A difícil vida dos comunicadores de Araioses

Blog do Marcio Maranhão

Aqueles que sempre estiveram ao lado do poder, explorando o nosso povo das formas mais degradantes possíveis, acostumados a calar pela força as poucas vozes que se levantavam em defesa da nossa gente. Perderam a modéstia e agora querem por vias judiciais submeter à imprensa aos seus caprichos e delírios de poder. Esquecem estes que a justiça em Araioses não é mais uma extensão do seu braço político e a serviço dos devaneios de poder.

Nós araiosenses não podemos permitir que estes surtos ditatoriais venham impedir ou atrapalhar os avanços conquistados pela nossa imprensa, que tem proporcionado a nossa cidade informação, formação e entretenimento.

Antes eram os capangas do coronel que coagiam apresentadores ostentando até armas de fogo, vereadores que se acham acima da constituição e queriam impedir a entrada da TV na casa do povo, agressão moral e física a repórteres em praça publica e agora, a tentativa absurda de censura a Rádio Santa Rosa FM, apenas pelo fato de estar ecoando o que a sociedade araiosense vem lamentando já há muito tempo a respeitos dos desmandos do Senhor Sarney da Caema.

Diante do absurdo, nós comunicadores nos unimos em solidariedade ao jornalista Daby Santos e contra esta e toda e qualquer tentativa de cerceamento. E repudiamos veementemente estes que se sentem ofendidos apenas por que mostramos hoje à sociedade araiosense a conduta inapropriada e os desserviços destes ditos todos poderosos.

1 pensou em “A difícil vida dos comunicadores de Araioses

  1. Grande Daby,como e’ dificil conviver com politicos,fracos sem dominio de causa, os velhos coroneis da politica de nossa cidade não tiveram um so filho para dar continuidade em seus trabalhos, e hoje uma pessoa sem o menor carinho toma conta de nossa cidade e o povão aceita sem nada fazer onde esta tal de juventude que não se manifesta e apresenta um candidato serar possivel que este casal de ladroes vão ficar mandando ainda por muito tempo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *