Bolsonaro está assustado com sucesso de Lula na web

Foto: reprodução

Por Victor Dias, no DCM

O crescimento do apoio do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nas redes sociais vem assustando o presidente Jair Bolsonaro (PL). Ameaçado nas pesquisas, o mandatário agora vê o petista se destacando na internet.

Segundo apurou o DCM, o planejamento do do bolsonarismo era que a esquerda só conseguiria alcançá-los, em termos de popularidade nas redes sociais, depois de 2025.

A candidatura e o carisma do petista fez com que sua força na web se igualasse a do atual mandatário, mesmo longe da Presidência da República.

“O Bolsonaro está assustado e acha que perdeu a maior vantagem que tinha em relação ao PT. Com o Lula, as pessoas não acreditam em fake news. Isso não pega. E o Lula é carismático, então gera muita repercussão em tudo que faz. A foto da coxa é uma prova”, afirmou um interlocutor de Bolsonaro ao DCM.

Lula se iguala ou ultrapassa Bolsonaro nas redes sociais

Em dezembro, Lula apresentou números iguais e até maiores que Bolsonaro de influência na internet. De acordo com um estudo da Fundação Getúlio Vargas (FGV), o ex-presidente Lula (PT) começa a ameaçar a hegemonia que Jair Bolsonaro (PL) detém nas redes sociais.

De acordo com os pesquisadores, Lula já aparece tecnicamente empatado com Bolsonaro no Twitter. E também já está bem próximo no Instagram.

Dados coletados e divulgados pelo Mestre em Ciências pela USP Arcelino Neto mostram que foram 249 mil pessoas comentando mais de 1,6 milhão de interações sobre o petista.

As repercussões das viagens internacionais de Lula também influenciaram nas altas dos números. Quando esteve na Argentina, o cluster internacional contou com a participação de 14.360 (15,9%) usuários e 51.554 (10,1%) interações. Já o seguimento bolsonarista teve fraco desemprenho: ficou em 14% de usuários e 8,1% de interações. 

pesquisa Índice de Popularidade Digital (IPD), elaborada pela Quaest Consultoria, por sua vez, mostra que o ex-presidente Lula marcou 73,4 pontos. Enquanto isso, Bolsonaro pontuou 68,9 no ranking de popularidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.