A GESTÃO DA DECÊNCIA

Depois de tanta expectativa, especulações, ajustes e desajustes, a cidade recebe sua nova gestora que, de acordo com os discursos apresentados, fará, literalmente, uma nova administração.
Até aqui nada de diferente, visto que nem os discursos se renovaram. Afinal, todos têm como alvo suprirem carências nas áreas da saúde, educação e trabalho, dentre as mais mencionadas.
Também não ficou de fora uma expressão bastante atual: transparência. Essa palavra, de sentido óbvio, quer dizer claridade, limpidez. Portanto, gestor transparente é, no mínimo, aquele que presta contas regularmente do que está fazendo com o dinheiro público, ao seu patrão, no caso, o povo.
O que acontece é que na maioria das vezes tanto um como o outro se esquecem do lugar que ocupam. Um porque passa a se perceber no comando e se sentir um rei, aquele que antigamente tudo podia; o outro, porque esquece que é soberano e deixa de perceber a força que tem.
Outra expressão maciçamente pronunciada foi nepotismo, cujo significado refere-se à prática de favorecimento de familiares no preenchimento de cargos públicos. Todavia, verifica-se com muita freqüência, que os discursos de combate ao nepotismo não tem conseguido ultrapassar os limites dos palanques.
Seja como for, é demasiadamente cedo para que seja feita algum tipo de previsão sobre a qualidade das administrações daqueles que acabam de assumir seus cargos em 2009.
No entanto, uma frase chama a atenção pela força e pelo significado:…“transformar Araioses num lugar decente como nosso povo merece”. Em outras palavras: transformar Araioses num lugar digno, correto, honesto, o que significa dizer, que esta retidão deve começar por quem assumiu o comando da cidade, pois não se transforma algo só com palavras, mas com ações, com atitudes, com bons exemplos.
Contraditoriamente, algo deixa margem para suspeitas de que esta foi mais uma frase de efeito, parte de um discurso formatado. Pois alguma coisa que não cheira bem parece ter acontecido na votação para a escolha da mesa diretora da câmara. Algo que deixa transparecer a incoerência entre a teoria e a prática. Se assim for, a estratégia política realizada nos bastidores com esta finalidade, não pode ser considerada correta ou decente.
O novato

Nota:
O Novato é o pseudônimo de um colaborador do meu programa Comando Geral que apresento na Rádio Santa Rosa FM de segunda a sexta-feira no horário das 12h00min as 14h00min

1 pensou em “A GESTÃO DA DECÊNCIA

  1. Daby Santos…grande jornalista,que comecei a perceber seu talento agora nesses ultimos dias,e realmente me surpreendí com sua forma de apresentar seu programa,algumas veses irreverente,quando conversa com “nick bryan”,e a forma como está fazendo uma oposição sem,baixeza,mas apresentando o que realmente está acontecendo,parabéns suas reportagens estão otimas,e continue atualizando o blog com noticias de nossa cidade,que ai sim sua oposição ficará mais forte!,falow
    Assina:Rodrigo Araujo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.