União – o caminho a ser seguido

Imagem ilustrativa – Internet

Daqui a exatamente um ano o eleitor araiosense estará elegendo o prefeito ou a prefeita que irá administrar o município de Araioses, a partir do dia 1º de janeiro de 2021 a 31 de dezembro de 2024.

No momento, mais de 20 pré-candidatos já mostraram o desejo de concorrer à prefeitura araiosense, sendo que a maioria certamente irá desistir da ideia pelo meio do caminho e aderir a outro projeto político.

Se a eleição fosse hoje – segundo apontou recentemente uma pesquisa eleitoral – a ex-prefeita Luciana Trina seria a vencedora com boa margem de votos sobre a Valéria do Manin, a segunda colocada.

Seria um retrocesso diria uns e digo mais, pois além de ser um passo atrás que o araiosense iria dar, seria também a prova maior de que os araiosenses se odeiam e que são incapazes de se unir em torno de um nome que seja capaz de dar um novo rumo a forma de se fazer política em Araioses, onde finalmente o povo seja colocado em primeiro plano das ações desse futuro administrador.

Infelizmente, essa união está muito difícil de acontecer, pois para que ela venha se concretizar carece de um líder que possa ser apontado como uma referência de conduta e de defesa de Araioses e seu povo.

O momento exige seriedade e muita responsabilidade, pois nossa cidade está ficando cada vez mais difícil de ser governada, pois a cada gestão que tem passado pior elas tem deixado o município.

Não existem caminhos a ser seguido. A única saída, o único caminho a ser seguido é a nossa união.

Devemos ter um mínimo de dignidade e entender que enquanto não nos unirmos nossa terra e nosso povo vão ficar cada vez em pior situação.

Temos filhos, temos irmãos, temos pais e mães, temos muita gente que depende de nós.

Não devemos decepcionar e envergonhar essa gente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *