Segurança Pública já contabiliza 23 mil ações do programa Pacto pela Paz

Com a proposta de estreitar a relação do sistema da Segurança Pública com a sociedade e promover ações sociais, o programa estadual Pacto pela Paz alcançou a soma de 23 mil atendimentos às comunidades. Os dados são da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP) e referem-se ao período de junho de 2021 até junho deste ano, incluindo as ações na capital e no interior do estado. O Pacto pela Paz foi criado pelo Governo do Estado, integrando as forças de segurança e a sociedade.

O trabalho do Pacto pela Paz é promovido com a participação das comunidades e contribui para que os projetos sociais e as operações de segurança pública beneficiem cada vez mais a sociedade. “Nosso intuito é a interlocução-diálogo, debater, ouvir demandas, propor as ações e auxiliar na promoção de políticas públicas e ações sociais com fins a melhorar a vida dos moradores”, pontuou o delegado de Polícia Civil e coordenador executivo do programa, Dicival Gonçalves da Silva.

A mobilização conjunta com outras instituições possibilitou uma série de medidas em benefício da população. Entre estas, a realização de cursos profissionalizantes em parceria com o Senai e o Senac; promoção de ações de saúde; e investimentos em diversas áreas da segurança pública. As demandas das comunidades são repassadas durante as reuniões dos Conselhos Comunitários pela Paz. “O Pacto pela Paz tem conselhos comunitários na capital e no interior do Maranhão, com fins a integrar Governo e parceiros”, pontuou Dicival Gonçalves da Silva.

O programa conta com o trabalho das equipes das Polícias Civil, Militar e Corpo de Bombeiros, além dos demais órgãos que compõem a SSP e parcerias do setor público e privado.

Resultados

Um dos resultados mais significativos do Pacto pela Paz foi a contribuição para retirada de São Luís da lista das 50 cidades mais violentas do mundo. A capital figurava neste ranking em 2014. O programa difunde a cultura de paz, o respeito às leis e aos Direitos Humanos, tendo como agentes as instituições públicas, entidades da sociedade civil e o cidadão.

No início deste mês, o programa coordenou ação de saúde visual no bairro Bequimão, onde foram ofertadas consultas com oftalmologista e somaram mais de 1,5 mil atendimentos; promoveu reunião dos comandos da Segurança Pública com a presença do titular da SSP, coronel Silvio Leite; além de encontros com as comunidades em bairros da capital.

“Com a participação popular, o objetivo está sendo alcançado. O programa contribuiu para redução da criminalidade e podemos afirmar que o plano das ações está no rumo certo. Portanto, tenho uma avaliação bastante positiva dos resultados, em virtude dos objetivos alcançados”,  frisou o delegado Dicival Gonçalves da Silva.

Ampliação

Para alcançar mais maranhenses, o Pacto pela Paz vai agregar mais Conselhos Comunitários pela Paz. Estes órgãos potencializam as ações de segurança e também as ações sociais nas comunidades.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.