Parabéns, Araioses!

Parabéns por mais um ano de vida como cidade. Parabéns por ter demonstrado ao longo dos anos, ser uma senhora muito forte. Uma senhora de muita idade, mas uma senhora de 74 anos de brava resistência.

Obstinada a sobreviver, a cidade vive os piores quatro anos políticos de sua vida desde que Luciana Marão Felix, assumiu sua catastrófica administração. A situação é tão ruim que fica difícil continuar escrevendo a esse respeito. Afinal, até o escritor fica sem assunto, desmotivado, procurando palavras pra escrever sempre sobre o mesmo tema, visto que o cenário não se modifica. O cenário manteve-se desolador do início até o fim. Sim, porque se deseja ardorosamente que este seja o seu último ano de enganos. Enganos na educação, na saúde e nos demais setores de sua administração desastrosa.

Vejamos do que se pode continuar falando: que o dinheiro do araiosense está sendo bem administrado? Onde? Porque com exceção do prédio de dois andares num pequeno terreno em frente ao Hospital Regional de sua propriedade, e uma creche cuja tentativa inicial de construção pode-se dizer que deu com os burros n água, literalmente, nada mais foi construído. Qualquer araiosense, se fosse consultado, não precisaria de engenheiro para afirmar que o terreno onde a creche inicialmente seria construída é extremamente úmido, alagadiço; tanto que é conhecido como barreiros. Quanta sabedoria daquele que sustentou que se poderia construir uma creche em cima de um pântano. Quem seriam essas pobres criancinhas que se beneficiariam disso? O que a prefeita tem feito desde que assumiu foi pintar fachadas ou mudar fachadas de construções antigas, pintá-las com as cores de seu governo, fazer um estardalhaço com filmagens, dizer que está inaugurando tal obra e distribuir essa mentira nos meios de comunicação de seu interesse. Isso ela sabe fazer sem o menor pudor. E é exatamente isso que acaba de fazer com o Hospital Municipal, o qual deixou sem funcionar durante estes longos e dolorosos anos, principalmente pra aqueles que tiveram algum dos seus entes queridos doentes. Ficaram a míngua, dependendo do mau atendimento e da péssima estrutura médica, de equipamentos  e de enfermagem do Hospital Regional, de sua propriedade, além da falta de medicamentos básicos na farmácia que deveria ser do povo.

Ilustrando bem os objetivos de seu governo, Dona Luciana Trinta mandou derrubar a marquise ou o grande alpendre do Hospital Municipal que protegia os familiares e todos aqueles que se dirigiam ao local, da chuva e do sol escaldante do nordeste e repetiu ali o mesmo modelo de jardim que construiu em alguns outros lugares mais visíveis da cidade. A intenção deve ser esconder os enormes espinhos que dilaceram a saúde, a educação, o comércio, o povo, de maneira geral, pobre, e mostrar para os que estão de passagem que nesta cidade tudo são flores. Comparo essa postura  a postura de alguém  que teima em esconder uma ruguinha no rosto fazendo uma plástica, enquanto um câncer dilacera suas entranhas.

Prosseguindo com seu vasto repertório de perversidade, além de não pagar os professores de acordo com a lei, não promove capacitação decente, não paga as sobras do FUNDEB, não deu continuidade à construção da escola de João Peres, iniciada e quase finalizada no governo anterior e não construiu sequer uma escola na cidade; deixou que as escolas fossem superlotadas de estudantes, com turmas de Ensino Fundamental e Médio beirando a 50 ou mais estudantes por sala. Qual o propósito? Nesse caso, dentre outros, deixar alguns educadores sem sala, dizer que tem professor sobrando e não promover concurso para a educação. Enquanto isso continua contratando profissionais para o interior onde a fiscalização é nenhuma. Pior ainda, a situação é a mesma nas salas de Ensino Infantil. Crianças entre 3 e 5 anos de idade espremidas em salas desconfortáveis e inadequadas pra essa faixa etária, tendo que conviver nos mais tenros anos de sua vida com uma realidade que pode lhes fazer detestar o espaço escolar para sempre. O resultado disso? Uma futura população com baixa escolaridade, com poucas opções de trabalho e, portanto de prover sua subsistência, engrossando os índices de marginalidade e criminalidade regional e nacional.

No dia 29 de março, a previsibilidade do governo de Luciana Trinta, deve se apresentar nos palanques e nas ruas de Araioses, mostrando uma face maquiada de boa educação, boa saúde e bom desenvolvimento, como todos os governantes de sua estirpe são capazes de fazer com uma naturalidade espantosa, digna da mais absoluta falta de humanidade e do pior de todos os defeitos do animal humano: a ganância. A ganância dos inseguros, a ganância dos incapazes de conquistar com generosidade, amor e respeito; a ganância daqueles que só conseguem conquistar prestígio com muito dinheiro e enquanto se mantém numa posição alta na pirâmide sócioeconômica.

Por tudo isso, e por aquilo que esse pequeno texto não comporta parabéns Araioses, por continuar de pé, apesar de todo massacre pelo qual tem passado ao longo desses quase 4 tenebrosos anos.

 O NOVATO – março de 2012

2 pensou em “Parabéns, Araioses!

  1. Luciana vive dizendo aqui em são Luis que ela manda e desmanda em Araioses que o povo e’ bobo basta ela botar umas bandas pra animar a festa que o ze’ povinho fica se rebolando o dia inteiro e que tu Daby e’ o bobo da corte o manim ta te comprando com o pagamento se conta de luz, agua e uns mizeros trocados pra tu não passar fome ela ja mandou o Padre embora que ate o bispo comeu na mão dela, manda na policia e a justiça de Araioses e’ cega muda doida e burra, quem venha esta magricela que venha qualquer um ate um tal de prefeitinho,ora me compre um bode

  2. É o povo tem o governo que merece, agora vamos ver se eles acordam para a realidade, pois o maior tesouro de um homem é dignidade, basta eles lembrarem de seus antepaçados que eram pessoas honestas e ricas em sabedoria e que dinheiro nenhum os comprariam e jamais participariam desta cilada.
    Que pena que luciana é um ser despresivel, por todos, ate mesmo por aquelas pessoas que ela tenta comprar, com seu jeittinho absurdo e com cargo e talvez ate miseros trocados.pois na realidade esse mesmo povo que dizem está com ela, num fundo eles sentem uma grande tristeza de fazer parte desse quadro que está aterrorizando Araioses.E quem sabe não é uma parte desse povo que vai lhe o troco.
    Na verdade Luciana Trinta pode se comparar a segunda versão do filme Keury a estranha!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.