Curas Espirituais: Ciência, Medicina e Espiritualidade



Boa Nova

Em uma retrospectiva histórica no campo da saúde, revela-se que o processo saúde/doença sempre foi acompanhado de crenças e rituais e, que até hoje, as pessoas se utilizam dos recursos da cura espiritual para produzirem mudanças nas suas vidas e nas vidas das pessoas que lhe são próximas.

Afirmam a doutrina espírita e outras crenças espiritualistas que o sucesso de um tratamento espiritual depende de algumas condições que devem ser atendidas simultaneamente:

• o paciente e quem o acompanha necessitam ter fé no tratamento, pois, se eles não acreditarem, as suas mentes trabalharão contra o mesmo, bloqueando qualquer benefício possível;

• a doença não deve ser mais necessária para o fim a que se destinava;

• o médium precisa estar equilibrado emocionalmente e se dedicar ao seu trabalho com amor, o que seria necessário para que ele obtivesse o auxílio de bons espírito.

O espiritismo explica que os males do indivíduo têm relacionamento, ora apontando para deficiências espirituais, ou esclarecendo que o indivíduo só pode obter resultados definitivos quando reconhece em si mesmo a base dos problemas. Ressalta que o trabalho de Fluidoterapia (terapia das energias), são assistidos por entidades, ligadas ao campo da medicina, conhecedoras de particularidades relativas à saúde física-espiritual dos pacientes e à lei de causa e efeito.

Em uma entrevista concedida à Rádio Boa Nova, Ana Fini, coordenadora dos trabalhos de curas da Fraternidade Cristo Redentor em São Paulo, esclarece a necessidade da fé para a construção de um campo espiritual mais saudável.

RBN: A doença física é resultante de um desequilíbrio espiritual?

Ana Fini: As enfermidades podem ser classificadas como sendo oriundas de duas fontes distintas: as primeiras possuem um fundo mais íntimo e estão sempre ligadas ao panorama cármico individual, isto é, ao que contraiu no passado; as segundas são meras circunstâncias ocasionais, não radicadas a vidas anteriores; desajustes passageiros do metabolismo orgânico, por efeito de transgressões atuais.

As primeiras são imperativas, advêm da necessidade da própria evolução do espírito, ao passo que as segundas podem existir ou deixar de existir, conforme o indivíduo cometa ou não as referidas transgressões contra a harmonia funcional da natureza física. Dizendo melhor, umas são moléstias do espírito, outras são do corpo, as primeiras representando os reflexos exteriores das imperfeições internas e sendo ao mesmo tempo o processo normal e justo de reabilitação, enquanto as segundas são simples reajustes passageiros.

Como podemos auxiliar a espirutalidade para alcançar a cura ?

Todos nós devemos assimilar as instruções contidas nos ensinamentos espíritas buscando a própria tranqüilidade, o reequilíbrio interior, a superação das aflições, dores e angústias. O entendimento das leis que regem a vida, o conhecimento de si mesmo, nos torna receptivos aos benefícios do passe magnético, das cirurgias espirituais, pela aceitação, recolhimento, respeito, vontade em melhorar, fé e confiança na obtenção da cura.

Água Fluidificada

Água fluidificada é a água normal, adicionada de fluidos medicamentosos. Explica que tanto os Espíritos desencarnados, como os encarnados, atuam na magnetização por meio de preces e imposição das mãos.

Ana Fini esclarece que a água potável absorve facilmente as partículas magnéticas, energias saudáveis por conter um maior número de moléculas saudáveis. Acrescenta que nas sessões de curas, por meio de radiações à distância, o processo é sempre engrandecido, avolumado, pela força das vibrações em conjunto e pela formação de uma poderosa corrente emissora de base.

Ana Fini – Coordenadora pedagógica, formada na USP (Universidade do Estado de São Paulo), Coordenadora dos trabalhos de Radiações na Fraternidade Cristo Redentor e Expositora, em São Paulo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.