O Novato – Um deboche

Plagiando certo vereador, é assim que se pode definir a administração da atual prefeita de Araioses, Luciana Trinta.

Desde que iniciou sua gerência D. Luciana vem debochando de todos, de alguma maneira:

Debocha dos professores quando não implanta a lei do piso salarial do magistério; quando sequer paga o reajuste anual do salário mínimo, atrasado por mais de 2 anos; quando por  incompetência ou propósito, invés de começar o ano letivo no início de fevereiro, começa no final, obrigando professores e estudantes a entrar pelo mês de dezembro inteiro e mais alguns sábados por ano, para poderem cumprir a carga horária; debocha de alunos e de seus pais , quando os deixa com frequência sem transporte escolar por falta de manutenção dos veículos;  debocha ainda mais quando deixa crianças entre 3 e 10 anos sem merenda por mais de 15 dias; crianças, cuja maioria, filhas e filhos de trabalhadores  pobres; debocha dos motoristas quando os deixa sem pagamento e trabalhando em condições de risco; debocha dos profissionais contratados, de diversas  categorias, quando lhes deixam a míngua sem dinheiro, sem saúde e sem esperanças e tenta lhes fazer  acreditar que está salvando suas vidas lhes oferecendo uma vaga mal remunerada com direitos restritos e com uma mordaça nos lábios; debochou, de certa forma, até dos seguidores da igreja católica quando implicou com um padre, cuja maioria gostava, só porque ele não lia pela sua cartilha, nem rezava pela sua bíblia; vem debochando do Poder Legislativo que até agora quase só ficou na oratória.

Parece que D. Luciana agora resolveu desrespeitar até parte do Poder Judiciário local, quando passa por cima de suas recomendações para descontratar pessoal e, ao invés disso, continua contratando, e muito. E o concurso? Alguém duvida que ela não faça? Independente de qualquer coisa, a prefeita já disse, em sua TV, que não o fará e alegou para isso falta de recursos. Quer deboche maior que esse?

Portanto, debocha de alguma forma de toda população, dos trabalhadores de maneira geral, sejam eles funcionários públicos, comerciantes, pescadores, autônomos, trabalhadores e trabalhadoras rurais, bem como as trabalhadoras do lar, quando deixa de usar ou usa os recursos da cidade para promover a si própria, plantando palmeiras na entrada da cidade, enquanto pessoas adoecem e passam por terrível situação de penúria em função da falta de estrutura e atendimento adequados no único hospital em funcionamento na cidade, que é de sua propriedade; quando pavimenta com bloquetes, caríssimos, os pontos mais visíveis da cidade no último ano de seu governo, enquanto engana a população com a promessa de lhes entregar o Hospital Municipal renovado e o transforma num elefante verde e laranja, com mera função de posto de saúde; quando promove festanças de seu interesse, enquanto há escolas funcionando com um só banheiro para vários estudantes, computadores enviados pelo governo federal apodrecem por falta de salas adequadas para funcionamento e livros importantes, dentre eles, de  alfabetização, são jogados dentro de caixotes por falta de estantes para acomodá-los decentemente; quando desperdiça o dinheiro em bloquetes desnecessários ou em falsas e espalhafatosas  inaugurações de  prédios já construídos em outras administrações,  enquanto tentou construir uma creche para filhos de trabalhadores pobres nos barreiros, ou seja, num alagadiço cheio de lama, sujeira e doenças.

Pior ainda, creio que suas maiores vítimas sejam os inúmeros trabalhadores desempregados que sua nociva administração continua produzindo.

Mas, por que será que a prefeita Luciana Trinta debocha há quase quatro anos do povo dessa cidade?

Araiosense, feliz dia do trabalhador! Aproveite o feriado para refletir.

O Novato é colaborador do programa Comando Geral apresentado pelo jornalista Daby Santos na Rádio Santa Rosa FM.

Planalto oficializa indicação de Brizola Neto para pasta do Trabalho

folha.uol.

MÁRCIO FALCÃO
DE BRASÍLIA

O Palácio do Planalto confirmou oficialmente nesta segunda-feira (30) a indicação do deputado Brizola Neto (PDT-RJ) para comandar o Ministério do Trabalho. Ele deve tomar posse na quinta-feira (3), dando fim a um impasse que já durava cinco meses.

Dilma convida Brizola Neto para assumir Ministério do Trabalho
Deputado Brizola Neto deve assumir Ministério do Trabalho

 

 

Brizola Neto (à esq.), convidado para assumir o Ministério do Trabalho, ao lado do ex-ministro Carlos Lupi - Foto:Leonardo Carvalho - 28.jan.10/Folhapress

O convite a Brizola Neto foi feito pessoalmente hoje pela presidente Dilma Rousseff. O deputado e a presidente se reuniram por mais de meia hora.A pasta era comandada interinamente por Paulo Roberto Santos Pinto desde dezembro do ano passado, quando o ex-ministro Carlos Lupi deixou o cargo em meio a denúncias de irregularidades.

Ele foi recebido no Planalto logo após reunião da presidente com o próprio Lupi, que é presidente do PDT, e o ministro Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral da Presidência).

Apesar de contar com apoio das centrais sindicais, a indicação de Brizola Neto para o cargo ainda enfrentava resistências internas. Questionado sobre a escolha do colega, o líder do PDT na Câmara, Andre Figueiredo (CE), evitou comentar. “É uma escolha pessoal da presidente.”

Além de Brizola Neto, o PDT apresentou os nomes do deputado Vieira da Cunha (PDT-RS) e do secretário-geral do partido, Manoel Dias. O partido controla o ministério desde o governo Luiz Inácio Lula da Silva.

NOTA

Em nota, a presidente disse que Brizola Neto “prestará grande contribuição ao país” e destacou sua trajetória política como ex-secretário de Trabalho e Renda do Rio de Janeiro, ex-vereador e deputado federal.

Dilma ainda agradeceu o ministro interino. “A presidenta agradeceu a importante colaboração do ex-ministro Carlos Lupi, que esteve à frente do Ministério no primeiro ano de seu governo, e do ministro interino Paulo Roberto dos Santos Pinto na consolidação das conquistas obtidas pelos trabalhadores brasileiros nos últimos anos”, diz a nota.

Apesar da resistência de parte da bancada do PDT, o deputado, de 33 anos, conquistou nos últimos meses o aval da Força Sindical e da CUT (Central Única dos Trabalhadores).

Brizola Neto assumirá o posto de ministro mais novo da Esplanada. Neto de Leonel Brizola, fundador do PDT e ex-governador do Rio de Janeiro e do Rio Grande do Sul, o deputado exerce o segundo mandato na Câmara dos Deputados.

Chegou a liderar o PDT em 2009 e teve uma atuação sempre fiel ao governo. Em 2011, se licenciou da Câmara para exercer o cargo de secretário de Trabalho e Renda do Rio de Janeiro.

Em seu site, ele destaca a ligação com o avô. “O nome que carrego é uma bandeira. É um símbolo para milhões de pessoas que sonham com um Brasil diferente, com um Brasil com justiça, com trabalho,com progresso para nosso povo.”

1º DE MAIO

A escolha ocorre um dia antes das comemorações do Dia do Trabalho, nesta terça-feira (1º), e após Dilma se encontrar com Lula na semana passada em Brasília.

A presidente não deve participar das comemorações do Primeiro de Maio em São Paulo, onde as centrais sindicais realizam grandes eventos. Enviará Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral) em seu lugar e fará pronunciamento em rede nacional de rádio e TV.

Flávio Dino diz que governo do MA está “totalmente perdido”

Blog do John Cutrim

O ex-deputado federal e presidente da Embratur, Flávio Dino (PCdoB), voltou a criticar hoje, por meio de sua página no twitter, o governo do Maranhão.

“Está claro que o atual governo do Maranhão está totalmente perdido, em todas as áreas. Crimes de pistolagem são exemplo evidente. Lamentável”, afirmou Dino, que aniversaria nesta segunda-feira.

A execução do jornalista Décio Sá, ocorrida na última segunda-feira e sem solução, até o momento, por parte das autoridades de segurança, também foi alvo das críticas de Flávio Dino.

“Crescimento dos crimes de pistolagem no Maranhão exige atitude do governo, mobilizando todo seu aparato”, cobrou o presidente da Embratur.

Missa em memória de Décio Sá reúne amigos e familiares na Igreja da Sé

Jornal Pequeno

Foi celebrada na manhã de ontem (29), na Igreja da Sé (Avenida Pedro II, Centro de São Luís), a missa de sétimo dia em memória do jornalista Décio Sá. Centenas de amigos e familiares lotaram a catedral metropolitana, para prestar homenagens ao jornalista, assassinado a tiros na última segunda-feira (23), em um bar da Avenida Litorânea.

Durante a celebração, a viúva do jornalista, Silvana Sá, emocionou-se por diversas vezes e precisou ser amparada por parentes. Padre César de Sousa, que conduziu a cerimônia, enfatizou que o ato religioso simbolizou a esperança, mesmo em um momento de profunda dor.

O padre César de Sousa celebra missa na Igreja da Sé, assistida por grande número de amigos e familiares de Décio Sá. Foto: Alessandro Silva

“Resta-nos celebrar o silêncio, a dor, a paciência e principalmente o amor”, disse o sacerdote, confortando todos os presentes. Ao final da celebração, a irmã do jornalista Décio Sá, Vilanir Sá, agradeceu o apoio e, na ocasião, pediu justiça. “Agradecemos a todos que nos confortaram nesse momento de profunda dor. Mas queremos pedir a todas as autoridades, que investiguem; queremos justiça não só para o Décio, mas para todos os maranhenses. Queremos paz. Essa será a alegria do Décio, a alegria de todo o Maranhão”, enfatizou.

Na saída da igreja, foram distribuídas rosas vermelhas e brancas simbolizando o pedido de justiça feito pela família do jornalista.

Já está marcada para a próxima terça-feira (1º), uma caminhada a partir das 10h, na Avenida Litorânea, em sinal de protesto, pedindo a elucidação do crime contra o jornalista Décio Sá, além de outros considerados de encomenda no Maranhão.

Caminhada deverá acontecer na próxima terça (1º), na Litorânea

A concentração para a caminhada será às 9h, no Parquinho da Avenida Litorânea (próximo ao Pestana Resort Hotel). Outdoors foram espalhados pelas principais avenidas de São Luís, convidando a população para participar do ato.

Barbárie no Maranhão! Índia assassinada por pistoleiros!

Índios denunciam presença constante de pessoas estranhas na Aldeia Coquinho. Foto: ìndios do Maranhão

Por Alice Pires*

Uma liderança indígena do Maranhão, a cacique Maria Amélia Guajajara, 52 anos, foi executada na tarde de ontem (28), por pistoleiros. Segundo a informação que nos chegou agora a pouco, dois homens, em uma moto, chegaram à aldeia e na frente de todos (inclusive da família da vítima) dispararam dois tiros na cabeça de Maria Amélia.

Esta índia Guajajara era cacique da aldeia Coquinho II, na Terra Indígena Canabrava, localizada no município de Grajaú, a 600 quilômetros de São Luis. Ela denunciava os constantes assaltos na região, o tráfico de drogas e a exploração ilegal de madeiras dentro da terra indígena. Por tudo isso, entre os suspeitos estão os madeireiros da região, protegidos pelo grupo Sarney.

O assassinato brutal e covarde desta índia confirma as palavras do nosso companheiro de Vias de Fato, o jornalista Emilio Azevedo, em recente entrevista a “Rádio Brasil Atual” e reproduzida (com injustificável hesitação) no site da Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ). O que ocorreu com Maria Amélia é mais um fato triste, lamentável, trágico, que expõe, mais uma vez, a barbárie vivida no Maranhão, fruto de uma política, sem civilidade, marcada pela máfia, onde o crime organizado está infiltrado nos três poderes (o Executivo, o Legislativo e o Judiciário).

Só neste mês de abril de 2012 foram executados, por pistoleiros, um lavrador, um jornalista e ontem (28/04), uma liderança indígena. E, a não ser na atividade de jornalista, os outras não são exceções! No Maranhão é comum o assassinato de lavradores, sem terra, índios, quilombolas… O caos já está instalado há muito tempo, na imensa periferia maranhense. O problema é que a indiferença da elite/poder público/máfia, não dá visibilidade à situação. Cria uma falsa tranqüilidade. Os seis tiros dados no jornalista Décio Sá estão expondo as vísceras do Maranhão!  E alguns – como tem registrado atualmente o professor Wagner Cabral nas redes sociais – usam e abusam da hipocrisia diante do cadáver do jornalista.

No Maranhão, não tem governo! Não tem justiça! A impunidade é a regra! O poder está se resumindo a uma briga entre quadrilhas! Maria Amélia, a índia, é mais uma vítima dessa situação. A diferença é que não vai ter recompensa de cem mil para encontrar os culpados, nem Sarney vai fazer artigo de próprio punho, falando de “valores morais”, “liberdade” e “democracia”, num misto de cinismo e covardia.

Como bem disse a revista Carta Capital  desta semana (nº 695), hoje, nem os amigos de José Sarney (o chefe maior do banditismo) estão mais seguros. Então, quem está? É a Barbárie! É a falta de civilidade de um esquema que nasceu inspirado na truculência e nas fraudes do vitorinismo e consolidado nas trevas de uma ditadura sangrenta. Uma leitura da entrevista com o histórico Freitas Diniz, publicada este mês, no jornal Vias de Fato, ajuda muito a compreender a nossa conjuntura e o perfil dos nossos opressores.

No caso dos índios, os dados são alarmantes. No Maranhão, em 2011, um caminhoneiro passou com o caminhão em cima de um Guajajara, uma índia Kanela foi estuprada e morta a pauladas com requintes de crueldade (pedaços de madeiras e folhas secas foram introduzidas nos seus órgãos genitais), em março desse ano, uma índia Guajajara, adolescente de 13 anos, grávida de um não-índio, foi encontrada na casa dele cheia de hematomas, estrangulada e amarrada em uma cadeira e, o cúmulo, uma criança Awá-Gwajá foi supostamente queimada viva por madeireiros. A mais recente vítima foi a cacique guerreira Guajajara Maria Amélia. É uma barbárie! E para mudar, temos que admitir e enfrentar esta realidade!

* Alice Pires é da coordenação do Jornal Vias de Fato

Itamagu – De volta ao passado

Procurando uns documentos que comprometem e muita a conduta de um vereador araiosense, Itamagu acabou encontrando outro que já tinha os na conta de arquivos perdidos datado de 3 de novembro de 2004, que provam um grupo  vereadores de Água Doce  tentou extorquir umas dezenas de milhares de reais do então prefeito Francisco das Chagas Linhares – Chico da Loja, para aprovarem suas prestações de contas que estavam na mesa diretora do poder legislativo daquele município.

O documento em si trata-se da cópia do Boletim de Ocorrência nº 290/2004 registrado pelo escrivão Luis Fernando A. de Carvalho, na Delegacia de Polícia de Araioses. Segundo relata, Chico da Loja diz ter sido procurado no escritório de sua loja em Araioses pelos vereadores Evando Medeiros, Mauro Sales e Zé Silva, Antonio Sousa lhe pedindo R$ 30.000,0 (trinta mil reais) para aprovarem a prestação de suas contas sob pena de afastá-lo do cargo de prefeito daquele município. Na ocasião os vereadores não especificaram a Chico da Loja de que ano eram as contas sob ameaça.

Chico da Loja não cedeu a chantagem desses vereadores e eles voltaram a carga varias vezes sendo que os demais encontros ocorreram na prefeitura em Água Doce e na residência do prefeito em Araioses. Eles chegaram a sugerir que Marcelo Freitas, genro e Iolanda Linhares esposa de Chico que aconselhassem ao prefeito que atendesse ao pedido deles.

Chico da Loja mesmo diante de tanta pressão não cedeu a chantagem dos vereadores. Resultado é que ao chegar por volta das quatro da tarde de 29 de novembro daquele ano em Água Doce, recebeu a informação de populares que tinha sido cassado, que não era mais prefeito.

A reunião que ceifou o mandato de Chico da Loja foi realizada na casa do Mauro Sales, em Frexeira e dela participaram dele mais sete vereadores. Dias depois, Chico da Loja conseguiu na justiça, o direito de voltar a ser prefeito.

O baú está aberto e em breve mais casos verídicos serão contados sobre aqueles tempos.

Aguardem!

O encosto

Político experiente, homem bem sucedido na vida, Manoel Ribeiro, um dos deputados mais atuantes do Maranhão esteve no final de semana passado aqui em Araioses. Esteve na APAE onde participou da fundação do PTB Mulher e PTB Jovem, conversou com muita gente e ainda teve tempo de passear pelo nosso Delta. O deputado por onde passou causou uma boa impressão e cativou a todos.

Porém, uma situação muito estranha e até constrangedora para uns chamou a atenção de uma senhora que é médium, ou seja, tem o dom de intermediar o mundo material com o mundo espiritual. Em ouras palavras pessoas assim vêem espíritos que estão por perto de si ou de outras pessoas.

Pois bem, a tal vidente, que por sinal gostou muito de Manoel Ribeiro ficou muito preocupado com um “encosto” desses da pesada que segundo ela, não largou nem por um instante sequer, a aba do deputado. A área sombria do dito cujo era tão forte e perturbadora que causava arrepio em que tentava se aproximar do parlamentar.

Preocupada com o futuro político do deputado aqui na região, ela aconselhou que os amigos de Manoel Ribeiro formassem uma corrente de orações ao Pai Maior pedindo a Ele que liberte o deputado, antes que seja tarde demais da influencia maléfica que o dito cujo possa causar.

Arre égua! Saravá meu Pai!

Algumas coisas que intrigam na morte de Décio. Os bandidos tinham informação antecipada?

Blog do por Roberto Kenard

Como não sou especialista da área, queria discutir com vocês algo que me intriga no assassinato do jornalista Décio Sá.

Perguntei a alguns jornalistas amigos próximos de Décio se ele tinha o hábito de na segunda-feira ir ao bar Estrela do Mar. Responderam-me que não.

Bom, a presença da moto no crime faz sentido: os bandidos não sabiam para onde ia o jornalista e o seguiram. Estão acompanhando meu raciocínio? Eu quero a ajuda de vocês. Repito: não sou especialista, estou raciocinando em voz alta.

Mas se não era um hábito, como explicar a presença do carro à espera do assassino? Vocês hão de dizer: o carro também seguiu o jornalista desde que ele saiu do trabalho. Não é simples assim, penso. O carro esperava pelo assassino do outro lado, longe dos olhares. Convenhamos, quem segue alguém para matar não arma esse modus operandi. Há cálculo demais aí para ser um “seguir para matar”.

Algo assim: vocês seguem Décio, entram no bar e o eliminam. Do outro lado, distante, alguém estará esperando num carro. Vocês fazem o trajeto pelas dunas e se livram de parte da arma.

Isso não parece coisa tramada de última hora. E se não é coisa de última hora, há que saber com antecipação para onde iria Décio Sá.

A pergunta que faço, então, é esta: os bandidos já sabiam que Décio Sá iria justo para o Estrela do Mar? Repito (sempre como leigo no assunto): a operação armada para matá-lo parece ter contado com informação antecipada, a ser verdade o que me disseram sobre não ser um hábito de Décio ir ao Estrela do Mar às segundas-feiras.

E a primeira pergunta leva a outras: como os bandidos sabiam que ele iria para aquele local, se não foi uma operação de seguir para matar? Como conseguiram a informação? Alguém passou a informação?

Reparem, não estou afirmando nada. Exponho algo que me intriga. Penso em voz alta, digamos assim. E conto com a opinião de vocês.

Leonardo confirma melhora de Pedro e diz que filho está “nas mãos de Deus”

Taís Toti

Do UOL, em São Paulo
O cantor Leonardo confirmou a melhora do filho, Pedro Leonardo Dantas, durante visita ao Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, na noite desta sexta-feira (27). “São momentos difíceis, mas é preciso ter esperança. O Pedro agora está nas mãos de Deus”, disse o cantor em rápida conversa com os jornalistas. O sertanejo também confirmou que retomará sua agenda de shows.

Leonardo visita o filho Pedro em hospital de São Paulo

Segundo boletim médico divulgado na manhã desta sexta, Pedro, 24, apresentou “evolução no quadro clínico e neurológico” e melhora nos resultados dos exames realizados. Ainda de acordo com a nota, o estado é muito grave, ainda que estável.

Durante a tarde, Pedro recebeu as visitas da mulher, Thaís Gebelein, e da tia. “Acabei de ver ele… E vim aqui falar que todas as orações estão funcionando! Mais um dia, mais uma vitória”, disse Thaís pelo Twitter.

Um grupo de cinco amigas, com camisetas estampadas com o rosto de Pedro, faziam vigília na porta do hospital. “Me mudei para a casa da minha irmã, perto do hospital, para ficar de prontidão até o Pedro receber alta”, disse Maíra Graciosa, de 26 anos.

Na manhã desta sexta, o cantor passou por exame que avalia o fluxo sanguíneo no cérebro, informou a médica Ludmilla Hajjar, coordenadora da UTI do Sírio-Libanês, à reportagem da TV Globo. De acordo com a médica, o cérebro ainda está inchado e é preciso mais fluxo de sangue para que o órgão volte ao tamanho normal.

  • O cantor Leonardo visita o filho Pedro no Hospital Sírio-Libanês na noite desta sexta-feira (27)

Pedro chegou pouco antes das 17h desta quinta ao centro médico, onde ficará internado. A equipe divulgou boletim logo após a internação, dizendo que o quadro de Pedro é “estável do ponto de vista cardiovascular, respiratório e neurológico”. “A transferência transcorreu sem intercorrências”, informa o boletim.

“Graças a Deus o Pedro fez uma viagem estável. Houve uma demora de 40 minutos entre o avião chegar e ele conseguir ir para a ambulância. Isso aconteceu por causa do tamanho da maca, que era difícil de manusear”, disse a assessora do cantor na entrada do hospital.

Transferência

Pedro foi transferido do IOG (Instituto Ortopédico de Goiânia) em um avião-UTI, acompanhado por quatro médicos. A aeronave saiu da cidade às 14h e pousou no aeroporto de Congonhas por volta das 15h30. De lá, o cantor seguiu de ambulância para o hospital.

Os fãs acompanharam a chegada de Pedro Leonardo ao Sírio-Libanês e vieram torcer pela saúde do ídolo. Vitória Santos, 15, chegou a correr para acompanhar a ambulância. “Desejo que ele melhore. Como o pai dele diz, ‘a fé move montanhas’ e este é um momento de fé”, disse Vitória. O goiano Genervino Vieira da Silva, 44, foi outro que deu seu apoio. “Sou fã dele e do pai dele e estou na torcida para que ele se recupere”.

 Pedro Leonadro chega de ambulância ao hospital Sírio-Libanês em São Paulo (26/4/12). O cantor foi transferido do IOG (Instituto Ortopédico de Goiânia) em um avião-UTI do hospital AgNews

O acidente
Pedro sofreu um acidente de carro por volta das 6h55 de sexta-feira na rodovia MGC-452, no município de Tupaciguara (MG), próximo à divisa de Minas Gerais com Goiás. O jovem estava sozinho no carro e havia saído de um show com o primo, Thiago, na cidade de Uberlândia.

De acordo com o médico Ernani de Oliveira Rodrigues, do Hospital Municipal Modesto de Carvalho, em Itumbiara (GO), Pedro chegou ao local sedado, por volta das 8h40. Ele passou por uma tomografia e, depois, por uma cirurgia na região do baço devido às feridas na região do abdômen.

Em 2009, o cantor participou do reality show “A Fazenda”, da Record, e foi eliminado na última semana do programa. Pedro é pai de Maria Sophia, nascida em maio do ano passado, fruto do relacionamento com Thais Gebelein. A menina é a primeira neta do cantor Leonardo.

