Em Suzano/SP alunos atiradores invadem escola, matam 10 e se suicidam

Ao menos dez pessoas morreram e outras dez ficaram feridas durante tiroteio dentro da Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, Grande São Paulo, durante a manhã desta quarta-feira, 13. O nome das vítimas será anunciado à tarde, pois os familiares ainda estão sendo informados. As informações foram confirmadas pela Secretaria da Segurança Pública.

A Polícia confirmou a identidade dos dois atiradores: um deles é Luiz Henrique de Castro, que faria 26 anos neste sábado, 16, e o outro é GTM, de 17 anos.

Segundo informações da Polícia Militar, duas pessoas armadas e encapuzados invadiram a escola e efetuaram os disparos. Uma pessoa foi baleada fora da escola.

Os criminosos cometeram suicídio no local. Os atiradores usaram um revólver .38, uma besta e um arco e flecha.

O coronel Salles da PM disse que, antes de entrar na escola, os dois atiradores atiraram contra o proprietário de um lava-jato que fica em frente à escola. Segundo o coronel, os atiradores entraram na escola na hora do intervalo. Primeiro, eles atiraram em uma coordenadora pedagógica e uma supervisora. Depois, se dirigiram ao pátio, onde atingiram quatro alunos de ensino médio. Em seguida, eles foram até o Centro de Línguas. Os alunos que estavam no local se esconderam dentro de uma sala de aula. Os atiradores, então, se suicidaram no corredor em frente.

O Gate está fazendo uma varredura na escola, porque foram encontrados artefatos com aparência similar a de explosivos. A área, no entorno da escola, está isolada por risco de haver explosivos. “A preocupação nesse momento é desmantelar os artefatos explosivos, prestar socorro às vítimas e atender as famílias”, disse o coronel Salles.

O governador João Doria assim que foi informado do ocorrido, cancelou toda sua agenda e se dirigiu ao local para acompanhar o trabalho de resgate e atendimento aos feridos. Em entrevista coletiva, Doria informou que a diretora acredita que os dois atiradores não são alunos da escola. A polícia estima que tenham entre 20 e 25 anos. “Cena mais triste que já vi na minha vida”, disse Doria à imprensa.

Doria pediu apoio psicossocial, psicólogos, alimentação e ambulância no local para todas as vítimas e familiares. Segundo Doria, o prefeito de Suzano estava em Brasília para um evento oficial, mas já está retornando à cidade. O governador ressaltou que o vice-prefeito e a primeira-dama estão prestando assistência.

Em nota de pesar, o Ministério da Justiça e Segurança Pública se colocou à disposição do governo do Estado de São Paulo.

“O Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) lamenta o grave atentado à Escola Estadual Professor Raul Brasil, em Suzano (SP), que provocou o trágico assassinato de crianças e funcionários e presta solidariedade aos familiares neste momento de dor e tristeza”, diz a nota.

A pasta disse também que “os fatos ainda estão sendo apurados pelas autoridades competentes e o Ministério se coloca à disposição do governo do estado de São Paulo”.

Em nota, a Prefeitura de Suzano informou que o Pronto Socorro Municipal já recebeu crianças com ferimentos leves e os feridos com maior gravidade estão sendo encaminhados para o Hospital Luzia de Pinho Melo, em Mogi das Cruzes, e o Hospital Santa Marcelina, em Itaquaquecetuba. A gestão municipal disse ainda que está dando suporte com equipes de emergência, como Defesa Civil, Samu e Guarda Civil Municipal. As ações relativas ao sepultamento das vítimas serão amparadas pela prefeitura de Suzano e governo do Estado.

Com informações do Estadão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *