Carta ao radialista Daby Santos.

Caro Day, peço-lhe que leia esta carta. Sou cidadão araiosense e tenho acompanhado o seu trabalho diário no Programa Comando Geral. Decidi escrever aquilo que não posso falar abertamente nas ruas.
Gostaria que o povo de Araioses escutasse com muita atenção. Estamos a menos de ano e meio de uma nova eleição em nossa Cidade. Neste período nossas esperanças se renovam para um mundo melhor para todos os araiosenses. E sempre foi assim. Pessoas que se dizem sinceras lançam suas candidaturas, apregoam muitas ações, dizem que farão isto e aquilo e acaba tudo como está. Eles conseguem o Poder e depois esquecem o povo. E são sempre os mesmos protagonistas. São sempre as mesmas caras, os mesmos enganadores.
É preciso um alerta geral. É necessário que a população de Araioses entenda de uma vez por todas que esta situação tem que mudar. Não basta trocar os agentes políticos, que são sempre os mesmos. É preciso mudar a forma de administrar nossa Cidade. Já está provado que a causa da decadência do povo de Araioses são estes maus políticos que chegam, crescem, destroem e desaparecem.
Chega o tempo certo e eles aparecem com suas candidaturas, já certos de que serão eleitos. E por que isto? Porque sabem que na hora da decisão eles contam com um trunfo ao qual voce não pode resistir. E que trunfo é este.
A resposta é simples, mas é muito dolorosa. Eles se aproveitam de sua necessidade. Sempre foi assim e sempre será se voce não decidir parar. Enquanto essa exploração de sua fragilidade continuar, sua Cidade não crescerá.
Acordem. Eu sei que é dificil, pois falta tudo e na hora do voto o que mais conta é a satisfação dessa necessidade. Mas eu te pergunto? Depois que estes falsos profetas se elegem, sua vida melhora. Voce passa mais quatro anos com saúde, educação, trabalho, salário, lazer etc. Pense nisto, pois esta não foi a primeira vez que este cenário aconteceu.
Repito, de nada adianta trocar as peças do xadrez se voce não trocar o tabuleiro que está podre. O Sistema político em Araioses é o retrato indireto do retorno à escravidão. Mas não uma escravidão de chibata e sim de dependência econômica e armadilha para o povo onde os senhores de engenho são os políticos perversos que pretendem monopolizar a sua vontade.
E voce pode se perguntar? Então por que não muda.
Não muda porque voce não quer, porque eu não quero e porque nossos co-irmãos ainda não atentaram para a força e a união da vontade popular, que, de mãos dadas, podem e devem mudar o destino de nossa Cidade.
Pense mais uma vez, não vou falar deste ou daquele, pois todos somos produto de um sistema onde há dois pólos: um negativo, pessoas oportunistas e inescrupulosas, e, outro, positivo, a vontade popular, que, infelizmente, ainda não descobriu a sua força interior.
Cuidado, eles estão chegando novamente com dinheiro, poder, cinismo, promessas e certeza de que novamente poderão escravizar sua vontade. Está na hora. Entreguem a Cesar o que é de Cesar. O DINHEIRO PÚBLICO É DO POVO E PARA O POVO.

Ouvinte atento. 15/07/2015.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.