Caso Fernanda Lages em reta final na Federal. Tem 3 nomes. VEM PRISÃO!

Caso Fernanda Lages em reta final na Federal. Tem 3 nomes. VEM PRISÃO!

DA REDAÇÃO CENTRAL DO AI5PIAUI

 

Fernanda Lages

A Polícia Federal está na reta final das investigações do assassinato da estudante de Direito Fernanda Lages, ocorrido no dia 25 de agosto de 2011, no prédio em construção do Ministério Público Federal, na Avenida João XXIII, na zona leste de Teresina. O ai5piauiacompanha passo a passo das investigações silenciosamente para não atrapalhar os ‘tiras federais’. A morte de Fernanda Lages teria ligação com pessoas influentes da sociedade piauiense. Teria a participação de gente especialista na ‘arte’ criminosa de matar. Teria sido premeditado e preparado minunciosamente para parecer suicídio. As investigações da PF levaram a uma rede de prostituição envolvendo parlamentares do Maranhão, que se hospedam em Teresina (geralmente no Metropolitan), para receberem prostitutas de luxo. 

Pelo menos três nomes com participação direta na morte estão ‘a um passo’ de serem indiciados criminalmente. A Polícia Federal aguarda apenas resultados de perícias realizadas pelos seus próprios técnicos. As amostras são as mesmas que a Comissão Investigadora do Crime Organizado do Piauí (Cico) mandou para a Paraíba.

As investigações federais sobre a morte da estudante começaram a avançar quando a PF passou a investigar o motivo de algumas omissões da Cico em relação ao caso. Acabou descobrindo que o Fox que teria seguido Fernanda Lages pela Avenida Frei Serafim (foi filmado) era de um policial. O carro foi vendido para tentar despistar e circulava com placa falsa em Teresina.

Sigilos bancários e telefônicos foram quebrados. Os policiais federais só vão falar sobre o caso depois da prisão dos envolvidos.

No caso da prostituição de luxo, a Federal não revela se Fernanda Lages tinha ou não participação, mas foi através das investigações da morte dela que a polícia acabou descobrindo o esquema.

CLIQUE E LEIA MAIS SOBRE O CASO FERNANDA LAGES

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.