Usuário de drogas mata criança e depois é executado por populares

Johnny Ribeiro

Dois crimes chocaram a população do município de Governador Nunes Freire, a 446 km de São Luís na madrugada desta quinta-feira (30). Um usuario de drogas identificado como Manoel de Jesus Pinheiro, de 32 anos, matou uma criança de apenas dois anos e depois foi executado por populares.
De acordo com infomações do delegado Ricardo Aragão, responsável pela delegacia de Governador Nunes Freire, Manoel de Jesus era usuário de drogas e na noite de quarta-feira (29), teria consumido grande quantidade de maconha e logo depois ingerido bebida alcoólica também em grande quantidade.

No inicio da madrugada, o usuário, ao tentar retornar para sua residência acabou invadindo a casa de um vizinho, que teve sua identidade preservada. Após a invasão, os dois iniciaram uma discussão. No meio do bate-boca, tomado por uma fúria, Manoel esfaqueou o filho do vizinho, uma criança de apenas dois anos. O pai do garoto ainda tentou socorrer o filho, mas a criança morreu logo após os golpes.

Depois de esfaquear o menino, o criminoso tentou se esconder em sua própria residência, mas algumas pessoas ao ficarem sabendo do ocorrido, invadiram a casa de Manoel a fim de detê-lo, mas ele conseguiu fugir. Logo cedo, o assassino retornou normalmente a sua casa e resolveu dormir. Ao perceber a chegada de Manoel, um grupo de cinco pessoas invadiram a residência do criminoso e ao encontrá-lo dormindo, executaram o mesmo com cinco tiros e várias facadas.

O delegado Ricardo Aragão, informou ainda, que o mandado de prisão preventiva para os cinco envolvidos na execução de Manoel já foi expedido e que a polícia está a procura dos mesmos. Várias testemunhas estão sendo ouvidas para buscar a elucidação completa do caso que chocou a cidade.

Os corpos de Manoel Pinheiro e da criança, não foram encaminhados pelo Instituto Médico Legal (IML). O delegado revelou que a própria polícia da cidade, fez os exames cadavéricos e liberaram para as famílias.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *