Monhata Lima e Dadá Coutinho – A chapa Puro Sangue

Nesse aperto de mão – entre Dadá Coutinho e Monhata Lima – um importante e histórico passo para devolver Araioses aos araiosenses

Fato que não ocorria há vários anos, finalmente Araioses vai ter dois legítimos araiosenses – um como candidato a prefeito e outo como vice – na luta pela prefeitura de nossa terra.

O acordo entre Monhata Lima e Dadá Coutinho já tinha ocorrido há uma semana, porém só ontem (10), ele foi publicamente anunciado.

A união desses dois legítimos filhos de Araioses – o que se pode chamar de araiosenses da gema – que pode se chamar de chapa Puro Sangue, na prática é realização da vontade da maioria do povo que está farto com essas experiências com políticos de outras cidades que provaram não ser a solução que exige liberdade, paz e progresso para nossa terra.

Dadá Coutinho tem seus defeitos sim – e quem não os tem? – porém ninguém poderá dizer que ele não tem uma profunda identificação com Araioses e seu povo e certamente se dependesse dele, nossa cidade não estaria passando por esse profundo estado de abandono.

Ontem, gente sem o mínimo de compromisso com a verdade por trás de um falso perfil no Facebook espalhou uma informação mentirosa – Fake News – dizendo que Dadá não mais seria o companheiro de chapa de Monhata Lima.

Foi o próprio Dadá que entrou em contato comigo ontem a noite para afirmar categoricamente que ele era um homem sério, homem de palavra, que nada tinha mudado e ele estava sim na coligação, que as bênçãos de Deus e com o voto do povo será vitoriosa na eleição do dia 15 de novembro.

Disse que estava em Parnaíba/PI quando soube desses boatos e que ficou muito indignado.

Dadá Coutinho ao se juntar com Monhata Lima fazem o que a maioria dos araiosenses cobrava dos políticos araiosenses e que entendem que só com a união de todos nós, Araioses poderá sonhar com dias melhores.

A chapa Puro Sangue está formada, mas isso não quer dizer que outras lideranças araiosenses não sejam bem vindas a esse movimento – que pouco a pouco – está conquistando cada vez mais espaço no conceito com o povo.

É a vontade do popular que se manifesta e que não tomará conhecimento das forças a serviço do atraso e da submissão do povo araiosense.

É agora ou nunca, a hora é agora!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *