Após declaração bombástica de Denys de Miranda, presidente Luisão já tomou as primeiras providências

Vereador Luisão – presidente da Câmara Municipal de Araioses , Dr. Israel – advogado da Câmara e André Santos – diretor da Câmara estiveram ontem na Delegacia de Araioses para registro de BO

Na sessão da Câmara de Municipal de Araioses desta terça-feira (5), o vereador Denys de Miranda fez uma denúncia gravíssima – uma declaração bombástica – se comprovada a sua veracidade.

Na sua fala Denys diz que conversas suas em seu gabinete estão sendo gravadas, o que caracterizaria uma espécie de espionagem – um SNI municipal dentro daquele poder, para saber supostamente de que assunto que trata os vereadores da oposição.

Denys diz que “não podemos nem mais se reunir em nossas salas que as pessoas estão ouvindo nossas conversas”. Que isso é uma molecagem e que supostos funcionários – ele fala em contratados – da casa estariam fazendo essas gravações.

Segundo Denys de Miranda, uma conversa que eles (quem?) teriam tido naquela manhã, já estava nas redes sociais. Disse ser uma vergonha e que iria tomar as providências. O vereador Kelson do Dadá, que falou em seguida endossou as palavras de seu companheiro de bancada e disse também ser uma vergonha eles não terem privacidade para conversar em suas salas (gabinetes).

Vereador Denys de Miranda fez gravíssimas denúncias (Reprodução do You Tube)

Ele disse que quem está gravando está fazendo isso das portas e pede a Luisão que tome providências.

O link do vídeo da sessão em questão está no final deste post, com indicação de onde começa a fala de Denys até o final da fala de Kelson. O que eles dizem é gravíssimo, nitroglicerina pura – um escândalo – e isso não pode ficar o dito pelo não dito. Tem que ser investigado, custe o que custar.

Luisão já tomou as primeiras providências

O presidente da Câmara Luís Fernando Marão Felix (Luisão) já tomou as primeiras providências sobre esse gravíssimo caso, que foi primeiramente registar um BO na Delegacia de Araioses sobre o ocorrido.

Para ele é uma questão de honra essa investigação, que só terá fim quando os envolvidos no episódio forem identificados e como ele disse no mesmo dia, o responsável contatado ou não será demitido.

Lá eles (policiais) têm todos os métodos de investigação para chegar ao autor ou autora da gravação do áudio, que supostamente circula nas redes sociais.

Ainda não ouvir o áudio, apesar de ter feito um apelo a vários amigos que fazem parte de grupos de WhatsApp ou de redes sociais. Nenhum deles me confirmou a existência desse até o momento.

Porém tanto Denys de Mirando como Kelson do Dadá deverão ser chamados – pelo delegado que investigará o caso – para fornecerem as informações, já que como disseram o áudio já é de conhecimento de muitos.

No vídeo abaixo do Canal do Panorat, para ir direto ao discurso de Denys de Miranda e Kelson do Dadá, a fala dos dois vai de 44:20 minutos até 54:40 minutos:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.