Polícia Militar prende envolvido em quadrilha que planejava assaltos no interior do Maranhão

Policiais do 11º Comando da Polícia Militar de Timon com apoio da polícia de Parnarama e Matões prenderam, na segunda-feira (20), um integrante de uma quadrilha que planejava realizar assalto na cidade de Matões. Durante a interceptação houve troca de tiros com a polícia.

De acordo com o comandante da PM de Parnarama, major Medeiros, Francisco Anderson da Silva, 18 anos, vinha juntamente com mais três homens em direção a Matões com o objetivo de realizar assaltos a estabelecimentos comerciais.

Próximo à entrada de Parnarama, ao avistarem a barreira da Polícia Militar, o bando tentou empreender fuga. Na tentativa, eles atropelaram uma criança de quatro anos, que foi em seguida hospitalizada e, segundo informações, está fora de perigo.

Durante a perseguição houve troca de tiros com a polícia. Francisco acabou sendo alvejado com um tiro de raspão na cabeça. Os demais conseguiram empreender fuga utilizando duas motos roubadas na cidade de Parnarama.

De acordo com a PM, Francisco Anderson é natural da cidade de Teresina, no Estado do Tocantins. Com ele, os policiais apreenderam um veículo Ford Fiesta preto, placa NNG-6184 de Bacabal, no qual havia várias roupas e escovas de dente.

Segundo o major da PM, eles planejavam trocar de roupa após os assaltos. Ainda foi encontrado um revólver calibre 38 e um celular.

Códigos Criminais 

Com base nas apurações da polícia, a quadrilha utilizava um código para marcar os assaltos. Segundo o major Medeiros eles usavam a frase: Jesus Te Ama para marcar os horários dos assaltos. “No celular de Francisco havia uma mensagem marcando o horário do crime”, contou.

Em depoimento à polícia, Francisco Anderson confessou que pretendiam realizar os assaltos na cidade e identificou os outros integrantes do bando pelos apelidos de Léo, Paulista e Maurício.

Buscas já estão sendo feitas pelas Polícias Civil e Militar com o apoio ainda do Grupo de Operações Especiais (GOE) para efetuar a prisão dos demais envolvidos.

Com informações da Secom

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.