Brandão tem vantagem de 11 pontos na corrida para o governo do Maranhão

Pré-candidato do PSB aparece na pesquisa realizada pelo Econométrica/O Imparcial com 34,8% das intenções de voto, contra 23,6% de Weverton Rocha.

Sete pré-candidatos estão na disputa pelo Governo do Maranhão.                         (Foto: Montagem/Reprodução)

Por Paulo André Freitas

O Imparcial – A primeira pesquisa de intenção de voto para as eleições do governo do Maranhão realizada pelo Instituto Econométrica, aponta o atual governador Carlos Brandão na ponta da corrida para assumir o Palácio do Leões em 2023, além de um empate técnico entre Lahésio Bonfim, prefeito de São Pedro dos Crentes (PTB) e o senador Weverton Rocha (PDT).

O levantamento foi realizado entre 19 e 22 de julho em São Luís e mais 56 cidades do Maranhão. Na disputa estadual, estão no páreo sete pré-candidatos: Carlos Brandão (PSB), Weverton Rocha (PDT), Lahésio Bonfim (PSC), Edivaldo Holanda Jr. (PSD), Enilton Rodrigues (PSOL), Simplício Araújo (Solidariedade) e Hertz Dias (PSTU).

Resultados

Os resultados da pesquisa Econométrica/O Imparcial estimulada para o Palácio dos Leões, o governador Carlos Brandão (PSDB) lidera com 34,8% das intenções de voto, seguido do senador Weverton, com 23,6%, e do prefeito de São Pedro dos Crentes, Lahésio Bonfim (PTB), que completa o três primeiros lugares com 20,5%. O ex-prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PSD), foi escolhido por 7,6% dos eleitores questionados.

Enilton Rodrigues seria o governador para 1,0% dos eleitores maranhenses, caso a eleição fosse hoje. O deputado federal Simplício Araújo (Solidariedade) recebeu 0,5% das intenções, enquanto Hertz Dias (PSTU) teve 0,1%. 4,6% do eleitorado declarou que votaria em branco ou nulo, e 7,4% não souberam ou não responderam.

Se a eleição para o Governo do Estado fosse hoje e os candidatos fossem esses, em quem o sr(a) votaria? (Pesquisa estimulada)

Fonte: Instituto Econométrica.

Segundo turno

A pesquisa também simulou três cenários de confronto para um possível segundo turno. Na disputa entre Carlos Brandão e Weverton Rocha, o atual governador teve 42,1% das intenções de voto, contra 32,9% para o senador do PDT. Não sabem ou não responderam contabilizaram 14,2%, votos nulos e brancos somaram 10,8%.

Se houver segundo turno na eleição para governador do Maranhão e os candidatos forem esses, em quem o sr(a) votaria? (cenário 1)

Fonte: Instituto Econométrica.

No confronto entre Carlos Brandão e Lahésio Bonfim, o governador também levaria a melhor, com 46,5% das intenções. Lahésio Bonfim recebeu as intenções de 31,1% do eleitorado representado na pesquisa. Brancos e nulos foram 11,3%, não sabem/não responderam somaram 11,0%.

Fonte: Instituto Econométrica.

No terceiro duelo simulando um segundo turno, dessa vez entre Weverton Rocha e Lahésio Bonfim, o candidato pedetista venceria a eleição nesta data, com 41,2% das intenções, contra 30,0% do prefeito de São Pedro dos Crentes. Brancos e nulos somaram 14,8%, não sabem/não responderam são 14,0%.

Fonte: Instituto Econométrica.

Rejeição

A pesquisa Econométrica/O Imparcial também questionou os eleitores sobre quais pré-candidatos eles não votariam de jeito nenhum – índice de rejeição. A pesquisa revelou que o governador Carlos Brandão teve o maior índice de rejeição dos pesquisados, com 28,3%, empatando de forma exata com o senador Weverton Rocha.

Se a eleição para Governador do Estado fosse hoje e os candidatos fossem estes, em qual deles o(a) sr(a) NÃO votaria de jeito nenhum? (REJEIÇÃO)

Fonte: Instituto Econométrica.

27,4% do eleitorado consultado não escolheria de jeito nenhum o pré-candidato Lahésio Bonfim para ser governador do Maranhão em 2023. Em seguida, com 25,5% de rejeição, aparece o ex-prefeito de São Luís Edivaldo Holanda Jr.

Simplício Araújo seria rejeitado por 19,9% dos eleitores, empatado tecnicamente com Enilton Rodrigues, com 19,0%. Completa a lista de rejeição Hertz Dias, com 15%. Não votaria em nenhum dos pré-candidatos somaram 4,5%, e não sabem ou não responderam 16,8%.

Senado

Também foi simulada na pesquisa Econométrica/O Imparcial um cenário estimulado das eleições para senador, na qual o ex-governador Flávio Dino lidera com folga. O pré-candidato do PSB recebeu 48,5% das intenções de voto, seguido pelo senador Roberto Rocha (PTB), com 27,9%.

Pastor Bel (Agir 36) foi escolhido por 6,1% do eleitorado, Saulo Arcangeli (PSTU) recebeu 1,1%, e Antônia Cariongo (PSOL) somou 0,4%. Os que não votariam em nenhum dos pré-candidatos ao Senado pelo Maranhão são 7,8, enquanto 8,1% não sabem ou não responderam.

Se a eleição para Senador fosse hoje e se os candidatos fosses estes, em quem o sr(a) votaria?

Fonte: Instituto Econométrica.

Rejeição para o Senado

Também foi perguntado aos eleitores em quais dos concorrentes ao Senado eles jamais votariam. Nesse cenário, Pastor Bel liderou com 29,8%, seguido de perto pelo ex-governador Flávio Dino, que não seria votado por 29,1% dos questionados, e pelo senador Roberto Rocha, rejeitado por 26,7 do eleitorado.

Antônia Cariongo e Saulo Arcangeli receberam rejeição de 18,6% e 15,7% dos pesquisados, respectivamente. Não votariam em nenhum destes somou 7,2, e 17,0 não souberam/não responderam.

Pesquisa Econométrica/O Imparcial

Nesta pesquisa, foram ouvidas 1535 pessoas em 57 municípios do Maranhão, incluindo a capital São Luís, no período de 19 a 22 de julho de 2022, com uma margem de erro de 2,5% para mais ou para menos, e confiabilidade de 95%. A pesquisa foi registrada no TSE com o número MA-08398/2022.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.