Milhares de pescadores araiosenses sofrem em filas gigantes, debaixo de sol escaldante, para fazer cadastro do seguro-desemprego

Milhares de pescadores fazem fila sob sol quente a espera do cadastramento.

Milhares de pescadores araiosenses têm tentado nos últimos dias fazer o cadastro para receber uma espécie de seguro desemprego, que todo pescador brasileiro recebe do Governo Federal, nesse período de defeso que começou dia 15 de novembro passado e se estende até 15 de março de 2013.

O cadastro dos pescadores está ocorrendo no Bataclan Clube, no bairro Conceição, por uma equipe do Ministério do Trabalho. Chega a ser desumano o que tem ocorrido por lá, onde pescadores formavam uma fila que dava a volta no quarteirão e lá, do lado de fora, ficam em pé e expostos a um sol quente durante horas. Uma pescadora de Canárias disse que saiu de casa a meia noite e que estava fora da fila e na sobra da varanda de uma casa porque não aguentava mais o calor.

Hoje depois das 10 horas pescadores forçam barra e conseguem entrar no Bataclan.

Embora o clube seja bastante espaçoso a equipe que cuida do recadastramento só permite a entrada de três pessoas por vez. Hoje (27) essa situação não foi mais aceita, pois minutos depois das dez horas os pescadores aproveitaram o momento em que a porta era aberta para a saída e entrada de mais três pescadores e forçando a barra tomaram conta da situação, entrando no clube quase todos, ficando poucos do lado de fora.

A equipe que faz o recadastramento tem se mostrado muito grosseira na maneira de tratar os pescadores araiosenses. Parece que eles desconhecem que são funcionários públicos e que estão ali para fazer o trabalho de cada um e não prestando favor.

Os pescadores tem se queixado de que foram informados que só vão receber duas parcelas do dinheiro que tem direito e não quatro como ocorriam antes. O blog quis saber do Sr Bernardinho, que segundo se soube é o chefe da equipe, qual o porquê na redução do dinheiro dos pescadores e ele mandou o repórter fazer a pergunta a presidenta Dilma.

Se o defeso que começou em 15 de novembro e vai até 15 de março de 2013 dura quatro meses, portanto deveriam ganhar quatro parcelas e não duas como está sendo dito pelos responsáveis pelo cadastro.

Os pescadores de Araioses são sócios da Z-20 que está sob intervenção da Federação dos Pescadores do Maranhão. Essa nomeou uma junta  que é quem está dirigindo a Colônia e o processo de eleição da nova diretoria da entidade que deverá ocorrer dia 5 de março do ano que se aproxima. Essa intervenção, pelo jeito é ilegal, pois contraria o que diz a Lei nº 11.699 – 13 de junho de 2008, onde no Art. 5o  diz: As Colônias de Pescadores são autônomas, sendo expressamente vedado ao Poder Público, bem como às Federações e à Confederação a interferência e a intervenção na sua organização.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.