Brasil deve exportar 300 mil jumentos para a China

Jangadeiro online

O jumento, animal de transporte e carga no Brasil, pode virar matéria-prima na indústria chinesa.

O jumento, animal comum no Nordeste brasileiro, pode virar item de exportação. Um acordo celebrado há cerca de um mês, liberou o intercâmbio do animal com a China.

300 mil
Os chineses pretendem importar 300 mil jumentos nordestinos por ano. Empresários chineses querem propor um programa chamado de Projegue, que prevê até linhas de crédito para incrementar o comércio.

Excesso de jumentos e Economia
Além do aspecto econômico, a iniciativa pode ajudar a resolver o problema do excesso de jumentos na região. No comércio local, os jegues têm pouco valor, uma vez que sua presença é abundante. Até como meio de transporte de pessoas e cargas o jumento perdeu espaço para as motocicletas.

Ui!
No entanto, para os jumentos, o acordo não significa uma notícia boa. É que, se no Brasil o jegue é visto como um companheiro pelo sertanejo, que o segue nas desventuras do trabalho no campo, na China ele é uma iguaria para a indústria alimentícia. O setor de cosméticos também aproveita o animal como matéria-prima de produtos de beleza.

O fato é as estradas brasileiras estariam livres da espécie que muito tem causado acidentes com vítimas fatais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.