Subtenente da PM de Caxias morre após confronto com a PRF

Subtenente da PM de Caxias

Por Lucas Prazeres

O Imparcial – Na noite do último domingo (2), o subtenente Baltazar, da Polícia Militar de Caxias, se envolveu em uma colisão na BR-316. A Polícia Rodoviária Federal foi até o local para fazer a abordagem e o PM se mostrou bastante alterado. Ele sacou a arma e ameaçou atirar nos policiais rodoviários. A PRF revidou e atirou no PM que acabou morrendo.

O subtenente estava dirigindo uma caminhonete Hilux quando colidiu com um caminhão na BR-316, na entrada da cidade de Coelho Neto. De acordo com a PRF, o PM estava muito alterado e apresentava sinais evidentes de embriaguez alcoólica. Ao se apresentar como policial, ele se negou a mostrar identificação, e portava uma pistola da marca Taurus na cintura.

Ainda de acordo com a PRF, durante vinte e cinco minutos os policiais tentaram acalma-lo e convencê-lo a entregar os documentos e a arma. Logo depois o PM afirmou que, se sacasse a arma, atiraria contra os policiais rodoviários. Em seguida, ele de fato sacou arma e apontou. O PM acabou sendo alvejado com dois disparos a fim de repelir a agressão.

Uma equipe da SAMU foi acionada para prestar o socorro ao policial, mas ao chegar no Hospital Geral de Caxias acabou vindo a óbito. O subtenente Batazar, tinha 30 anos de serviço na PM.

A Comissão de Controle e Acompanhamento da Letalidade está acompanhando o caso a fim de apurar se todos os procedimentos foram cumpridos por parte da equipe operacional. O caso foi levado para a delegacia de Polícia Federal do município de Caxias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *