Itamagu – Pedro Henrique e Zé Tude estão juntos?

No festejo de Nossa Senhora da Conceição além de se rezar se faz política também. A classe política sabe disso. O evento funciona também como uma vitrine onde os políticos se mostram se visitam e acordos acontecem.
Parece que o último que acabou de ocorrer não foi diferente, pois tão logo terminou surgiram os comentários de que o ex-prefeito Zé Tude estaria junto com o também ex-prefeito Pedro Henrique nas eleições do ano que vem. Ou melhor, o que restou de seu grupo derrotado de forma humilhante por Luciana Trinta nas eleições passadas. O acordo teria sido selado com as bênçãos do senador João Alberto, cunhado de Pedro e velho aliado de Zé Tude.
Não é surpresa. Zé Tude já não tem mais a força política de antes, não tem poder de fogo para impor nada e quem busca seu apoio o faz mais pelo nome e pela longa história política do Velho Coronel. É como um velho troféu cheio de poeira em uma prateleira que quem o olha e conhece a sua história sabe que ele representa grandes conquistas. Porém, apenas isso nada mais que isso, coisa do passado, só lembranças.
A notícia do acordo vazou e foi desmentida com muita firmeza por políticos do PTB que sonha formar uma chapa em que Haroldo, um dos filhos de Zé Tude que mora em Brasília e Marcio Machado fossem os cabeça dela. Um para prefeito e outro para vice sem definição de posicionamento sonhando essa gente ainda com a inviabilização de outras candidaturas opostas a de Luciana Trinta, para que todos formassem um chapão e a eleição se transformasse num plebiscito onde o povo dava um sim para um e um não para outro.
Mas ao que tudo indica acordo fechado ainda não existe. Quem o confirma se baseia no fato de que Sávia – filha de Zé Tude – teria assumido um cargo ontem no DETRAN em São Luís – informação essa confirmada por várias fontes -, porém não verdadeira, pois o blog teve acesso a uma conversa entre Sávia e um dirigente do PTB e a esse disse que não assumiria o cargo até ter uma definição de qual seria a posição de seu irmão com relação as eleições do ano que vem.
Disse que se assumisse o cargo e Haroldo sair candidato a prefeito ele seria demitida. Assim sendo vai ficar onde está até as coisas se definirem. Quem diz que já existe acordo fala também que as maquinas de Laércio Albuquerque do Nascimento, também filho do ex-prefeito Zé Tude, já estão a serviço da prefeitura de Magalhães de Almeida, comandada por Neto Carvalho, padrinho e grande bancador da aventura de tentar levar PH ao comendo da prefeitura araiosense. Isso parece não deixar mais dúvidas, mas o tempo é quem vai dar todas as respostas.
Agora é esperar o tempo passar e confirmar tudo ou não. Os dois são muito parecidos e caso se confirme essa união política vamos ver na campanha eleitoral que se aproxima, um grande confronto entre dois grupos – o de Luciana e o de Pedro Henrique – que representam as expressões maiores do atraso e do retrocesso a duelarem entre si, numa grande disputa de quem tem mais lama para jogar um no outro.
Talvez seja por isso que uma nova força política toma corpo e avança em Araioses. Ela será a terceira via e a única e verdadeira alternativa para o araiosense mudar para melhor a forma de fazer política por essas bandas. Entre Pedro Henrique e Luciana as diferenças são muito poucas. Talvez só pelo fato de um não usar saias e sim calças, mas que não as honra.
Sobre a terceira via Itamagu falará mais em breve.

