Roseana vai pedir a presença da Força Nacional em caso de nova greve dos militares

Blog do Luis Cardoso

A governadora Roseana Sarney mandou preparar ofício solicitando a presença da Força Nacional no Maranhão, caso os policiais militares e membros do Corpo de Bombeiros decidirem paralisar mais uma vez, a partir do dia 23 deste.

Serão 600 homens da Força Nacional para substituir os militares e combater cerca de 3 mil grevistas, que estarão também armados. Aí tudo é possível.

O acordo selado entre o governador em exercício, Washington Oliveira, com os militares, avalizado pelo presidente da Assembleia Legislativa, deputado Arnaldo Melo, e pelo líder do governo, deputado Manoel Ribeiro, não foi respeitado.

Nem bem Roseana retornou ao cargo, o acerto de que não haveria retaliações foi jogado no lixo. Dois tenentes coronéis foram exonerados de seus postos no Corpo de Bombeiros e um terceiro foi preso.

Mas o pior estava por chegar. Ontem, conforme revela o blog de Marco Deça (leia aqui), a governadora decidiu, em reunião, que não atenderá a pauta de reivindicação dos militares e do Corpo de Bombeiros. E quem se inssurgir será rigorosamente punido.

Ou seja, os militares e membros do Corpo do Bombeiros, em ato sensato no recuo do movimento, caíram no canto da sereia. Foram crédulos e tolos até demais por negociarem com coadjuvantes.

Agora é esperar para saber se haverá greve ou se tudo não passou de um balão de ensaio murcho antes do tempo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.