Greve geral: todos contra Michel Temer

Ed Wilson Araújo

A greve geral deflagrada hoje no Brasil tem um detalhe – a unificação das centrais sindicais controladas pelos mais diversos partidos, da direita à extrema esquerda.

Antes do impeachment, apenas a CSP/Conlutas, vinculada ao PSTU, defendia uma ação radical contra a retirada de direitos trabalhistas e os ataques à Previdência.

No percurso da cassação de Dilma Roussef, a CUT, braço sindical do PT, saiu dos gabinetes e voltou às ruas.

Até mesmo organizações sindicais que apoiaram o golpe, como a Força Sindical, controlada pelo deputado federal Paulo Pereira da Silva (Solidariedade), somou na greve geral.

A unidade das centrais sindicais de perfis distintos derruba o argumento de que a greve é uma orquestração para defender Lula e o PT.

Portanto, não faz sentido dizer que o petismo lidera a greve, até porque a CUT, órfã de suas bases, não teria condições de fazer, sozinha, uma paralisação gigante.

A greve também é um sucesso devido ao impacto e rejeição das reformas Previdenciária e Trabalhista do governo Michel Temer (PMDB), somadas ao desemprego e à recessão econômica.

Partindo de uma proposta inicial de 49 anos de contribuição para a aposentadoria, o governo jogou todo o povo contra o Palácio do Planalto.

Foi o suficiente para alimentar um clima de revolta e apoio à greve, atraindo até setores da classe média conservadora afetada pela incerteza da aposentadoria.

Este segmento elitizado não foi para as ruas, mas também não reprovou a greve, apenas torceu o nariz para os sindicalistas vestidos de vermelho.

Reprovado nas pesquisas, o interino Michel Temer só tem apoio dos banqueiros e da Fiesp.

Mas, apesar da greve, no Congresso Nacional o governo vai passando o trator nos direitos trabalhistas.

O Brasil pós-impeachment reforça o poderio dos senhores de engenho.

Resta saber se o povo nas ruas vai conseguir barrar o trator temerário até o fim do ano.

28 de abril foi uma demonstração de força, com o apoio espontâneo de pessoas sem filiação sindical, homens e mulheres comuns que estão sentindo o drama do desemprego e a falta de expectativa da aposentadoria.

Detalhe relevante: o país parou sem o apoio da Globo.

Governador Flávio Dino fez hoje a entrega da ambulância de Araioses

Em solenidade realizada na tarde de hoje (27) no Palácio dos Leões, o governador Flávio Dino fez a entrega da ambulância de Araioses, como já havia prometido e amplamente divulgado aqui.

O prefeito de Araioses, Cristino Gonçalves de Araújo recebeu das mãos do governador os documentos do veículo, que terá um papel muito importante no transporte em estado de emergências de doentes com destino ao local de atendimento.

A ambulância é uma das mais modernas em atividade no País. Além de Araioses foram contemplados também as cidades de Anapurus, Buriti, Buriticupu, São Bento, Centro Novo, Vitorino Freire, Santa Quitéria e Jatobá.

A intenção do governador Flávio Dino é, até o fim do ano, entregar os veículos aos 217 municípios do Maranhão.

Participação popular: FUNASA realiza primeira etapa do Plano Municipal de Saneamento Básico

Na manhã de ontem, quarta-feira (27) uma equipe da Fundação Nacional de Saúde realizaram a primeira etapa do Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB) no auditório do Centro Comunitário de Araioses. Representantes de diversas áreas do município marcaram presença e discutiram os temas que englobam a saúde e saneamento básico na cidade de Araioses.

Dr. Cristino: “Uma tarefa difícil, mas juntos podemos”

O saneamento básico foi definido pela Lei n.º 11.445/2007 como o conjunto de serviços, infraestruturas e instalações operacionais relativos aos processos de abastecimento de água potável, esgotamento sanitário, manejo de resíduos sólidos, drenagem e manejo das águas pluviais urbanas.

A prefeitura de Araioses busca ser a referência de desenvolvimento neste quesito, estabelecendo as diretrizes para o saneamento básico e fixando as metas de cobertura e atendimento com os serviços de água; coleta e tratamento do esgoto doméstico, limpeza urbana, coleta e destinação adequada do lixo urbano e drenagem e destino adequado das águas de chuva. “Uma tarefa difícil, mas juntos podemos” – disse o prefeito de Araioses, Dr. Cristino Gonçalves de Araújo.

Kerllon Amorin – Técnico de Mobilização social da UFF/RJ (Universidade Federal Fluminense) palestrou sobre os principais objetivos do PMSB que será desenvolvido na cidade de Araioses e explanou algumas definições de como funciona o esquema de saneamento básico de um município. Os técnicos estarão de volta a Araioses no mês de outubro para a segunda etapa do plano.

Kerllon Amorin – Técnico de Mobilização social da UFF/RJ, palestrante

Mais informações de como funciona o PMSB no Brasil e no município pelo site: www.saneamentomunicipal.com.br, pelo e-mail: [email protected] ou então pelo telefone 0800 940 1288.

Governador realiza entrega de mais nove ambulâncias a prefeituras e Araioses foi contemplada

Foto: Gilson Teixeira/Secap

O governador Flávio Dino realiza a entrega, nesta quinta-feira (27), de mais nove ambulâncias para cidades maranhense. Os veículos, doados pelo Governo do Estado às prefeituras, representam um reforço à saúde nos municípios, garantindo o transporte seguro e adequado entre as unidades de atendimento. Desta vez, serão beneficiadas as cidades de Anapurus, Araioses, Buriti, Buriticupu, São Bento, Centro Novo, Vitorino Freire, Santa Quitéria e Jatobá. A intenção do governador Flávio Dino é, até o fim do ano, entregar os veículos aos 217 municípios do Maranhão.

Com as novas entregas, o Governo chega a marca de 53 ambulâncias já disponibilizadas. Flávio Dino tem, reiteradamente, lembrando o esforço da gestão para entregar essas ambulâncias a fim de garantir um atendimento mais digno a quem já está fragilizado em razão dos problemas de saúde. “Entregamos uma ambulância estamos dando acesso do cidadão no sistema de saúde. Estamos impactando no nosso custeio. Mas estamos fazendo isso de modo correto, pois estamos fazendo isso com senso de justiça social”, destaca, sempre, o governador. O Governo investe R$ 160 mil por cada unidade entregue – adquiridas por meio de emenda parlamentar e recursos do Tesouro Estadual.

O equipamento pode ser utilizado como unidade básica ou Unidade de Suporte Avançado (USA) e são equipadas com duas macas, duas pranchas, um umidificador, cadeira de rodas, cilindro e bala de transporte para oxigênio – em caso de atendimento fora do veículo, respirador, monitor cardíaco, desfibrilador e medicamentos. Possuem ainda sistema de monitoramento contínuo, para prestar socorro a pacientes potencialmente graves ou com descompensação no sistema orgânico.

O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, reforçou o intuito do Governo com a ação. “A gestão está preocupada em ampliar o acesso da população aos serviços públicos de saúde. Com as ambulâncias, os municípios têm condições de transportar os pacientes para o atendimento em unidades adequadas, e, assim, salvar a vida de muitas pessoas. Essa é uma parceria que tem contribuído para a reorganização de toda a rede de saúde no estado do Maranhão”, enfatizou o secretário.

Fonte: Secap

Jovem maranhense está desaparecida em Brasília e família pede ajuda

Thayenny Soares de apenas 15 anos está desaparecida

A maranhense Krysllen Thayenny dos Reis Soares está desaparecida em Brasília- Distrito Federal desde a noite desta terça feira (25). Krysllen têm apenas 15 anos de idade, é natural da cidade Carutapera, localizada á 563 km da capital São Luís.

Segundo informações da família Krysllen teria saído da casa de uma amiga em Brasília por volta das 21:50h de ontem, para retornar para sua casa, mais não chegou ao seu destino.

A jovem maranhense portava apenas o Passe Estudantil e a Carteirinha da Escola.

Em uma rede social a mãe de Krysllen diz está desesperada e que já chegou a desmaiar “Gente aqui é uma mãe desesperada [ ] Por favor quem souber de noticias sobre minha filha [ ] por favor não deixe de nos avisar.

Ela é minha única filha mulher por favor. Ela saiu da casa da amiga dela, por volta das 21:50 para retornar para nossa casa e até agora nada da minha filha, estou muito mal, já desmaiei [ ] por favor me ajudem, desabafou Priscila.

Por Neto Weba

Parceria entre Governo e Banco do Nordeste investe mais de R$ 100 mi nos municípios do ‘Mais IDH’

Investimentos estão sendo revertidos em ações para melhorar a vida de quem reside nos municípios do ‘Mais IDH’. Foto: Divulgação

As parcerias firmadas pelo Governo do Estado tem papel fundamental para assegurar a transformação na vida de milhares de maranhenses. Foi graças ao acordo de cooperação celebrado entre a gestão estadual e o Banco do Nordeste (BNB) que foi possível investir mais de R$ 100,4 milhões nos municípios do Plano ‘Mais IDH’. O programa – implementado pelo governador Flávio Dino que visa melhorar os indicadores nos 30 municípios – impulsionou, com este investimento, a consolidação produtiva e o desenvolvimento da economia local, e assim, tem incrementado a geração de emprego, ocupação e renda.

O fomento e apoio ao agricultor rural e ao microempreendedor se consolidou através de programas de crédito do BNB, como o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), inclusive o microcrédito rural AGROAMIGO, e o microcrédito urbano, CREDIAMIGO. Entre novembro de 2015 e dezembro de 2016, o volume de crédito chegou a 34.491 contratos. Com o dinheiro em mãos, o pequeno agricultor e empresário pode investir mais no negócio, e gerar mais emprego e renda.

Poço que atenderá 8 mil pessoas de Santa Inês também será inaugurado. Foto: Gilson Teixeira/Secap

O secretário de Estado de Direitos Humanos e Participação Popular, Francisco Gonçalves, da pasta que executa o Plano ‘Mais IDH’, explica que a soma de esforços é fundamental para melhorar os índices sociais. “Desde que assumiu a gestão estadual, o governador Flávio Dino tem articulado uma rede de investimentos nos municípios mais pobres do Maranhão. O BNB tem sido um parceiro importante dessa estratégia de desenvolvimento, que articula investimento econômico e investimento social, nas áreas mais vulneráveis do Estado, sobretudo junto à população rural dos municípios de menor IDHM”, destacou Francisco Gonçalves.

A agricultura familiar é uma das áreas mais impulsionadas, por meio do Pronaf, com acesso ao microcrédito rural para financiamento de projetos. O crédito é do programa Agroamigo, do Banco do Nordeste (BNB) que, em parceria com o Governo do Estado, por meio da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Agerp), realizou, nos 30 municípios, mobilização dos agricultores para assinatura de contratos do crédito e prestação de assistência técnica. Com o financiamento, os agricultores têm até R$ 4 mil para investir em projetos de horticultura, criação de pequenos animais como galinhas, suínos, caprinos e ovinos e, ainda, aquisição de equipamentos agrícolas.

De acordo com o secretário de Agricultura Familiar, Adelmo Soares, a parceria firmada entre o Governo do Estado e o Banco do Nordeste tem rendido bons frutos. “Muitos espaços são abertos durante as Agritecs, onde há assinaturas de contratos e convênios facilitando o acesso do agricultor familiar. É uma política que temos adotado sistematicamente possibilitando, assim, um avanço no setor da agricultura familiar, principalmente nos eixos da assistência técnica e fomento”, explicou.

Através do microcrédito urbano, o CrediAmigo, foi possível o acesso ao crédito a milhares de microempreendedores pertencentes aos setores informal ou formal da economia. Com ele foram 27.710 operações de credito, movimentando o montante de R$ 63,9 milhões, beneficiando milhares de famílias de microempreendedores nos municípios do ‘Mais IDH’.

Já com o Pronaf e Agroamigo foram 6.781 operações de crédito para atender às famílias de produtores rurais. O que envolveu recursos de R$ 36,4 milhões

Fonte: Secap

PF investiga esquema de lavagem internacional de dinheiro no MA

Por: John Cutrim

A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã de hoje (26) a Operação Perfídia para desarticular uma organização criminosa especializada em lavagem internacional de dinheiro, blindagem patrimonial e evasão de divisas com ramificações em pelo menos cinco países.

Cerca de 200 policiais federais cumprem 103 mandados judiciais, sendo 55 de busca e apreensão, 46 de condução coercitiva e dois de prisão temporária. As ações se concentram no Distrito Federal, mas também ocorrem na Bahia, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Goiás, Pará, Piauí, Paraná, Rio de Janeiro, São Paulo e Tocantins.

De acordo com a corporação, as investigações começaram em agosto de 2016, a partir da prisão em flagrante, no Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, de um estrangeiro que tentou entrar no país com um passaporte brasileiro falso. Segundo apuração do Ministério Público Federal no Distrito Federal (MPF/DF), o documento foi providenciado por integrantes do esquema.

Conforme decisão do juiz federal, Ricardo Augusto Soares Leite, da 10ª Vara Federal, a operação deverá ser mantida sob sigilo por 24 horas. A medida visa garantir o cumprimento de todos os mandados. Em função do sigilo temporário, nesta quarta-feira, não serão informados quem são os alvos das medidas cautelares e nem quais suspeitas pesam contra cada um deles.

A Polícia Federal investiga se integrantes da organização realizavam operações de câmbio não-autorizadas, além de dissimularem a aquisição de imóveis de alto valor e promover a evasão de divisas. Para isso, eles se utilizavam de “laranjas” e falsificavam documentos públicos, especialmente certidões de nascimento emitidas em cartórios no interior do Brasil.

Segundo a PF, o “núcleo duro” da organização era formado por proprietários de postos de gasolina, agências de turismo, lotéricas, entre outros estabelecimentos e era responsável pela aquisição fraudulenta de imóveis para lavagem de dinheiro. A PF informa que, somente em uma das operações de compra e venda, o negócio chegou a R$ 65 milhões.

A organização contava também com o apoio de advogados, contadores, serventuários de cartórios, empregados de concessionárias de serviços públicos e até de um servidor da Polícia Federal.

Em ação realizada ainda no ano de 2016, em endereços ligados a um dos integrantes do chamado “núcleo duro”, foram encontrados documentos que apontam para uma empresa do tipo offshore (aberta em paraísos fiscais, que oferecem isenções de impostos e taxas e mantêm sob sigilo o nome do proprietário) que pode ter realizado movimentações que excedem US$ 5 Bilhões.

O nome da operação é uma referência à traição e deslealdade dos integrantes do “núcleo duro” da organização criminosa com o País.

Índios fecham Esplanada e entram em conflito com PM em ato por demarcação

Grupo ocupou espelho d’água do Congresso, e PM reagiu com bombas, spray e balas de borracha. Indígenas revidaram com flechas, e quatro foram detidos; veja vídeos.

Por G1 DF

A Polícia Militar usou bombas de gás para dispersar uma manifestação de índios em frente ao Congresso Nacional, em Brasília, nesta terça-feira, 25. (Foto: Dida Sampaío/Estadão Conteúdo)

A Polícia Militar usou bombas de gás para dispersar uma manifestação de índios em frente ao Congresso Nacional, em Brasília, nesta terça-feira, 25. (Foto: Dida Sampaío/Estadão Conteúdo)

Indígenas acampados em Brasília fecharam a Esplanada dos Ministérios durante uma marcha até o Congresso Nacional, na tarde desta terça-feira (25). O grupo invadiu o espelho d’água em frente à sede do Legislativo, e a Polícia Militar usou bombas de efeito moral, balas de borracha e spray de pimenta para afastar os manifestantes.

Até as 16h, a Polícia Militar estimava a presença de 2 mil pessoas no local, e a organização do ato, de 3 mil. Em resposta à ação da PM, indígenas atiraram flechas contra os militares e em direção ao Congresso.

Índios fecham Esplanada e entram em conflito com PM em ato por demarcação (Foto: Marília Marques/G1)

Índios fecham Esplanada e entram em conflito com PM em ato por demarcação (Foto: Marília Marques/G1)

No auge do confronto, os dois sentidos da Esplanada chegaram a ser interditados. Por volta das 16h30, os índios ainda bloqueavam o trânsito no sentido Congresso-Rodoviária do Plano Piloto, mas as faixas na direção contrária estavam liberadas para veículos.

Indígenas ocupam área central da Esplanada dos Ministérios, em Brasília, em ato por demarcação

O ato surpreendeu motoristas que passavam pelo local. “Estava indo buscar um passageiro mas me pararam aqui. Eles fecharam a pista, mas tem um cliente me esperando no Supremo [Tribunal Federal]”, disse o taxista Gilberto Ramos.

Um grupo pequeno de manifestantes chegou a descer a rampa em direção à chapelaria do Congresso – rota de passagem para visitantes e parlamentares –, mas subiu novamente sem conseguir acessar a parte interna do prédio.

Policial com flecha indígena durante protesto (Foto: Polícia Militar/ Divulgação)

Policial com flecha indígena durante protesto (Foto: Polícia Militar/ Divulgação)

Por diversas vezes, mulheres que participavam do ato tentaram formar um cordão humano em torno do gramado central da Esplanada, na área próxima ao Congresso. O grupo foi impedido pela PM. Até as 16h10, havia informações de uma mulher indígena ferida e quatro índios detidos.

Índios fecham Esplanada e entram em conflito com PM em ato por demarcação (Foto: Marília Marques/G1)

Índios fecham Esplanada e entram em conflito com PM em ato por demarcação (Foto: Marília Marques/G1)

Com o início do tumulto, os índios dispersaram e liberaram a via, mas continuaram reunidos no gramado da Esplanada e nas áreas em redor dos ministérios. Caixões usados pelos manifestantes para simbolizar a morte de indígenas foram atirados no espelho d’água.

Evento nacional

Os grupos de diferentes etnias indígenas estão reunidos em Brasília para a 14ª edição do Acampamento Terra Livre (ATL). O objetivo do evento é pedir mais respeito à natureza e à demarcação de terras.

Líder indígena Hawaty Tuxá, do norte da Bahia, pede que a polícia libere quatro índios detidos na manifestação

O evento é promovido pela Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib) e deve se estender até a próxima sexta-feira (28). Parte dos índios montou acampamento em área próxima ao Teatro Nacional, no outro lado da Esplanada dos Ministérios, e aproveitou o trânsito de pessoas para vender artesanato e outros tipos de produtos.

Indígenas marcham no Eixo Monumental, em Brasília, e pedem maior demarcação de terras (Foto: Marília Marques/G1)

Indígenas marcham no Eixo Monumental, em Brasília, e pedem maior demarcação de terras (Foto: Marília Marques/G1)

Presidente da FAMEM consegue em Brasília parcelamento do débito do Fundeb

As cidades maranhenses obtiveram, na manhã desta terça-feira (25), uma importante vitória.

Cleomar Tema conseguiu, junto ao governo federal, o parcelamento do ajuste do Fundeb.

O presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (FAMEM), prefeito Cleomar Tema (Tuntum), conseguiu, junto ao governo federal, a garantia de que será editada uma Medida Provisória parcelando o pagamento dos recursos referentes ao ajuste do Fundeb 2016.

A conquista obtida por Cleomar Tema beneficia não apenas os municípios maranhenses, que foram penalizadas com um corte de R$ 177 milhões, mas também os governos do Maranhão, Ceará, Bahia e Paraíba, que perderam R$ 47 milhões, R$ 164 milhões, R$ 70 milhões e R$ 35 milhões, respectivamente.

A garantia do parcelamento, o que diminuirá os impactos financeiros causados principalmente as prefeituras, foi dada a Cleomar Tema e aos integrantes da bancada maranhense em Brasília – dentre eles os deputados federais José Reinaldo Tavares, Weverton Rocha, Rubens Pereira Júnior, Juscelino Filho e Júnior Marreca – pelo ministro da Secretaria de Governo, Antonio Imbassahy.

O parcelamento deverá ser dividido entre 10 a 12 parcelas, de acordo com o entendimento defendido pela entidade municipalista.

Cleomar Tema, que encontra-se em Brasília desde ontem, comemorou a vitória.

“Graças ao empenho da bancada maranhense e a sensibilidade do governo federal, conseguimos ultrapassar este obstáculo, que poderia inviabilizar a educação de todo o Maranhão”, disse o presidente da Federação.

Nessa jornada em Brasília, além da bancada, Tema conseguiu agregar apoio da Confederação Nacional dos Municípios (CNM) e destacou que foi uma luta árdua, mas que valeu pelo resultado.

Parlamentares maranhenses ressaltaram, após a decisão do governo federal, o poder de articulação do presidente da FAMEM, que mostrou muito desprendimento, agilidade e dinamismo num momento de crise como esse.

Legenda foto: Cleomar Tema conseguiu, junto ao governo federal, o parcelamento do ajuste do Fundeb.

Fonte: FAMEM

Governo do estado entregará a ambulância de Araioses nesta quarta-feira (26)

Como foi prometido, o governador Flávio Dino estará entregando a ambulância de Araioses, nesta quarta-feira (23) as 14:30 horas. A solenidade de entrega será no Palácio dos Leões com a presença do prefeito de Araioses, Cristino Gonçalves de Araújo e a informação foi confirmada agora pouco por fonte palaciana.

Já havia por parte de alguns a cobrança, já que o veículo foi prometido durante uma audiência do governador (reveja aqui) com prefeito de Araioses, Cristino Gonçalves de Araújo em 12 de dezembro, dias antes desse assumir o cargo.

Ocorre que Flávio Dino havia comprado 100 ambulâncias da empresa Nardisa, porém essa não tinha engue todas ainda.

A nova ambulância está entre as mais modernas do País e será de grande utilidade no serviço de assistência médica em Araioses.

Governo do Estado antecipa pagamento dos servidores para esta sexta-feira (28)

O pagamento será realizado antes do previsto no calendário elaborado para o ano de 2017, que antevê sempre os dois primeiros dias úteis do mês subsequente ao trabalhado.

Os servidores podem acessar a versão digital do contracheque, por meio do site da Secretaria de Estado da Gestão e Previdência (Segep) ou através do aplicativo Portal do Servidor. Para tanto, é necessário apenas senha de acesso, que pode ser cadastrada presencialmente na sala do Portal do Servidor (localizada no Edifício Clodomir Milet, s/nº, térreo), ou pelos telefones: 3131-4191 ou 3131-4192.

O servidor que ainda não possui senha, também poderá, a partir de agora, criá-la diretamente no site da Segep/Portal do Servidor. Ao clicar no botão ‘Primeiro acesso’, e, em seguida informar o seu CPF, o servidor interessado será direcionado para uma tela com uma sequência de dados pessoais, que deverão ser confirmados para efetivar a criação do seu acesso ao contracheque.

“Iremos pagar a folha de abril dos servidores do Governo do Maranhão no próximo dia 28”, informou o governador.

Seminário fortalece discussão de políticas públicas sobre drogas no Maranhão

Governador destacou trabalho de núcleo de enfrentamento da temática das drogas, criado pelo governo do estado

Na data instituída como o ‘Dia Estadual sobre Drogas’, o Governo do Estado chamou a atenção para o debate sobre o assunto com a realização do ‘Seminário Estadual de Políticas Públicas Sobre Drogas: Prevenção, Tratamento e Redução da Oferta’. O evento, ocorrido no Palácio Henrique de La Rocque, durante toda esta segunda-feira (24), contou com a participação do governador Flávio Dino, entidades do judiciário, legislativo e da sociedade civil organizada em torno da união para a implementação de políticas públicas eficazes contra as drogas.

Presente na mesa de abertura do evento, o governador destacou que este Seminário representa a integração em sua dimensão prática e operacional assentada em um conceito bem definido de união. Para ele, a injustiça das estruturas sociais são os maiores desafios para a superação do tema, por isso que não pode existir abordagem fragmentada. “Precisamos juntar todo mundo”, disse Flávio Dino, ao se referir às secretarias de Estado, dos municípios, unidades terapêuticas e da sociedade civil.

Durante sua fala, o governador lamentou o fato de mais de 80% dos crimes praticados hoje, no Maranhão, terem ligação com as drogas. Mesmo com o esforço do Governo, que já reduziu o número de homicídios em cerca de 25% nos dois últimos anos, há um núcleo que só pode ser resolvido mediante o enfrentamento dessa temática das drogas não apenas pela perspectiva repressiva. “E é isso que nós buscamos nesse seminário. Integrar várias dimensões e agradeço muito todas as instituições que compartilham essa mesa”, reiterou Flávio Dino.

O secretário de Articulação das Políticas Públicas, Marcos Pacheco, enfatizou que se as instituições não se integrarem, a batalha contra as drogas não será vencida. “Para gente ter uma ideia do tamanho da complexidade do problema, basta nós lembrarmos um dado interessante que motiva a trabalhar mais contra esse problema. É que no Brasil 2/3 dos crimes que são cometidos estão ligados direta ou indiretamente ao problema de uso de drogas”, explicou.

Ele realçou ainda que o Governo do Estado está no caminho correto para a convergência de esforço diante do tema que é o funcionamento do Fórum Estadual de Políticas Públicas Sobre Drogas, com debate quinzenal. Além disso, há a implementação do Conselho Estadual de Políticas Públicas Sobre Drogas, com a eleição dos representantes da sociedade civil que já está em curso, com previsão de posse no próximo mês de maio. Além disso, ações articuladas com a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) estão sendo estabelecidas, como a eleição dos conselheiros escolares para que, até o dia 20 de maio, sejam instalados os Conselhos Escolares.

“Queria lembrar que o governador Flávio Dino autorizou que a Secretaria de Saúde imediatamente duplicasse sua rede de serviços em relação à droga. Nós vamos ter uma segunda unidade de acolhimento, a exemplo desta que os componentes estão aqui. Vamos implantar mais um Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas Estadual (CAPS ad). Lembrando que isso é um investimento e tem um custo. Estamos nesse processo de ampliação”, acrescentou.

Debate

Seminário tem como objetivo contribuir na elaboração de diretrizes para a Política Estadual sobre Drogas

O Seminário teve como objetivo garantir a participação de representantes das instituições e organizações sociais, estudiosos e pesquisadores sobre a temática para contribuírem na elaboração de diretrizes para a Política Estadual sobre Drogas, no Maranhão. Na programação, palestras com temas: ‘Política Nacional de Drogas: Saúde, Segurança Pública e Direitos Humanos’, com Guilherme Portugal (MG); ‘A Experiência do Programa Braços Abertos do Município de São Paulo’, com Tereza Endo (SP); e ‘O Processo de Desinstitucionalização e a Importância da Rede de Atenção Psicossocial’, com Myres Cavalcante (SP).

No centro do diálogo também estiveram a apresentação de experiências do Sistema de Justiça na prevenção às drogas e o desenvolvimento dos três Grupos de Trabalho (GTs) com os seguintes eixos: prevenção, estudos, pesquisas e avaliações; tratamento, recuperação, reinserção social, redução de danos sociais e saúde; redução da oferta.

O presidente da Rede Maranhense de Diálogo sobre Drogas (REMADD), Erisson Sousa, contou seus problemas pessoas com a dependência química e destacou a importância da união entre o Governo, as comunidades terapêuticas e a sociedade civil em torno do combate às drogas. “As políticas públicas sobre drogas estão sendo respeitadas. Parabenizo os que estão envolvidos nesse trabalho com o poder público dos nossos municípios. Saímos daqui enriquecidos”, pontuou.

Também participaram da abertura do ‘Seminário Estadual de Políticas Públicas Sobre Drogas: Prevenção, Tratamento e Redução da Oferta’ o vice-governador Carlos Brandão, o procurador-geral de Justiça, Luiz Gonzaga Martins Coelho, o defensor-geral do Estado, Werther Lima Júnior, a deputada federal Eliziane Gama, os deputados estaduais Bira do Pindaré e Levi Pontes, além de conselheiros do Pacto Pela Paz e de instituições da sociedade civil.

Números

O Relatório Brasileiro Sobre Drogas do Observatório Brasileiro de Informações Sobre Drogas (2009) aponta consequências do consumo de drogas sobre o sistema de saúde e da segurança pública no Brasil. Somente em 2007 foram realizadas 135.585 internações associadas a transtornos mentais e comportamentais decorrentes do uso de drogas no Brasil.

Já a Pesquisa Nacional sobre o Uso de Crack no Brasil, publicada em 2014, aponta que 0,54% da população brasileira faz uso regular de crack, sendo que o maior índice é encontrado na região Nordeste, onde esse índice é de 1,29%.

Fonte: Secap

Por Rafael Arrais

Fotos: Karlos Gerômy/Secap

Nova administração do Hospital do Município trabalha pelo melhoramento do atendimento médico aos araiosenses

Depois dos primeiros 100 dias de atividades a equipe que administra o Hospital Nossa Senhora da Conceição tem o que comemorar. A afirmação é de Luciano de Oliveira Pereira – novo diretor geral daquela casa de saúde – ao fazer um balanço do que ocorreu o do que foi feito nesse início de gestão, mesmo diante uma crise profunda e de situação muita delicada.

Luciano divide com Antonio Carlos Rodrigues – diretor administrativo – as responsabilidade de botar para funcionar o Hospital do Município e segundo mesmo tem declarado tem sido uma grande desafio, mas tem recebido total apoio de Dalmanny Arruda Bittencourt – secretário de saúde e do prefeito de Araioses, Cristino Gonçalves de Araújo.

Eles relatam que receberam o hospital fechado e com os servidores em greve, totalmente devastado pela má administração anterior. Os serviços eram precários e uma organização sofrível dos recursos o que levou a falta de atendimentos e de serviços causando transtornos para população araiosense.

Encontraram a estrutura do hospital danificada com vidros quebrados, paredes rachadas e materiais de cozinha e limpeza armazenados em local inadequado; sem botijão de gás, telhado todo deteriorado, até os cadeados levaram disse Luciano Oliveira.

Na nova diretoria o hospital conta com o serviço diário de consultoria em saúde. Luciano de Oliveira, que é enfermeiro especializado em obstetrícia e neonatologia, explica que a atual diretoria busca uma gestão mais profissional e técnica, que já conta com alguns recursos tecnológicos como: 01 (um) mamógrafo, 02 (dois) aparelhos de raio X. Segundo ele o prefeito municipal disse que tudo isso vai funcionar o mais breve possível e que estará sempre buscando novos recursos.

Centro cirúrgico

Uma das maiores pendências do HMNSC é a ausência de funcionamento de seu centro cirúrgico o que faz criar uma grande dependência do serviço médico que oferece Parnaíba/PI. Luciano diz “que a partir do momento que entrar algum recurso destinado para nosso hospital colocaremos o centro cirúrgico pra funcionar e reduzir, em muito, os encaminhamentos para outros munícipes”.

Mais a frente ele diz: “penso que a Secretaria Estadual de Saúde tem uma dívida conosco e vamos cobrar isso mais a diante”, garante o diretor. Um grande problema hoje, no município de Araioses, por ser gestão plena o repasse federal é fundo a fundo onde recebemos um teto municipal da média e alta complexidade ambulatorial e hospitalar no valor de apenas R$ 7.181,33 (sete mil e cento e oitenta e um reais e trinta e três centavos) valor esse insuficiente para pagar um profissional médico.

Em Chapadinha, ainda há a gestão básica, parcial, no qual o dinheiro vem de Brasília para o estado, que depois repassa para o município. Tudo é pactuado com o estado, enquanto que nesses outros municípios é com a prefeitura.

Conquistas

Algumas conquistas já foram realizadas em apenas três meses de gerencia, tais como inclusão de 25% calculados sobre os vencimentos do cargo, observando-se o grau de complexidade das atribuições desempenhadas para os técnicos de enfermagem; serviço de recepção 24 horas em escala rotativa com direitos e garantias sendo pagos; sala de estabilização padronizada com carro de emergência; desfibrilador externo automático-DEA, desfibrilador com eletrocardiógrafo, monitor multiparametros (ECG + SPO2 + PANI + TEMP + FR), oxímetro de pulso digital; aquisição de 08 leitos; 10 suportes para soros; 04 armários de coluna; 01 mesa mayo; 01 prateleira para medicamentos; 01 maca rígida; 02 focos; 08 degraus para leitos; 02 biombos; 05 hamper; 04 cestos para lixo inox; 01 carro para distribuição das refeições.

E ainda a reposição da farmácia hospitalar com fármacos diferenciados jamais vistos em nossa casa de saúde. Criamos departamento de pessoal dos funcionários, organizamos o serviço de arquivos conforme data; realizamos pequenas manutenções e readequações hidráulica/elétrica/antena parabólica e teto, banheiro na pediatria entre outros.

Estamos com corpo clinico especializado em obstetrícia e ginecologia, clínicos, ortopedistas, intensivistas, pneumologistas e cirurgiões, ampliamos os atendimentos ambulatoriais de 20 para 25 atendimentos por turno, priorizando os usuários da zona rural pela manhã.

Próximo passo é conseguir adequações para as técnicas de enfermagem e auxiliares operacionais, construção de necrotério, CCIH (Comissão de Controle de Infecção Hospitalar), um gerador de energia, brinquedoteca e um acolhimento com classificação de risco. Vale ressaltar que todas as manutenções e readequações estruturais foram realizadas por meio de ata de registro de preços. É pensando e administrando assim com transparência e seriedade, visando um melhor atendimento assistencial, assim que se faz gestão em saúde.

O HMNSC é pioneiro e o único do munícipe no trabalho arduamente para melhorar constantemente seus processos internos, garantindo cada vez mais, um serviço de excelência e assim cumprir todos os requisitos necessários para obter aceitação da sociedade araiosense.

Essa dupla gerencia todo o processo qualitativo hospitalar com base nas diretrizes do Ministério da Saúde- MS. O setor também desenvolve atividades de laboratório de analises clinicas na responsabilidade da coordenadora Saiane Almeida Oliveira da Silva, evidenciando com as suas atitudes, o seu comprometimento e alto investimento humano, com foco em conquistar e manter o certificado de acreditação hospitalar durante o transcorrer do ano de 2017, como resposta ao esforço, trabalho e união da sua equipe de colaboradores e médicos.

“Concluímos, que nossa media complexidade representa na verdade um grande desafio diário para todos os profissionais que nele atuam e se esforçam sempre com a intenção de devolver hígido e curado aquele que, combalido, busca por seus préstimos, sempre com olhar unidirecional caminhando de acordo com um dos principais princípios do SUS (Sistema Único de Saúde), estamos oferecendo um atendimento humanizado, com resolutividade, acessibilidade e com gastos dentro do orçamento do município. Entender o funcionamento de um hospital é importante, pois possibilita a compreensão, mesmo por parte dos leigos, de processos pelos quais certamente terão que passar um dia, seja na qualidade de paciente e, muitas vezes, até mesmo de colaborador”.

Com informações da Secretaria de Saúde do Município de Araioses

Governo inicia entrega de uniformes para alunos da rede pública de ensino

Ao todo, o Governo distribuirá 708.150 unidades de uniformes destinados a todos os alunos de escolas estaduais, em todas as modalidades e níveis de ensino

O Governo do Estado deu início à distribuição de fardamento escolar para alunos da rede estadual de ensino nesta quinta-feira (20). O primeiro lote de uniformes foi entregue pessoalmente pelo governador Flávio Dino para 4.966 jovens maranhenses dos municípios de Jenipapo dos Vieiras, Itaipava do Grajaú e Arame. Ao todo, o Governo distribuirá 708.150 unidades de uniformes destinados a todos os alunos de escolas estaduais, em todas as modalidades e níveis de ensino.

Pela primeira vez na história do Maranhão, o Governo está entregando fardamento escolar para estudantes da Rede Pública Estadual de Ensino. A iniciativa faz parte da política de valorização da educação de qualidade e digna para os estudantes, e ainda fomenta a economia do estado, já que os cerca de R$ 6 milhões investidos para a aquisição dos uniformes contemplam empresas maranhenses.

Em Jenipapo dos Vieiras, o governador Flávio Dino distribuiu 552 fardas para os alunos durante solenidade de entrega de várias obras, entre elas a do Centro de Ensino Prof. Galeno Edgar Brandes – Anexo III. Em Itaipava do Grajaú foram 663 uniformes para os estudantes da rede estadual. E em Arame, o Governo do Estado entregou outros 1268 fardamentos, totalizando, somente nesta quinta-feira, a marca de 4966 fardas nos três municípios.

O governador Flávio Dino destacou que a entrega de uniformes escolares para os alunos da rede pública estadual faz parte do processo contínuo de mudanças na educação maranhense, que se soma a outras inciativas como a reestruturação dos espaços físicos, valorização dos professores, entre outras ações.

“Pela primeira vez está havendo a distribuição de uniformes escolares para os alunos do ensino médio, com as cores da bandeira do Maranhão, personalizado de acordo com cada escola. Com esses produtos sendo adquiridos no mercado local, são centenas de empresas e de microempreendedores que terão oportunidade de trabalhar, com investimento de praticamente R$ 6 milhões”, destacou o governador.

Neste final de semana, o Governo do Estado entregará mais uniformes aos estudantes maranhenses durante a ‘Caravana Governo de Todos’. Fardamentos serão distribuídos nas cidades de João Lisboa (1011), Carolina (1070), Santa Quitéria (1654) e Barreirinhas (1687), beneficiando 7905 alunos maranhenses com 15810 fardas nesta primeira etapa que contempla estes sete municípios.

CODEVASF vai construir 700 cisternas no município de Araioses

Criado o Comitê Gestor Municipal da CODEVASF em Araioses.

Dr. Cristino se mostrou muito otimista e alegre com as ações de a CODEVASP vai desenvolver em Araioses

Em reunião realizada na tarde ontem (19) no Centro Comunitário de Araioses, o superintendente da 8ª Região da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (CODEVASF) no Maranhão, Jones Braga anunciou que empresa irá construir 700 cisternas no município de Araioses.

O encontro foi promovido pelo prefeito de Araioses, Cristino Gonçalves de Araújo, que ao falar se mostrou muito satisfeito e otimista com os frutos que essa parceria vai proporcionar aos araiosenses de todas as regiões.

Jones Braga anuncia uma série de atividades que serão realizadas em Araioses pela CODEVASF

A CODEVASF por ser uma empresa vinculada ao Ministério da Integração Nacional realiza obras de esgotamento sanitário, construção de estradas vicinais e transposição de canais, entre outras ações que atingem mais de uma centena de municípios.

Ficou acertado ontem que a CODEVASF vai reformar a Casa do Caranguejo, que fica no bairro Botafogo e construir um poço artesiano no local para servir toda a população daquela área. Jones Braga disse também que virão dois barcos de São Luís e mais outros equipamentos que se encontram em Parnaíba/PI.

Que também serão retornados os serviços da rede de esgoto da cidade há mais de quatro anos parada.

Aqui em Araioses a CODEVASF vai desenvolver um trabalho de apoio à agricultura, irá construir vários poços artesianos na área rural do município, e dará também um kit da patrulha mecanizada: trator, patrol e escavadeira.

Comitê gestor

Após a reunião entre os representantes da CODEVASF e autoridades de Araioses foi eleito o Comitê Gestor de Araioses da CODEVASF com a seguinte formação:

Francisco Fonseca dos Santos – presidente;

Marília Gonçalves de Araújo – Vice-presidente;

E Maria Amaral – Secretária.