Julgamento do processo de cassação do governador do PI inicia na segunda; Roseana também pode perder o mandato

Blog do John Cutrim

O Tribunal Regional Eleitoral do Piauí começa a julgar na segunda-feira (15) o primeiro processo de cassação do mandato do governador do Piauí, o médico Wilson Martins (PSB).

Segundo a representação do Ministério Público Federal, quando candidato à reeleição, Wilson Martins praticou no exercício do mandato conduta vedada em lei, tais como abuso do poder econômico e captação ilícita de votos.

Wilson Martins responde a mais 9 (nove) processos de perda do mandato eletivo considerados graves para o procurador federal eleitoral Marco Aurélio Adão. Ainda segundo o procurador, o TRE-PI pode até rejeitar uma ou duas ações e representações de perda do mandato, mas não poderá rejeitar todas elas, devido a gravidade dos crimes praticados na eleição de Wilson Martins. “É questão de tempo a cassação do governador”, disse Adão.

Roseana na lista

No Tribunal Superior Eleitoral em Brasília, Wilson Martins responde também a um outro processo de cassação patrocinado pelo PSDB. São 10 governadores eleitos no ano passado que respondem a processo de cassação do mandato na Justiça Eleitoral. Eles tiveram a eleição questionada com base em acusações como abuso de poder político e econômico, propaganda irregular e compra de votos.

Entre os processados na Justiça Eleitoral está o governador do segundo maior colégio eleitoral do Brasil, Minas Gerais, Antônio Anastasia (PSDB). A maior parte dos governadores que tiveram os mandatos questionados na Justiça é da região Nordeste: Wilson Martins (PSB-PI), Rosalba Ciarlini (DEM-RN), Cid Gomes (PSB-CE), Roseana Sarney (PMDB-MA) e Teotônio Vilela (PSDB-AL). A região Norte tem quatro governadores impugnados: Omar Aziz (PMN-AM), Anchieta Júnior (PSDB-RR), Tião Viana (PT-AC) e Siqueira Campos (PSDB-TO).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.