Roseana reclama da falta de reconhecimento: “Cansei. Sempre é a tal oligarquia”


Blog do John Cutrim

A governadora Roseana Sarney reclamou ontem (18), durante o lançamento da biografia do pai, o presidente do Senado e ex-presidente da República, José Sarney (PMDB-AP), da falta de reconhecimento em relação à sua carreira política.
“Vou fazer o melhor governo da minha vida e vou ficar também de assistente. Cansei de não me reconhecerem. Sempre sou filha de alguém, ou então é a tal oligarquia [do Sarney no Maranhão]“, desabafou.
A declaração de Roseana, que completou 58 anos em 2011, foi dada a um jornalista da Folha de S.Paulo durante o evento de lançamento do livro “Sarney, a Biografia” –da jornalista Regina Echeverria–, realizado nesta segunda-feira num shopping de São Luís.
Roseana também afirmou, na oportunidade, que não concorrerá mais a mandatos tanto para o Executivo como para o Legislativo. Ela já havia afirmado em outros momentos que deixaria a política após concluir o atual mandato.
Diante das declarações, resta saber duas coisas: se Roseana cumprirá, de verdade (já que não é afeita a cumprir o que fala), a promessa de abandonar a política em 2014 – o que será, para milhares de maranhenses um alívio bem como a retirada de um fardo para o Estado – e quando iniciará, de fato, o “melhor governo da sua vida”. Passados sete meses, o que a filha do senador José Sarney fez até agora foi proporcionar o pior governo da vida dos maranhenses.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.