Fachin reage a Braga: auditoria não é para ‘melar’ eleição

Por Fernando Brito, editor do TIJOLAÇO

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Edson Fachin, reagiu com dureza à declaração feita pelo general Walter Braga Netto a empresários de que “sem auditoria não tem eleição” ,

“Ter eleições é obrigação de, periodicamente, ouvir cidadãs e cidadãos na escolha de seus representantes e governantes. Não é, em hipótese alguma, atividade cuja validade se condiciona à produção de um resultado que confirme a vontade isolada de um ou de outro ator político. Em 2022 haverá eleições livres, seguras e auditáveis”.

“Não tem eleição” é coisa que só um ditador ou quem pretende sê-lo, sem mais.

As palavras revelam as ideias, sr. general, e os “esclarecimentos”, em geral, tentam escondê-las.

Braga Netto ficou desconfortável pela língua comprida, que o traiu revelando o que pensa e pretende: um golpe.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.