Baixão do Capim vai ter acesso facilitado

Os moradores de um lugar que sempre foi esquecido acreditam que agora serão lembrados.

Escola do Baixão do Capim

Escola do Baixão do Capim

O povoado Baixão do Capim, distante 60 km da cidade de Araioses, que faz divisa com os municípios de Magalhães de Almeida e São Bernardo sempre foi um lugar esquecidos pelos administradores que passaram pela prefeitura de Araioses ao longo dos anos.

Chegar ao lugar é muito difícil, já que não existe estrada vicinal de qualidade e sim apenas uma estrada cheia de buracos e valas que dificultam o acesso a localidade. Também água é um problema sério, mas esse felizmente, já está próximo de ser resolvido, pois a prefeita Valéria do Manin já construiu um poço e a estrutura para receber a caixa d’água que já está comprada.

Os moradores do Baixão do Capim estão com muita esperança de que agora eles vão receber os benefícios da prefeitura. Reconhecem que o município é muito grande e que tem muita coisa para ser feito e sabem que é por isso que suas reivindicações ainda não foram totalmente atendidas.

Para eles a estrada para facilitar o acesso ao lugar e o abastecimento de água, que sempre foi o maior problema para aqueles habitantes são as prioridades que eles querem que sejam atendidos pela prefeita.

O acesso ao povoado ainda é muito difícil

O acesso ao povoado ainda é muito difícil

Temporal deixa prejuízos em vários bairros de São Luís

No bairro do Renascença, carros foram engolidos pela enxurrada.

Segundo metereologista, fenômeno já era esperado em abril.

Do G1 MA

Temporal deixou áreas do Renascença 2, em São Luís, alagadas (Foto: Divulgação/Daniel Facunges)Temporal deixou áreas do Renascença 2, em São Luís, alagadas (Foto: Divulgação/Daniel Facunges)

O temporal registrado na tarde desta quarta-feira (16) na região metropolitana de São Luís deixou vários estragos. Apesar de durar pouco mais de 30 minutos, em vários pontos da capital foram registrados alagamentos.

No Renascença 2, próximo aos shoppings Tropical e Monumental, a chuva surpreendeu os motoristas que deixaram seus veículos estacionados no local. Alguns deles ficaram praticamente submersos. Parte da  Avenida Castelo Branco foi tomada pela força das águas e alguns veículos foram arrastados pela força das águas.

 Segundo a meteorologista Andréa Helena Machado, que faz parte da equipe do Laboratório de Metereologia da Universidade Estadual do Maranhão (Uema), fenômenos desse tipo podem acontecer até com maior frequência nesta época do ano.

“O temporal de hoje foi causado pela ‘zona de convergência intertropical’, que é o fenômeno causado pela maioria das chuvas no norte do Maranhão. Ela é caracterizada por nuvens carregadas, com muitos ventos e, por isso, acontecem estas chuvas rápidas, mas intensas. Pelo histórico, nesta época fenômenos como esses deveriam acontecer com mais freqüência”, explicou.

De acordo com a metereologista, apesar do temporal, o volume de chuva registrado até o momento em abril está abaixo do esperado pelo Labmet. “Abril é um dos meses mais chuvosos aqui em São Luís e estávamos esperando um volume de 476 milímetros no mês. Mas, até o momento, só foram registrados 156”, completou Andréa.

Veículos ficaram praticamente submersos devido ao temporal (Foto: Divulgação/Daniel Facunges)Veículos ficaram praticamente submersos devido ao temporal (Foto: Divulgação/Daniel Facunges)

Procuradoria da República ainda avalia pedido de intervenção no Maranhão

A Procuradoria Geral da República diz que não descartar pedido de intervenção federal no Estado que enfrenta problemas no sistema penitenciário

Da Folha

PEDRINHAS1A Procuradoria-Geral da República informou na terça-feira (15) que ainda analisa a possibilidade de uma intervenção federal no Maranhão, diante do caos na segurança com as mortes nos presídios de Pedrinhas, em São Luís. A instituição, contudo, não deu prazo para uma definição.

Só neste ano já são dez mortes em presídios do Estado, sete delas apenas no complexo de Pedrinhas -sendo três desde o último final de semana. O Maranhão tornou-se alvo de críticas de organismos internacionais depois que 60 presos morreram no ano passado nessa unidade.

Depois daquelas mortes, algumas com decapitações, uma comissão de juízes e promotores visitou Pedrinhas no final do ano passado e elaborou um relatório com o objetivo de auxiliar o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, a decidir sobre eventual intervenção federal no Estado.

Em nota enviada nesta terça-feira (15), a Procuradoria-Geral da República diz que tem acompanhado as medidas adotadas no sistema penitenciário, implementadas a partir das decisões do Comitê de Gestão da Crise do Sistema Penitenciário. Esse comitê é presidido pela governadora Roseana Sarney (PMDB).

Essas medidas, segundo a Procuradoria, vão desde a melhoria da infraestrutura dos presídios à capacitação de agentes e “têm um caráter mais prático do que o pedido de intervenção neste momento”.

A Procuradoria-Geral, ainda segundo a nota, “não descarta tal possibilidade [de intervenção], no entanto observa atentamente a evolução do quadro do sistema prisional do Maranhão”.

Questionado sobre a razão de as ações do comitê não terem evitado as mortes deste ano, o governo do Maranhão, em nota, disse que as mortes “são reações dos detentos à intensificação do trabalho de vistorias e revistas” que são realizadas pela PM e pela Força Nacional de Segurança.

Ainda de acordo com o governo, o comitê trabalha com “ações estruturantes visando à resolução dos problemas no sistema carcerário” e que essas medidas envolvem os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, além outros órgãos.

Entre os avanços que o governo contabiliza com o comitê, estão a criação de um sistema de dados único, reforço de programas de ressocialização e o mutirão carcerário para análise dos processos dos detentos.

Mesmo com as medidas, o complexo de Pedrinhas continua superlotado. As oito unidades prisionais do conjunto possuem ao todo 1.770 vagas, mas abrigam 2.236 presos.

O governo diz que, em maio, serão inauguradas duas novas unidades com 635 novas vagas.

Fonte: Maranhão da Gente

Homem que violentou jovem é preso em Chapadinha

Investigadores da 3ª Delegacia Regional efetuaram, por volta das 5h desta quarta-feira (16), a prisão de Jorge Barbosa da Conceição, de 34 anos, no município de Chapadinha. Ele é suspeito de violentar uma jovem de 23 anos. O crime, segundo as investigações, ocorreu no dia 9 de março de 2014 no povoado Barroca da Vaca.

Ele foi detido em sua própria residência, na Rua Projetada, bairro Areal, naquele município. O delegado titular da 3ª DR, Alessandro Gomes informou que o suspeito pediu uma carona para a vítima, que passava de motocicleta pela BR 222, à altura do Povoado Barroca da Vaca. A jovem parou a motocicleta e deu a carona. Ela contou que atendeu ao pedido, porque conhecia o homem.

Durante o percurso o suspeito anunciou o assalto e obrigou a moça a acompanhá-lo ao matagal. No local, ele a violentou sexualmente. Na fuga, ainda levou a motocicleta da vítima.

A jovem denunciou o caso na Delegacia Especial da Mulher do município de Chapadinha. A delegada Mary Jane Monteiro Lemos representou pela prisão do suspeito. Na semana passada, a Justiça expediu o mandado, que foi cumprido na madrugada desta quarta-feira (16).

De acordo com informações repassadas pelo delegado titular de Chapadinha, Jorge Barbosa da Conceição é suspeito de violentar outra mulher naquele município. Ele foi encaminhado à 3ª Delegacia Regional, onde permanece custodiado.

Ministro da Saúde virá a Parnaíba lançar Plano de Saneamento Básico

Por Hudson Pereira

Correspondente do blog em Parnaíba-PI

Durante uma reunião em Brasília, o prefeito Florentino Neto viabilizou uma visita do ministro da Saúde a Parnaíba. Arthur Chioro deverá vir no mês de maio onde cumprirá agenda na cidade com o lançamento do Plano Municipal de Saneamento Básico e com um seminário sobre o Programa Mais Médicos.

phb-msaude1

Participaram do encontro com o ministro, o prefeito Florentino Neto, o senador Wellington Dias, o deputado federal Assis Carvalho e o superintendente do Centro Integrado de Reabilitação de Teresina, Aderson Luz.  Entre os assuntos debatidos de interesse do município estavam a produção de medicamentos fitoterápicos pela Universidade Federal, o plano municipal de saneamento básico , além da implantação da rede de tratamento do câncer e a liberação de recursos para construção de um centro de referência de saúde da mulher defendidas pelo prefeito.

phb-msaude2

Com informações da SECOM/Parnaíba

Edinho Lobão é candidatura de teste

Pouca gente no mundo político levou a sério o lançamento da candidatura do senador Edinho Lobão (PMDB) ao governo do Maranhão.

Mais frágil e despreparado que o ex-candidato Luis Fernando Silva (PMDB), Edinho Lobão é um presente para o oposicionista melhor colocado nas pesquisas – Flavio Dino (PCdoB).

Edinho está derrotado antes do tempo, até mesmo dentro da oligarquia Sarney, onde o império parece desmoronar.

Tudo indica que Edinho será trocado pelo senador João Alberto (PMDB), que encarna o papel de justiceiro e pode até ser bem aceito pelo eleitorado sedento pelo combate agressivo à criminalidade informal.

Depois da Semana Santa, Edinho pode ser devorado pelo carcará. Vamos aguardar conferir.

 Do blog do Ed Wilson

Menina é atingida por bala perdida e morre em hospital, em São Luís

Jandiara da Silva Sá, de nove anos, estava em companhia da mãe.

Caso foi registrado no início da noite desta terça-feira (15).

Do G1 MA

Uma criança de nove anos foi assassinada no início da noite desta terça-feira (15), em São Luís. Jandiara da Silva Sá levou dois tiros quando se dirigia até uma padaria em companhia da mãe, no bairro Vicente Fialho.

De acordo com testemunhas, quatro homens em um carro procuravam por um traficante da região, quando efetuaram os disparos que atingiram a menina.

Jandiara chegou a ser levada para a Unidade de Pronto Atendimento do Vinhais, onde chegou a receber todos os procedimentos necessários, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

De acordo com a Polícia, o caso já está sendo investigado.

Terceiro preso morto em Pedrinhas em três dias

Mais um detento foi assassinado dentro do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, no Maranhão. Apenas neste ano sete presos foram executados dentro do presídio, que é considerado o mais violento do país. O corpo de André Valber Mendes, 26 anos, foi encontrado enforcado na noite de ontem (14) no pavilhão Delta do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Pedrinhas.

7ee2fab7295caace22781910a806dc65_XL

Em todo o Maranhão, já são dez presos mortos este ano. A Secretaria de Justiça e Administração Penitenciária (Sejap) confirmou a morte, mas ainda não divulgou nota oficial sobre o caso.

Desde sábado, esta é a terceira morte registrada no presídio. Nesse fim de semana, o detento Wesley Sousa Pereira, 23 anos, foi encontrado morto no Presídio São Luís I, e de João Altair Oliveira Silva, 18 anos, na Central de Custódia de Presos de Justiça (CCPJ).

A Sejap pediu, nessa segunda-feira, a prorrogação do prazo da situação de emergência no sistema carcerário do Maranhão. Segundo a secretaria, apesar das medidas tomadas nos últimos seis meses, vários problemas ainda precisam ser solucionados.

No dia 21 de março a Sejap solicitou ao governo do Estado que estendesse por mais 180 dias o prazo para a reformulação do sistema carcerário maranhense. O Estado decretou a situação de emergência no sistema prisional em outubro do ano passado, diante de uma crise que começou com motins e rebeliões, se agravando com as violentas mortes dentro dos presídios.

De acordo com os dados do Conselho Nacional de Justiça, já passa de 60 o número de detentos assassinados em Pedrinhas desde 2013. Homens da Força Nacional, do Batalhão de Choque da Polícia Militar e do Grupo Especial de Operações Prisionais ainda exercem o papel de agentes penitenciários no presídio

Fonte: Jornal Pequeno

Governo estima salário mínimo de R$ 779 para 2015

Daniel Lima e Kelly Oliveira – Repórteres da Agência Brasil

Com estimativa de crescimento da economia de 3% e inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), em 5% para 2015, o governo encaminhou nesta terça-feira (15) ao Congresso Nacional, o Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2015 (LDO-2015). Pelo projeto, o salário mínimo será reajustado em 7,71% e vai ficar em R$ 779,79 em 2015.

notas_real_20_10_05_2_2_de_1O governo estima que o superávit primário para o setor público consolidado será de R$ 143,3 bilhões, valor que corresponde a 2,5% do Produto Interno Bruto (PIB) – soma de todos os bens e serviços produzidos no país. Com o abatimento dos R$ 28,7 bilhões destinados ao Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), a meta do superávit primário fica em R$ 114,7 bilhões (ou 2% do PIB).

Superávit primário é a poupança para pagar os juros da dívida que o governo tem com outros países e outros credores. Na medida em que o país consegue alcançar as metas de superávits primários, indica que tem condições de pagar suas dividas.

A Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) tem como principal finalidade orientar a elaboração dos orçamentos fiscais e da seguridade social e de investimento dos poderes Executivo, Legislativo, Judiciário, das empresas públicas e das autarquias.

Com a LDO, o governo estabelece as metas e prioridades da administração pública federal, incluindo as despesas de capital para o exercício financeiro do ano seguinte.

A LDO tem de ser enviada pelo Executivo ao Congresso até 15 de abril e aprovada pelo Legislativo até 30 de junho. Se não for aprovada nesse período, o Congresso não pode ter recesso em julho. A aprovação da LDO é a base para elaborar o Projeto de Lei Orçamentária Anual (LOA), que deve ser apreciada pelo Congresso Nacional até agosto.

Como é lei, após sancionada, nenhum governante deve aumentar despesas, gastar mais do que está previsto na Lei Orçamentária ou criar novos impostos para o pagamento de suas  contas sem autorização do Legislativo.

Com a Lei de Responsabilidade Fiscal, a LDO passou a ter um papel importante na condução da política fiscal do governo, devendo estabelecer e indicar as metas fiscais a serem atingidas a cada exercício financeiro a que se refere.

Fonte: Agência Brasil

Detran-MA alerta motoristas para perda de placas do veículo no trânsito durante período chuvoso

Diante da grande incidência das chuvas e alagamentos constantes em diversos pontos das cidades maranhenses e as previsões da meteorologia de mais chuvas para os próximos dias do feriadão, os motoristas devem ficar atentos às placas do automóvel, que podem se soltar do veículo.

De acordo com levantamentos feitos recentemente, o Departamento Estadual de Trânsito do Maranhão (Detran-MA) alerta os condutores maranhenses para que fiquem atentos as suas placas dianteiras e traseiras nesse período chuvoso. Quem trafegar sem as placas comete uma infração considerada gravíssima e o automóvel pode ser apreendido, além de o motorista obter sete pontos na carteira de habilitação. A multa é de R$ 191,54. Só neste ano de 2014, até o mês de março, já foram registradas pelo sistema do Detran-MA, 346 multas em veículos que estavam trafegando sem placas. No ano passado foi registrado um total de 1.136.

O Detran pede atenção aos motoristas para que não percam as placas dos veículos

O Detran pede atenção aos motoristas para que não percam as placas dos veículos

“É importante que o motorista fique atento. Essa verificação pode evitar multas e transtornos junto aos agentes de trânsito”, enfatiza o diretor geral do Detran-MA, André Campos.

Com o novo sistema de emplacamento do Detran-MA, se o usuário estiver sem a placa dianteira do carro é necessário procurar o setor de vistoria do Detran-MA e apresentar a Certidão de Registro de Veículos (CRV) do ano vigente e efetuar um pagamento no valor de R$ 94,00. Se o caso de perda for da placa traseira é necessária a confecção de uma nova placa e também de um novo documento que terá um novo código de barras. O valor da taxa é o mesmo para a placa dianteira, R$ 94,00. Já o par de placas para automóveis custa R$ 150,00, caso as placas não sejam reflexivas, como determina a resolução do Contran. Para motocicletas, a placa custa um total de R$ 116,00.

“Diariamente recebemos pelo menos um automóvel para passar pela vistoria por conta da placa dianteira que foi perdida, já que é a parte mais baixa do veículo. Para evitar que o usuário perca uma placa é necessário uma verificação antes de sair de casa, já que no período chuvoso, com tantos buracos na cidade, o problema se agrava ainda mais”, destaca a chefa do setor de vistoria do Detran-MA, Lucia Macedo.

Prefeitura avança com obras nas praças da Ilha de Santa Isabel

Por Hudson Pereira

Correspondente do blog em Parnaíba-PI

A Prefeitura de Parnaíba retomou há quinze dias as obras de restruturação e pavimentação da Praça da Igreja de Santa Isabel. Os operários da obra iniciaram a colocação dos tijolos do tipo bloquetes em toda extensão da praça que é de 1.700 m², conforme o projeto. A colocação do piso, a retirada e colocação de novos canteiros e meio fios correspondem à primeira etapa das obras.

phb-isisabel1

Para a segunda etapa das obras outras intervenções estão previstas como: a plantação da grama e plantas apropriadas para jardinagem, pinturas e iluminação. A informação é do técnico em construção civil e encarregado das obras, Giovane Carvalho.

phb-isisabel2

As alterações para a conclusão nas obras da Ilha de Santa Isabel estão relacionadas às chuvas que caiem constantemente em Parnaíba, e adequações necessárias para segmento do projeto. Toda essa intervenção que esta ocorrendo nas praças da Ilha de Santa Isabel, se deve pela grande parceria entre o Prefeito Florentino Neto (PT), e o excepcional Vereador Renatinho da Cepisa (PRTB).

O vereador Renatinho da Cepisa no decorrer de seus dois anos de mandato vem se mostrando capaz de detectar e solucionar os problemas enfrentados pelos moradores da Ilha de Santa Isabel; O Renatinho e sem nenhuma dúvida uns dos grandes vereadores que Parnaíba tem na sua câmara municipal, porque ele luta pelo um povo que até em então era esquecido pelo poder público, claro que de vez em quando aparecem uns oportunistas que só querem aparecer na mídia e criticam sem nenhum embasamento  o grande trabalho do vereador Renatinho da Cepisa. Mais tem um ditado popular que diz: “Ninguém joga pedra em árvore que não dá fruto”

Ministério Público pede afastamento de secretário de saúde do Estado

Do Minuto

Por Edigeny Barros

A medida foi tomada após vários casos de descumprimento das ordens expedidas pelo Juízo da Fazenda Pública de Imperatriz

ricardo-murad
Ricardo Murad, secretário de saúde do Maranhão
REPRODUÇÃO / BLOG MÁRIO CARVALHO

O Ministério Público do Estado (MP/MA), no último dia 4, ajuizou uma ação civil pública de improbidade administrativa com pedido cautelar de afastamento do secretário estadual de saúde do Maranhão, Ricardo Murad – e hoje também titular da segurança. A medida foi tomada após vários casos de descumprimento das ordens expedidas pelo Juízo da Fazenda Pública de Imperatriz, o que demonstrou a omissão ímproba do secretário.

Imperatriz é hoje sede regional de saúde e para onde são referenciados diversos atendimentos de média e alta complexidade de usuários do sul do Maranhão, oeste do Pará e norte do Tocantins. Além da posição geográfica estratégica do município, diversas ações e serviços de saúde são negligenciados pelos gestores públicos, o que motiva o encaminhamento de ações para o poder judiciário, como forma de garantir atendimentos, consultas, exames e tratamentos.

Segundo o MP, as demandas que chegam ao Poder Judiciário, mais precisamente pelo Juízo da Fazenda Pública que determina liminarmente a concessão do usuário que precisa utilizar procedimentos de saúde, não são cumpridas pela Secretaria Estadual da Saúde. Diante dessa situação, o MP instaurou o Procedimento Preliminar Investigatório nº 06/2014 – 5ª PJEsp no qual mostrou em seus resultados a baixíssima resolutividade das demandas judiciais liminares.

A investigação foi feita nas ações que requeriam quimioterapias, radioterapias e fornecimento de medicamentos. Dos 10 casos investigados, metade não tiveram resolutividade e a outra metade não foi cumprida espontaneamente, além de 20% que evoluíram a óbito por falta de tratamento.

“A ação foi instaurada porque o secretário de saúde está deixando de cumprir ordens de seu ofício” afirma o promotor responsável pelo caso, Eduardo Lopes, e acrescenta “Isso se fez necessário para que sejam cumpridas as ordens judiciais sob pena de perda de cargo, já que quem está hoje na secretaria não está cumprindo”.

Com informações do MP/MA

Terceira Via de Água Doce já tem críticos

O blog recebeu um e-mail rasgando o verbo sobre a Terceira Via – suposto movimento político de Água Doce do Maranhão – que aparentemente se opõe ao jeito de administrar de Rocha Filho e não está de acordo que o ex-prefeito Eliomar Dias volte ao poder daquela comuna elegendo a si próprio ou alguém de sua família.

A nota do e-mail só não vai ser publicada aqui, na íntegra, porque ela não revela seu autor com clareza e bate forte sobre os 11 ex-vereadores da Terceira Via, sem citar seus nomes nem oferecer detalhes sobre suas supostas falcatruas.

Entre o que diz, fala que os 11 ex-vereadores são todos queimados politicamente e que os votos deles somados não passam de 50.

Diz também que os líderes da Terceira Via só querem pegar uma “beiradinha” da prefeitura de Paulino Neves neste ano de eleições. Que os mesmos na hora do “pega para capar” vão correr para o lado de quem der mais.

Diante dos fatos políticos referentes a Água Doce o blog deixa bem claro que não tem vinculação com nenhum dos seguimentos e o que deseja é que a politicagem seja jogada na lata do lixo e a vontade de fazer o bem a aquele gente seja obrigação de todos, que dizem gostar e amar a cidade e seu povo.

Servir de instrumento para fins políticos desse ou daquele não é o nosso ideal. O espaço é livre e está ao alcance de todos, desde que o respeito e a democracia sejam regras postas em prática.

Deu na Folha: Lobão Filho quer se distanciar dos Sarney

Pré-candidato do grupo Sarney faz malabarismo político para se diferenciar da governadora Roseana, que o indicou

Convocado pela governadora Roseana Sarney (PMDB-MA) para ser o candidato da situação ao governo, o senador Edison Lobão Filho (PMDB-MA) ensaia um discurso de distanciamento da família Sarney, que detém o poder político no Maranhão há quase 50 anos.

O grupo de Roseana iria lançar o ex-secretário de Infraestrutura Luis Fernando Silva. Na última semana, porém, ele desistiu da disputa.

A governadora acionou Lobão Filho, até então pré-candidato ao Senado, e pediu que ele substituísse Silva.

“Soube às 10h de domingo [6] que o Luis Fernando havia desistido. Ao meio-dia, já sabia que o Lobão seria candidato”, diz o deputado federal Pedro Novais, vice-presidente do PMDB maranhense.

 Deu na Folha: Lobão Filho quer se distanciar dos Sarney

O senador Edison Lobão Filho (PMDB-MA) discursa no plenário do Senado durante sessão

As mudanças podem ter sido motivadas por pesquisas de intenção de voto, que até agora dão ampla vantagem a Flávio Dino (PC do B), opositor da família Sarney.

Ainda que tenha o apoio de Roseana, a quem diz ver como “irmã”, Lobão Filho diz que irá se apresentar como candidato da “mudança”.

“O grande vai ser fazer isso sem esculhambar, mas a verdade é: não sou a continuação. Não estou criticando, mas minha forma de gestão é totalmente diferente.”

Segundo o senador, a família Lobão tem “personalidade própria”. “Integramos o mesmo grupo, mas nunca fomos subservientes à família Sarney. Nem meu pai ao Sarney nem eu a Roseana.”

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, é aliado do senador José Sarney (PMDB-AP) desde o início de sua carreira política, na década de 1970. Chegou ao ministério, em 2008, por influência do ex-presidente.

Lobão Filho advoga por uma “gestão empresarial” no Maranhão. Na linha “morde e assopra”, se diz “mais rígido” do que a filha de Sarney.

“Não que ela [Roseana] seja mole, mas temos estilos diferentes. É uma mulher, eu sou homem, empresário, e quero mostrar isso”, afirma.

O senador já adianta promessas e diz defender o fechamento, ainda no primeiro ano da eventual gestão, do complexo de Pedrinhas, em São Luís, símbolo da crise do sistema penitenciário.

Para Flávio Dino, Lobão Filho tentará se diferenciar da família Sarney para se distanciar do que vê como rejeição à gestão Roseana. “É a mesma razão que fez a governadora não sair para o Senado e o Luis Fernando retirar a candidatura. Eles veem que há cansaço da população.”

Fonte: Maranhão da Gente