Governo convoca candidatos aprovados no concurso da Saúde

O Governo Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), realiza a primeira etapa de convocação dos aprovados no Concurso Público Nº 001/2017 para preenchimento de vagas nas 45 unidades de saúde gerenciadas pela Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh) na capital e interior do Maranhão. Trezentos e quarenta e cinco candidatos estão sendo convocados para as áreas de Biomedicina, Enfermagem, Farmácia, Bioquímica, Fisioterapia, Fonaudiologia, Nutrição, Psicologia, Medicina (endocrinologia, ginecologia e obstetrícia, ortopedia, cardiologia e pediatria), Terapia Ocupacional e Administração.

“Iniciamos a fase de convocação dos candidatos aprovados no concurso da Saúde. O certame é mais uma injeção de recursos da gestão Flávio Dino na reestruturação das carreiras do serviço público estadual, que representa uma estratégia fundamental para o melhor funcionamento da rede pública de saúde no Maranhão”, afirmou o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

Os candidatos convocados deverão comparecer junto ao setor de Recursos Humanos na UPA de Timon, Hospital de Presidente Dutra, Hospital Materno Infantil de Imperatriz, UPA de Codó, Hospital Regional Adélia Matos Fonseca, em Itapecuru, e sede da Emserh em São Luís, entre os dias 15 e 18 de junho, conforme edital de convocação, no horário das 9h às 11h e das 14h30 às 17h, para retirar a requisição de exames médicos.

Para os cargos assistenciais é exigido hemograma completo, glicemia em jejum, VDRL e tripagem sanguínea. Já para os cargos administrativos hemograma completo, glicemia e tripagem sanguínea.

O resultado dos exames médicos e laboratoriais necessários para a admissão em cada cargo deverá ser entregue impresso no dia da apresentação dos documentos exigidos. Para este dia, a listagem completa da documentação a ser apresentada pode ser conferida no site www.emserh.ma.gov.br.

De posse de toda a documentação necessária, inclusive os resultados dos exames, os candidatos convocados deverão comparecer no auditório do Centro de Especialidades Médicas e Diagnóstico Dr. Luiz Alfredo Netto Guterres – Pam Diamante, localizado na Rua João Luís, 3684 – Diamante, São Luís, de acordo com o cronograma previsto no edital.

Para o presidente da Emserh, Vanderley Ramos, a realização do concurso na área da saúde teve um significado histórico de ineditismo para o Maranhão. “Neste primeiro momento estamos convocando 345 dos aprovados em diversas áreas do concurso público para a Saúde. Isso comprova a necessidade e seriedade do certame e, acima de tudo, o compromisso do governo Flávio Dino em reestruturar o serviço nas unidades de saúde públicas do estado, prestando atendimento com mais qualidade ao cidadão”, declarou.

O concurso é válido por dois anos, contado a partir da data de homologação do resultado final do certame, podendo ser prorrogado, uma única vez por igual período, por conveniência administrativa. O concurso foi realizado no dia 18 de fevereiro e recebeu 44.371 inscrições. O número total de candidatos presentes foi 38.084.

BOX//Calendário de apresentação final dos candidatos no Centro de Especialidades Médicas e Diagnóstico Dr. Luiz Alfredo Netto Guterres – Pam Diamante: 

21/06/2018 – 8h30 às 11h30: Biomédico; Bioquímico; Enfermeiro; Enfermeiro Obstetra; Enfermeiro UTI Adulto; Enfermeiro UTI NEO; Enfermeiro UTI Pediátrica; Farmacêutico.

21/06/2018 – 14h30 às 17h: Fisioterapeuta; Fisioterapeuta – UTI Pediátrica Neonatal; Fonoaudiólogo; Nutricionista; Psicólogo.

22/06/2018 –  8h30 às 11h: Técnico de Enfermagem.

22/06/2018 – 14h30 às 17h: Técnico de Enfermagem; Terapeuta Ocupacional; Médico Ginecologia e Obstetrícia; Médico Ortopedia; Médico Cardiologia; Médico Pediatria; Assistente Administrativo

Por Vanessa Moreira
Fonte: SES

Ana do Gás foi a candidata a deputada estadual de Luciana Trinta em Araioses nas eleições de 2014

A deputada Ana do Gás teve 1.368 votos na eleição de 2014 nas urnas de Araioses tendo apoiadora de sua campanha a ex-prefeita Luciana Trinta.

Ana do Gás poderia ser uma importante liderança política a interceder em favor do povo araiosense junto ao governador Flávio Dino. E por que não o faz?

Falta de interesse dela pelo destino de nossa sorte não parece ser e a total falte de vontade ou de moral da ex-prefeita araiosense em cobrar alguma coisa da deputada se for verdade a dinheirama, que segundo dizem teriam custado esses votos.

o deputado federal Zé Reinaldo (1.570 votos) também foi apoiado por Luciana Trinta e é outro que age como se Araioses não existisse.

Tudo bem, mesmo sem seus deputados, Luciana Trinta pousa de aliada do governador Flávio Dino, mas em que essa aliança tem sido positiva para Araioses?

Aliais o governador tem sido muitíssimo generoso para com ela, pois despeja todo mês mais de meio milhão de reais em suas mãos para aplicar pelo bem da saúde do povo araiosense.

Porém a verdade tem que ser dita, pois em que pese toda essa fortuna mensal, muita gente de Araioses continua se socorrendo nos hospitais de Parnaíba/PI até por atendimentos que o hospital dela e do marido está credenciado a fazer.

E a estrada de Carnaubeiras, o que Luciana tem feito junto ao governador para que as obras de asfaltamento dela se iniciem?

Ora, não foi Luciana Trinta que tão logo o governador emitiu a ordem de serviço para a execução do asfaltamento ela pegou o Zé Resende – dono da Market – a tiracolo e visitou várias famílias naquela comunidade e disse a essa gente que ela estava trazendo o asfalto?

Sobre a eficiência inexistente de um serviço de abastecimento de água por parte da CAEMA em nossa cidade, Luciana Trinta também nada fala e por nada luta.

Em breve ela estará de volta a Araioses em busca de votos para seus candidatos a deputa do estadual e federal, pois não acredito que ela seja candidata a algum cargo na eleição de 7 de outubro.

Luciana Trinta já teve sua oportunidade de mostrar aos araiosenses que merece nosso apoio e nossos votos e provou o contrário fazendo um governo muito aquém do que prometeu.

Não precisamos dela e ela não nos faz a menor falta.

Lula continua liderando as intenções de voto para Presidência da República

Ricardo Costa Gonçalves
Mestre em Estado, Governo e Políticas Públicas pela FLACSO, professor/assessor do Núcleo de Extensão e Desenvolvimento, LABEX/UEMA.

A última pesquisa do instituto Datafolha realizada entre os dias 6 e 7 de junho aponta que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, pré-candidato do PT à Presidência da República, continua liderando as intenções de voto. Lula tem 30% do total e está à frente de Jair Bolsonaro (17%), Marina Silva (10%), Ciro Gomes (6%), Geraldo Alckmin (6%), Álvaro Dias (4%) e outros candidatos que possuem 1% ou menos das menções estimuladas. O Datafolha também confirma que o PT tem a maior preferência partidária (19%), com vantagem consolidada em relação aos outros partidos: PSDB e MDB possuem 3%, cada.

Os setores que mais declaram voto em Lula são os mais jovens, de 16 a 24 anos, com 35%, os que possuem escolaridade fundamental, também com 35%, os que têm renda familiar mensal de até 2 salários-mínimos, 38%, e quase metade dos entrevistados da região Nordeste, 49%. Lula apresentou queda dentro da margem de erro na pesquisa espontânea, de 13% para 10%, a mesma pode ser explicada pela tentativa da grande imprensa em querer abafar ou esconder sua pré-candidatura, com informações falsas ou induções relativas a plano B.

Nos cenários de segundo turno, Lula vence com larga folga: na disputa com o candidato do PSDB, Lula tem 49% contra 27% de Alckmin, obtendo uma vantagem de 22 pontos, se a disputa for com a candidata da Rede, Lula tem 46% contra 31% de Marina, a  vantagem é de 15 pontos, se a disputa for com Bolsonaro Lula tem 49% contra 32% de Bolsonaro, obtendo uma vantagem de 17 pontos.

A força de votos do presidente Lula é bastante alta, uma vez que possui rejeição de 36% e seu apoio tem influência positiva para 47% dos entrevistados. Para o PSDB e PMDB, no entanto, as coisas continuam complicadas. Os pré-candidatos Alckmin e Meirelles pararam em baixos índices de intenção de voto, e seus principais cabos eleitorais, Fernando Henrique Cardoso e Michel Temer, mais atrapalham do que ajudam. Pois, 65% dos entrevistados dizem que não votariam em nenhum candidato apoiado por FHC, enquanto 92% dos entrevistados dizem que não votaria em um candidato apoiado pelo presidente golpista Michel Temer.

