Prefeita de Satubinha é suspeita de desviar dinheiro destinado a construção de estádio de futebol

ducinha

No município de Satubinha, a obra de construção de um estádio de futebol deveria está bem encaminhada, quase finalizada ou quem sabe até inaugurada. Mas os trabalhos estão parados e apenas 30% das obras do estádio foram concluídas.

Mesmo com a obra em ritmo lento de execução, a prefeita do município e candidata à reeleição pela coligação “Unidos Continuaremos o Progresso”, Dulce Maciel (PV), teria repassado, de forma irregular, mais de 70% do valor total da obra a empresa de construção vencedora da licitação. A verba no valor de mais de R$ 2 milhões para construção do estádio de futebol de Satubinha foi repassada pelo Governo do Estado a prefeitura do município por meio de convênio firmado entre as instituições.

A denúncia citada acima, embasada em dados da própria prestação de contas apresentada pela prefeita ao TCE-MA, foi formalizada ao Ministério Público Estadual (MPE) pelos vereadores de Satubinha Jean Meneses Lima, Francisco Antonio Lima Costa, Marcos Antonio Lima de Melo e Roncinel de Albuquerque Pires.

Segundo a denúncia, assim que foi firmado o convênio, em julho de 2014, o valor total da obra foi transferido para as contas da prefeitura, e a mesma deveria ser repassado de forma gradativa a empresa responsável pela obra, conforme os avanços na construção do estádio. Mas até agora o estádio não ficou pronto.

Para piorar a situação, duas empresas já passaram pela obra. De acordo com a denúncia protocolada pelos vereadores de Satubinha junto ao MPE, a empresa Retiro Construções e Empreendimentos LTDA, teria abandonado a obra após receber os valores, e que uma nova empresa teria assumido “para fazer apenas algumas intervenções visando atender demanda do Ministério Público, mas que também já teria abandonado a obra”, diz o documento.

Enquanto o caso segue sem resolução e o estádio não é finalizado, a população de Satubinha fica sem um espaço digno e descente para a prática de esporte e lazer.

Fonte: Maranhão da Gente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *