Lula critica militares no poder e diz que irá tirar 8 mil militares da administração federal

Por Falando Verdades

O ex-presidente Lula criticou a participação dos militares no poder, em conluio com o governo Jair Bolsonaro, tornando-se braço direto e responsáveis pela tragédia e destruição do país, sob esse governo. “Vamos ter que tirar. Isso não pode ser motivo de bravata, tem que ser motivo de construção. Porque se a gente fizer bravata pode não fazer”, disse Lula.

Lula foi direto ao ponto, sobre o papel dos militares junto ao governo Bolsonaro. Em evento na sede da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Lula afirmou que caso seja eleito irá tirar 8 mil militares da administração federal, que foram colocados por Jair Bolsonaro (PL).

“Vamos ter que começar o governo sabendo que vamos ter que tirar quase 8.000 militares que estão em cargos de pessoas que não prestaram concurso. Vamos ter que tirar. Isso não pode ser motivo de bravata, tem que ser motivo de construção. Porque se a gente fizer bravata pode não fazer”, disse Lula de acordo com o jornal O Globo.

Cabe lembrar que Generais do Exército, fizeram pressões e ameaças para o Supremo Tribunal Federal (STF), decidir a favor da prisão de Lula em 2018, abrindo caminho para a vitória de Jair Bolsonaro, no mesmo ano.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.