Meirelles só passa de 2% nos setores que ganha mais de dez salários-mínimos, o qual prefere, em sua maior parte (30%), o deputado Jair Bolsonaro. Neste grupo, que nas últimas eleições votou em grande parte nos tucanos contra o PT, as intenções de voto dos dois pré-candidatos do PSDB e do MDB, somadas, não chegam ao patamar do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Apesar do golpe parlamentar promovido pelo PSDB e PMDB, com apoio da mídia e do judiciário que retirou a presidente Dilma do governo, e que culminou com a condenação do ex-presidente lula sem provas,  o PT continua como o partido preferencial da população e Lula lidera a intenção de votos.

Foto: Pedro Ladeira/Folhapress

Fonte: Blog do Ed Wilson Araújo

Deputada pede que russas não façam sexo com estrangeiros para evitar filhos mestiços

Tamara Pletnyova, líder do Comitê para Famílias do Parlamento russo, argumenta que crianças mestiças ‘sofrem’ demais na Rússia.

 BBC/G1

Torcedores brasileiros tiram foto com russas, em Moscou (Foto: Ricardo Senra/BBC News Brasil)

A líder do Comitê para as Famílias do Parlamento russo pediu nesta quarta-feira (13) que suas compatriotas não façam sexo com estrangeiros que não sejam brancos durante a Copa do Mundo.

À imprensa local, a parlamentar Tamara Pletnyova disse que transar com estrangeiros aumenta o risco de que as russas se tornem mães solteiras de filhos mestiços.

“Essas crianças mestiças sofrem e sofreram desde os tempos soviéticos “, justificou Pletnyova.

“É uma coisa se eles são da mesma raça, mas outra bem diferente, se eles são de uma raça diferente. Eu não sou nacionalista, mas mesmo assim sei que as crianças sofrem. As crianças são abandonadas, e é isso, acabam ficando aqui com a mãe”, afirmou a deputada do Partido Comunista KPRF, que costuma apoiar o presidente Vladimir Putin em votações importantes.

Os comentários geraram controvérsia. Os russos brancos, segundo o censo de 2010, correspondem a 81% da população do país – o restante inclui minorias étnicas como turcos e mongóis.

Deputada, que é líder do Comitê para as Famílias do Parlamento, alega que crianças mestiças ‘sofrem muito’. Por isso, segundo ela, é melhor evitar que russas engravidem de estrangeiros na Copa (Foto: Christopher Furlong/Getty Images)

‘Filhos da Olimpíada’

O comentário da deputada foi motivado por uma pergunta relacionada aos chamados “filhos da Olimpíada” de Moscou, em 1980.

O termo é considerado pejorativo e normalmente é a associado a russos de ascendência africana, latina ou asiática – que sofrem preconceito no país, principalmente em cidades do interior.

A frase sugere que estas pessoas teriam sido concebidas durante os Jogos, por mulheres russas que se relacionaram com estrangeiros. Nos anos 1980, ainda sob a régua do comunismo soviético, métodos contraceptivos eram raros no país.

Ainda segundo Pletnyova, as russas devem “se casar por amor, independente de sua etnia”.

A FIFA estima que 1 milhão de turistas estrangeiros visitem o país durante a Copa do Mundo, que começa oficialmente nesta quinta-feira, em Moscou, com partidas em 11 cidades, até 15 de julho.

Nem a FIFA nem o Comitê Organizador da Copa do Mundo comentaram as declarações.

Um estudo divulgado recentemente pelas ONGs russas Fare Network e Sova Centre, em Moscou, aponta para um aumento de manifestações racistas nos estádios que serão usados durante a Copa.

Segundo relatório, 19 menções a “macaco” e canções neonazistas foram identificadas nos estádios entre 2017 e 2018.

Entre 2016 e 2017, segundo o levantamento, apenas duas menções do tipo haviam sido registradas. O estudo é realizado desde 2012.

Araioses está no fundo do poço

A situação de Araioses e de seu povo é desesperadora. Aqui nada funciona. Os serviços básicos e essenciais como educação, saúde e infraestrutura são de péssima qualidade porque tudo é na base do faz de conta.

A frente de nossa prefeitura temos o pior e mais preguiçoso prefeito de sua história. O que fazer para sairmos de situação tão humilhante, o que fazer para por fim a esse caos que jogou o município fundo do poço?

Pelo passado e pelo presente já temos provas de que as receitas que foram utilizadas até agora não deram certo.

Porque tudo isso está acontecendo?

Primeiramente devemos fazer uma autocrítica, uma profunda reflexão do papel que cada um de nós teve nesse contexto, para sabermos no que erramos antes de ver o que devemos fazer doravante.

Porém, basta uma simples analise para chegarmos à conclusão de que nós estamos dando muito prestígio e poder para políticos que nada tem a ver com nossa luta, com os inúmeros problemas que enfrentamos no dia-a-dia de nossas vidas.

Desde quando Neto Carvalho, Eliomar Dias, Paulo Neto, Manin Leal, Weliton do Posto e Luciana Trinta é que devemos seguir e obedecer cegamente?

Não temos condições de andar com nossas próprias pernas?

Precisamos dessa gente mesmo?

Ou eles é que precisam de nossos votos a cada eleição para seus candidatos a deputado estadual e federal, que depois de eleitos não estão nem aí para o que possa nos ocorrer?

Que moral tem os supostos representantes dessa gente que receberam verdadeiras fortunas para coletar votos de eleitores que ainda não se deram conta de que dessa forma não estão vendendo só os votos, mas suas almas também?

Em breve estarei divulgando a relação de todos os candidatos a deputados estaduais e federais que foram eleitos em 2014 também com votos de Araioses e vocês vão chegar à conclusão de que eles não defenderam nossos interesses.

Com certeza muitos eleitores nem sabem mais em quem votaram naquelas eleições , pois seus eleitos só estiveram vivos nos “santinhos” da campanha eleitoral.

Para tirar Araioses do fundo poço vai ser necessário mais do que um salvador da pátria.

Isso já tentamos e não deu certo.

Estado investe R$ 73 milhões em infraestrutura no norte do estado e melhora a qualidade de vida das famílias maranhenses

Com a chegada do Mais Asfalto, ruas e avenidas estão sendo requalificadas em todas as regiões do Estado

Com a chegada do Mais Asfalto, ruas e avenidas estão sendo requalificadas em todas as regiões do Maranhão

“Era poeira demais, muita poeira, tinha que limpar duas, três vezes ao dia o comércio porque eu que comercializo comida, não posso deixar acumular poeira”. O depoimento é da comerciante Maria da Cruz, que há 20 anos é proprietária de uma padaria na rua Nestor Albuquerque, bairro Trizidela, em Itapecuru-Mirim. São experiências como a dela que reforçam a importância da chegada do Programa Mais Asfalto nas cidades maranhenses. Somente na região norte, o Governo do Estado investiu mais de R$ 73 milhões através do Mais Asfalto.

Assim como Itapecuru-Mirim, mais de vinte cidades dessa região também foram beneficiadas com a chegada de ruas pavimentadas e com acessos completamente revitalizados. Em Trizidela, por exemplo, há 50 anos o morador Antônio Mendes, esperava que o bairro Mutirão recebesse asfalto. “Estava cheio de buracos aí e estava muito ruim mesmo até para pedestre. Agora vamos poder fazer as atividades do dia com mais comodidade”, comemora.

As cidades de Alcântara, Barreirinhas e vários pontos de São Luís seguem com obras em execução. Para o secretário de Estado da Infraestrutura, Clayton Noleto, levar asfalto para as várias regiões do Maranhão é um desafio que o Governo do Estado está empenhado em cumprir. “Nós estamos presentes em todas as regiões do estado, em todo canto tem asfalto chegando. É um prazer para todos nós ver o Maranhão sendo transformado, esse é o compromisso dessa gestão: fazer o que nunca foi feito pelo nosso estado. Vamos continuar intensificando os trabalhos para poder expandir as obras em mais cidades”, declarou.

A meta do governador Flávio Dino é até o final de 2018 levar o Programa Mais Asfalto para todos os municípios maranhenses, atualmente mais de 190 municípios já foram alcançados com as obras de pavimentação.

Por Carla Kassis

Fotos: Jorge Ribeiro

Fonte: Sinfra

Polícia apreende 14 espingardas em fábrica de armas em Chapadinha

Gilberto Lima – O Grupo de Serviço Avançado (GSA) do 16º Batalhão de Polícia Militar (BPM), no município de Chapadinha, no leste do Maranhão, apreendeu 14 espingardas de fabricação artesanal, por volta de 11h desta quarta-feira (13).

A apreensão ocorreu na Rua Idalina Mendes, no bairro Recanto dos Pássaros, onde foi preso Francisco da Silva, de 40 anos, responsável pela fabricação das armas.

O tenente-coronel Josenaldo, comandante do 16º BPM, esclareceu que os policiais seguiram ao endereço após o recebimento de denúncias anônimas sobre a fabricação de armas na residência do acusado.

No imóvel, foram apreendidas cinco espingardas de calibre 32, cinco de calibre 36, duas de calibre 20 e duas do tipo tradicional bate-bucha.

Francisco da Silva e o armamento foram apresentados na Delegacia de Chapadinha.

OPINIÃO – Falta rebeldia ao futebol brasileiro

Robson Paz – Nos gramados a Seleção Brasileira vai muito bem, obrigado. Contraditoriamente é inversamente proporcional o comportamento da torcida brasileira, cuja apatia nem de longe demonstra a paixão nacional pelo esporte.

Qual a explicação? A crise econômica, política e institucional explica em certa medida a baixa estima da torcida canarinho. A bola murcha é constatada em pesquisas. O Instituto Paraná mostra que 65% da população não estão nada interessados ou têm muito pouco interesse na Copa do Mundo. De acordo com o Datafolha, 41% estão desinteressados pela competição. Dez pontos percentuais a mais em relação a 2010.

Mas, se é verdade que a crise reflete diretamente o desinteresse popular, não menos verdadeira é a falta de rebeldia dos ídolos fora das quatro linhas. O silêncio sobre os problemas do país é tão frustrante quanto ser goleado por 7 a 1 em casa, com estádio lotado.

Muito diferente de outras épocas. Craques do futebol nacional já protagonizaram movimentos políticos como a Democracia Corintiana, liderada pelo doutor Sócrates, que revolucionou o ambiente futebolístico e contribuiu no processo de redemocratização do país na ‘Diretas Já’, década de 80.

Antes, no ápice da ditadura militar o atacante da Seleção e do Atlético Mineiro Reinaldo protestava em plena Copa do Mundo, em 1978, contra o regime opressor. Ao fazer gol, Reinaldo comemorou erguendo o braço com punho fechado. “Era um gesto socialista, em protesto pelo fim da ditadura”, conta o ex-craque.

Os generais daquele tempo usavam o futebol como meio para aplacar os ânimos contra a ditadura com discursos ufanistas. Ao cumprimentar Reinaldo, Ernesto Geisel teria transmitido a ordem: “Vai jogar bola, garoto. Deixa que política a gente faz”.

Opressão que parece dominar o meio futebolístico nacional. O que explicaria a inércia diante de escândalos de corrupção envolvendo a cúpula do futebol brasileiro com denúncias de propinas? Em recente relato do livro publicado na Europa, o ex-presidente da Fifa Joseph Blatter discorre sobre bastidores do caso de corrupção envolvendo ex-dirigentes da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e parte da grande mídia. Segundo ele, dinheiro de uma emissora brasileira de TV teria sido desviado para a criação de uma “caixa-preta” no futebol.

O máximo que se ouve de jogadores da Seleção é o surrado chavão de que a conquista da Copa é uma forma de propiciar alegria à sofrida população. Discurso um tanto desconectado da realidade.

Na ausência de vozes do futebol nacional, coube ao ex-craque argentino Diego Maradona atacar publicamente o golpe, que retirou do poder a ex-presidenta Dilma Rousseff, cassada injustamente, e a prisão arbitrária do ex-presidente Lula.

Sobram bons exemplos de atletas que utilizaram o esporte como instrumento para transmitir mensagens essenciais para organização da sociedade. O craque africano Didier Drogba, ex-atacante da Costa do Marfim, liderou o processo de pacificação do país, após quase dez anos sob guerra civil.

Torçamos por nossa Seleção para que seja uma vez mais vitoriosa em campo e inspire nossos craques à prática da consciência política e à rebeldia de outrora. Tenhamos fé no Brasil!

Robson Paz – Radialista, jornalista, Secretário adjunto de Comunicação Social e diretor-geral da Nova 1290 Timbira AM.

Informativo da prefeitura de Araioses não passa de um deboche e falta de respeito com o povo araiosense

Recebi de alguns amigos um arquivo em PDF com o título de Informativo Prefeitura de Araioses. Por dever de ofício tive que ler alguma coisa e o que posso dizer sobre o assunto é que a tal publicação – paga com dinheiro do povo – não passa de um deboche e uma grande falta de respeito para com o povo araiosense.

Propaganda enganosa de um governo falido e medíocre, que assume como suas ações do Governo do Estado, para dizer que está fazendo alguma coisa.

Governo de mentirinha que tem como porta voz quem se sente muito bem fazendo esse tipo de coisas, pois afinal, caráter, ética e respeito com a informação não faz parte de sua história de vida.

O informativo serve na verdade para iludir os incautos com informações mentirosas, garantir ocupação para quem vive ganhando dinheiro do povo para mentir e para justificar para comprovar gasto de dinheiro público.

Uma lástima!

 “A vida melhora 100%”, diz morador sobre entregas de Flávio Dino em São João dos Patos e Barão de Grajaú

Novo Sistema de Abastecimento em São João dos Patos (Handson Chagas)

Mais qualidade de vida e mais oportunidades. Essa foi a síntese dos moradores sobre as entregas feitas pelo governador Flávio Dino, nesta terça-feira (12), em São João dos Patos e Barão do Grajaú. O pacote incluiu escola, água, Ciretran, asfalto e uniformes, dentre outros.

