Deputados do PMDB pedem a saída de Pedro Novais

Por Gerson Camarotti, Isabel Braga e Luiza Damé (O Globo)

BRASÍLIA – Diante do racha na bancada do PMDB da Câmara, a presidente Dilma Rousseff decidiu delegar ao vice-presidente Michel Temer a condução do destino do ministro do Turismo, Pedro Novais. A decisão foi tomada após o Palácio do Planalto receber um pleito de 35 deputados peemedebistas – incluindo a vice-presidente da Câmara, Rose de Freitas (PMDB-ES) – que pedem a mudança no comando do Turismo. Assim, Dilma poderá garantir a substituição do ministro, sem se desgastar com a cúpula do partido.

Para tentar obter uma solução, Temer recebeu nesta segunda-feira à noite 11 deputados rebelados do PMDB. Nesta terça-feira, oferecerá um jantar para

Dilma no Palácio do Jaburu, com representantes das facções peemedebistas.

– Pedro Novais precisa sair. Ele tem história nessa Casa, não quero desmerecer. Mas, se eu vou trabalhar e sei que a pessoa tem problema, não aceito. Era para ele (Novais) ter feito a limpa de entrada. Eu fui uma das que falaram que era um absurdo a permanência do Fred – disse Rose, referindo-se ao ex-secretário-executivo do ministério Frederico Costa, preso na Operação Voucher e que se demitiu.

Os rebelados dizem que Novais tem servido só aos interesses do líder da bancada, deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), e a um pequeno grupo do partido. Ainda exigem a retirada da indicação de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para a relatoria da comissão sobre mudanças do Código de Processo Civil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.