Operação do Ibama apreende 4.370m³ de madeira ilegal no Maranhão

As multas aplicadas às serrarias ultrapassam 2,3 milhões de reais.

Operação também acontecerá aconteceu nos estados MT, AM, PA e RR.

Do G1 MA, com informações da TV Mirante

2b007f6be3502f37d7e4855a85c9d6a63c68bd5aFiscais do Ibama e soldados do Exército participaram da operação montada pelo Ibama para combater a extração ilegal de madeira em reservas biológicas e reservas indígenas na floresta amazônica. A operação aconteceu nos estados doMato GrossoAmazonas, Pará, Roraimae Maranhão.

Com 271 mil hectares, a Reserva Biológica do Gurupi, no Maranhão, é uma das regiões que mais sofrem os efeitos da extração ilegal de madeira. Helicópteros mapearam áreas onde há desmatamento e localizaram caminhões carregados com toras, enquanto equipes, por terra, fizeram as apreensões.

Durante a operação, duas pessoas, suspeitas de dar cobertura aos madeireiros, foram presas com armas e vão responder por crime ambiental. As cidades próximas à Reserva vivem do comércio das madeiras. Segundo fiscais, muitas serrarias compram o produto ilegal para revender.

Somente na região de Buriticupu, divisa entre Maranhão e Pará, o Ibama fechou 16 serrarias irregulares durante a operação. As multas aplicadas às serrarias ultrapassam 2,3 milhões de reais. Todas as máquinas foram recolhidas e 4370m³ de madeira ilegal foram apreendidas, o equivalente a 110 carretas lotadas.

Segundo a coordenadora de operações do Ibama Rosa Arruda a madeira será revertida em bem para a própria comunidade. “Essa madeira apreendida está sendo destinada para prefeituras e entidades de caráter filantrópico” garantiu.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.