Josh Kerr (AUS) 10,50 x Jadson André (BRA) 7,87
5. Miguel Pupo (BRA) 5,17 x Filipe Toledo (BRA) 12,17
6. Gabriel Medina (BRA) 17,66 x Dusty Payne (HAV) 11,84
7. Kolohe Andino (EUA) 1,40 x Julian Wilson (AUS) 9,40
8. Bede Durbidge (AUS) 1,33 x Adrian Buchan (AUS) 11,53
9. Mick Fanning (AUS) 10,84 x Jeremy Flores (FRA) 7,67
10. Joel Parkinson (AUS) 6,76 x Sebastien Zietz (HAV) 8,93
11. Nat Young (EUA) 9,44 x Kai Otton (AUS) 10,67
12. Kelly Slater (EUA) 13,10 x Alejo Muniz (BRA) 15,50

BATERIAS DA QUARTA FASE

1. John John Florence (HAV) 6,74 x Owen Wright (AUS) 3,87 x Michel Bourez (TAH) 6,40
2. Josh Kerr (AUS) 4,97 x Filipe Toledo (BRA) 15,23 x Gabriel Medina (BRA)15,67
3. Julian Wilson (AUS) 6,43 x Adrian Buchan (AUS) 6,86 x Mick Fanning (AUS) 6,47
4. Sebastien Zietz (HAV) 4,54 x Kai Otton (AUS) 7,06 x Alejo Muniz (BRA) 6,43

BATERIAS DA QUINTA FASE

1. Filipe Toledo (BRA) 14,66 x Owen Wright (AUS) 3,8
2. Michel Bourez (TAH) 7,00 x Josh Kerr (AUS) 14,00
3. Mick Fanning (AUS) 2,44 x Alejo Muniz (BRA) 6,53
4. Sebastien Zietz (HAV) 10,34 x Julian Wilson (AUS) 17,46

BATERIAS DE QUARTAS DE FINAL

1. Gabriel Medina (BRA) 4,30 x Filipe Toledo (BRA) 3,27
2. John John Florence (HAV) 4,04 x Josh Kerr (AUS) 6,00
3. Adrian Buchan (AUS) 12,17 x Alejo Muniz (BRA) 3,77
4. Kai Otton (AUS) 2,77 x 17,83 Julian Wilson (AUS)

BATERIAS DE SEMIFINAL

1. Gabriel Medina (BRA) 13,60 x 9,43 Josh Kerr (AUS)
2. Adrian Buchan (AUS)  x Julian Wilson (AUS)

Ex-diretor da Petrobras diz que Roseana e Lobão levaram dinheiro de propina

Os nomes de Roseana Sarney, ex-governadora do Maranhão e Edison Lobão, Ministro de Minas e Energia, foram citados em delação pelo ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto Costa como beneficiários do maior esquema de corrupção visto no país em todos os tempos.

Veja abaixo a matéria publicada nesta sexta-feira no Estadão, SP.

Primeiro delator da Lava Jato, o ex-diretor de Abastecimento da Petrobrás Paulo Roberto Costa citou em 80 depoimentos que se estenderam por duas semanas, entre agosto e setembro, uma lista de 28 políticos – que inclui ministro e ex-ministros do governo Dilma Rousseff (PT), deputados, senadores, governador e ex-governadores.

O Estado obteve a lista completa dos citados. A relação inclui ainda parlamentares que integram a base aliada do Palácio do Planalto no Congresso como supostos beneficiários do esquema de corrupção e caixa 2 que se instalou na petrolífera entre 2004 e 2012.

Há nomes que até aqui ainda não haviam sido revelados, como o governador do Acre, Tião Viana (PT), reeleito em 2014, além dos deputados Vander Luiz dos Santos Loubet (PT-MS), Alexandre José dos Santos (PMDB-RJ), Luiz Fernando Faria (PP-MG) e José Otávio Germano (PP-RS). Entre os congressistas, ao todo foram mencionados sete senadores e onze deputados federais.

O perfil da lista reflete o consórcio partidário que mantinha Costa no cargo e contratos bilionários da estatal sob sua tutela – são 8 políticos do PMDB, 10 do PP, 8 do PT, 1 do PSB e 1 do PSDB. Alguns, segundo o ex-diretor de Abastecimento, recebiam repasses com frequência ou valores que chegaram a superar R$ 1 milhão – dinheiro que teria sido usado em campanhas eleitorais. Outros receberam esporadicamente – caso, segundo ele, do ex-senador Sérgio Guerra, que foi presidente nacional do PSDB e em 2009 teria pedido R$ 10 milhões para arquivar uma CPI da Petrobrás no Senado.

Sobre vários políticos, o ex-diretor da estatal apenas mencionou o nome. Não revelou valores que teriam sido distribuídos a eles ou a suas agremiações.

Foram citados os ex-governadores do Rio Sérgio Cabral (PMDB), do Maranhão Roseana Sarney (PMDB) e de Pernambuco Eduardo Campos (PSB) – que morreu em um acidente aéreo em 13 de agosto, durante campanha presidencial.
Primeiro escalão. A lista inclui também o ex-ministro Antonio Palocci (PT), que ocupou a Esplanada nos governos Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma; os presidentes do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), o atual ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, e ex-ministros Gleisi Hoffmann (Casa Civil) e Mário Negromonte (Cidades).

Os 28 nomes são exclusivamente de políticos que teriam sido beneficiários dos negócios da diretoria de Costa. A Polícia Federal e a Procuradoria da República trabalham com outros nomes de políticos que se relacionavam com os ex-diretores da estatal Renato Duque (Serviços) e Internacional (Nestor Cerveró).

As revelações foram feitas em depoimentos prestados por Costa à força tarefa da Lava Jato e fazem parte do acordo de delação premiada firmado pelo ex-diretor com o Ministério Público Federal em troca de redução da pena. Desde que sua delação foi aceita pelo Supremo Tribunal Federal, ele cumpre prisão em regime domiciliar, no Rio.

Alguns nomes dessa lista também aparecem na relação fornecida pelo doleiro Alberto Youssef, que firmou acordo semelhante – ainda não homologado pelo ministro Teori Zavascki, do STF. O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, deve denunciar os envolvidos no esquema de desvios da estatal em fevereiro, quando tem início a nova legislatura (mais informações no texto abaixo).

A delação do ex-diretor da Petrobrás, já homologada pelo Supremo, estava com Janot desde novembro. Ele aguarda o teor do depoimento de Youssef para cruzar os nomes citados, o que deverá ser realizado até o início da próxima legislatura.
Foro. Na troca da composição do Congresso, alguns dos citados perdem foro privilegiado e passam a ser julgados pela Justiça de primeira instância. Por decisão do ministro Teori Zavascki, as investigações permanecem divididas entre a Suprema Corte e a Justiça Federal no Paraná, onde serão investigados os acusados que não têm mandato.

A lista de 28 nomes foi revelada por Costa exclusivamente no âmbito da delação premiada. Como são citados políticos com foro privilegiado, o caso foi parar no STF. Em depoimentos à primeira instância da Justiça Federal, o ex-diretor da Petrobrás não falou de políticos, mas citou que o PP, o PMDB e o PT recebiam de 1% a 3% sobre o valor dos contratos da estatal para abastecer caixa de campanha.

A investigação desvendou uma trama de repasses a políticos na estatal. A Lava Jato foi desencadeada em março e identificou a parceria de Costa com o doleiro Youssef. Na última fase da operação, deflagrada em 14 de novembro, foram presos os principais executivos e dirigentes das maiores empreiteiras do País, todos réus em ações penais por corrupção ativa, lavagem de dinheiro, crimes de cartel e fraudes a licitações. / FAUSTO MACEDO, RICARDO BRANDT, JULIA AFFONSO e FÁBIO FABRINI

Fonte: Blog do Luis Cardoso

SINDSEPMA lança Edital convocando eleições para eleger Nova Diretoria

O Sindicato dos Servidores Públicos de Araioses – SINDSEPMA já tem data marcada para eleger sua Nova Diretoria, Conselho Fiscal e seus respectivos suplentes e Delegados Sindicais.

De acordo com Edital de Convocação e eleição ocorrerá no dia 18 de janeiro de 2014 na sede da Entidade localizada na Rua Central, centro.

Abaixo o Edital de Convocação:

edital-sindsepma1

 

edital-sindsepma2

 

Homenageados relembram lutas passadas durante Premiação José Augusto Mochel

Os premiados também comemoraram o novo momento político do Estado

Flávio Dino e Clay lago

Flávio Dino e Clay lago

O reconhecimento das lutas passadas e a celebração do novo momento político do estado marcou a noite de homenagens da 8ª Edição do Prêmio José Augusto Mochel. Ao relembrar a trajetória combativa dos que receberam a premiação nesta e nas edições anteriores, os homenageados assinalaram o novo momento político do Maranhão como um prenúncio para o estabelecimento de avanços sociais no estado.

Ao abrir a cerimônia de premiação, o governador eleito do Maranhão, Flávio Dino, que junto com o PCdoB criou a celebração, rememorou a vida e as lutas dos homenageados in memorian. “O sentido principal do Mochel é de sublinhar a luta dos que batalharam antes de nós para que fosse possível este momento de celebração da vitória”, disse Flávio Dino.

Rose Mary, Chico Sales e Márcio Jerry

Rose Mary, Chico Sales e Márcio Jerry

O presidente estadual do PCdoB, Márcio Jerry, avaliou o momento como uma oportunidade de reconhecer os ideais que nortearam a luta dos homenageados através do trabalho por um Maranhão mais justo e igual. “Este é o dia que buscamos na memória as luzes para o presente e para o futuro”.

Maria Querubina, uma das premidas, expressão da luta pela reforma agrária e valorização das quebradeiras de coco, frisou que será permanente a reivindicação pela transformação social, mas que a vitória de Flávio Dino representa uma grande esperança para as pautas sociais. “Este prêmio não é meu, é do povo do Maranhão que elegeu Flávio Dino. É o povo que merece este prêmio. Nossa luta continua, peço que não fique esquecida a luta dos extrativistas”, avaliou.

Outras personalidades maranhenses também foram homenageadas no evento, entre elas, Dilermando Toni, Clay Lago, Francisco Sales e Haroldo de Oliveira. A cerimônia de entrega das premiações contou também com a participação de Laurinda Pinto, Bira do Pindaré, Julião Amin, Teresinha Fernandes, Elba Mochel e Reginaldo Teles.

No discurso de encerramento, Flávio Dino lembrou que a trajetória de vida de todos os homenageados na premiação representa uma inspiração para todos que desejam ser protagonistas na luta por um Maranhão melhor.

 

“A celebração do êxito de 2014 só é possível na dimensão do reconhecimento do passado. É celebrando os êxitos de 2014 que homenageamos os companheiros deste ano”, finalizou Dino.

Conheça o perfil dos homenageados da Premiação José Augusto Mochel 2014:

José Machado

Liderança sindical do município de PIO XII assassinado na luta pela terra em 1983. José Machado era membro da Comissão Pastoral da Terra (CPT) e das comunidades eclesiais de base.

Nelson Brito

Foi coordenador do Laborarte e diretor do Teatro Artur Azevedo, com destacada militância na área cultural. Nelson Brito coordenou o Festival Internacional de Música de São Luís, presidiu a Fundação Municipal de Cultura e foi membro da Confederação Nacional de Teatro.

Antônio Soares

Militante político histórico do Partido dos Trabalhadores, Antônio Soares era funcionário público e defensor das causas do povo. Morreu em junho deste ano em sua cidade natal Barra do Corda.

Dilermando Toni

Economista mineiro que mudou para o Maranhão em 1970. No município de Santa Luzia Dilermando Toni articulou uma estrutura em apoio a guerrilha do Araguaia. Foi presidente do PCdoB/MA na década de 80 e hoje é membro do Comitê Central.

Clay Lago

Médica formada pela Universidade Federal do Maranhão. Militante política e social, fez de sua vida profissional um instrumento de luta a favor das lutas de libertação dos oprimidos. Fundadora do Partido Democrático Trabalhista do Maranhão e membro do Diretório Estadual sendo candidata ao Senado da República em 1982 e a Vice Governadora em 1998 pela legenda do PDT. Quando Primeira Dama do Município (3 vezes) e do Estado, coordenou os Foros de Primeiras Damas, onde foram discutidas a implantação e descentralização de Políticas Públicas Federais e Estaduais no Estado  e nos Municípios. Atualmente é Presidente do Instituto Jackson Lago.

Francisco Sales

Líder sindical e ex-presidente da Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura do Estado do Maranhão (Fetaema), Francisco Sales tem reconhecida atuação na luta pelos direitos dos trabalhadores e trabalhadoras rurais.

Maria Querubina

Quebradeira de Coco com grande atuação na luta pela reforma agrária, Maria Querubina é residente do assentamento da Vila Conceição, em Imperatriz e será homenageada por sua reconhecida atuação na luta pelos direitos dos agricultores familiares e extrativistas.

Haroldo de Oliveira

Haroldo de Oliveira é fundador do Sindicato dos Ferroviários e tem reconhecida atuação na história das lutas sociais do Maranhão. Hoje, Haroldo é presidente municipal do PCdoB.

O Globo: Após renúncia, Roseana receberá Pensão vitalícia de R$ 24 mil

Roseana Sarney

Roseana Sarney

O Jornal O Globo repercutiu a pensão vitalícia concedida por Arnaldo Melo a Roseana Sarney, dois dias após sua renúncia. O governador em exercício, Arnaldo Melo (PMDB), concedeu pensão vitalícia de R$ 24 mil mensais à ex-governadora Roseana. O ato está publicado no Diário Oficial do Estado, do último dia 12.

Embora todos os ex-governadores recebam a pensão vitalícia, a questão para Roseana é controversa devido ao contexto em que se encontra a situação de Roseana. Acusada de receber propina na operação Lava Jato e de estar dificultando a Transição, jornais de todo o Brasil noticiam que a ex-governadora “sumiu”, e que renunciou para não passar a faixa ao governador eleito Flávio Dino, que assume a partir de 1.º de janeiro. Flávio é destaque nacional por ser o homem que derrotou, nas urnas, a oligarquia dos Sarney.

No caso da pensão vitalícia, quando o governador já é falecido, quem a recebe é seu cônjuge. É o caso de Clay lago, viúva do ex-governador Jackson Lago. “Sou legalista, cumpro apenas o que manda a lei, e a lei diz que os ex-governadores têm direito à pensão”, disse ela, quando o jornal O Globo a perguntou sobre o recebimento do valor. Ao mesmo tempo em que o artigo 45 do Ato de Disposições Constitucionais Transitórias, da Constituição Estadual, citado na publicação do DO, garante o benefício, o Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ-MA), em decisões de julho de 2003 e abril de 2007, rejeitou o dispositivo – entendimento que também tem sido adotado pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

No Maranhão, a ação no TJ-MA que culminou com a rejeição da pensão é do advogado Márcio Endles, representando na ocasião a então deputada Helena Heluy (PT), contra a concessão de aposentadoria ao ex-governador José Reinaldo, que entrou com pedido de aposentadoria vitalícia referente ao primeiro período em que foi chefe do Executivo estadual, de abril a dezembro de 2002.

Adversários políticos da agora ex-governadora Roseana Sarney informaram que recorrerão à Justiça contra a concessão da aposentadoria vitalícia, tanto para ela como para os outros ex-governadores que recebem o valor.

Fonte: Maranhão da Gente

Brejo Urgente! 13 pessoas são presas na Operação “Brejo Bravo I”

Do CN1 – Luís Carlos Júnior

BREJO BRAVO 13 PRESOS

Uma operação coordenada pela Superintendência de Polícia Civil do Interior (SPCI), com o apoio da Delegacia de Polícia Brejo, deflagrou na manhã desta sexta-feira (19), na cidade de Brejo,  uma operação em cumprimento a mandados de busca e apreensão, além de  prisões.

Durante a ação, batizada  de Operação “Brejo Bravo I”,  treze pessoas foram presas por determinação judicial. Foram apreendidos 15 motos, um carro, joias, dinheiro, drogas e vários cartões de aposentados.

A operação foi coordenada pelos delegados Veloso (SPCI) e José Sousa (delegacia de Brejo).

Polícia Militar de Araioses prede dois ladrões de motos de Parnaíba

policia1

Por volta das 10:00h da manhã de hoje (18), a Polícia Militar de Araioses sob o comando do 2º SG PM B. Costa, com sua guarnição composta pelo 2º SG PM Eisenhower, SD PM Lopes e Guardas Municipais Nunes e Barbosa, prenderam os indivíduos José Venceslau Ferreira (camiseta azul), 19 anos, residente na Rua Projetada 195, Bairro Piauí e Wanderson de Sousa Silva (camisa preta), 19 anos, residente na Rua Henrique Pereira Fontenele, Bairro Rodoviária, ambos de Parnaíba (PI).

Os dois roubaram ontem (17) por volta das nove da noite uma moto Honda Biz 125 ES na cidade de Luís Correia (PI).

No momento da prisão eles estavam conduzindo uma Honda Pop 100 Vermelha e uma Honda Biz preta em Araioses. Ao serem abordados pela PM que solicitou deles os documentos das motocicletas. Os dois indivíduos desconversaram afirmando que tinham ficado em Parnaíba. Porém,  após várias perguntas os eles entraram em contradição e acabaram confessando o crime.

A PM entrou em contato com a CiPtur de Luís Correia-PI que confirmou o roubo na noite do dia 17. Diante dos fatos os acusados foram levados à DPC de Araioses juntamente com as motocicletas para as devidas providências.

Com informações do Faceboock da PM de Araioses

policia2

PCdoB homenageará lideranças que fizeram parte da história de lutas sociais no Maranhão

Conheça os perfis dos homenageados com a 8ª edição do Prêmio José Augusto Mochel

dino-homenagemO PCdoB prestará homenagem a oito personalidades maranhenses que tiveram destaque na consolidação da democracia no Maranhão, na 8ª Edição do Prêmio José Augusto Mochel.

A solenidade de entrega do prêmio acontecerá na noite desta quinta-feira (18), no Grand São Luís Hotel, Centro. O prêmio, instituído em 2007 pelo PCdoB e pelo então deputado federal Flávio Dino, é uma das homenagens de maior destaque no estado.

As homenagens reverenciam a memória do líder comunista José Augusto Mochel, que faleceu em 25 de março de 88, em São Paulo. Para o presidente estadual do partido, Márcio Jerry, a entrega do prêmio José Augusto Mochel simboliza a reunião de grandes lideranças das lutas populares e democráticas no Maranhão. “O José Augusto Mochel tem essa capacidade de mostrar que vale a pena lutar pelo que é bom, belo e justo,” disse.

Mochel foi militante do movimento estudantil secundarista e universitário, marcando sua atuação no combate à ditadura militar e participou ativamente da luta pela redemocratização, apoiando as lutas de resistência camponesa num momento de graves conflitos pela posse da terra. Mochel participou ainda da luta pela anistia e ajudou a fundar a Sociedade Maranhense dos Direitos Humanos.

Conheça os homenageados deste ano e seus perfis:

José Machado

Liderança sindical do município de PIO XII assassinado na luta pela terra em 1983. José Machado era membro da Comissão Pastoral da Terra (CPT) e das comunidades eclesiais de base.

