Delegada Geral anuncia comissão parar apurar crimes de agiotagem

delegada geral da Secretaria de Segurança Pública, Cristina Menezes

Blog do Luis Cardoso

A delegada geral da Secretaria de Segurança Pública, Cristina Menezes anunciou a criação de uma comissão especial de delegados para apurar os crimes de agiotagem no Maranhão, que resultaram no assassinato do jornalista Décio Sá, em 23 de abril deste ano.

Alguns dos delegados que participam da investigação da morte do blogueiro estarão na nova comissão, que será formada por Maymone Barros, Robert Larrat, Roberto Wagner e Breno Araújo. Este último, que é especialista em investigação de informática, foi o responsável pela elucidação do caso de fraude nas provas do Uniceuma.

A comissão de delegados já tem uma grande relação de nomes de pessoas envolvidas direta e indiretamente na agiotagem. A maior parte é de prefeitos.

São dezenas de empresários que emprestam dinheiro para prefeituras e em troca, além da devolução dos recursos com juros, ainda negociam a distribuição de merenda escolar, remédios e equipamentos hospitalares, sem falar em obras e aluguel de máquinas pesadas.

A comissão que vai investigar o caso manterá total sigilo para não comprometer pessoas ou evitar que os trabalhos sejam prejudicados.

Os delegados deverão tomar depoimentos já na primeira quinzena de agosto. Eles estão de posse de diversos talões de cheques de prefeituras a agentes públicos encontrados em poder de Miranda e Gláucio Alencar, pai e filho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *