Vizinho acha suposto diário de trio suspeito de canibalismo

FÁBIO GUIBU

ENVIADO ESPECIAL A GARANHUNS (PE)

Um diário supostamente de uma das três pessoas presas em Garanhuns (PE), suspeitas de matar, esquartejar, comer e enterrar ao menos três mulheres, indica que o trio se formou em julho de 2003.

“Pretinha”, que assina o diário, seria Bruna Cristina Oliveira da Silva, 25, amante de Jorge Beltrão Negromonte da Silveira, 51, o “Monte”, marido de Isabel Cristina Pires da Silveira, 51, a “Bel”.

Suspeita de canibalismo diz que comeu o fígado e não o coração
Polícia diz que suspeitos faziam salgados com carne humana em PE
Suspeitos de canibalismo podem ter feito mais oito vítimas em PE

Folha teve acesso ao diário recolhido da casa dos suspeitos pelos vizinhos.

Os três moravam com uma criança de cinco anos, que a polícia acredita ser filha de uma das vítimas do grupo.

Bruna teria se unido ao casal com apenas 16 anos. O caderno detalha relações sexuais que a autora mantinha com o amante.

A polícia diz que eles confessaram os crimes, mas ainda não têm advogados.

VÍDEO

Um vídeo gravado mostra Isabel descrevendo como fazia os assassinatos e o preparo de salgadinhos de carne humana. A acusada revela que eles comeram 10 kg de carne humana entre três e cinco dias.

“Bruna faz dieta, mas quando ela come carne como mesmo. Agora, eu já gosto mais de arroz e não como muita carne. Essa carne só durou pouco por causa da Bruna e da menina porque elas gostam muito de carne. A menina não sabia, ela pensava que era carne comum”.

“Eu não comi muito a carne porque não sou de comer muito. Eu comi o fígado e alguns pedaços do corpo, mas não comi o coração”, diz.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.