Vereador preso com cocaína é premiado com licença da Câmara



Josivaldo Freires, o Nego do Baé (PTB).

Vereador traficante foi autuado em Itapecuru-Mirim e não negou sua participação no tráfico de drogas. Articulação deixou revoltada a sociedade de Olinda Nova do Maranhão.

Blog do Luis Cardoso

Preso e autuado em flagrante no último dia 18, pela Polícia Rodoviária Federal, quando conduzia 2 quilos de cocaína, o vereador Josivaldo Freires, o Nego do Baé (PTB), mais votado nas últimas eleições em sua cidade, acabou ganhando um prêmio da maioria dos seus colegas de parlamento.

Numa articulação da presidente do Legislativo daquele o do município, Eunice Dejesus Carneiro Soares, Nego do Baé foi contemplado com 60 dias de licença “para tratamento de assuntos pessoais”.

A manobra da presidente da Câmara, que mantém estreitos laços com o vereador traficante, ficou evidenciada em decorrência de uma proposição feita pelo primeiro suplente do traficante, Raimundo Ferreira Lindoso. Ele entrou com pedido de cassação de Nego do Baé, na última sexta-feira, alegando quebra de decoro.

O pedido do suplente não foi acatado imediatamente, porque naquela data, a Câmara se reuniu para votar o licenciamento do vereador traficante. Essa manobra visa evitar que ele venha a ser cassado, uma vez que está preso em São Luís e pela legislação eleitoral, após 30 dias de faltas injustificadas, perderia o mandato.

A articulação deixou revoltada a sociedade de Olinda Nova do Maranhão. É que só a partir da prisão, é que ficaram sabendo no município que o parlamentar mais votado da cidade, ao invés de trabalhar pelo desenvolvimento daquela unidade municipal, estava trabalhando no tráfico, prejudicando centenas de jovens e adolescentes.

Consultado a respeito do assunto, um conhecido causídico afirmou que a vereadora Raimunda Dejesus pode ser penalizada por crime de prevaricação. O vereador traficante foi autuado em Itapecuru-Mirim e não negou sua participação no tráfico de drogas.

Ele disse que havia recebido dois pacotes de cocaína em São Luís, de outro traficante, que ele identificou apenas como Léo,destacando que ia comercializar a droga em sua cidade e esperava lucrar algo em torno de.R$ 3 mil com a operação criminosa.

Votação

Apenas o vereador Raimundo Cutrim Serra Freira votou contra o licenciamento do vereador traficante.

A favor do criminoso, votaram os seguintes edis: Roberval Costa Amaral; Lourival Souza Pereira; Silva Ruth Machado Silva; Raimundo Nonato Penha da Penha; Eriberto Machado Mendes e Rosenilde Pereira Alves.

Exemplo da Paraíba

Os vereadores de Olinda Nova do Maranhão deveriam seguir o exemplo dos colegas do município de São Bento, no sertão paraibano. Em janeiro deste ano, por 6×1, a Câmara Municipal daquela cidade cassou o mandato do vereador Pedro Eulâmpio da Silva Filho, por tráfico de drogas. Ele é irmão do deputado estadual Márcio Roberto, mas isso não impediu que perdesse o mandato por falta de decoro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.