Wilson Miranda foi leviano ao insinuar que Daby Santos está recebendo dinheiro do Remi Trinta
Wilson Miranda, presidente do poder legislativo araiosense não provou até agora, na pratica, que merecia ocupar cargo tão importante. Não fez nada até agora que justifique sua eleição. A oposição que diz fazer não é ideológica. Tem se notabilizado por ofender de forma irresponsável as pessoas. Carlito que mora em Placa de Araioses e Gaúcho em Novo Horizonte já foram suas vítimas de acusações desprovidas da verdade.
Agora a vítima é o combativo radialista do povo, Daby Santos. Na sessão da Câmara da última sexta-feira, dia 16, ele teve o mau-caratismo de dizer que sabia de outros, que o jornalista estava recebendo dinheiro de Remi Trinta.
O vereador WM sabe que mentiu descaradamente e o que disse foi uma invenção sua com o objetivo de colocar no seu mesmo nível um homem digno que tem uma história invejável de luta em defesa de Araioses e seu povo.
Wilson é da turma de Pedro Henrique e gostaria muito que Daby também fizesse parte desse time, não como uma pessoa que tivesse suas opiniões respeitadas, mais sim, como um pau-mandado e menino de recado o que Daby não é de forma alguma.
Ele também não gosta quando Daby tira a máscara dele e de seus afins, que ficam horas e horas a atacar a administração da prefeita Luciana Trinta como se eles fossem diferentes dela. Grande parte deles já apoiaram administradores corruptos e só não estão com a prefeita porque ela, segundo comentam é que não quer.
A ira de WM também tem a ver pelo fato de Daby Santos ter tornado público o calote que ele está dando na Rádio Santa Rosa FM que Daby vem há vários anos tocando com muitas dificuldades. Num entendimento ente a cúpula da direção da rádio e ele Wilson, ficou acertado o compromisso dele fazer uma colaboração mensal de 500 reais, como forma de compensar os prejuízos que a emissora tem por não poder divulgar apoios culturais no horário das transmissões das sessões da Câmara que a Santa Rosa faz todas as terças e sexta-feira.
Após dois messes de atraso e sendo mais uma vez cobrado Wilson simplesmente disse que não pagava. Daby cortou as transmissões por uns dias e essas só voltaram por que ele resolveu dar essa esmola a Câmara. WM já tentou várias vezes derrubar o Daby da rádio sem sucesso.
Daby Santos há vários anos que não tem o menor contato com Remi Trinta e não existe possibilidade nenhuma desse apoiar a prefeita – mulher do Remi – na sua luta pela reeleição. Daby já recebeu a oferta de um advogado para interpelar judicialmente o vereador. Na justiça ele terá de dizer quem disse a ele que Daby está recebendo dinheiro de Remi Trinta. Ele tem imunidade parlamentar para defender ideias, não para ofender criminosamente as pessoas.

Fora do prazo, fora de rumo
Arnaldo Machado que é mais conhecido como comerciante do que como professor ainda não registrou sua chapa mais já está em plena campanha. O pessoal de sua chapa está indo nas escolas convidar os professores para participarem de uma caminhada que seria realizada dia 28, com o objetivo de pressionar a prefeita a pagar o bônus, que esses têm direito das sobras do FUNDEB em 2011.
A ideia até que é louvável, porém com muito atraso, pois essa passeata deveria ter ocorrido logo nos primeiros dias de janeiro desse ano pelo fato da prefeita não ter dado nenhum bônus aos professores no ano passado.
Tal iniciativa agora para muitos não passa de uma jogada política eleitoreira, com prazo vencido e fora de rumo, com objetivo de jogar os professores contra a atual direção. Arnaldo não tem história de luta em defesa da categoria, mas vem se mostrando com bastante disposição para isso agora. Resta a dúvida se por conta de um ideal reprimido ao longo de toda a sua vida ou por conta da vontade de ter sob seu poder, uma invejável estrutura, conquistada com muita luta e dedicação de um grupo que ao longo dos anos fez dos funcionários públicos de Araioses uma categoria respeitada.
Arnaldo tem todo o direito de lutar por um espaço como representante dos servidores do município de Araioses. Mas deveria escolher melhor as pessoas que se colocam a disposição de ajuda-lo. Tem um bastante conhecido por seu mau-caratismo que anda mentido, falando inverdades e usando-o para alcaçar de forma rasteira seus objetivos políticos em Araioses.
Isso só atrapalha, pois fazendo assim interfere em uma peça que vem se conduzindo com neutralidade a assumir uma postura em relação ao pleito, mesmo não sendo da categoria.
Tá começando mal!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.