Batalhões de bois de matraca fazem tremer o João Paulo



Fotos: G. Ferreira

POR JULLY CAMILO

Segundo Raimundo Moraes, presidente do Movimento Cultural da Região do João Paulo e um dos responsáveis pela organização da festa, o encontro dos bois homenageia São Marçal, que é considerado o padroeiro dos boieiros no Maranhão.
Inúmeros carros de som e minitrios elétricos acompanham os batalhões que ficam em média 25 minutos diante dos dois palcos montados na avenida. “Esta manifestação é genuinamente maranhense e na atualidade é considerada uma das maiores, senão a maior, manifestação popular espontânea da cultura de um povo. A realização deste encontro de bumba-meu-boi de matraca significa a resistência de um povo que insiste em manter sua identidade mesmo diante do processo de globalização crescente que traz no seu bojo a desintegração das identidades locais”, disse Raimundo Moraes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.