Tentativa para tirar vice do cargo deixa petistas em estado de alerta

Blog do Luís Pablo

O grupo petista do Maranhão ligado ao vice-governador Washington Oliveira detectou na onda de lançá-lo candidato a prefeito de São Luis uma armação política para deixar vago a vice-governadoria.

Oliveira, ao contrário do que vem sendo divulgado, não se animou com a possibilidade de ser candidato da governadora Roseana Sarney à sucessão do prefeito João Castelo.

Ele tem dito a amigos mais reservados que só entraria na disputa se tivesse o apoio do governo e do presidente da Embratur, Flávio Dino, uma engenharia quase impossível de resultar em obra.

O vice, se saisse hoje candidato a vereador pela capital, não teria votos suficientes para ganhar uma vaga na Câmara Municipal. Imagine, então, para prefeito.

Washington Oliveira, até o momento, endurece o discurso e não quer saber de acordo para sair do cargo de vice. Não vai se arriscar numa aventura cega.

Quer mesmo é suceder Roseana Sarney, caso ela decida disputar o Senado Federal em 2014. E para convencê-lo a se afastar do cargo, o buraco é mais embaixo.

Washington ao lado de Roseana Sarney, após a transmissão de cargo, em outubro de 2011.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.