Vice-governador se reúne com indígenas

Vice-governador Washington Luiz Oliveira e secretário Fernando Fialho conversam com indígenas - Foto/ Ascom da Sedes

Vice-governador Washington Luiz Oliveira e secretário Fernando Fialho conversam com indígenas – Foto/ Ascom da Sedes

O vice-governador, Washington Luiz Oliveira, e secretário de Estado de Desenvolvimento Social e Agricultura Familiar, Fernando Fialho, se reuniram, na terça-feira (25), com 420 índios que estão acampados, desde segunda-feira (24), na sede da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), em São Luís. Eles reivindicam melhorias nas áreas de saúde, educação e reestruturação das políticas públicas do Governo Federal voltadas para os indígenas.

Washington Luiz recebeu das mãos dos indígenas uma pauta de solicitações com pontos que já estão sendo negociados pelo Governo do Estado mediante audiências públicas. “Estamos dialogando com os indígenas há algum tempo, pois, este governo entende que melhorar a vida dos indígenas do Maranhão só é possível se sentarmos e ouvirmos suas necessidades”, informou o vice-governador.

As lideranças do grupo destacaram o compromisso do Governo do Estado em atender os seus apelos. “Nós estamos aqui de forma pacífica para pedir ao poder público do Maranhão que nos ajude a ser enxergado pelas políticas nacionais. O Governo do Estado sempre foi sensível às nossas necessidades e, por isso, hoje convidamos o vice para conversar com o nosso movimento”, enfatizou a indígena da tribo Quararri, Rita de Cássia.

Participaram, também, da reunião, os secretários-adjuntos de Saúde, Alberto Carneiro; e o de Segurança Alimentar, Kleber Gomes. Os indígenas que estão ocupando a sede da Funasa em um movimento pacífico e apartidário. Devem permanecer no local até esta sexta-feira (28).

 

Dados da Fundação Nacional do Índio (Funai) indicam que a população indígena maranhense é de 36 mil. Eles estão divididos entre as etnias: Guajajara, Ka’apor, Awá, Gavião, Krikati, Krenyê, Krepymkateyê e Canelas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *