Sarney quer peitar o STF


Sarney não deu um fio de esperança a Mendes. Foto: Divulgação / Agência Senado

Sarney recebeu Gilmar Mendes, relator da ADI no STF em seu gabinete, porém, não deu um fio de esperança a ministro.

Lauro Jardim
Radar Online / Revista Veja

José Sarney vai trabalhar de todas as formas para impedir o debate do rateio do Fundo de Participação dos Estados (FPE) no Senado.
A lei atual, aprovada em 1989, foi declarada inconstitucional em dezembro de 2010 e o STF estabeleceu prazo de dois anos para o Congresso elaborar uma nova.
Com a discussão da partilha dos royalties do petróleo pautada nos critérios do FPE pela Emenda Ibsen, a revisão do rateio ganhou força recentemente. Há quase um mês, Sarney recebeu Gilmar Mendes, relator da ADI no STF, em seu gabinete e ouviu uma mensagem clara: o rateio terá de ser revisto.
Sarney, porém, não deu um fio de esperança a Mendes. Senadores que defendem a revisão também procuraram Sarney para lembrar-lhe a decisão do STF. Ouviram de resposta um sonoro passa-fora:
– Não vamos mexer nisso. O STF não manda aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.