Em São João dos Patos, o governador entregou um Sistema Simplificado de Abastecimento de Água, no bairro Cajazeiras, para atender 1.500 residências. O novo poço também vai melhorar o abastecimento de água na região central da cidade.

“A qualidade de vida melhora 100% porque a água é vital para o bem-estar de qualquer um. É uma conquista, uma realização de um sonho antigo”, afirmou Leonson de Souza, morador do bairro.

De acordo com Hélio Pereira, gerente regional da Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema) para o Médio Sertão, muitas casas começaram a ser construídas e não foram terminadas porque não havia água: “Agora vai expandir, gerar emprego para pedreiro e uma série de pessoas. Havia mais de 15 anos não era perfurado um poço em São José dos Patos”.

Uniformes e asfalto

As entregas em São João dos Patos incluíram 1.032 uniformes para alunos da rede estadual. O Governo também inaugurou 5 quilômetros de Mais Asfalto, além de anunciar uma nova etapa do programa para a cidade neste ano ainda.

A estudante Pamela George contou que uma das ruas estava tão precária que os moradores tinham que pegar outro acesso: “A rua era muito ruim, muito cheia de areia. Quando chovia, ficavam uns buracos aqui. Depois que esses trabalhadores começaram aqui, melhorou tudo”.

Flávio também inaugurou as novas instalações da 15ª Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran). O novo prédio oferece mais conforto para os usuários e servidores, com ambiente climatizado, móveis novos e atendimento informatizado.

Obras e parceria

Escola Ney Braga, em Barão do Grajaú (Jardel Scot)

“Eu não poderia vir aqui sem trazer resultados, ações concretas para a cidade”, afirmou Flávio Dino. Ele lembrou que o governo está terminando a estrada até Passagem Franca: “Vai abrir caminho para vocês terem acesso a todas as regiões do Maranhão”.

Outra obra lembrada pelo governador foi o Restaurante Popular no município. “A comida é barata e é boa. Cada prato custa R$ 10. A pessoa paga R$ 2 e o governo paga R$ 8”, explicou.

Sobre a Saúde, Flávio ressaltou que o governo já investiu R$ 30 milhões na UPA da cidade desde 2015. E que a gestão estadual vai enviar uma nova ambulância ao município.

O governador ainda vistoriou o prédio do Viva/Procon, entregue nesta gestão e que já fez mais de 16 mil atendimentos até agora.

Flávio Dino visitou a escola de tempo integral Josélia Almeida Ramos, também inaugurada nesta administração. Ele se comprometeu a construir uma quadra poliesportiva e a fazer a ligação elétrica para o ar-condicionado. São 120 alunos no tempo integral e 640 no regular.

A prefeita Gilvana Evangelista ressaltou a parceria entre a cidade e o governador: “Hoje você nos presenteou com sua presença aqui, e creio que vai nos presentear ainda mais”.

Escola em Barão do Grajaú

Alunos da Escola Ney Braga, em Barão do Grajaú (Nael Reis)

Uma das principais entregas em Barão de Grajáu foi a reforma completa da Escola Digna Ney Braga. A escola existe desde 1976 e havia recebido a última reforma em 1998.

Com a obra, a cantina foi ampliada, ganhando geladeira, freezer, fogão, liquidificador e panelas, e a quadra, que antes estava inutilizada, agora está apropriada para a prática de esportes. Também foram construídos auditório, sala de informática e biblioteca.

“As portas eram quebradas, o banheiro não dava para usar, as salas eram quentes. Agora está bem melhor, tudo funciona”, disse a aluna Emanuelle Bibiani.

Foi construído ainda o Anexo II da escola, onde irão funcionar também turmas da educação.

“Estamos vendo uma estrutura digna, mais uma avenida de oportunidade de justiça social e de esperança”, disse Flávio, relembrando que o Estado já havia entregado uma série de obras na cidade.

Os alunos da rede estadual de ensino de Barão de Grajaú também foram beneficiados com a entrega de 1.840 fardamentos escolares.

Asfalto

Mais Asfalto em São João dos Patos (Handson Chagas)

Barão de Grajaú foi beneficiada com a segunda fase do programa Mais Asfalto. A Ordem de Serviço, assinada pelo governador Flávio Dino, é o marco inicial das obras, no valor de R$ 2 milhões. Em 2016, foram 4 quilômetros de vias pavimentadas.

O prefeito Gleydson Resende disse que a presença de Flávio Dino “vai fomentar ainda mais essa grande parceria do Governo do Estado com o nosso município”.

