Flávio Dino declara guerra a Weverton: “vou lutar pela eleição de Brandão”

Dino falando aos militantes do PSB na noite de terça-feira, 8: discurso endurecido contra Weverton Rocha

Por Marco Aurélio D’Eça

O governador Flávio Dino engrossou o tom nesta terça-feira, 8, contra o senador Weverton Rocha (PDT), em ato de filiação de deputados ao PSB.

– Eu tenho dito e repito: Eu vou lutar para que o Brandão ganhe a eleição e seja um governador melhor do que eu fui. E aquilo que não consegui fazer, eu quero que ele faça – afirmou o governador, em uma espécie de declaração de guerra a Weverton, que lidera as pesquisas.

Em suas duras declarações, o governador fez questão de reivindicar para si a aliança com o ex-presidente Lula no Maranhão, lembrando que será o seu PSB – e não o PDT – que estará na chapa presidencial.

– Muito provavelmente o nosso partido estará na chapa presidencial. Muito provavelmente, nós teremos, nas próximas semanas, a filiação (ao PSB) do ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, para ser o candidato a vice-presidente do maior presidente da história do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva. Isso significa dizer que o nosso partido tem uma responsabilidade ainda maior, porque nós estaremos integrando a chapa que irá disputar a eleição presidencial – pontuou o comunosocialista.

Até agora, Dino vinha se equilibrando entre o apoio a Brandão e o interesse em ter também aliança com Weverton para sua candidatura ao Senado; com as declarações de ontem o governador deixa claro não se importar se o senador do PDT terá ou não um adversário contra ele na disputa senatorial.

O fato é que Dino mostrou-se pronto para o embate contra o seu aliado histórico; e deixou ainda mais claro que levará a eleição de Brandão às últimas consequências.

Até agora líder nas pesquisas de intenção de votos, Weverton Rocha vinha declarando apoio a Flávio Dino para o Senado.

Resta saber a posição do senador diante desta declaração de guerra…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.