Décio Sá pode ter sido morto para não divulgar denúncia contra grupo influente do Maranhão

GP1/ Feitosa Costa

O jornalista Décio Sá, 42 anos, assassinado com seis tiros de pistola ponto 40 às 22h40min da última segunda-feira, no bar Estrela do Mar, na avenida Litorânea, em São Luis, pode ter sido vítima de um plano que visava silenciá-lo pelo que se preparava para publicar e não por denúncias que já tinha feito na imprensa, segundo revelação feita na noite desta quinta-feira por um policial maranhense em conversa com este repórter.Na Assembléia Legislativa, jornalistas do comitê de imprensa denunciaram a volta da pistolagem no Estado.

Jornalista Décio Sá

Essa linha de investigação foi aberta a partir de informações obtidas pela Força Tarefa criada para esclarecer o crime segundo as quais o jornalista fazia há cerca de 30 dias um levantamento que teria chegado a uma rede criminosa com a participação de um grupo com influência política no Estado do Maranhão.

Requisitada pelo secretário de Segurança Pública Aloísio Mendes, as investigações contam com a colaboração da Polícia Federal.Há  sinais de que Décio trabalhava “uma matéria bombástica” para divulgar no seu blog, com provas contra várias pessoas e seria sobre esse assunto que trataria com um colega de profissão com o qual havia marcado um jantar naquela mesma noite.

Revolta

Jornalistas  do comitê de imprensa da Assembléia denunciaram a volta da pistolagem através de uma nota divulgada em praticamente todos os veículos de comunicação do Estado.Segundo eles nos últimos meses, muitas pessoas foram vítimas de emboscadas de pistoleiros em várias parte do Estado, principalmente na capital.No dia seguinte à morte de Delson mataram um professor de educação física coincidentemente amigo do jornalista.

No inicio a Polícia suspeitou que havia ligação entre os dois crimes mas depois ficou clar o que havia motivação diferente.

Enquete de Luciana Trinta só foi para fazer os telespectadores de bestas

Menos de dois meses atrás a prefeita Luciana Trinta mandou seu pessoal da comunicação dizer que ela ia fazer a nova pavimentação da Avenida Dr. Paulo Ramos. Também mandou que eles fizessem uma enquete em sua TV para saber se os telespectadores preferiam asfaltos ou bloquetes de cimento como ela já fizera em Barreiras.

Sabe-se com segurança que o resultado foi de ampla maioria pelo asfalto, porém a prefeita está fazendo-o com os bloquetes. Então para que a pesquisa se já estava determinado que não fosse asfalto?

E não tinha como ser diferente, uma vez que convênio firmado entre a prefeitura de Araioses e o Ministério das Cidades, em 2009 já determinava como seria a obra. A enquete que a prefeita mandou seu pessoal fazer na realidade só foi mais uma prova de que ela gosta de fazer o povo araiosense de besta.

Veja abaixo os dados do convênio.

Convênios por Estado/Município


UF: MA
Município: ARAIOSES

 

Detalhes do Convênio
Número do Convênio SIAFI: 725104 Saiba como obter informações adicionais, denunciar irregularidades ou comunicar inconsistência de dados
Situação: Em Execução
Nº Original: 11844/2009
Objeto do Convênio: PAVIMENTACAO COM MICRO CONCRETO ASFALTICO A FRIO NA AV. DR. PAULO RAMOS SEDE DO MUNICIPIO.
Orgão Superior: MINISTERIO DAS CIDADES
Concedente: CAIXA ECONOMICA FEDERAL – PROGRAMAS SOCIAIS
Convenente: PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAIOSES
Valor Convênio: 146.950,00
Valor Liberado: 125.113,23
Publicação: 26/07/2010
Início da Vigência: 20/07/2010
Fim da Vigência: 31/07/2012
Valor Contrapartida: 3.050,00
Data Última Liberação: 27/03/2012
Valor Última Liberação: 121.998,23

Alterada para junho primeira etapa de vacinação contra aftosa no Maranhão

Criadores agora terão que vacinar rebanho no período de 1º a 30.

Expectativa é de que o Estado alcance status sanitário livre da doença.

Do G1 MA

Vacinação febre aftosa no MA (Foto: Divulgação)

O período de realização da 1ª etapa da Campanha de Vacinação contra a Febre Aftosa no Maranhão foi alterado para o mês do junho, segundo a Agência de Defesa Agropecuária (Aged). Anteriormente o prazo informado seria durante todo o mês de maio.

De acordo com a Secretaria da Agricultura, Pecuária e Pesca do Maranhão, a alteração no calendário é uma determinação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), em razão do processo de sorologia do rebanho maranhense, que será iniciado no mês de maio, em 340 propriedades rurais de 146 municípios.

A sorologia faz parte do projeto para que o estado alcance o status sanitário de Zona Livre de Febre Aftosa com vacinação, e a participação dos criadores é de extrema importância nesse processo.

Transporte Escolar – crianças estão sendo transportadas de forma perigosa

Lanchas do programa "Caminho da Escola" estão há meses sem sair do lugar

Enquanto as lanchas do transporte escolar se acabam no ancoradouro de Barreiras os alunos das ilhas se arriscam em transporte indevido

O Araioses real, nu e cru que a prefeita Luciana Trinta esconde como lixo debaixo do tapete vai continuar sendo mostrado aqui no blog. O post de hoje será sobre o transporte escolar, mais precisamente sobre o transporte de alunos que moram nas ilhas do município e estudam na cidade.

A prefeita conseguiu duas lanchas através do programa Caminho da Escola do Governo Federal, via FNDE. Quando as embarcações chegaram aqui no início do ano foi uma festa de imagens que foram veiculadas a exaustão na TV de sua propriedade. O fato foi passado à população como um grande feito de seu governo o que nenhum outro tinha conseguido. As lanchas foram exibidas como um grande troféu, como uma grande conquista de Luciana Trinta. O sorriso da prefeita e dos apresentadores de sua TV soava como um deboche.

Foi só mídia, só tapeação, pois os alunos das ilhas continuam sendo transportados – quando são – em embarcações impróprias correndo um grande risco de sofrerem algum acidente que pode ser fatal. Hoje por volta das 13 horas, várias crianças que estudam na cidade desembarcaram de uma pequena embarcação (rabeta) o que segundo se soube ocorre todos os dias. Essas estavam vindo da localidade Ilha da Manga.

As lanchas, do programa Caminho da Escola – FNDE, não transportam ninguém. Elas estão paradas há meses no ancoradouro de Barreiras no meio dos matos tendo como companhia mais duas lanchas, sendo essas para transportarem doentes, as ambulanchas, como enche a boca a prefeita.

Veículos náuticos que bem poderiam estar a serviço dos araiosenses, uma vez que essa é a finalidade deles. Não estão por quê? Pergunta de fácil resposta: a prefeita Luciana Trinta ao lutar pela aquisição deles não pensava em usá-los no devido fim e sim, tão somente usá-los como peça publicitária de seu desgoverno.

Não é difícil imaginar que essas lanchas do transporte escolar e as da saúde venham ter alguma utilidade em breve. Não no que diz seu propósito, mas a serviço da campanha política da prefeita, que através dela ou de um ou uma preposto (a) tentará se mantiver no poder.

Alguém poderá dizer que não, porque isso é ilegal, a lei não permite, mas essa coisa em Araioses é conversa para boi dormir. Luciana Trinta ao manter milhares de contratados na prefeitura e por isso não ser incomodada por ninguém, vai continuar fazendo o que bem entende, pois ela não está em aí para MP ou Poder Legislativo, que até hoje não acionaram o judiciário sobre as improbidades por ela cometidas.

No ancoradora de Barreiras estão as lanchas que eram para estar a serviço da saúde e do transporte escolar

Sobre o programa – Caminho da Escola

O programa Caminho da Escola foi criado em 2007 com o objetivo de renovar a frota de veículos escolares, garantir segurança e qualidade ao transporte dos estudantes e contribuir para a redução da evasão escolar, ampliando, por meio do transporte diário, o acesso e a permanência na escola dos estudantes matriculados na educação básica da zona rural das redes estaduais e municipais. O programa também visa à padronização dos veículos de transporte escolar, à redução dos preços dos veículos e ao aumento da transparência nessas aquisições.

O governo federal, por meio do FNDE e em parceria com o Inmetro, oferece um veículo com especificações exclusivas, próprias para o transporte de estudantes, e adequado às condições de trafegabilidade das vias das zonas rural e urbana brasileira.

Com os ônibus escolares de Araioses, também do mesmo programa federal, já tivemos exemplo de uso indevido, quando a prefeita cedeu-os, dias atrás, para transportarem uns grupos de jovens que foram participar de um evento em São Bernardo. Enquanto isso, centenas de alunos não assistiram aulas porque não teve transporte escolar.

E ficou por isso mesmo!

Enquanto isso alunos correm risco de vida ao andarem em transporte inapropriado

Suspeito na morte de jornalista é ouvido pela polícia do Maranhão

Nenhum detalhe sobre as declarações do homem foi divulgado pela polícia.

Além deste, outro homem foi ouvido nesta quinta-feira (26), em São Luís.

Do G1 MA

Homens foram ouvidos pela polícia a portas fechadas (Foto: Reprodução/TV Mirante)

O homem preso nesta quarta-feira (25), suspeito de envolvimento na morte do jornalista Décio Sá, prestou depoimento na Delegacia de Homicídios, durante toda esta quinta-feira (26), em São Luís. A polícia não deu qualquer detalhe sobre as declarações do suspeito.

Os policiais chegaram ao homem, por meio de informações do Disque-Denúncia. Ele foi apontado pela maioria das pessoas como um dos envolvidos na morte do jornalista Décio Sá. O secretário-adjunto de Inteligência e Assuntos Estratégicos, Laércio Costa, também confirmou na manhã de hoje (26) que o suspeito pode ter ajudado na fuga do assassino.

Outro homem detido
O segundo homem, que estava na companhia do suspeito, também foi ouvido pela polícia nesta quinta-feira (26). No momento da prisão, ele estava armado com um revólver calibre 38.

O principal suspeito preso na noite de ontem (25), na Vila Pirâmide, bairro Araçagi, já responde por duas condenações, informação confirmada pelo delegado Maymone Barros, que integra a força-tarefa da investigação sobre a morte do jornalista Décio Sá.

Imagens
A polícia já têm em seu poder imagens de câmeras de circuito de segurança, do percurso feito pelo jornalista, entre a sua saída do seu local de trabalho até a Avenida Litorânea, onde Décio Sá foi executado com cinco tiros na noite da última segunda-feira (23).

Entenda o caso
O jornalista Décio Sá foi morto a tiros por volta de 22h40, em um bar da Avenida Litorânea. De acordo com testemunhas, os suspeitos chegaram em uma motocicleta, executaram o jornalista e fugiram do local.

Em menos de duas horas, a polícia encontrou o cartucho da arma que teria sido utilizada no crime. A peça passou nesta quarta-feira (25) por uma análise química, que permitirá um resultado mais preciso sobre as impressões digitais do assassino do jornalista Décio Sá.

Qualquer informação sobre os assassinos do jornalista, pode ser passada ao Disque-Denúncia, pelos telefones 3223-5800, na capital, e 0300 313 5800, no interior do Estado. Não é necessário se identificar.

Na saída de São Luís, Polícia Militar apreende 51 tijolos de maconha prensada

Policiais militares do 6º BPM prenderam em flagrante delito, na madrugada desta quinta-feira (26), Diego Cantanhede Silva, 28 anos e Vando Almeida, 35 anos, que estavam transportando uma grande quantidade de drogas, no interior de um veículo, na Barreira da Polícia Militar na Estiva, saída de São Luís.

De acordo com informações policiais, após uma revista foram encontrados 48 tijolos de maconha prensada escondidos em várias partes do veículo Peugeot, de cor preta, placa NMV-2887.

Conforme explicou a delegada-adjunta do Departamento de Nacórticos, Wanda Moura, a pesagem da droga apreendida na madrugada é equivalente a 43 quilos. Logo após a apreensão dos entorpecentes, o veículo foi encaminhado para o Denarc, e vistoriado na manhã desta quinta-feira (26), onde foram encontrados mais três tijolos, somando-se ao todo 51 tijolos, que chega aproximadamente a 45 quilos de maconha.

Segundo a delegada, Vando relatou em seu depoimento que, eles estavam indo para a cidade de Santa Rita, e que entregaria a droga a um homem identificado apenas como Pedro. Pelo serviço, ele receberia uma quantia de R$ 800,00 para transportar o produto, e voltaria para São Luís em outro veículo.

Já o Diego afirmou que não sabia da droga, e que o automóvel que eles estavam conduzindo tem um mandado de busca e apreensão, e que o mesmo iria ficar em Santa Rita. Além da droga, foram apreendidos dois aparelhos celulares e uma quantia equivalente a R$ 1.170,00 em espécie.

A polícia ainda vai investigar a procedência do veículo e a participação de um terceiro indivíduo envolvido no tráfico de drogas.  Diego Cantanhede Silva e Vando Almeida foram autuados por tráfico de drogas e associação ao tráfico, e encaminhados para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas.

Gorilas diplomados: é assim que a OAB vê os jornalistas???

Blog do Marco D’Eça

A expressão acima foi usada por ninguém menos que o presidente da Comissão de Direitos Humanos da seccional da Ordem dos Advogados do Brasil, Antonio Pedrosa.

Para Pedrosa, jornalistas não passam de gorilas diplomados

Expressão covarde, insensível e, acima de tudo, preconceituosa.

Em seu blog, ao falar do crime contra Décio, com clara intenção de se eximir da responsabilidade como membro de um órgão tão representativo, Pedrosa usou a pérola ofensiva como que para dizer: é problema deles; que se virem!

– Não derramei lágrimas de crocodilo no velório , no qual nãoa ceitaria confortavelemtne comparecer. Sempre discordei dessa linha de jornalismo que, no estado, é composta por um pequeno grupo de gorilas diplomados – afirmou quem deveria afirmar os direitos humanos. (Leia aqui)

A simples expressão gorila já estaria carregada de preconceito por si só. Afinal, Décio era negro.

Mas a carga de covardia, insensibilidade e omissão é ainda maior por que vinda de alguém que deveria lutar pelos direitos humanos em toda a sua plenitude.

E mostra exatamente como as castas que se acham acima do bem e do mal vêem os profissionais de comunicação no estado.

Postura simplesmente deplorável…