Fundação Pavel

O governador conheceu a estrutura da Fundação Pavel, que desenvolve trabalho filantrópico na cidade, atendendo crianças, adolescentes e famílias, ofertando assistência social, acompanhamento terapêutico e pedagógico, prática de esportes, aulas de dança, cursos de formação, dentre outros.

O trabalho existe há 25 anos na cidade, e, somente em 2017, mais de 3.500 pessoas foram atendidas no centro.

Flávio Dino em São João dos Patos (Handson Chagas)

Fotos: Handson Chagas, Jardel Scot e Nael Reis

Fonte: Secap

Caravana Mais IDH chega a Água Doce do Maranhão e a mais oito municípios nesta quarta-feira (13)

Sistema de Abastecimento está entre as entregas da Caravana Mais IDH 

Em mais uma maratona de ações e entregas, a Caravana Mais IDH do Governo do Maranhão chegará a nove municípios nesta quarta-feira (13). Desta vez, além dos serviços de saúde como testes rápidos, serão inauguradas Escolas Dignas, entregues sistemas de abastecimento de água, cisternas, kits de irrigação, feiras de agricultura familiar, entre outros.

Graças à parceria entre o Governo e as prefeituras, que preparam a estrutura para realização dos eventos, a Caravana Mais IDH chegará aos municípios de Água Doce do Maranhão, Centro Novo do Maranhão, Jenipapo dos Vieiras, Lagoa Grande do Maranhão, Marajá do Sena, Primeira Cruz, São João do Caru, São Raimundo do Doca Bezerra e Satubinha.

A iniciativa é parte de um programa maior, o Mais IDH, coordenado pela Secretaria de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop) e que envolve diversas secretarias com o objetivo de melhorar os Índices de Desenvolvimento Humano nos 30 municípios mais pobres do estado.

“Durante todo o dia vamos fazer a entrega de escolas, de Ruas Dignas, de Cras, sistemas de abastecimento de água e também faremos a distribuição de sementes, de títulos de terra. Essas são ações importantes que serão reforçadas pela presença da Força Estadual de Saúde, do Procon”, comentou o titular da Sedhipop, Francisco Gonçalves da Conceição.

Ele também comentou que a votação do Orçamento participativo que será realizada em 8 municípios: “Teremos também atividades do Orçamento Participativo e a ideia aqui é envolver a população para propor soluções que visam a mudança do IDH desses municípios”.

Mais IDH

Instituído pelo governador Flávio Dino, por meio do Decreto n° 30612, de 02 de janeiro de 2015, o Plano Mais IDH é formado de diversas ações multissetoriais nos 30 municípios com menores IDHs.

Para isso, são concentradas ações estratégicas nas áreas de saúde, educação, produção e renda, gestão e planejamento, executadas pelas diversas secretarias e órgãos de estado.

As iniciativas visam promover a redução da extrema pobreza e a diminuição das desigualdades sociais no meio urbano e rural, com o objetivo de desenvolver o território de maneira sustentável.

Fonte: Secap

Vereadores araiosenses pretendem ir a São Luís

Presidente da Câmara Élson Coutinho, se reunirá em breve com seus colegas de bancada, para analisar a possível ida dos vereadores araiosenses a São Luís

É bastante provável que uma viagem dos vereadores araiosenses ocorra nos próximos dias. Esse assunto veio a tona após a reunião de hoje (12) da Câmara de Vereadores depois de uma pequena reunião na qual ficou decidido que o presidente daquela casa, Élson Coutinho se comprometeu a conversar com os demais edis que já tinham se retirado e com outros que não compareceram a sessão para tratar de uma possível viajem a São Luís.

Na pauta do que vai ocorrer na capital maranhense está uma visita dos vereadores a Assembleia Legislativa do Maranhão, aonde pretendem expor e denunciar o que verdadeiramente está ocorrendo em Araioses, onde o Poder Legislativo vem sendo seguidamente desrespeitado por um membro do judiciário de São Luís.

A visita à assembleia se dará no momento da sessão naquele parlamento, ocasião em que um deputado – ainda não temos o nome – registará a presença dos vereadores de Araioses e lideranças que os acompanharão, já que para esse fim será fretado um ônibus.

Visitas a outras autoridades e a órgãos de comunicação de São Luís também ocorrerão.

Impedido de ver Lula, assessor do Papa denuncia perseguição política

Falando Verdades – Assessor do papa Francisco para Assuntos de Justiça e Paz, Juan Grabois foi impedido pela Superintendência da Polícia Federal de trazer uma mensagem do pontífice ao ex-presidente Lula, sob o argumento de que não é líder religioso; “Me surpreende que o argumento das autoridades tenham finalidade teológica. Pela doutrina católica, todos nós, batizados, somos discípulos e missionários e temos uma missão a cumprir”, disse, denunciando; ele denunciou “claro caso de perseguição política” e “deterioração da democracia” no Brasil; Grabois trouxe um rosário para Lula, presente de Francisco

247 – Assessor do papa Francisco para Assuntos de Justiça e Paz, Juan Grabois foi impedido nesta segunda-feira 11 pela Superintendência da Polícia Federal de trazer uma mensagem do pontífice ao ex-presidente Lula, mantido preso político há 67 dias. O argumento usado pelas autoridades causou estranhamento para Grabois: o fato de que ele não seria um líder religioso.

“Vim com muita esperança trazer uma mensagem ao ex-presidente Lula e, lamentavelmente, de maneira, para mim, um tanto inexplicável, os funcionários da Superintendência, aparentemente por uma ordem de cima, decidiram suspender os direitos de Lula e os meus de ter um encontro com o ex-presidente, porque não se poderia caracterizar um encontro religioso”, relatou o assessor a jornalistas em Curitiba.

Para ele, o argumento não tem lógica, uma vez que, “pela doutrina católica, todos nós, batizados, somos discípulos e missionários”. Ele contou que veio trazer um rosário do papa Francisco e uma mensagem do papa a Lula, as conclusões dos encontros do pontífice com os movimentos sociais, além de debater questões espirituais com o ex-presidente. Grabois entregou o rosário na PF e deixou uma mensagem por escrito. Ele espera uma resposta de Lula até amanhã.

“Estou muito preocupado com a situação, considerando que estamos diante de um claro caso de perseguição política, onde há uma deterioração da democracia no Brasil. Esta inexplicável negativa a permitir uma visita que estava programada de antemão é parte também de um processo de degradação das instituições não somente no Brasil, mas nos países da América Latina”, denunciou.

“Me surpreende que o argumento das autoridades tenham finalidade teológica, por eu não ser um sacerdote consagrado. Não sei se esses funcionários têm formação teológica, mas reforço que todos os batizados somos discípulos e missionários e temos uma missão a cumprir”, completou. O assessor do papa contou ter visitado presos em situações similares em diversos locais e nunca se deparou com uma negativa dessa natureza.

Ele concluiu sua fala dizendo que sai triste, mas com a certeza de que “a Justiça virá”.

Assista à sua fala:

Lula lança “Manifesto ao povo brasileiro”

Por Ed Wilson Araújo

O PT está decidido a levar a candidatura de Lula às últimas instâncias e assegurar o registro na Justiça Eleitoral.

Atos públicos, manifestos, ampla divulgação nas redes sociais, declarações de apoio e uma série de eventos de pré-campanha visam criar uma corrente de opinião progressiva na sociedade, somada às pesquisas de intenção de voto que colocam o petista na liderança.

No “Manifesto ao povo brasileiro”, Lula denuncia as razões políticas da sua prisão e se diz pronto para mais uma batalha.

Veja abaixo:

Há dois meses estou preso, injustamente, sem ter cometido crime nenhum. Há dois meses estou impedido de percorrer o País que amo, levando a mensagem de esperança num Brasil melhor e mais justo, com oportunidades para todos, como sempre fiz em 45 anos de vida pública.

Fui privado de conviver diariamente com meus filhos e minha filha, meus netos e netas, minha bisneta, meus amigos e companheiros. Mas não tenho dúvida de que me puseram aqui para me impedir de conviver com minha grande família: o povo brasileiro. Isso é o que mais me angustia, pois sei que, do lado de fora, a cada dia mais e mais famílias voltam a viver nas ruas, abandonadas pelo estado que deveria protegê-las.

De onde me encontro, quero renovar a mensagem de fé no Brasil e em nosso povo. Juntos, soubemos superar momentos difíceis, graves crises econômicas, políticas e sociais. Juntos, no meu governo, vencemos a fome, odesemprego, a recessão, as enormes pressões do capital internacional e de seus representantes no País. Juntos, reduzimos a secular doença da  desigualdade social que marcou a formação do Brasil: o genocídio dos indígenas, a escravidão dos negros e a exploração dos trabalhadores da cidade e do campo.

Combatemos sem tréguas as injustiças. De cabeça erguida, chegamos a ser considerados o povo mais otimista do mundo. Aprofundamos nossa democracia e por isso conquistamos protagonismo internacional, com a criação da Unasul, da Celac, dos BRICS e a nossa relação solidária com os países africanos. Nossa voz foi ouvida no G-8 e nos mais importantes fóruns mundiais.

Leia o manifesto completo aqui.