Registro de jantar oferecido por Hildo Rocha a colegas de bancada enseja diferentes interpretações

Hildo Roche reúne Josimar de Maranhãozinho, Marreca Filho, João Marcelo, Edilázio Jr., Josivaldo JP e Roberto Rocha em jantar descontraído e que gerou especulações

Ribamar Corrêa/Repórter Tempo

Uma fotografia registrando os deputados federais Hildo Rocha (MDB) João Marcelo (MDB) Josimar de Maranhãozinho (PL), Marreca Filho (Patriotas), Edilázio Jr. (PSD), Josivaldo JP (PTB) e o senador Roberto Rocha (ainda filiado ao PSDB, mas considerado sem partido). O jantar foi oferecido pelo deputado Hildo Rocha, e a legenda da foto dá a seguinte explicação: “E para encerrar os trabalhos de hoje, um ótimo jantar oferecido pelo deputado Hildo Rocha. Aproveitamos também para colocar a conversa em dia e discutir sobre o futuro do nosso Maranhão”.

Indiscutivelmente expressiva para o momento político que vive o Maranhão, com as definições e indefinições relacionadas com a sucessão para o Palácio dos Leões, a fotografia que reuniu um terço da bancada na Câmara Federal e um terço da bancada do Senado, agitou a blogosfera e os bastidores partidários, a começar pelo fato de que mobilizou quatro presidentes de partidos – Josimar de Maranhãozinho (PL), que é pré-candidato assumido a governador, Marreca Filho, que o apoia, Edilázio Jr., cujo partido tem o ex-prefeito Edivaldo Holanda Jr. como candidato a governador, e Josivaldo JP (PTB). Junto com eles Roberto Rocha, potencial candidato a governador ou a senador. Os dois emedebistas estariam inclinados a apoiar a candidatura do vice-governador Carlos Brandão (PSDB migrando para o PSB), seguindo a tendência do seu partido.

A fotografia ensejou as mais diferentes interpretações, sendo que duas chamaram mais atenção pelo arrojo da leitura. Uma interpretou a foto como sendo os passos iniciais de um entendimento para que o senador Roberto Rocha ingresse no PL para ser candidato a governador, possibilidade já negociada com Josimar de Maranhãozinho, e já sendo conversada com MDB e PTB, mesmo que até horas antes do jantar o deputado reafirmava como irreversível a sua pré-candidatura ao Palácio dos Leões, só admitindo a filiação de Roberto Rocha ao PL com a condição de ser candidato ao Senado. A outra leitura da fotografia, essa mais lógica: durante o jantar, num recado direto a Roberto Rocha, Josimar de Maranhãozinho teria dito e repetido que é candidato a governador, e fim de conversa.

A Coluna apurou que o que aconteceu mesmo foi um jantar oferecido pelo deputado Hildo Rocha a colegas de bancada com os quais tem mais afinidade, o que é comum em Brasília. E que ao longo da ceia, regada a cola-cola e guaraná, se falou muito sobre a corrida sucessória, mas que não houve nenhuma declaração definindo posição de qualquer dos presentes. Assim, além da reafirmação enfática de Josimar de Maranhãozinho, os emedebistas Hildo Rocha e João Marcelo mantiveram sua tendência de apoiar Carlos Brandão; Edilázio Jr. alimentou inalterada sua tarefa de embalar a pré-candidatura de Edivaldo Jr.; Josivaldo JP não bateu martelo sobre o rumo do PTB, e o senador Roberto Rocha entrou e saiu sem revelar seu rumo partidário nem o seu projeto de candidatura, sinalizando apenas que está se movimentando para uma definição em breve, informação dada por ele próprio à Coluna há duas semanas.

Se não registrou um momento de decisão importante para o cenário pré-eleitoral, a fotografia divulgada ontem reforçou a divisão ideológica e partidária da bancada ao reunir dois deputados de centro (Hildo Rocha e João Marcelo), três de direita plena (Josimar de Maranhãozinho, Marreca Filho e Edilázio Jr.) e um da direita bolsonarista, Josivaldo JP. E um senador (Roberto Rocha) que já nasceu na direita democrática, avançou para o centro-esquerda, chegou à chamada esquerda democrática, e num processo surpreendente, deu meia volta e hoje milita na direita radical como aliado de primeira linha do presidente Jair Bolsonaro (PL).

Além de sugerir e estimular interpretações, a fotografia captou uma mostra clara de que a democracia é um regime político tão saudável que permite reuniões como essa, com diferentes visões dos que veem a política por um viés mais conservador, mas dentro dos padrões democráticos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.