Nelson Brito

Foi coordenador do Laborarte e diretor do Teatro Artur Azevedo, com destacada militância na área cultural. Nelson Brito coordenou o Festival Internacional de Música de São Luís, presidiu a Fundação Municipal de Cultura e foi membro da Confederação Nacional de Teatro.

Antônio Soares

Militante político histórico do Partido dos Trabalhadores, Antônio Soares era funcionário público e defensor das causas do povo. Morreu em junho deste ano em sua cidade natal, Barra do Corda.

Dilermando Toni

Economista mineiro que mudou para o Maranhão em 1970. No município de Santa Luzia Dilermando Toni articulou uma estrutura em apoio a guerrilha do Araguaia. Foi presidente do PCdoB/MA na década de 80 e hoje é membro do Comitê Central.

Clay Lago

Médica formada pela Universidade Federal do Maranhão. Militante política e social, fez de sua vida profissional um instrumento de luta a favor das lutas de libertação dos oprimidos. Fundadora do Partido Democrático Trabalhista do Maranhão e membro do Diretório Estadual foi candidata ao Senado da República em 1982 e a Vice Governadora em 1998 pela legenda do PDT. Quando Primeira Dama, coordenou os Foros de Primeiras Damas, onde foram discutidas a implantação e descentralização de Políticas Públicas Federais e Estaduais no Estado  e nos Municípios.Atualmente é Presidente do Instituto Jackson Lago.

Francisco Sales

Líder sindical e ex-presidente da Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura do Estado do Maranhão (Fetaema), Francisco Sales tem reconhecida atuação na luta pelos direitos dos trabalhadores e trabalhadoras rurais.

Maria Querubina

Quebradeira de Coco com grande atuação na luta pela reforma agrária, Maria Querubina é residente do assentamento da Vila Conceição, em Imperatriz e será homenageada por sua reconhecida atuação na luta pelos direitos dos agricultores familiares e extrativistas.

Haroldo de Oliveira

Haroldo de Oliveira é fundador do Sindicato dos Ferroviários e tem reconhecida atuação na história das lutas sociais do Maranhão. Hoje, Haroldo é presidente municipal do PCdoB.

Flávio Dino, Brandão e Roberto Rocha serão diplomados nesta sexta-feira

Cerimônia será realizada no Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana

O Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA) realiza nesta sexta-feira (19) a diplomação do governador eleito Flávio Dino, do vice Carlos Brandão, do senador eleito Roberto Rocha e todos os parlamentares eleitos em 2014. A cerimônia de diplomação será realizada às 16h, no Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana.

Além do governador e vice-governador, e do senador, serão diplomados também 42 deputados estaduais, 18 deputados federais e o primeiro suplente de cada partido e/ou coligação. Ao todo serão diplomados 80 candidatos que concorreram ao pleito de 2014.

Desembargador Lourival Serejo é eleito presidente do TRE-MA

Desembargador Lourival Serejo: eleição por unanimidade para O TRE-MA

Desembargador Lourival Serejo: eleição por unanimidade para O TRE-MA

O desembargador Lourival Serejo foi eleito, por unanimidade, nesta quarta-feira (17), membro efetivo do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE/MA), em sessão plenária administrativa do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA). O magistrado irá ocupar a vaga do desembargador Froz Sobrinho, atual presidente da Corte Eleitoral, cujo biênio se encerrará no dia 25 de fevereiro.

Ao término da votação, o futuro membro do Tribunal Regional Eleitoral, categoria Desembargador, agradeceu a todos pela receptividade ao seu nome, especialmente aos desembargadores Froz Sobrinho, a quem parabenizou pelo que definiu como brilhante administração; Guerreiro Junior, atual corregedor do TRE; Raimundo Barros, pelo espírito conciliador ao desistir de concorrer à vaga; e a Cleonice Freire, presidente do TJMA, pela confiança depositada.

“É uma satisfação muito grande, responsabilidade muito grande de ir para o TRE nesse momento em que se fala de reforma política, de estar lá participando desse movimento de ação cívica nacional”, comemorou Lourival Serejo, que considerou sua eleição unânime um presente de Natal dado pelos colegas da Corte.

NOMEAÇÃO – Os desembargadores Froz Sobrinho e Ricardo Duailibe também destacaram a nomeação, pela presidente Dilma Rousseff, nesta terça-feira (16), dos advogados Eduardo Moreira e Daniel Leite como membros efetivos do TRE/MA, categoria Jurista, para o próximo biênio.

Fonte: Blog do Raimundo Garrone

Tribunal de Justiça decide pelo afastamento imediato do juiz Marcelo Baldochi

juizA Corregedoria Geral de Justiça, por maioria, decidiu pela instauração de procedimento com o afastamento imediato do juiz Marcelo Baldochi, que ganhou fama nacional por dar voz de prisão a dois funcionários da TAM após chegar atrasado e perder o voo.

O relatório da sindicância instaurada no caso do magistrado foi apresentado hoje pelo corregedor-geral em exercício, desembargador Antonio Fernando Bayma Araújo, que colheu depoimento de Baldochi na manhã desta terça-feira (16).

O depoimento estava marcado para as 9h, mas o juiz se atrasou e começou falar com a corregedoria as 10h20 e terminou ao meio-dia. Ele foi a última pessoa envolvida no caso a ser ouvida pela Corregedoria de Justiça que apura “fortes indícios de conduta incompatível com o exercício da magistratura”, conforme registrado na Portaria 4824/2014. Os corregedores José Américo e Tyrone José conduzem a apuração.

Para o corregedor-geral em exercício, está claro que houve abuso de poder. “Contra fatos não há contestação”, afirmou.

No sábado, 6 de dezembro,, três funcionários da TAM foram mandados ao Plantão Central da Polícia Civil de Imperatriz após receberem ordem de prisão do juiz Marcelo Baldochi.

Segundo depoimento prestado pelos funcionários na delegacia, o magistrado teria ordenado a prisão dos funcionários ao ser impedido de entrar em uma aeronave, minutos após os procedimentos de embarque serem encerrados.

A Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) repudiou a atitude do juiz e divulgou que considera inadmissível qualquer atitude que represente abuso de poder.

Ontem Baldochi foi homenageado pela Câmara dos Vereadores de Senador La Rocque com a Comenda Salomão Cury-Rad pelo trabalho “focado na operacionalização e Justiça àqueles que buscavam no Poder Judiciário, soluções e mediação de conflitos”. Ele não compareceu para receber a homenagem.

Max Barros alega “dor” na coluna e Marcelo Tavares preside as sessões da AL

Deputado Max Barros

Deputado Max Barros

De uma hora para outra, o 1° vice-presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Max Barros (PMDB), começou a sentir “dor” na coluna e não veio mais para presidir a Casa no lugar do presidente Arnaldo Melo, que está à frente do Poder Executivo, após a renúncia da ex-governadora Roseana Sarney.

Barros não aguentou o peso da cadeira da Presidência e se afastou, para retornar só depois do recesso. Em seu lugar, assumiu o oposicionista e futuro chefe da Casa Civil, deputado Marcelo Tavares.

É Tavares que, como presidente interino da Assembleia Legislativa, está presidindo a sessão extraordinário para a votação do Projeto de Lei Orçamentária (LOA) para 2015.

Neste momento, Marcelo Tavares está conduzindo toda bancada de oposição e alguns “governistas” para garantir que a aprovação da LOA seja de acordo com a determinação do governador eleito Flávio Dino

O futuro chefe da Casa Civil disse que este orçamento ainda não faz parte do projeto do próximo governo, em razão de ter sido elaborado pela atual gestão. Apesar disso, ele falou que é um orçamento possível e que houve consenso entre os deputados. E se caso precisar, o próximo governador poderá fazer as modificações necessárias.

Fonte: Blog do Luis Pablo

Supremo inicia ação penal contra Lobão Filho por ‘injúria e calúnia’

Jornal Pequeno

A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) recebeu, ontem, por maioria de votos, queixa-crime (Inquérito 3855) apresentada pelo governador eleito do Maranhão, Flávio Dino, contra o senador Lobão Filho, por crimes de injúria e calúnia, supostamente cometidos em entrevista concedida pelo parlamentar à TV Globo no Maranhão. Ambos disputaram o governo estadual nas últimas eleições, com vitória de Flávio Dino.

Edinho Lobão

Edinho Lobão

Dino se insurgiu contra trechos da entrevista em que, ao se referir a ele como presidente da Embratur, Lobão falou em podridão e crimes de má gestão, roubo e furto. Para os advogados de Dino, Lobão não teria concedido a entrevista na condição de senador, mas de pré-candidato ao governo do Maranhão, e fora do recinto do Senado Federal, não estando protegido, portanto, pela imunidade parlamentar.

Já a defesa de Lobão afirmou que, ao fiscalizar a gestão na Embratur e apontar as irregularidades, seu cliente estaria desenvolvendo sua atividade parlamentar.

O relator do caso, ministro Marco Aurélio, frisou em seu voto que o mandato parlamentar não implica, por si só, imunidade. “Há de apreciar nexo do que veiculado e o desempenho das atribuições próprias à representação do povo brasileiro”. Para o ministro, não se pode sair “enxovalhando” a imagem de cidadão.

No caso, lembrou o ministro, Dino e Lobão encontravam-se em campanha eleitoral, quando Lobão concedeu entrevista à imprensa imputando a Dino, entre outras acusações, a prática de roubo e furto durante a gestão do adversário na Embratur. Além das injúrias do início da entrevista, frisou o relator, Lobão teria caluniado seu adversário.

A ministra Rosa Weber acompanhou o relator. Já o ministro Dias Toffoli divergiu ao entender que, no caso, se trata de palavras ditas no âmbito da política.

Maranhenses tem pela frente times do sudeste na Copa do Brasil 2015

Sampaio enfrenta o Estrela do Norte-ES e Moto Club duela contra o Boa Esporte

Por GloboEsporte.comSão Luís, MA

O Tricolor fará um duelo de campeões estaduais. Pois, assim como o Sampaio, o Estrela do Norte-ES também foi campeão em seus estado na temporada 2014.

O time capixaba inicia pré-temporada no dia dois de janeiro. Além da Copa do Brasil, o Estrela do Norte-ES também disputa na temporada a Copa Verde e a Série D. O Alvinegro tem como destaque o técnico Dário Lourenço, que já tem passagem na equipe.

A primeira partida será na casa do Estrela do Norte-ES. Por está melhor posicionado no ranking da CBF, o Sampaio tem a possibilidade de eliminar o confronto de volta, caso vença por dois ou mais gols de diferença o jogo de ida.palmeirasxsampaio

Em 2014, Sampaio Corrêa foi eliminado para o Palmeiras na segunda fase da competição nacional (Foto: Marcos Ribolli)

Já o Moto Club tem situação inversa de seu rival. O Rubro-negro enfrenta o Boa Esporte, que faz o primeiro jogo em São Luís-MA. Caso os mineiros consigam dois ou mais gols de diferença no Estádio Castelão, não haverá necessidade partida de volta.

O Boa Esporte disputou a Série B do Brasileiro e na temporada 2014 chegou na última rodada com a maior possibilidade de acesso à Série A. A equipe mineira perdeu seu jogo final para o Icasa e permaneceu na segundona do nacional.

As datas dos confrontos ainda não foram definidas. Caso avance na segunda fase o Sampaio enfrentaria o Palmeiras ou o Vitória da Conquista-BA. O Moto Club teria com próximo adversário Ponte Preta ou Vilhena.

O Sampaio Corrêa disputou a Copa do Brasil do ano passado, quando foi eliminado pelo Palmeiras na segunda fase da competição. Já o Moto Club não disputa a competição desde 2009. Na oportunidade, o rubro-negro não passou do Náutico na primeira fase da competição.