“Navio não corre risco de naufrágio”, afirma Capitania dos Portos

Reprodução

Por Matheus Werneck

O Imparcial – O comandante da Capitania do Portos de São Luís, Alekson Porto, afirmou que o navio MV Stellar Banner que está encalhado na costa do Maranhão, não corre risco de naufrágio e até o momento não há vazamento de óleo.

A declaração veio em uma coletiva na manhã desta sexta-feira (28), após reunião com representante do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (IBAMA), Marcelo Amorim, para decidir os próximos passos da Operação Resgate.

Alekson declarou que o navio se encontra encalhado em um banco de areia a cerca de 30 milhas (48km) da costa do Maranhão, na altura dos Lençóis Maranhenses.

Mesmo encalhado, o porte do navio é grande demais para que ele fique submerso no local. O navio possui 31 metros de altura e a área não possui profundidade suficiente para um possível naufrágio.

Quem é o responsável?

Marcelo Amorim revelou que o IBAMA e a Marinha, juntamente com o apoio da Vale, tomaram a frente da organização da situação do navio, porém a responsabilidade pelo caso é da empresa Polaris, dona do MV Stellar Banner.

No momento, foi aberto um inquérito com validade de 90 dias para apurar as causas do impacto, mas nenhuma multa ou processo deve ser aplicado. Somente em caso de vazamento, a Polaris deverá ser responsabilizada.

As manchas de possíveis vazamentos detectados no mar como informados previamente, são apenas “sujeira”, afirma o Capitão. Trata-se apenas de uma água suja oriunda de lavagens internas do navio.

A embarcação entrou em contato com o fundo do mar depois de partir do porto da Ponta da Madeira, às 21h30 do dia 24 nas proximidades da boia número 1 no canal da Baía de São Marcos, a cerca de 30 milhas do Farol de Santana, em Humberto de Campos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *