Queda-de-braço entre prefeita de Araioses e Arnaldo Machado pode está dificultando a situação dos professores

Difícil de prevê até onde irá à queda-de-braço, entre a prefeita de Araioses, Luciana Marão Trinta e a direção do Sindicato dos Servidores do Município de Araioses (SINDSEPMA) – ou para melhor entendimento – Arnaldo Machado, que é quem de verdade manda e desmanda na entidade, que deixou de representar – de forma independente – a categoria, para servir de linha auxiliar aos interesses políticos do vereador.

Como pano de fundo, lógico a luta pelo pagamento, por parte do da Prefeitura de Araioses, do merecido e justo reajuste dos professores Araioses. Porém, Arnaldo vê no movimento a oportunidade para crescer politicamente e se apresentar como alternativa de uma candidatura à prefeitura araiosense em 2024, o que, diga-se de passagem, a prefeita tem contribuído para isso.

Alguém há de dizer que ainda está longe, mas teremos eleição este ano e na turma do Arnaldo, já tem gente puxando o refrão de que o eleitor araiosense não deve votar nos candidatos a deputado – estadual e federal – da prefeita.

Desrespeito e desconhecimento da história do PCdoB?

O tom das manifestações da turma do Arnaldo é de provocação. O triste espetáculo visto na sessão da terça-feira (8), na Câmara de Vereadores, onde o Regimento Interno daquela casa não foi respeitado prova o aqui dito.

E as provocações continuam. Imagens que estão nas redes sociais mostram que desde terça-feira eles estão – como prometeram – acampados no prédio da prefeitura, o que estaria dentro da normalidade sem os exageros das provocações.

Ontem, por exemplo, dirigentes do sindicato dançaram e sapatearam (veja o vídeo abaixo) em cima de uma bandeira com as cores do do PCdoB – partido que prefeita disputou e venceu a eleição de 2020, seria uma forma de satirizar a postura da prefeita que fez uma dancinha mais ou menos no rumo em uma praça em Canárias, na campanha eleitoral de 2020?

Se for o caso e se querem provocar a prefeita pelo menos deveriam respeitar o partido, pois esse tem uma bela história de luta pela democracia no Brasil e pelos direitos sociais do povo brasileiro?

Afinal quem conhece a trajetória politica da prefeita Luciana Marão Trinta, sabe que a cada eleição que ela tem disputada por um partido diferente, portanto – se for o caso o PCdoB deveria ter ficado de fora das manifestações do povo do Arnaldo.

A forma e tática que estão usando são de duvidoso resultado e a essa altura, já deveriam está usando a ideia que foi sugerida pelo vereador Denys de Miranda, quando fez uso da Tribuna da Câmara na terça-feira, que a melhor saída é buscar a justiça.

Lá, a prefeita, se não tiver argumentos que justifiquem o não pagamento do reajuste, só restará a ela cumprir o que determina a portaria do Governo Federal.

Imagens de redes seciais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.