A humilhação do goleiro Sidão pela Globo é um dos episódios mais abjetos da história da TV

Por Davi Nogueira no DCM

No último domingo, o goleiro do Vasco, Sidão, viveu uma tarde para esquecer.

Após colecionar falhas na derrota para o Santos por 3 a 0, ele foi escolhido ‘Craque do jogo’, prêmio da Globo que permite que os internautas escolham o melhor da partida.

Foi uma piada de mau gosto.

A Globo, conivente com a atitude dos telespectadores, optou por entregar o troféu para Sidão, fazendo-o passar vergonha em rede racional.

O jogador aceitou o prêmio entregue pela repórter, que estava visivelmente constrangida, e deixou o gramado sem dizer nada.

Em entrevista para o Globo Esporte em fevereiro, Sidão afirmou que já sofreu de depressão e pensou em se matar após perder a mãe.

“Com 17 para 18 anos eu deslumbrei e comecei a ir para a noite. Gastava o dinheiro todo com bebidas e tal. Foi quando tive uma perda muito grande, que foi a morte da minha mãe. Isso me trouxe um sentimento de culpa muito grande. Tive depressão forte. Graças a Deus não tive coragem de tirar a minha própria vida, mas pensava nisso o tempo todo”, contou.

Após o caso viralizar, o jornal espanhol ‘As’ publicou uma nota falando sobre a situação constrangedora pela qual o atleta passou.

“A internet tem coisas maravilhosas, mas também nos pode mostrar seu lado mais desprezível. Sidão não teve sua tarde esperada e, além disso, teve que aguentar a ‘piada’ pesada de milhares de fãs que decidiram fazer viral sua tarde ruim votando nele como o melhor jogador da partida”, diz o jornal.

Após perder importantes direitos de transmissão, a Globo procura interagir mais com o telespectador, para que ele não abandone as transmissões de futebol pela tevê aberta.

O prêmio “Craque do Jogo”, criado com esse objetivo, já contou com outros casos de ironia por parte dos torcedores.

Na partida da Seleção Brasileira contra a República Tcheca, a escolha do melhor jogador foi para ridicularizar o prêmio.

O escolhido, disparado, foi o tcheco Ondrej Kudela — não pela atuação, mas pelo sobrenome.

Ontem, a Globo novamente deu espaço para a chacota dos internautas, que só querem ver o circo pegar fogo.

Em vez de simplesmente cancelar a entrega do prêmio, a emissora preferiu ridicularizar o atleta para todo mundo ver.

Ao invés de manchar a imagem de Sidão, manchou ainda mais a sua.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *